Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Presidente da CBF trata jogadores da seleção como inferiores e aprofunda crise sobre realização da Copa América

Por Redação

04 de junho de 2021 : 16h37

Na reunião que teve na tarde desta sexta-feira, 4, com os jogadores da seleção brasileira, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, tratou os atletas como se fossem subordinados da entidade e aprofundou a crise sobre a realização da Copa América.

Em coletiva na noite da última quarta, 2, o técnico Tite explanou a insatisfação dos jogadores com a decisão de Jair Bolsonaro sobre a realoxa da competição. De acordo com a Folha, e elenco não se queixa somente da realização da Copa América no Brasil em plena Pandemia.

Eles se queixam sobre a falta de diálogo sobre a mudança de país. Caboclo também ouviu reclamações sobre o fatos dos atletas terem de disputar o torneio um ano antes da Copa do Mundo e após uma temporada desgastante e praticamente grudada nas Eliminatórias. Para a seleção, os jogos das Eliminatórias são muito mais importantes do que a Copa América.

Para tentar acalmar o clima de tensão, Caboclo reiterou aos jogadores que a mudança de país aconteceu em caráter de urgência e não houve tempo para comunicar isso de forma geral. Mas ele demonstrou irritação com Tite e Juninho Paulista, coordenador da seleção, por não terem conseguido acabar com a revolta. Tite deu de ombros para atitude arrogante de Caboclo e não chegou a tentar. Pediu apenas que todos mantivessem o foco nas partidas das Eliminatórias.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Jose

05 de junho de 2021 às 14h23

Isso é porque a globo não pode transmitir a copa América, então parem com a libertadores, brasileirão e copa do Brasil

Responder

Valeriana

05 de junho de 2021 às 11h12

E’ uma porcaria de copa inutil na qual nao ganham nada, por isso nao querem jogar.

Responder

Daniel

04 de junho de 2021 às 22h00

O Tite não é um petistoide por acaso.

Responder

Paulo

04 de junho de 2021 às 19h08

Politizaram a questão, infelizmente. Nessa os bolsonaristas têm razão. Se não pode a Copa América, torneio curto e cercado de protocolos rígidos, incluindo vacinação de boleiros e staffs, teríamos que parar outros torneios de maior exposição, e com viagens frequentes…

Responder

Ronei

04 de junho de 2021 às 18h09

Os jogadores da seleção são sim subordinados a CBF, da mesma forma que são subordinados aos clubes…isso é obvio.

Contrataram o Felipe Neto para fazer as matérias ?

Responder

Kleiton

04 de junho de 2021 às 18h07

É cada cagada…não é melhor jogar em casa que em outro país …? Na Argentina não tinha pandemia ? Lá teriam jogado ?

Qual é o real motivo ?

Nós clubes ganham dinheiro para jogar, mesmo na pandemia mas na copa América não….além disso jogar sem público não tem graça.

Responder

Deixe um comentário