PARIS CAFÉ: Lula volta ao jogo e polariza com Bolsonaro. Quais os novos desafios?

PoderData: Lula abre quase 20 pontos de vantagem sobre Bolsonaro no segundo turno

Por Redação

14 de abril de 2021 : 19h56

Nova pesquisa eleitoral do Poder 360, divulgada há pouco, traz o ex-presidente Lula com uma vantagem sólida sobre Bolsonaro, num eventual segundo turno.

Segundo a sondagem, o ex-presidente teria hoje 52%, contra 34% de Bolsonaro.

Ironicamente, Bolsonaro registra vantagem numerica apenas sobre Sergio Moro e Doria.

Caso fosse o candidato a disputar o segundo turno com Bolsonaro, o apresentador Luciano Huck também teria uma vantagem sólida de 13 pontos, sobre o atual presidente, marando 48%, contra 35% de Bolsonaro.

Num eventual segundo turno com Ciro Gomes, o atual presidente também perdeu a vantagem que tinha, meses atrás, e agora está empatado, em 38% X 38%.

No primeiro turno, a pesquisa Poder 360 mostra uma eleição profundamente polarizada entre lulismo e bolsonarismo, repetindo o que houve em 2018.

Lula tem 34%, contra 31% de Bolsonaro.

Os outros candidatos quase desaparecem do mapa.

Moro, que parecia um campeão de voto, agora tem apenas 3%.

Ciro, que tinha 10%, caiu para 5% após a entrada de Lula, e agora oscilou para 6%. É mais ou menos o que ele tinha em 2018, sempre que havia o ex-presidente no páreo.

Huck, aparentemente, já está fora da disputa, após aceitar um novo contrato da Globo para assumir o lugar de Faustão. Sua pontuação no segundo turno parece, no entanto, um pouco exagerada, como se a pesquisa quisesse dar uma última “força” para que ele participe.

Até mesmo Boulos, que chegou a pontuar 5 pontos em pesquisas anteriores, hoje dá traço.

A esperança da terceira via agora é o derretimento de Bolsonaro, o que, a preço de hoje, ainda é difícil acreditar.

Segundo a mesma pesquisa, a rejeição a Lula é a menor de todas, 41%. Bolsonaro tem rejeição de 50%. Sergio Moro, por sua vez, é o presidenciável com o mais alto índice de rejeição, com 60%.

Ciro Gomes e Doria também tem altos índices de rejeição, de 57% e 55%, respectivamente.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Getúlio

15 de abril de 2021 às 12h22

As forças progressistas deveriam abraçar de vez as candidaturas Lula ou Haddad para viabilizar uma derrota acachapante no bolsonarismo, viabilizando também a eleição de deputados e senadores progressistas para formar maioria no congresso.

Responder

ARY BOREL DE AGUIAR NETO

15 de abril de 2021 às 12h19

Olê olê olê Olá, Lula, Lula lá!
Estou esperando dizerem que estavam errados e que a “polarização” realmente não é benéfica p a extrema direita.
Mas…

Responder

James

15 de abril de 2021 às 11h48

Miguel, você que é amigo do Ciro podia cobrar dele que, pelo bem do Brasil, desista da sua candidatura em prol do único candidato que tem chance real de ganhar do Bolsonaro em 2022, pois foi exatamente isso que ele exigiu do PT em 2018, e se, agora que o país foi tomado de assalto por fascistas, negacionistas, terraplanistas, bolsonaristas e outros trogloditas do mesmo jaez, se o Ciro não mantiver a coerência, vai ficar parecendo que tudo não passou de nauseante oportunismo, não é mesmo?

Responder

    Batista

    16 de abril de 2021 às 11h54

    Cruel, muito cruel…

    Responder

Beatriz

15 de abril de 2021 às 10h54

Miguel, por favor, tente puxar a iniciativa de uma pesquisa que contenha só os pré-candidatos anunciados até então e revele os resultados pra gente… Essa metodologia fraudulenta de inserir falsos pré-candidatos cria projeções e comportamentos de massa que viram uma bola de neve e afetam muito a negociação partidária…

Responder

Beatriz

15 de abril de 2021 às 10h51

00000 confiança nas pesquisas desse “instituto”… sempre baixaram o percentual do Ciro e inflaram os percentuais do PT…
todas essas pesquisas deveriam ser retiradas, pois inserem como candidatos pessoas que jamais mencionaram participar do pleito… é assim (colocando mais candidatos do que há) que se monta a fraude pra impedir de acompanharmos o real desempenho de Ciro como terceira via…

Responder

    Batista

    16 de abril de 2021 às 11h40

    Beatriz Paraná
    Olha o vexame
    O ambiente exige respeito
    Pelos estatutos
    Da nossa gafieira
    Analise a noite inteira
    Mas analise direito
    Aliás
    Pelo artigo 120
    A distinta que fizer o seguinte:
    Subir na parede
    Dançar de pé pro ar
    Debruçar-se na pesquisa sem querer acreditar
    Abusar da esperneada
    De maneira folgazã
    Prejudicando hoje
    A boa pesquisa de amanhã
    Será distintamente observada
    Se balançar o corpo
    Vai pra mão da delegada.
    Tá bem, moça?
    Olha o vexame…

    (Adaptação do ‘Estatuto da Gafieira’, de Billy Blanco)

    Responder

Tony

15 de abril de 2021 às 10h43

E’ pra rir né…?!

Responder

Manoel

15 de abril de 2021 às 10h33

Chega fácil aos 60% .

Responder

Tiago Silva

15 de abril de 2021 às 10h25

Interessante é que Ciro e Lula, ao se observar a estratificação de perfil de eleitores, são complementares… realmente seriam uma chapa imbatível (porém isso só seria possível antes de 2018).

O Lula tem histórico de eleitores em algo em torno de 25% a 30% e por isso inviabiliza que outro candidato de esquerda consiga ir para segundo turno. Enquanto o Bozismo tem um público fiel de algo em torno de 25% a 30% (núcleo duro entre empresários, homens, com mais de 10 SM e principalmente no Sul e interior, além dos petencostais) que também inviabiliza outro candidato de direita a chegar ao segundo turno… Por isso fizeram o Golpe para que Lula não concorresse em 2018 e parece que querem repetir ao criarem um código processual para o Lula enquanto ele estiver em primeiro nas pesquisas eleitorais para 2022. O PSDB/DEM/Globo (e seus candidatos a “Novo Collor” como Dória, Huck, Moro, Eduardo Leite e até o Gentilli) caso não consigam desgastar esse público fiel ao Bozismo… provavelmente vão tentar usar a CPI para tirar lhes o Bozo do caminho (só precisa convencer os demais do Centrão).

Foi oportunizado a Ciro em 2018 a mesma estratégia que a Argentina realizou com sucesso recentemente, pois quando chamaram para Ciro ser vice do Lula em 2018 já se viabilizava a possibilidade de golpe e Ciro não aceitou ser vice do Lula, que depois assumiria a cabeça da chapa com provavelmente Haddad de vice do Ciro. E ainda além disso, ainda queimou as pontes com o PT (e eleitores do PT) ao tentar ser uma “Biruta de Aeroporto” e para buscar a classe média radicalizada ao invés de descortinar o Bozo e principalmente o corrupto do Sérgio Moro (que seria um adversário fraco em embates comunicacionais)… preferiu insuflar o antipetismo que só lhe tirou voto de quem poderia votar no Ciro (eleitores do PT) e só deu munição à direita mblista contra a esquerda, mas que é um eleitorado que só votaria no Ciro se descorinassem todas as outras opções (Aécio, Bozo, Dória, Moro, Huck, Eduardo Leite, Gentilli).

O pior é que Ciro estagnou para algo em torno de 10%, aumentou em muito seu índice de rejeição (e potencial de votantes), além de queimar sua viabilidade ao ter contra si também o ódio de eleitores de esquerda que já o acham uma “quinta coluna” fazendo o jogo do PSDB/DEM.

Uma pena, pois a sociedade continua polarizada (onde o voto útil conta muito) e a soma dos votantes na direita ainda é superior à votação da esquerda (51% a 40%) que está descoordenada, não trabalha por nichos e busca se sabotar frequentemente.

Quanta falta faz Brizola, pois não adianta ter especialistas em comunicação como João Santana falando o óbvio… mas faltar que essa comunicação estivesse coerente com as ações (e aí se incluem tanto os desastres estratégicos de Dilma e Ciro)!!!

Responder

    Tiago Silva

    15 de abril de 2021 às 10h49

    * desastre estratégico da Dilma principalmente após as eleições de 2014 (deveriam ter escolhido outro candidato com mais experiência política, que também oferecesse uma simbologia ao eleitorado, mas principalmente que fizesse as “reformas de base” e não a política do derrotado PSDB com Joaquim Levi – a melhor opção nessa época poderia ter sido Ciro ou até o Paulo Paim que já anteciparia um embate de um “Obama Brasileiro” contra um “Trump Brasileiro Bozista” que surgiria depois e nos assolaria com esse neoliberalismo direitopata que naturaliza a necropolítica.

    * Desastre estratégico do Ciro em 2018 ao não aceitar ser vice do Lula pra depois ser cabeça de chapa com o provável golpe que iria ocorrer, mas principalmente após 2018 em insuflar o antipetismo que só favorece a direita.

    Responder

    Tiago Silva

    15 de abril de 2021 às 10h58

    * Quando se escreveu que a “soma dos votantes na direita ainda é superior à votação da esquerda (51% a 40%)”, considerou-se os votos em Huck como de eleitores de direita, mas também considerando que quem vota em Huck parece-nos que não teria um voto ideologizado, então poderia se dividir seus eleitores para ter nova configuração de voto útil da Direita x Esquerda (para algo em torno de 48%/46% x 43%/45%) que ainda não é confortável para a esquerda.

    Responder

Francisco*

15 de abril de 2021 às 02h50

Enquanto o NYT e o Le Monde, em mesma semana, escancaram aos que estão livres do cercadinho da desinformação da mídia golpista do Brasil, a que se destinou a lavajateira a partir de interesses geopolíticos do irmão do norte…

O TCU absolve Dilma no caso da Refinaria de Pasadena.

Lewandowski, em sessão pra lá de exótica do STF provocada pelo pitoresco ioiô jurídico, ‘Aha Uhu… é Nosso’, demonstra de forma cabal a existência de justiça particular para perseguir o ‘paciente cidadão’ Luiz Inácio Lula da Silva, pelo ‘crime’ do povo quere-lo presidente do Brasil, para novamente tira-lo do brejo onde a golpista classe dominante o atolou com o golpe de 2016, da mesma forma que o tirou antes, do alçapão do FMI em 2004, pelas quebras triplas do Brasil de FHC, aquele do Apagão.

Delegado da PF tenta melar as gravações perigosas de lavajateiros, obtidas na operação ‘Spoofing’, com armação de ‘laudo paralelo’ visando tentar aliviar a barra do bando, sobretudo do chefão, o Russo, que descoberto, acabou valendo-lhe o afastamento do comando do Serviços de Inquéritos.

E para desespero da mídia golpista que tenta esconder tudo isso, o PoderData com sua última pesquisa, hoje divulgada, fecha a conta amarga dos desesperados da Casa Grande e dos alucinados da mediocridade do ódio, ao anunciar Lula com a menor rejeição e batendo Bolsonaro no segundo turno de 2022, com folga.

E é só o começo…

Responder

Netho

14 de abril de 2021 às 23h55

Dizem que não há coincidência em política. Muito menos à véspera de julgamento de candidaturas.
O DATAFOLHA entra em campo recolhendo dados para a pesquisa de abri após o julgamento do STF, que ditará o rumo sucessório de 2022, haja vista que os especialistas consideram não haver condições de impedir o sapo barbudo de participar do pleito futuro, mesmo se condenado em primeira instância até abril de 2022 nos demais processos em curso no Judiciário, além do Triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia, do terreno do Instituto Lula e do apartamento conjugado à moradia de São Bernardo.
Agora é com o STF e a turma da bufunfa.
A conferir o próximo DATAFOLHA.

Responder

    Alexandre Neres

    16 de abril de 2021 às 12h22

    “Receitem, por favor, doses elevadas de Rivotril para os extremistas de direita e para esta categoria realmente insólita surgida em certo colunismo: os extremistas de centro. Daqui a pouco, será preciso chamar o ‘Bonde do Tigrão’ para fazer uma releitura de ‘Elas estão descontroladas’.

    Uns e outros, ainda que se estranhando, estavam, na prática, a advogar que o STF fizesse um ‘julgamento político’ da anulação dos processos que dizem respeito a Lula que tramitaram na 13ª Vara Federal de Curitiba.” Tio Rei

    Responder

Jhonatan

14 de abril de 2021 às 22h23

Acho que agora a candidatura do Ciro foi por água abaixo mesmo. Com 52% de intenção de voto pro Lula ficará bem difícil alguém chegar nesse patamar…

Responder

Weber Refkalefsky

14 de abril de 2021 às 22h16

Essa pesquisa foi feita em Cuba , Venezuela , China , aonde ? porque no Brasil , as pesquisas sérias mostram outros resultados bem diferentes . Informe por favor ….

Responder

Alexandre Neres

14 de abril de 2021 às 21h53

Quem te viu, quem te vê. Lula, o menos rejeitado. Moro, o mais.

Responder

Élido Pereira da Silva

14 de abril de 2021 às 21h42

Essa pesquisa merece uma análise detalhada.
O derretimento de Sérgio Moro é explicável e facilmente compreensível pelos fatos atuais, todavia, o que justifica a alavancagem de Luciano Huck? Quais fatos sucederam ao apresentador que o fizeram a subir nas pesquisas? O fato dele aceitar o Domingão da Globo o faria ser lembrado como presidenciável?
Outro detalhe interessante é o fato de Amoedo ter subido 2 pontos percentuais. Qual foi o movimento dele?
A variação positiva de LULA é justificável pelo fato de estar na mídia pelo próprio Julgamento do STF, mas o que dá a entender que o ex presidente é considerado a contraposição do Bolsonarismo pelo próprio fato de ter sido antecessor.
Analisando o potencial de votos com a intenção, a comparação beira o ridículo.

Responder

Lincoln

14 de abril de 2021 às 21h36

Então vamos lá:
Com 4 anos de atraso
Lula será eleito pela terceira vez presidente do Brasil.

Responder

Paulo

14 de abril de 2021 às 21h22

Pesquisa estranhíssima, Moro e Ciro líderes em rejeição. E que rejeição! Eu não gosto de comentar pesquisas porque elas só dão um retrato de momento, mas quando são suspeitas de tendenciosidade é preciso fazê-lo…

Responder

Gilmar Tranquilaço

14 de abril de 2021 às 21h05

O palhaço bozo vai ter que inventar uma fakeada muito mais convincente kkkkkkkk

Responder

Carlos Jose

14 de abril de 2021 às 20h52

É Lula em 2022 e no primeiro turno

Responder

Paulo César Cabelo

14 de abril de 2021 às 20h14

É interessante como os outros candidatos não chegam a 40% no segundo turno mas Lula chega a 52% .
O povo quer Lula.
O Conje já derreteu totalmente , Ciro não sai do lugar , Bolsonaro mantém seu gado nos 30% mas é odiado pelos outros 70%.
Se não derem outro golpe judicial Lula vai levar no primeiro turno , os votos do Huck já são dele , basta ele subir um pouco mais , a votação de segundo turno mostra que isso é bem possível.

Responder

Deixe uma resposta