Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Eleições 2020: PDT e PSOL decidem proibir candidaturas que passaram por movimentos de ‘renovação política’

Por Redação

21 de agosto de 2020 : 10h21

O PDT e o PSOL decidiram romper com os grupos RenovaBR, Raps e Acredito após divergências programáticas em pautas como a reforma da Previdência.

No caso dos psolistas, a cúpula defende uma “inteira independência dos interesses privados”, evitando o conflito de interesses entre o PSOL e os movimentos.

A decisão foi baseada após o lançamento da candidatura de Thaís Ferreira a vereadora no Rio.

Atualmente, Thais é suplente na Alerj após conquistar mais de 24 mil votos para deputada estadual em 2018 e foi integrante do RenovaBR e da Raps.

Já no PDT, o voto favorável da deputada federal Tábata Amaral (SP) na reforma da Previdência foi o estopim do que o presidente Nacional da sigla, Carlos Lupi, chamou de “dupla militância”.

Lupi disso ao GLOBO que os integrantes desses grupos são “patrocinados, ganham bolsas” e que o partido vai vetar candidatos desses movimentos.

Após a votação da Reforma da Previdência, o vice-presidente do PDT, Ciro Gomes, classificou os grupos de “partidos clandestinos”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Laio do Valle

30 de agosto de 2020 às 22h12

Se querem defender a narrativa neoliberal entreguista que migrem para o “NOVO”.

Lá serem bem recebidas!

Responder

Alex

27 de agosto de 2020 às 13h37

Estes “movimentos” não são nada mais que fábricas de adestrados pela elite financeira para defender os interesses do 1% mais rico. Não tem nada de popular, nem democrático. Incrível ainda alguém se enganar…

Responder

luiz carlos

22 de agosto de 2020 às 21h18

São muito contraditorios esses movimentos com os que prediz linha mestra dos partidos.

Responder

Batista

22 de agosto de 2020 às 14h15

Redação, quando uma coisa é O PDT do ‘Das Massas’ e outra coisa é o PSOL:

Por Thaís Ferreira

Por que eu, uma mulher negra, estou sendo comparada com a Tábata Amaral nas vésperas da próxima eleição?
Quem está comparando?!
Sou uma mulher negra, mãe de três, criada em Vaz Lobo e que só teve oportunidade de acessar o conhecimento de Harvard através de sua plataforma online e gratuita.
O que tenho em comum a deputada Tábata Amaral?
Não frequentamos os mesmos lugares, nunca comemos do mesmo prato, não somos amigas.
Não moramos no mesmo bairro, não circulamos pelos mesmos rolés, e que eu saiba ela nunca fez uma rima na rua comigo.
Li com espanto notícias que circularam nos últimos dias em veículos da imprensa, aliás com textos parecidos, sempre citando fontes filiadas ao PSOL, que é o meu próprio partido (!), buscando me associar a uma pessoa que não tem nada a ver comigo. É o que?
Nós fizemos o mesmo curso durante 5 meses, e saímos iguais?
Eu recebi o conteúdo dos professores das universidades da classe média branca durante 5 meses, onde eles costumam passar anos, e me tornei uma agente infiltrada?!
Eu nunca teria apoiado a reforma da previdência, pela qual Tábata se tornou conhecida.
Sou de uma família que precisa olhar com muita atenção a maneira como se retiram poucos direitos em áreas como essa da previdência.
Porque muitos na minha família dependem da aposentadoria pelo INSS.
Assim como sou contra privatização da CEDAE, porque o peso da conta da água no orçamento dos meus é maior.
Assim como sou contra o teto de gastos e o fim dos auxílios emergenciais durante a pandemia porque sei que essas são políticas que não interessam para periferia onde eu tenho todas as minhas raízes…

Responder

Adevir

21 de agosto de 2020 às 19h50

Os movimentos de renovação politica tbm nao combinam em nada com as decrepicidades ideológicas que esses partidos defendem.

Responder

Fábio maia

21 de agosto de 2020 às 12h46

Tabata e a cara do PDT, e da aliança nacional com o BOTAFOGO. Contradição irresponsável. Fica tabata

Responder

Jerson7

21 de agosto de 2020 às 12h13

Esse comunistoides anos 70 vou te contar…

Responder

Hilux12

21 de agosto de 2020 às 12h00

Isso, deixem os jovens de lado e apostem nos velhos podres de mofo de sempre para o futuro….que com certeza vai dar certo !! Kkkkkkkk

A idiotice nao tem limites.

Responder

    Richard Zimmermann

    24 de agosto de 2020 às 20h08

    De novo essas Tábatas, são só a capa, por dentro, tem os Leman, nada novos, puxando as cordas e transformando partidos com história em barrigas de aluguel dessa gente que depois de nascer (se eleger) vota contra os trabalhadores.

    Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?