Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Paes afaga Huck e afirma ser mais à esquerda do DEM

Por Redação

05 de dezembro de 2020 : 14h36

Neste sábado, 5, o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM), concedeu entrevista ao Estadão e afagou o apresentador Luciano Huck, cotado a ser candidato a Presidência da República em 2022. Atualmente, o global negocia junto a ACM Neto e Rodrigo Maia, sua filiação ao DEM.

“Num partido com as características do DEM, que é bem amplo, tem espaço para todo tipo de gente entrar. Eu sou um cara mais à esquerda, na prática. O Huck é um bom nome, um excepcional nome”.

Além disso, Paes também disse que Huck é uma pessoa de diálogo e que isso o fortalece como alternativa ao presidente Jair Bolsonaro.

“Mas o estilo do Huck é muito de diálogo, pela própria história. A atividade profissional dele demanda diálogo, saber estar com o diferente”

Questionado sobre como avalia o Governo Bolsonaro, o prefeito esquivou-se e rechaçou a hipótese de ser candidato ao Palácio das Laranjeiras em 2022.

“Não fico fazendo avaliação, trabalho em parceria com o governo. Não sou analista político”, disse.

“Não há a menor hipótese. Digo e repito: eu adoro ser prefeito do Rio, fui por oito anos e serei de novo por quatro anos com o maior prazer”, complementou.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

H. Upmann

05 de dezembro de 2020 às 18h07

Paes, Doria, Ciro, Moro, Huck, Nhonho…is the new esquerda !! Kkkkkkkkkkk

Responder

Edson

05 de dezembro de 2020 às 16h01

Eduardo Paes: político profissional. Não tenho nada contra aqueles que exercem a política como carreira, como uma profissão, mas poderiam ser profissionais melhores, terem conhecimento básico de teoria política e um pouco mais de pudor ao se posicionarem, tanto profissionalmente como ideologicamente.
O Eduardo Paes, faz pouco tempo, estava articulado com o Sérgio Cabral. Era ele, o Lula e o Sérgio Cabral…e o marketing de um Rio de Janeiro e de um Brasil maravilhosos. Tudo desabou porque era artificial e não tinha nenhuma base de coerência política ou coerência técnica. Naquele tempo, em um Brasil mais arrumado após a superação da hiperinflação e abastecido economicamente pelo aumento da demanda mundial proporcionada pelo crescimento de China e Índia em 14% e 8% respectivamente, esses caras ficaram bem bonitos. Agora, com a crise provocada por seus erros, por suas escolhas de políticas erradas e por um mar de corrupção – e não queira o sr. Eduardo Paes se isentar, porque era parte da sustentação daquela farsa, agora é que eu quero ver ele continuar bonito. Ele ganhou no voto e seu mandato – mais um – é legítimo. Eu preferia uma renovação, e a julgar pelo exercício de simpatia profissional, Eduardo não mudou nada, é o mesmo velho político, com seus vícios e cacoetes, para quem Sérgio Cabral, Lula, Dilma ou o político da vez, tanto faz, desde que ele se dê bem. Agora, sem dinheiro e naufragado na crise que ajudou a criar e que deu no bols… (Me nego a grafar com maiúsculas e até a escrever o nome desse sincofanta; as reticências, mesmo tão Céline, me ajudam a evitar de escrever). Mas, voltando: agora, dentro da crise que ajudou a criar e sem dinheiro para farras olímpicas, quero ver o que o senhor mostra, sr. Eduardo Paes.
edsonmaverick@yahoo.com.br

Responder

Ronei

05 de dezembro de 2020 às 15h59

É Huck 2022 Bibas, de jatinho e yacht…kkkkkkkkkk

Responder

Alan C

05 de dezembro de 2020 às 15h19

Tá na dele, todo mundo sabe que Paes é o político mais vaselina de todos atualmente.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?