Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Nova pesquisa nacional traz más notícias para a terceira via

Por Miguel do Rosário

25 de agosto de 2021 : 18h02

A nova pesquisa mensal da Futura Inteligência, em parceria com o banco de investimento Modal Mais, traz um cenário ainda fortemente polarizado entre Lula e Bolsonaro, e péssimas notícias para a terceira via. 

Na espontânea, Lula e Bolsonaro agora empatam com 31%. Lula  subiu 1 ponto, Bolsonaro cresceu 7 pontos, e Ciro oscilou meio ponto para baixo. Todos os outros tem 1% para baixo. 

Os números são particularmente ruins para os alternativos porque o número de indecisos caiu de 25% para 19% e mesmo assim nenhum candidato desse campo apresentou qualquer melhora de desempenho. 

Nos cenários estimulados, nota-se uma tendência similar à verificada na espontânea: uma melhora razoável de Bolsonaro, ligeira piora de Lula (dentro da margem de erro), declínio de Ciro e estagnação de outros candidatos em percentuais insignificantes. 

No cenário reduzido da pesquisa estimulada, com apenas 4 candidatos, observa-se que Lula caiu de 42% para 38%, Bolsonaro subiu de 29% para 35%. A vantagem de Lula, que era de 11 pontos, caiu para apenas 3 pontos. 

Ciro perdeu aproximadamente 3 pontos, saindo de 13 para 10 pontos. 

Eduardo Leite ficou estacionado em 3 pontos. 

Um fator que não deve ajudar muito a terceira via é que o grau de decisão dos entrevistados parece bastante consolidado. Entre aqueles que escolheram seu candidato ou optaram por branco ou nulo, 71% disseram que se trata de uma “decisão definitiva”, contra 28% que disseram que seu voto ainda “pode mudar”. 

 

O cenário de segundo turno entre Lula e Bolsonaro também mostrou recuperação de Bolsonaro. Em julho, Lula vencia por 51% a 33%, vantagem de 18 pontos. Hoje Lula ganharia de 47% X 39%, vantagem de 8 pontos. 

Análise: o crescimento de Bolsonaro deixa mais distante a hipótese do presidente “não ir ao segundo turno”.  

O esvaziamento de Ciro pode indicar algum ruído em sua estratégia. 

O declínio de Lula sinaliza que o petista pode ter batido num teto, algo próximo de 40%. Isso lhe garante margem confortável, todavia, para chegar ao segundo turno, e entrar nessa etapa com base firme. A rejeição alta de Bolsonaro, por sua vez, em torno de 41%, facilita a vitória do petista do segundo turno. A rejeição a Lula está em 32%.

Outros candidatos tem rejeição baixa. O método usado na pesquisa pede que os entrevistados escolham apenas 1 candidato a ser rejeitado, por isso a concentração dos números nos dois principais. 

Para baixar a íntegra da pesquisa, clique aqui. A pesquisa do mês anterior pode ser baixada aqui

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

20 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

cezar

27 de agosto de 2021 às 01h28

hahahaha

o miguel do rosario virou um hater do Ciro ! Quem diria !!

Realemente, o $ muda tudo … para alguns.

Responder

Netho

26 de agosto de 2021 às 15h18

Uma pesquisa sem pé nem cabeça que mete pés pelas mãos.
Até o Centrão já se reorganiza para se afastar do Jair das Milícias e da República dos Milicos.
Nenhum elemento pesquisado é compatível com a deterioração progressiva da renda e do emprego, dos aumentos abusivos de energia elétrica e água, da inflação fora da meta e de controle.
Os institutos acreditados no Brasil, mesmo sob críticas pontuais, são apenas dois:
DATAFOLHA com as pesquisas presenciais tradicionais.
DATAPODER com as pesquisas digitais virtuais.
Os demais não contam, até porque são vinculados a grupos econômicos e não podem ser considerados minimamente independentes.
Imprestável a pesquisa e inútil à avaliação dos cenários, sobretudo à terceira via, cujas possibilidades tendem a crescer quanto mais o quadro geral piorar e as farsas representadas pelo Luís Inácio da Odebrecht e o Jair Messias da Rachadinha se virem fustigados pelos seus passados corruptos e macabros, durante o processo eleitoral e midiático em 2022.

Responder

Francisco*

26 de agosto de 2021 às 11h12

Para saber se o mar para presidente em 22 está calmo, marolento ou agitado pra classe dominante e seu novo carro alegórico político, a ‘Terceira Via’, pura perda de tempo debruçar-se sobre essas pesquisas realizadas VIA TELEFONE, às dezenas mensalmente, patrocinadas por essa nuvem de ‘gafabanks’ pululando no mercado bufunfeiro nacional a procura de locupletarem-se com a idiotia do adestrado rebanho médio brasileiro, basta verificar há quanto tempo o Instituto DataFolha, que representa essa classe de gente de bens, não publica nova pesquisa PRESENCIAL, para saber a resposta ansiada de forma cirúrgica, precisa e bastante, principalmente quando há muito faltante e em silêncio, cada dia mais estrepitoso, anunciar a presença de barulhenta arrebentação.

A eleição de 22 é a eleição de 18 que ainda não terminou pela ausência de presidente, será difícil ainda decidir pela Solução ou pela Reeleição da Confusão com direito a Omissão à ‘moda Paris’?

Responder

Beatriz

26 de agosto de 2021 às 09h52

Essa pesquisa começa a indicar também que a forma de fazer política do PT e sua sede pela presidência vão levar o partido a estar no segundo turno, sim, com Bolsonaro, como eles querem, mas vão levar à reeleição de Bolsonaro. Quando se virem nesse cenário polarizado, e por conta da recusa ao PT que ainda é grande, sim, muitos eleitores votarão em Bolsonaro novamente, infelizmente – ou nem irão votar no segundo turno. Mesmo que passem pelo menos mais 4 anos na m*rda – o que importa isso a um povo já tão historicamente sofrido?

Responder

paulo

26 de agosto de 2021 às 09h02

o curioso caso da pesquisa brasileira de intenção de voto.
para mim é estranho…não conheço ninguém que (uns dois) votou no Bolsonaro e tenha mudado de voto, o lula surpreende ainda mais pois as mesmas pouca(pouquíssimas) que votaram no PT em 2018 primeiro turno permanecem as mesmas, surpreenderia se falassem que o pt tem 20% de intenção quanto mais 50% com tendência de chegar a 130%(KKK)….estão aguardando os votos inauditaveis para confirmar as pesquisas mentirosas, só pode!

Responder

    Batista

    27 de agosto de 2021 às 15h10

    Por falar em pouquíssimos cuidados com a veracidade nas informações, justamente em tempo que, com dois ou três clicks, aciona-se com facilidade fontes confiáveis para obtê-las e assim atesta-las, para o primeiro turno para presidente, em 2018, aplicando-se o afirmado, temos:

    Bolso (PSL) – 46,03%
    Haddad (PT) – 29,28%
    Ciro (PDT) – 12,47%
    Demais (10) – 12,22%

    Escancarando recheada de vento a rocambolesca prática da narrativa a abduzir os fatos, como se a história fosse das narrativas aos fatos e não dos fatos às narrativas, a registrar à história.

    Só rindo, e muito, com a consistência ‘suspírica’ da narrativa em questão, e pensando além, faz sentido a contemporaneidade com a narrativa lavajateira da delação premiada sem os fatos, digo, sem as provas.

    Responder

Paulo Henrique Aparecido Cason Cason

26 de agosto de 2021 às 08h52

Resumindo: Mudaram a “metodologia” a fim de manipular a favor do BozoAsno, e nem assim ele fica acima de Lula.

Responder

Kleiton

26 de agosto de 2021 às 08h32

A terceira via é anti bozo e irá fortalecer o lado que estiver contra esse palhaço, o resto é conversinha.

Responder

José Ricardo Romero

26 de agosto de 2021 às 08h23

Está pegando muito mal esses conluios do Lula com o que há de pior na direita. E também, ele e o pt, estão descaradamente contra o afastamento do bozo porque sonham com o mais fácil: bozo como adversário nas eleições. Acontece que se o bozo cair, de uma ou outra maneira, o Lula, com todas essas contradições escancaradas, vai ter que enfrentar então um adversário de verdade, seja ele quem for.

Responder

SERGIO

26 de agosto de 2021 às 07h58

MANCHETE EXULTANTE PARA O CAFEZINHO E SEU MIGUEL.

Responder

Manoel

26 de agosto de 2021 às 07h20

Pesquisa por telefone , só atinge o nicho bolsonarista , deixando as camadas sofridas de fora. Dai o crescimento do bozo. Aguardemos a presencial.

Responder

Alexandre Neres

26 de agosto de 2021 às 02h46

Eu me divirto.

Leviandade deveria ter limite, mas é tal qual a ignorância. Segue desabalada.

Os moralistas, fãs ardorosos dos lavajatistas, fizeram uma comoção nacional para impedir Renan Calheiros de se reeleger presidente do Senado. Fizeram campanha para Alcolumbre. Para essa turba, Alcolumbre representava a nova política.

Como era de se esperar, Alcolumbre foi um aliado e tanto de Jair Messias o tempo todo que presidiu o Senado, sem ter estatura para ocupar tal cargo.

Alcolumbre designou um séquito de senadores para recepcionar Aras e levá-lo em tapete vermelho para ser sabatinado. Se dependesse de Alcolumbre, que está sabotando a candidatura do terrivelmente evangélico André Mendonça, que não é lá nenhuma flor que se cheire, Aras seria o próximo ministro do STF. No entanto, quem o menino do calabouço elegeu como padrinho de Aras? Pule de dez. Isso mesmo. Como todo bolsominion que se preze. Lula!

Ele diz que votará em Ciro Gomes. Pois bem. Cid Gomes e os demais senadores do PDT votaram em Rodrigo Pacheco para presidir o Senado, como a grande maioria dos senadores. Não fazia o menor sentido eleger a lavajatista Simone Tebet naquela altura do campeonato. Quem o Pelé conterrâneo do rei acusa de ser o responsável pela eleição do Pacheco? Acertou. Lula!

No que dependesse de mim, Pacheco, Aras e Kássio Conká não seriam eleitos nem para síndicos de prédio. Só o que estes dois últimos aprontaram com o ínclito professor da USP e colunista da Folha Conrado Hubner Mendes pra mim é mais do que suficiente.

Por sua vez, um dos maiores alvos de ataque que temos hoje em dia é a Cultura. Não começou no desgoverno Bolsonaro. Antes de Roberto Alvim, de Regina Duarte e Frias, quem não se lembra do golpista amigo do Garrastazu que na condição de ministro da cultura foi armado até os dentes numa tertúlia para atacar o antológico Raduan Nassar que tinha sido agraciado com o Prêmio Camões? O sabujo se prestou a esse papel para defender o temerário. Fez escola. Chico Buarque posteriormente também ganhou o galardão. Bolsonaro está enrolando até hoje para conceder tal prémio dos países de Língua Portuguesa a Chico por picuinha. Chico disse que isso para ele é uma honra, com se tivesse ganhado o Camões duas vezes.

Indo adiante, de um lado, temos os políticos que foram criminalizados nos áureos tempos da Lava Jato. Do outro, temos os puristas ou puretas. Enquanto os primeiros tiveram que lidar com toda sorte de gente, tiveram que governar e entabular ligação com toda a escória da política, os outros se arrogam uma superioridade moral. Nós somos os melhores, não nos corrompemos, não nos misturamos aos porcos, aos bandidos etc. Somos vestais. Nunca poderão ser acusados de cometer o crime gravíssimo de pedaladas fiscais, nunca serão aliados do Centrão, pelo simples fato de que jamais se elegerão. São homens de bem. Podem se dar ao luxo de julgar os outros, de estufar o peito e se gabar de não estarem envolvidos com a gentalha. Nunca colocarão a mão na massa, nunca terão que se desdizer, portanto sempre poderão criticar os políticos que falavam uma coisa, mas fizeram outra quando governaram. Nunca irão ceder, nunca mudarão de ideia e nunca trairão suas convicções, serão sempre os paladinos, as reservas morais do país rodeados por uma corja que se contaminou indelevelmente. No fim da vida, serão considerados irreprocháveis, imaculados, ao passo que os outros se emporcalharam no puteiro. A vida deles será uma linha reta e enfadonha, apontando dedo de seta pra todo lado e com um discurso tonitruante, achincalhando os ímpios.

A briga nas eleições do ano que vem se dará entre civilização e barbárie. Para os udenistas, os dois concorrentes são farinha do mesmo saco. Contudo Lula ainda é pior, como se deixa entrever. Também pudera, retirante nordestino, torneiro mecânico, sindicalista, não aprendeu inglês nem português fala direito, não tem perfil para ser presidente, não é apresentável, sabe como é. Não por acaso era chamado de “nine” pelos moços direitos de Curitiba.

Quem sabe, para os purinhos não ficarem isolados, já que muito do que importa está sendo decidido neste momento, acordos estão sendo costurados e selados, e pelo andar da carruagem não sobrará muita coisa para o ano que vem, seja ofertado apoio ao Nethinho. Uma aliança de mão única, afinal de contas o Malvadezinha não pode se comprometer, a terceira via da centro-direita tá ensaiando pôr as manguinhas de fora, tampouco se pode olvidar que na hora de a onça beber água o filhote da ditadura celebrou acordos do arco da velha para ajudar o boçal-ignaro, inclusive esfaqueando pelas costas seu ex-companheiro de partido por várias décadas.

Ao fim e ao cabo, restarão Nethinho, Edinho e Luizinho. Enojados em meio a um bando de delinquentes. Terra arrasada. A podridão se espraiando em uma sociedade viciada. Tudo dominado, sujeira pra todo lado, mas sobrarão incólumes. Intactos. Irredutíveis.

Responder

BELCHIOR

26 de agosto de 2021 às 02h16

Se esta pesquisa for verdadeira, então entendo que ela é Boa para Ciro. Pois, fica claro que Lula é incapaz de derrotar Bozo. Que o crescimento de Lula era artificial. Que no momento que o Bozo radicaliza, Lula demonstra seus pés de barro.
Fica claro em cada pesquisa que, apesar dos ataques da esquerda e da direita, o único firme que não oscila é Ciro Gomes, sendo desta forma a única opção da terceira via que pode derrotar tanto Lula qto o Bozo no segundo turno. Isto vai ficar mais evidente qdo começar a campanha e os debates na TV.

Responder

Patrice L

26 de agosto de 2021 às 00h02

Já dava mesmo pra desconfiar uma vez que não há razão alguma pro Bozo crescer desse jeito com tantas coisas negativas do seu desgoverno rolando por aí

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/metodologia-bolsonaro-lula/

Responder

Jailson

25 de agosto de 2021 às 22h29

Como será possível Bolsonaro ter crescido 7%? Não terá havido algum erro metodológico?

Responder

Kleiton

25 de agosto de 2021 às 20h38

Alguém explica porque esse tal de Lula andou pelo NE e não tinha ninguém o esperando a não ser 4 pelegos da CUT ?

Quem ainda acredita em pesquisas no ano de 2021 ?

Responder

Edivaldo Dias de Oliveira

25 de agosto de 2021 às 19h27

Faltou informações importantes na análise:
A pesquisa é virtual ou presencial?
Qual o universo atingido?
Qual a margem de erro?
Só adiantando que se foi virtual ela desconsidera eleitores que não tem celular ou internet.
Que universo é esse e qual a penetração de cada candidato nele?
É possível então fazer acréscimos levando em conta essas informações?

Responder

EdsonLuiz.

25 de agosto de 2021 às 19h22

Para presidente em 2022, vote Ciro Gomes.

Depois da reeleição do Procurador Geral da República de Corruptos e Genocidas, o último sucesso da articulação de Lula e PT com bolsonaro e o bolsonarismo, você não acha que está mais que na hora de multiplicar o esforço para derrotar a delinquência política de Lula e bolsonaro?

Neste momento está tudo dominado:

1) bolsonaro e lula articularam juntos e elegeram Kassio Nunes para o STF; 2)
Lula e bolsonaro articularam e elegeram juntos o presidente do senado Rodrigo Pacheco; 3) bolsonaro e lula controlam a procuradoria e acabaram de reelegerem juntos Augusto Aras para a ser procuradoria geral da república.

Está tudo dominado mesmo! Dominado pela corrupção; dominado pelo compadrio de políticos e empresários; dominado pelo genocídio!

E eles fizeram isso juntos!
E tiveram sucesso!
E dominaram tudo!

Quer saber: o Netho, este que também resposta aqui em ‘ocafezinho’ é que tem razão. Ele escreve, e a gente sente a indignação contra a podridão toda. E a podridão dos que se fingem de progressistas é maior ainda que a podridão de bolsonaro!

Maior motivo não há para redobrarmos a luta contra o atraso que lula e bolsonaro representam. Quanto mais quando eles articulam juntos e com sucesso a blindagem de seus interesses corruptos, Genocidas ou os dois interesses juntos.

Aqui para nós, quando eles falarem em genocídio só poderemos sentir nojo! Como podem falar em genocídio e elegerem juntos quem protege Genocidas?

Quando falarem que querem impeactchement, só poderemos rir! Como querem impeachment se elegem juntos o Procurador que protege bolsonaro?

Quando falarem em democracia só poderemos sentir nojo. Como podem falar em democracia e se articularem juntos para elegerem um Procurador que protege quem conspira contra as instituições?

Quando falarem que são progressistas, eu nem sei o que devemos pensar dessa gente. Eles foram longe demais em seu conluio delinquente!

bolsonaro e lula articularam juntos e dominaram tudo!

É mentira minha?

Responder

Marco Vitis

25 de agosto de 2021 às 18h45

Essa é uma maravilhosa notícia para os que não querem Ciro na Presidência. Todos os que são contra que os bilionários paguem impostos, os que são contra a tributação de lucros e dividendos, contra a priorização da produção e do trabalho… Todos estes devem estar exultantes. Mas a merda é que faltam 14 meses.

Responder

antonio

25 de agosto de 2021 às 18h23

Ou seja, o brasileiro não presta mesmo. Foda-se!!!

Responder

Deixe um comentário