Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Ricardo Wolffenbuttel/ Governo SC

Brasil tem 49,8 mil novos casos de covid-19 e 698 mortes em 24 horas

Por Redação

02 de dezembro de 2020 : 20h19

Desde o início da pandemia, o número de contaminados soma 6,4 milhões

Publicado em 02/12/2020 – 19:33

Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

Agência Brasil — Nas últimas 24 horas, foram registrados 49.863 novos casos de covid-19 e 698 mortes em consequência da doença. Os dados estão na atualização diária divulgada pelo Ministério da Saúde.

Com as novas mortes notificadas pelas autoridades de saúde, o total de vidas perdidas para a pandemia de covid-19 chegou a 174.515. Ontem (1º), o sistema do Ministério da Saúde (MS) trazia 173.817 óbitos. Ainda há 2.164 falecimentos em investigação.

Desde o início da pandemia, em março deste ano, o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus atingiu 6.436.650. Ontem, o painel do MS marcava 6.386.787 casos acumulados.

Ainda conforme a atualização do órgão, há 563.782 pacientes em acompanhamento. Outras 5.698.353 pessoas já se recuperaram da doença.

Estados

São Paulo (42.456) tem o maior número de mortes registradas até hoje e é seguido por Rio de Janeiro (22.764), Minas Gerais (10.121), Ceará (9.640) e Pernambuco (9.082). As unidades da federação com menos óbitos pela doença são Acre (727), Roraima (734), Amapá (814), Tocantins (1.170) e Rondônia (1.579).

Edição: Kelly Oliveira

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe uma resposta