Paris Café Extra: Finanças Funcionais, uma revolução copernicaniana na economia

Ministro de Bolsonaro responde a inquérito no STF e usa Jesus como justificativa

Por Redação

25 de janeiro de 2021 : 16h06

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, confessou em um culto neste domingo, 24, numa igreja evangélica em Santos (SP), que responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por “defender o que a Bíblia diz” e usou Jesus Cristo para justificar seu ato.

“A Bíblia diz que chegaria um momento em que as pessoas confundiriam o certo e o errado. O inquérito que eu enfrento no STF tem a ver com isso, com algo que Jesus não teve receio de dizer que não é o caminho certo”

Além disso, Ribeiro ironizou o fato ao dizer que não responde por outros crimes.

“Meu coração está tranquilo porque não fui chamado no STF para responder por desvio de dinheiro ou corrupção, mas por que eu disse o que a Bíblia diz”

Em maio do ano passado, a Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou Ribeiro por homofobia após afirmar ao Estadão que a homossexualidade não é normal e responsabilizou “famílias desajustadas”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Evair

25 de janeiro de 2021 às 20h40

Evangélico segundo o evangelho de Judas Iscariotes,se tivesse vergonha na cara,amarrava uma corda e pulava de uma árvore!

Responder

Paulo

25 de janeiro de 2021 às 19h30

É o nível desse Governo. Por que será que os evangélicos vivem com a Bíblia debaixo do braço e não sabem interpretá-la?

Responder

Alan C

25 de janeiro de 2021 às 16h44

Irão todos pra cadeia em 2023.

Responder

Schell

25 de janeiro de 2021 às 16h16

O pior é que alguns são – ainda – mais cretinos do que outros.
Esse imbecil consegue emporcalhar até mesmo a bíblia com seu discurso de merda.

Responder

Deixe uma resposta