Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Imagem: Reprodução

Em seu primeiro programa eleitoral, Lula destaca a política social nos seus governos

Por Redação

28 de agosto de 2022 : 10h03

Neste sábado, 27, foi ao ar o primeiro programa eleitoral do ex-presidente Lula (PT) no pleito presidencial. O líder progressista aproveitou o espaço para fazer uma comparação entre o seu governo e o de Jair Bolsonaro (PL).

No vídeo, Lula cita “os dois lados” e que o Governo Bolsonaro é “aquele que abandona” o povo e é responsável pelas mortes e desmatamento na Amazônia.

O líder progressista cita “o deboche” do ex-capitão aos mortos pela Covid-19 e o incentivo ao ódio e à guerra feitos pelo atual governo.

Por outro lado, Lula diz que sua campanha é a do ‘lado que acolhe’, ‘estende a mão’, ‘ampara’. O ex-presidente também fala sobre a atenção para o social e ambiental nas gestões petistas, Por fim, Lula questiona: ‘Que Brasil você quer?’.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

16 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Saladino

29 de agosto de 2022 às 10h18

Luis Inácio repetiu o “amarelão” diante de Collor de Mello e amarelou, outra vez.
A “frouxidão” de Lula já era conhecida.
No “mano a mano” sempre amarela; se e quando fustigado à vera.
Luís Inácio só foi ao debate porque guardava a vã e infundada expectativa de somar mais três pontos para fugir do vale-tudo no segundo round.
A tática fracassou completa e fragorosamente.
Luis Inácio envelheceu, e não irá mais a nenhum debate, porque restou claro ao comando da campanha que Luís Inácio já bateu no teto faz tempo e doravante os debates o levarão para baixo.
Afundou nos números e foi a pá de cal no sonho de levar de roldão no primeiro turno.
Luís Inácio só conseguiu não ser pior do que o “mau militar” que comanda a República das Milícias.
O que é pouco para quem se considera o maior presidente do Brasil de todos os tempos.

Responder

Saulo

29 de agosto de 2022 às 00h19

Bonner, cadê você ?

Socorro…… Kkkkkkkkkkkk

Responder

William

29 de agosto de 2022 às 00h00

– Pelo menos eu não fugi pra Paris, Ciro…
– Claro, você tava preso.

Tô morrendo de rir do Larápio Kkkkkkkkkkkkkk

Responder

Galinzé

28 de agosto de 2022 às 22h45

Cirolipa cuspindo ao vivo no olho do Lula foi fantástico…kkkkkkkkk

A eleição já está decidida faz muito tempo.

Responder

Paulo

28 de agosto de 2022 às 20h37

Os esquerdistas antigos do blog são virulentos e eu já os conheço bem. Um até tentou pagar de camarada, um certo tempo, para depois deixar eclodir de súbito toda a sua raiva e ódio retidos. Os outros apenas se valem de linguajar supostamente sofisticado, mas que se mostra apenas uma forma de gênero paraliterário, misturado com linguagem quinhentista e acompanhada de adjetivação farta, mas que pouco comunica, apenas se mostra agressiva (esses são raivosos crônicos, o outro é do estilo explosivo). Num caso e noutro, só desqualificam o próprio “argumento”, que é, basicamente, de motivação passional. E aqui entra a parte boa, tal qual eu a vejo. Não são “bots”, uma vez que se mostram capazes de sentimento legitimamente humano: o amor (amor, estranho amor). Pena que direcionado ao homem errado (Lula) e exercido de forma a desqualificar o interlocutor a que se opõem, sempre (neste caso, eu, mas ninguém está imune).

Quanto ao caso Celso Daniel, se se tratasse de um mero crime de sequestro – é justo especular – o sequestrado não seria barbaramente torturado – a não ser que o fizessem para extrair dinheiro de parentes, o que, entretanto, jamais se fez, i. é., não houve pedido de resgate. O irmão da vítima revelou, à época, que o prefeito vinha sendo pressionado por se opor a um suposto esquema de extorsão direcionado a empresários do transporte coletivo da cidade. Foi o que se relatou na mídia. Eu não inventei nada…

Responder

EdsonLuíz.

28 de agosto de 2022 às 16h11

Ainda sobre ÓDIO.
(e, de resto, sobre tudo!):

Temos sempre que tomar cuidado mais com nós mesmos que com os odiadores que nos atingem e querem eles se passar pelas vítimas.

Se denunciamos o ódio, mas apoiamos quem odeia, há nisso uma contradição que não se sustenta.

Um corrupto não tem nenhum amor pela sociedade, tem ódio. Mesmo que esse ódio esteja disfarçado de amor.

Mas é necessário prestar atenção em ódios ideológicos, porque suas formas de manifestação também são ódio. O racismo consciente é uma forma de ódio, a misoginia consciente é uma forma de ódio, a homofobia consciente é uma forma de ódio.

Se mesmo algum apoiador de racista ou homofóbico se afastar de quem antes apoiava, mas dele não demonstrar que enxergou as falhas morais, isso, claro, não faz do ápoiador um odiador, mas demonstra seus limites ideológicos.

Não faz sentido condenar o ódio exercido na forma de corrupção e não condenar o racista, o homofóbico, o misógino:

Misoginia;
Racismo;
Corrupção;
Homofobia.

Todas essas práticas são manifestação de ódio igualmente, mas os que as praticam costumam sempre negar que o façam!

Responder

EdsonLuíz.

28 de agosto de 2022 às 15h48

CUIDADO!
O ódio é insidioso e é preciso estar atento e forte contra as suas escaramuças.

Quando a questão for sobre governos de autoritários, cuidado! Quando a questão for sobre ódio de autoritários, mais cuidado ainda!

Um autoritário tem sempre um problema de psiquê e fica enraivecido quando é desmascarado. Voccê vai discutindo fatos, dados e evidências, e o autoritário vai negando os fatos, distorcendo e imputando a você o ódio que é ele ele que pratica.

Um autoritário odiador costuma ser leviano, mas sempre dirá que o leviano é você. Contra ele, use a verdade!

Um autoritário odiador costuma ser mal-educado, mas chamará de mal-educada a sua educação. Mantenha o quanto puder a educação!

Um autoritário pode também ser corrupto, mas dirá que corruptos são os outros. Desmascare sua mentira!

Um autoritário fará a sociedade vítima de seus ataques, de seus erros e, se o autoritário for fanático, fará de você vítima de seu fanatismo, mas ele sempre dirá que você é o fanático e dirá que ele é a vítima e não você. Desmascare!

Um autoritário sempre destila ódio, desenvolve tecnologias de ódio e as aplica por anos, décadas, e de seu ódio surge mais ódio, muitas vezes reativo ao ódio que o autoritário fermentou, mas ele sempre vai dizer que é você que odeia.

Cuidado!

Se você avalia que por irritação com o ódio, as mentiras e as leviandades do odiador você também está odiando, repense sua reação.

Mas se você só está denunciando coisas graves, denunciando ameaça à democracia por gente que se finge de democrata, denunciando o aumento da fome provocada por quem quer disfarçar fazendo de conta que não foi ele, com a crise econômica gigante e os desequilíbrios na economia que provocou com erros técnicos e ideológicos graves e com corrupção e que seus erros foram tão grandes que as consequências por anos do que ele provocou ainda persistem e são a maior causa da fome, ISSO NÃO É ÓDIO e o verdadeiro odiador, quando chama o que você denuncia de ódio, ele só quer inverter os papéis, como sempre faz, e tentar impedir você de denunciá-lo.

Nunca há ódio com verdades; o ódio é fermentado SEMPRE com mentiras!

Não aceite ser intimidado pelo odiador, principalmente quando ele, quer transferir o ódio para você para disfarçar o dele!

Responder

Abdul

28 de agosto de 2022 às 15h28

Este desentortador de bananas ainda existe ?

Responder

Tango de Uma Nota Só

28 de agosto de 2022 às 12h16

O realejo continuado de falangistas do gabinete do ódio, misturados e coadjuvados pelos tarados pela velha novidade, diferente e exclusiva, ora devotos do Ciranha (sic), a repetirem o mesmo comentário cá n’o Cafezinho, explica porque uns desses acreditam em terra plana, outros em ‘novidade’ no Homem que quer ser Rei e no caso ainda dos uns, falangistas, que MICO é mito.

Só mesmo rindo!

Responder

Paulo

28 de agosto de 2022 às 11h51

Se, desde Celso Daniel – de desfecho trágico -, passando pelo Mensalão e pelo Petrolão, o PT só sabe governar cooptando com dinheiro, como fará num eventual novo governo federal? São perguntas que demandam respostas claras. Lula não as fornece…Será que vai oficializar o orçamento secreto?

Responder

    Francisco*

    28 de agosto de 2022 às 13h51

    O comentário fede a leviandade que o concebe.

    Se dentre os ‘processos’ elencados, do fato comprovado de tantos que compunham o lawfare contra Lula, a ignorância pura sobre os mesmos pode-se recorrer como álibi, perante os fatos, em relação a necro política podre que exala da rastejante exumação política do caso Celso Daniel, a cada ciclo eleitoral, não há álibi que a sustente ou justifique, e o nauseabundo cheiro de podridão que exala ao ser utilizada, revela o abjeto em quem levianamente a expressa e sustenta contra fatos liminarmente determinantes em outra conclusiva direção, quer do ponto de vista investigativo, criminal, lógico, probatório, jurídico e legal, bastando apenas se informar, para confirmar.

    A mente que mente a si é demente e menos ou mais, não faz sentido.

    Responder

      Alexandre Neres

      28 de agosto de 2022 às 14h35

      Só pra se ter a ideia de como funciona a mente de um leviano. O servidor público passou à míngua no desgoverno Bolsonero. Os anos FHC também foram de um arroxo só. No governo Lula, foi tratado a pão de ló, mas mesmo assim tem a cara de pau de dizer para os servidores tomarem cuidado, que Lula levará a cabo a reforma administrativa.

      A despeito dos fatos, dos ataques contínuos dos neoliberais e neofascistas aos direitos do servidor, o infeliz, tal qual um bolsominion, ainda tem a pachorra de falar em Celso Dakniel, cujo caso já foi concluído de há muito, com o culpado definido e individualizado. Daqui a pouco vai falar no Adelio.

      Os conservadores conseguem ser piores do que os reacionários, pois estes últimos pelo menos assumem quem são, ao também permitirem que o estado democrático de direito seja despedaçado quando o inimigo é o comunista, o petista, o negro, o indígena, a mulher e o homossexual. Com efeito, mediante ataque diuturno a Lula, já que são monotemáticos e obcecados com o PT, por via de consequência absolvem e passam a mão na cabeça do tirano fascista, concedendo-lhe liberdade para que deliberadamente destrua a nação e desmantele as instituições de controle e combate à corrupção, apesar do discurso falso moralista que costumam empreender.

      Como se fosse perfeitamente normal o que está acontecendo hoje em dia no Brasil, um país que tinha saído do mapa da fome e hoje conta com 33 milhões de famintos, num período em que virou um pária mundial, enquanto os conservadores procuram estabelecer termos de comparação entre o desgoverno atual e os governos anteriores, naturalizando o autoritarismo de um genocida inepto.

      Responder

EdsonLuíz.

28 de agosto de 2022 às 11h30

Eu não quero para o Brasil :
Lula ou jair bolsonaro.

Eu quero para o Brasil :
Ciro Gomes ou Simone Tebet, de preferência os dois e seus programas juntos.

Responder

EdsonLuíz.

28 de agosto de 2022 às 11h25

Eu quero um Brasil :

— Cujo presidente não abandone o povo e ainda diga, por meio de atos e até de declarações, para o povo –os negros, os trabalhadores, os índios, as mulheres, os estudantes : “vão se f#*¥■●!”.

— Cujo presidente não fique falando que acolhe o povo e durante seus quatro governos, no entanto, ele e seu partido fizeram foi desmontar boa parte da política econômica que herdaram e que vinha dando algum resultado, desmontaram as agências estatais reguladoras para aplicarem neoliberalismo ideológico e colocaram o Estado para favorecer a acumulação privada, favorecereram empresas amigas-cúmplices, fermentaram a MAIOR recessão da história da economia brasileira e com isso retornou o desemprego, o desinvestimento e até o aumento da fome do povo (e agora ficarem por aí e por aqui se isentando de sua parte de culpa pela fome, que é uma culpa maior, e ficarem colocando toda a culpa pela fome em outros).

— Cujo presidente não se envolva com milicianos ou se envolva com corrupção.

— Cujo presidente não apoie autocracias e ditaduras, sejam ditas ‘de esquerda’ ou ‘de direita’.

Responder

Ronei

28 de agosto de 2022 às 11h19

Em 15 anos de petralhume foram quase 1 milhão de homicídio, a maioria de negros e no NE.

Responder

Tony

28 de agosto de 2022 às 11h16

A boa e velha caça ao pobre, ao infantiloide e ingênuo de sempre.

Responder

Deixe um comentário