Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Imagem: Reprodução

Após reunião com Lula e Otto, Wagner reafirma disposição de disputar governo da Bahia

Por Gabriel Barbosa

15 de fevereiro de 2022 : 19h55

O senador Jaques Wagner (PT-BA) reiterou na noite desta terça-feira, 15, que está disposto a disputar o governo da Bahia nas eleições deste ano. A declaração foi dada após uma reunião com o ex-presidente Lula, o governador Rui Costa (PT) e o senador Otto Alencar (PSD) em São Paulo.

Na ocasião, Rui teria comunicado ao ex-presidente que vai mesmo deixar o Palácio de Ondina em abril para disputar o Senado. A decisão foi tomada nos últimos dias e de porteira fechada, ou seja, sem diálogo prévio e consistente com a base.

Vale lembrar que com isso, Otto ficaria sem espaço no grupo governista e a única opção para manter a tríplice aliança local formada por PT, PP e PSD seria a candidatura do pessedista ao governo baiano com apoio de Rui e do próprio Lula. Na prática, Wagner abriria mão de sua pré-candidatura para permanecer no cargo de senador.

Já o atual vice-governador, João Leão (PP-BA), também está com seu futuro político indefinido, mas já sinalizou por diversas vezes que o PP baiano vai continuar na aliança costurada por Rui e Wagner.

Gabriel Barbosa

Jornalista com passagens pelo Grupo de Comunicação O POVO (Ceará), RedeTV! e Band News FM. Pós-graduando em Comunicação e Marketing Político.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

EdsonLuiz.

15 de fevereiro de 2022 às 21h30

O Jaques Wagner permanece um destes quadros muito bons que o PT possui. Jaques Wagner pode contemporizar muita coisa do PT, em política, da forma como a política é feita no Brasil, quem quer permanecer tem que fazer dessas concessões.

Mas eu sempre percebo que de certas marcas Jaques Wagner não ultrapassa, e a gororoba política que Lula está fazendo em cada lugar, na Bahia muito dificilmente o Jaques Wagner vai permitir que Lula faça.

O jogo que Lula está jogando na Bahia – na verdade, a gororoba que ele está fazendo com o filhote-neto de serpente ACM Neto – passa por impedir a candidatura de Jaques Wagner ao governo. Eu não vejo Jaques Wagner como um político tão vaidoso; eu penso que se um arranjo for sensato do ponto de vista político e ele tiver que ceder para viabilizar o arranjo, ele cede.

Mas o que Lula está tramando junto com ACM Neto é retirar a candidatura de Jaques Wagner e substituí-la pela de Otto Alencar, do PSD, e eu acho que Jaques Wagner não vai deixar que as coisas cheguem nesse ponto tão rebaixado.

Sem Jaques Wagner ser candidato, fica bem mais fácil o caminho de ACM Neto vencer as eleições e virar governador.

O preço do favor que ACM Neto tem que pagar para Lula é impedir a entrada e o apoio do Partido União Brasil ao candidato Sérgio Moro.

A gororoba de Lula ainda passa por João Leão, do PP da Bahia e, naturalmente, por Gilberto Kassab, dono do PSB de Otto Alencar.

Podem dizer que Lula é um gênio da articulação política; e eu concordo. Só que eu acho que Lula usa essa genialidade para o mal!

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes