Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Lira diz que manifesto de empresários e banqueiros vai ser depois do 7 de setembro

Por Redação

30 de agosto de 2021 : 11h32

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), falou pela primeira vez sobre a articulação do mundo empresarial e dos banqueiros para um manifesto em defesa das instituições democráticas.

O pepista afirmou que conversou com o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP), Paulo Skaf, e ambos acordaram que o documento só será divulgado após as manifestações (de cunho golpista) no 7 de setembro.

“A nota não é da Febraban, é da Fiesp com a participação de mais de 200 entidades do setor produtivo. Virou uma nota da Febraban com reflexos para a Caixa Econômica Federal e para o Banco do Brasil desproporcional aos seus interesses”, disse ao O Globo.

“Conversei com Skaf neste domingo e, como não tem um prazo para a divulgação do manifesto, ficou combinado que não será nesta semana. Vai aguardar as comemorações do Sete de Setembro”, completou.

A data de comemoração nacional está sendo usada por Jair Bolsonaro para insuflar atos com ameaças de ruptura as instituições democráticas em todo país. Lira também falou que o manifesto não terá citação de Bolsonaro e que a nota teria como objetivo apaziguar o ambiente.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

30 de agosto de 2021 às 18h42

Haja saco!

Responder

Deixe um comentário