Live do Cafezinho (19h): que segurança pública que queremos?

Do Republicanos ao PT, candidatura de Pacheco (DEM) ganha força e recebe apoio do PL no Senado

Por Redação

12 de janeiro de 2021 : 15h07

A candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-AP) para a presidência do Senado, recebeu o apoio do PL. O anúncio do partido foi feita na tarde desta terça-feira, 12.

Fonte: Reprodução / Twitter

Aliado do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), o congressista mineiro é o candidato oficial do presidente Jair Bolsonaro e o seu bloco é formado por DEM, PL, PROS, PSC, PSD, PT e Republicanos. Ao todo, são 32 senadores dos 41 votos necessários para vencer a disputa.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre Neres

12 de janeiro de 2021 às 16h40

Vou explicar porque acho engraçada a saraivada de matérias sobre o assunto. Chama-me a atenção de que mesmo no campo progressista o influxo bolsonarista é grande. A falta de análise crítica salta aos olhos.

Maia e Alcolumbre serviram de anteparo a Bolsonaro e prestaram um grande serviço a ele. Os dois sempre foram aliados e são do DEM. Depois que tentaram dar o golpe na CF, com o apoio do Cafezinho, ao ter sido rejeitada a reeleição de ambos, comenta-se que a relação deles estremeceu.

Este blogue defende ardorosamente o bloco de Maia, o farialimer-mor da nação, como se representasse uma grande oposição a Bolsonaro. Parece piada. O seu candidato, Baleia Rossi, por incrível que possa parecer, foi mais fiel a Bolsonaro do que o bolsonarista Lira.

Por sua vez, o blogue critica fortemente Rodrigo Pacheco, que é do mesmo partido de Maia e de Alcolumbre, como se ele tivesse uma ligação íntima com Bolsonaro, ao passo que defende pelo visto a candidatura do MDB, que inclusive convidou Bolsonaro para se filiar ao partido. Dizem que na arraia-miúda há um burburinho de que depois das eleições das mesas, como forma de capturar Bolsonero, Temer irá substituir Ernesto Araújo nas Relações Exteriores.

Dito isto, reitero que sou contra o PT apoiar Baleia Rossi e Rodrigo Pacheco, como não raras vezes estou ao lado do PSOL, muito menos apoiaria Arthur Lira ou Simone Tebet.

O que acho curioso é que o blogue vai conseguir açular a matilha, que vai aquiescer com essas teses as mais contraditórias e desprovidas de qualquer senso, de forma acrítica, a qual vai aderir bovinamente como o gado bolsonarista. Estou dizendo isso antes dos comentários serem publicados.

Para agradar ao Cafezinho, quem me dera se o candidato da Cãmara fosse o Molon ou o André Figueiredo, bem como se o do Senado fosse o Cid Gomes. Nestes votaria de olhos fechados.

Responder

Deixe uma resposta