Cafezinho das 3: por que as manifestações de domingo floparam?

Santa Cruz vai almoçar com Mourão

Por Redação

26 de julho de 2021 : 08h49

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, vai almoçar com o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB). De acordo com a Folha, o evento será no dia 10 de agosto.

Desde o início do atual governo, o mandatário da OAB nunca foi recebido por Jair Bolsonaro, que já demonstrou ser um desafeto de Santa Cruz.

Em 2019, Bolsonaro chegou a dizer que sabia sobre o desaparecimento do pai de Felipe, Fernando Santa Cruz, durante a ditadura militar.

“Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele. Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar nas conclusões naquele momento. O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco e veio desaparecer no Rio de Janeiro”, disse.

Felipe Santa Cruz é virtual pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, nome defendido arduamente pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD). O presidente da OAB já encaminha sua filiação ao PSD em 2022, após o fim da sua gestão a frente da OAB.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

26 de julho de 2021 às 17h33

À propósito:

” Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele. Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar nas conclusões naquele momento. O pai dele integrou a ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco e veio desaparecer no Rio de Janeiro “.
Jair Bolsonaro.

Vejam : ” Não é minha versão. É que a minha vivência… “.

bolsonaro não tem versão. bolsonaro não tem conhecimento. bolsonaro não tem informação.

bolsonaro tem “vivência”.

A ” vivência ” de bolsonaro permite a ele contar a “verdade” para um filho enlutado, com o pai vitimado por uma ditadura.

Você que está lendo, você defende ditaduras?

Vocè acha que quem combate ditaduras e combate todo tipo de farsante e autoritário é um ser “ignóbil”. Você é dos que , como bolsonaro, acha que pode chamar o que fala quem denuncia populismos e outras coisas mais graves de falar ” meias verdades” sem dizer o que completa essa verdade, então?

Você acha que pode chamar quem combate corrupção e corruptos, partidos ou pessoas, de falso moralista, de moralista ou outras coisas, sem demostrar que a pessoa é falso moralista ou qualquer coisa de que você a acusa, e acusa só por raiva de quem combate corrupção e populismo…. e baseado nas próprias….vivências.

Não é só bolsonaro que faz isso.
Tem até petista que faz! E faz muito. E muito levianamente. Faz bolsonéresmente!

Responder

Efrem Ventura

26 de julho de 2021 às 09h30

Sem problemas, o carluxinho almoça e janta com o primo todo dia.

Responder

Deixe um comentário