Paris Café: O PT tem um projeto de governo? Qual é?

FHC e Lula se unem para defender Argentina contra medida de Bolsonaro

Por Redação

05 de junho de 2021 : 14h49

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Lula (PT) se uniram e assinaram uma nota em apoio ao presidente da Argentina, Alberto Fernández, que tem mostrado resistência as reduções tarifárias unilaterais na alçada do bloco do Mercosul.

“Concordarmos com a posição do presidente da Argentina, Alberto Fernández, de que este não é o momento para reduções tarifárias unilaterais por parte do Mercosul, sem nenhum benefício em favor das exportações do bloco. Concordamos também que é necessário manter a integridade do bloco, para que todos os seus membros desenvolvam plenamente suas capacidades industriais e tecnológicas e participem de modo dinâmico e criativo na economia mundial contemporânea”, diz a nota.

A medida tem sido defendida tanto por Jair Bolsonaro quanto pelo seu ‘Posto Ipiranga’, o ministro da Economia, Paulo Guedes. Por sua vez, o presidente argentino teme que a redução tarifária poderá impactar negativamente na indústria nacional.

Essa já é a segunda vez que FHC e Lula estão em ponto de convergência após a retomada do diálogo em um jantar na casa do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim, em São Paulo, no dia 21 de maio deste ano.

(Com Mônica Bergamo – Folha)

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Manoel

06 de junho de 2021 às 13h46

O choro é livre . Vale tudo , contra o delinquente .

Responder

Paulo

06 de junho de 2021 às 12h46

“Reduções tarifária unilaterais por parte do Mercosul”? Como assim? O Mercosul não forma um bloco comercial em que deve haver concordância ao menos da maioria para implementar qualquer decisão? Ou o tonto do Bolsonaro propôs aos parceiros do bloco reduzir unilateralmente alguma tarifa para contentar sabe-se lá quem, como ele fez comprando a cloroquina do Trump?

Responder

Willy

06 de junho de 2021 às 10h34

Essa foto seria perfeita para a propagandao de algum asilo.

Responder

Renato

06 de junho de 2021 às 00h24

Qual o resultado do cruzamento de duas múmias ??

Responder

William

05 de junho de 2021 às 15h46

Nunca pararam de dialogar PT e PSDB mas fingiram de brigar desde sempre para cada um fazer os próprios interesses sem encomodar o outro.

Responder

Tony

05 de junho de 2021 às 15h45

E os equinos que votavam pro PT contra a direita do PSDB ? Kkkkkkkkkkkk

Responder

Ronei

05 de junho de 2021 às 15h44

O Polo Democrático….kkkkkkk

Responder

Alexandre Neres

05 de junho de 2021 às 15h25

Compreender o alcance dessa foto e também desse posicionamento em conjunto é vital para o cenário que se descortina.

Não é hora de remoer questiúnculas. De dar tiros a esmo.

Com as voltas que o mundo dá, foi propiciada a oportunidade de distensão entre Lula e FHC. Dois líderes forjados mais ou menos a mesma época, com um passado de luta contra a ditadura, não fazendo sentido que as rusgas permanecessem num cenário adverso como o atual.

Foi necessário que Lula apanhasse muito. FHC, seguindo os passos de Covas, conseguiu dar uma guinada honrosa pouco antes do apagar das luzes. FHC engrandeceu sua biografia com esse episódio.

Não há meio termo, a opção é escolher entre civilização e barbárie. Quem irá encarnar Ulysses? Quem irá representar Brizola?

Responder

Deixe uma resposta