Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

PT articula candidatura de Pimenta e põe em risco frente ampla contra Bolsonaro

Por Redação

18 de dezembro de 2020 : 21h37

Horas depois de aderir ao bloco liderado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o PT decidiu articular a candidatura do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) para a presidência da Câmara.

Fonte: Reprodução / Twitter

A decisão entra em choque com o posicionamento do bloco de Maia que tenta formar uma frente ampla para derrotar o líder do Centrão na Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que é o candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro. Até o momento, PSB, PCdoB, PDT, DEM, PSDB, MDB, PV, REDE, Cidadania, PSL e o próprio PT fecharam adesão ao grupo de Maia.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

19 de dezembro de 2020 às 12h40

Será que ao menos posso cogitar ter um presidente da Câmara da estatura de um Paulo Pimenta, ou Paulo Teixeira, ou Marcelo Freixo, ou Orlando Silva, ou Jandira Feghali, ou André Figueiredo, ou Alessandro Molon. Será que é pedir demais?

Responder

    Alex

    20 de dezembro de 2020 às 20h18

    A presidencia da Camara nao pode ficar com gnt tão insignificante assim.

    Responder

Edson Luiz.

19 de dezembro de 2020 às 12h08

Olho para a ‘práxis’ de cada um desses partidos identificados à esquerda e sempre penso que das entranhas do PSB, do PDT, do PCdoB, do Cidadania, do Rede e do PV, mesclando com alguns nomes que estão em partidos-ônibus, daria para formar o partido de Centro-Esquerda que o Brasil precisa e que não tem: maduro e realmente progressista na economia, o que implica em buscar sempre o crescimento, mas sempre também buscar responsabilidade fiscal, e progressista nas questões identitárias, sem cooptar os movimentos sociais, sem instrumentalizá-los para o interesse partidário, fragilizando toda a sociedade e expondo-a ao malígno. Um partido realmente radical no compromisso de voltar o Estado para atender a necessidade dos 50% mais necessitados do poder público sem, no entanto, usá-los covardemente.
Nesse partido caberia sim o Rodrigo Maia, talvez. Ele me parece mais um sujeito que quer um sigla mais à centro-esquerda e como não vê muita chance de convívio nessas que temos, vai ficando onde está.

Responder

    Batista

    20 de dezembro de 2020 às 14h12

    Somewhere Over The Rainbow

    Em algum lugar além do arco-íris
    Bem lá no alto
    Tem uma terra que eu ouvi falar
    Um dia numa canção de ninar

    Em algum lugar além do arco-íris
    Os céus são azuis
    E os sonhos que você ousa sonhar
    Realmente se realizam
    Um dia vou fazer um pedido pra uma estrela
    E acordar bem além das nuvens
    Onde problemas derretem como gotas de limão
    Acima das chaminés
    É lá que você vai me encontrar

    Em algum lugar além do arco-íris
    Pássaros azuis voam
    Pássaros voam por cima do arco-íris
    Então por que, por que eu também não posso?
    Se felizes passarinhos azuis voam
    Para além do arco-íris
    por que, oh por que eu também não posso?

    Responder

Marcelo

19 de dezembro de 2020 às 00h32

O editor não entendeu quando foi usado a seguinte frase: “ sem prejuízo de outras sugestões” ou só quer criar confusão?

Responder

Alexandre Neres

18 de dezembro de 2020 às 23h41

Parece que nem sequer sonhar pode mais. Estamos que nem aquela fábula dos macaquinhos que quando um tenta subir para o segundo andar, os próprios pares descem o porrete. Temos que nos contentar, Baleia Rossi é o ideal, não é isso?

Em vez de abordar a notícia de que vários deputados do PSB, pelo menos metade, assinaram um manifesto para não apoiar o candidato de Maia, dentre os quais João Mamão Campos, com desculpas as mais esfarrapadas, quando na verdade estão piscando para o Lira.

O PSB está louquinho para trair. E olhe que disso ele entende.

Responder

Alan C

18 de dezembro de 2020 às 23h28

Mas só faltava essa na política nacional, esse bosta achando que é alguma coisa no cenário político.

VAI TRABALHAR SEU IMPRESTÁVEL!!

Responder

    Luiz Alberto

    19 de dezembro de 2020 às 17h02

    Vai te enxergar!

    Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?