Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Marina fala sobre possibilidade de diálogo com Lula

Por Redação

02 de maio de 2022 : 08h53

Neste domingo, 1, a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede), negou que suas divergências com o PT sejam por “mágoas” e ressaltou que essas diferenças são baseadas em questões programáticas.

Na entrevista que concedeu ao O Globo, a ex-ministra disse que está aberta ao diálogo com o ex-presidente Lula (PT) e lembrou que só os autocratas negam o diálogo.

“Eu defendo a Justiça social, os direitos humanos, o desenvolvimento sustentável. É com base nessas agendas que me disponho ao diálogo. Só os autocratas não se dispõem ao diálogo. Estou aberta ao diálogo não em cima de subjetividades, se é raiva ou mágoa. Eu e Lula temos, em várias questões da vida, algumas afinidades e algumas divergências. Essas divergências se aprofundaram e eu saí do governo, mas sempre mantive contato com os demais membros do governo”, declarou.

Ela também esclareceu que comunicou ao PT que não participaria do encontro de Lula com as lideranças da Rede Sustentabilidade, realizado na semana passada.

“Imagino que o presidente Lula não estivesse desavisado. Ele disse que ficou surpreso. Eu fiquei surpresa com a surpresa dele. Eu não estava lá não por uma questão de raiva ou mágoa. Nós temos divergências políticas, e as divergências precisam ser discutidas com base em uma agenda programática. Com foco nos problemas sociais e econômicos que estão indo para um verdadeiro precipício”.

Já no que diz respeito a disputa pelo governo de São Paulo, a ex-senadora revelou que está dialogando com o ex-prefeito Fernando Haddad, pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes.

“As minhas questões não têm nada a ver com questões de natureza subjetivas. Estou sempre aberta ao diálogo, sempre me pautei nesse princípio da democracia. O próprio ministro Haddad já pediu para tratar comigo das questões de São Paulo. Estamos fazendo um debate sobre o apoio à candidatura de Haddad, e o diálogo se dá em termos programáticos”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sá Pinho

02 de maio de 2022 às 17h47

“Sabe essas noites que você sai caminhando sozinho
De madrugada com a mão no bolso, na rua
E você fica pensando naquela mocinha, agora senhora
Você fica torcendo e querendo que ela tivesse na sua
Aí finalmente você encontra a não mais tão brotinha, mas
Que felicidade (que felicidade)
Você convida ela pra conversar (muito obrigada)
Garçom uma cerveja (só tem chope)
Desce dois desce mais
Pede uma porção de bagre frito e…
Okay você venceu troca por batata frita
Aí blá blá blá blá blá blá blá blá blá
Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi
Você diz pra ela
Tá tudo muito bom (bom)
Tá tudo muito bem (bem)
Mas realmente
Ela quer é voltar ao bagre frito?

Pois é, ‘tá tudo muito bom, tá tudo muito bem’…
Lula convidou-a para somar-se à frente destinada a derrotar o totalitarismo que ora está a demolir o país, e para tanto ajoelhou no milho, declarou o quanto desde sempre, encanta-o e otras cositas más.

Ofereceu-lhe até assento na janelinha e ela a insistir discutir um tró-ló-ló (by Serra) de ‘divergências com base em agenda programática’, traduzindo, a relação desde Chico Mendes vivo, passando pelos bagres lisos do rio Madeira e chegando até a eleição de 2018, onde, abusou do pó de pirlimpimpim e…

O que tinha que ser feito a respeito, foi. Convidada, bajulada e ‘afadagada’ para ajudar o Brasil permanecer civilizado, dever de todos democratas.
Agora deixe-se a decisão a ela e vamos em frente, pois 5 meses voam e não pode-se correr o menor risco de continuidade desse desgoverno babando totalitarismo, permanecendo empatados com quem quer seja pelo caminho, para não prejudicar o desempate exigido contra as forças da extrema direita salivando para permanecerem mantendo o Brasil empacado no atraso, disponível à continuidade do desmonte, amplo, geral e irrestrito.

Como dizia Giovanni Improtta, “o tempo ruge e a Sapucaí é grande”.

Responder

Valeriana

02 de maio de 2022 às 08h57

Marina no ano de 2022 ?

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador da Bahia O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes