Genial/Quaest: Veja os números da corrida pelo governo da Bahia

Foto: Natália Vial

Chile: Reprovação a Gabriel Boric aumenta 30 pontos em apenas 1 mês

Por Redação

18 de abril de 2022 : 11h11

ARN  O presidente do Chile, Gabriel Boric, atingiu 50% de reprovação e supera, pela primeira vez, o índice de aprovação, de 40%, segundo pesquisa publicada neste domingo (17), pelo instituto Cadem.

Segundo a sondagem, o aumento da desaprovação “é um fato que não havia sido observado em seus antecessores”.

Da mesma forma, a pesquisa detalha que a aprovação de Boric foi maior apenas entre os jovens (46%), os que votaram a favor no plebiscito (59%), os identificados com a esquerda (72%) e os eleitores do presidente (68%).

A reprovação mostrou um aumento de 30 pontos percentuais desde 18 de março, quando a pesquisa começou a medir o desempenho de Boric. 

Além disso, a percepção de que o país “está no caminho certo” caiu 17 pontos e ficou em 33%, enquanto 57% dos entrevistados consideram que o principal problema econômico do Chile é a inflação.

Em relação à Convenção Constitucional, 45% asseguram que rejeitarão a nova Constituição no plebiscito, enquanto 38% a aprovarão e 17% não responderam.

Enquanto isso, a confiança na Convenção Constitucional caiu de 46 para 44% e a desconfiança aumentou de 52 para 54%.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rafael

19 de abril de 2022 às 08h35

Ótimo ver tantos estudiosos políticos comentando sobre o assunto… felizmente não parte desses néscios quaisquer ação pública.

Responder

Francisco Santos

19 de abril de 2022 às 08h31

Ninguém consegue estragar um país inteiro com um mês de governo, com exceção do governo bolsonarento no brazil

Responder

Oscar Roberto Kerber

19 de abril de 2022 às 07h04

Inesperiente, fora de contexto político e realidade econômica serão o fracasso de mais um presidente eleito por utópicos que imaginam o socialismo como salvador da humanidade.

Responder

Paulo

18 de abril de 2022 às 23h04

Mas já?

Responder

Saulo

18 de abril de 2022 às 20h34

A cara desse comunistoide barbudo já diz tudo sobre onde o Chile foi parar…

Chile e Argentina eram ilhas no deserto da desgraça da América Latina e ao que tudo indica o Chile pegou o mesmo caminho sem retorno da Argentina, Venezuela, Brásil…

Responder

EdsonLuíz.

18 de abril de 2022 às 14h08

Se um cara lúcido como o Gabriel Boric não funcionar, ainda mais na democracia bem mais madura que é o Chile, em relação a outros países da América Latina, então eu nem imagino o que pode ser deste nosso lugar.

Vou torcer para que este desgaste seja só devido à inexperiência inicial de Gabriel Boric, recuperável mais à frente, e não à reação de extremistas de direita e de esquerda,ou reação de populistas, sempre disfarçados de centro, para desgastá-lo.

Responder

Claudio Freire

18 de abril de 2022 às 11h40

Boric e equipe tiveram pouco mais de 30 dias para tomar pé da situação em que encontraram a máquina federal no Chile. Muito injusto fazer um julgamento tão apressado do governo recentemente eleito.
Dá uma ideia de como será aqui no Brasil se Lula for eleito.

Responder

Galinzé

18 de abril de 2022 às 11h27

Cara de bode comunistoide, barba…pode correr que vai dar merda na certa.

Responder

Zulu

18 de abril de 2022 às 11h23

E a Argentina…?

A esquerda se calou, ninguem fala mais nada dos milagres do socialismo…

Ou é culpa dos EUA e da CIA também ? Kkkkkkkkkkkk

Responder

Deixe um comentário

Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro Janela Partidária 2022: Quem ganhou, quem perdeu? Caro? Gasolina, Gás e Diesel: A atual política de preços da Petrobrás As Maiores Enchentes do Brasil