A revolução não será delatada - O Cafezinho

O Cafezinho

terça-feira

18

abril 2017

65

COMENTÁRIOS

A revolução não será delatada

Escrito por , Postado em Arpeggio, Lava-Jato, Miguel do Rosário



“Você não poderá ficar em casa, irmão”.

Assim começa o famoso – e maldito – poema de Gil Scott-Heron, a Revolução não será televisionada.

Há uma razão para os roteiristas de Homeland, a premiada série política americana, incluírem trechos desse poema, recitados pelo próprio Gil, na abertura de todos os episódios da temporada 6. O clímax dramático da temporada acontece no episódio 11, quando Saul, ex-agente da CIA, explica à presidenta eleita sobre os métodos usados por seus adversários para enfraquecê-la.

Eu transcrevo a fala de Saul aqui, por motivos que vocês entenderão rapidamente conforme forem lendo:

É sério? É difícil ouvir o que vocês estão falando. Porque o que eu estou ouvindo não é um plano. Rastrear o dinheiro? Acreditem, é muito mais difícil do que pensam. Vocês ainda estarão fazendo isso quando o mundo rolar por cima de suas cabeças. Por que não conseguem enxergar? Está acontecendo debaixo de seus narizes! Já temos O’Keefe (blogueiro de extrema-direita). Temos uma campanha de desinformação projetada para desacreditar a presidenta eleita. E a partir de hoje temos tropas em terra e os manifestantes dos quais me desviei para chegar aqui. Isto não lhes é familiar? Porque para mim, sim. Nós fizemos isso na Nicarágua, Chile, Congo, em vários outros países, começando pelo Irã, nos anos 50. E o regime eleito se dá mal. A vida de vocês está em jogo, entenderam? Vocês não podem se calar. E não me refiro à coletiva de imprensa.

– Ao que você se refere?

– Você o intimou a mostrar a cara e foi o que ele fez. Você tem que enfrentá-lo.

Desculpem se pareço repetitivo, mas eu sinto necessidade de afirmá-lo novamente: o que está acontecendo no Brasil, com a Lava Jato, é um golpe de Estado.

Assim como ocorre na trama de Homeland, e, na verdade, em quase todas as histórias parecidas, os articuladores do golpe não são os políticos, e sim as forças de segurança do próprio regime. No caso do Brasil, é a Lava Jato, ponta-de-lança dos setores mais radicalizados desse monstro de três cabeças que substituiu os militares de 1964: Ministério Público Federal, Polícia Federal e Judiciário.

Em algum momento, esses três setores perceberam que, trabalhando juntos, poderiam assumir o poder político no país.

Para isso, é preciso disseminar uma quantidade faraônica de desinformação, com vistas a desacreditar todo o sistema político, eleito pela população.

Dalton Dallagnol, por exemplo, aproveitando-se do momento, tem distribuído, via whatsapp, um artigo de José Padilha, que traz uma análise primária, profundamente preconceituosa, cheia de exageros e omissões, sobre o sistema político brasileiro. Não fala nada sobre desigualdade de renda. Não fala nada, claro!, sobre concentração da mídia.

É claro que o nosso sistema político tem milhares de falhas. Mas é insanidade total destruí-lo sem termos nada para pormos em seu lugar.

Sobretudo, é antidemocrático e desonesto desacreditá-lo a golpes de delação.

Esse último espetáculo da Lava Jato me provocou profundas náuseas. No vídeo com Emilio Odebrecht, vemos o procurador usar o interrogatório para tentar incriminar a revista Carta Capital! É muita podridão! É Emílio, o delator, o corruptor, o “vilão”, que tenta defender a revista, explicando ao procurador que os adiantamentos de publicidade que fez à Carta Capital também foram usados para o Estadão, Folha, Correio Braziliense, para toda a imprensa brasileira!

Como a história se repete!

O “mar de lama” do tempo de Vargas era a Lava Jato daquela época. Os mesmos jornais, representantes das mesmas forças reacionárias, acusavam o governo de ter financiado, através do Banco do Brasil, a Última Hora, de Samuel Wainer. Anos depois, Nelson Werneck Sodré, em sua História da Imprensa Brasileira, resgata documentos que provam que (olha eles de novo!) Folha, Estadão, Globo, Correio da Manhã, receberam financiamentos, do mesmo Banco do Brasil, ainda maiores!

No post anterior, eu já explicitei esse raciocínio, mas gostaria de aprofundá-lo: a delação (o fato de ser “premiada” apenas a torna ainda mais ilegítima) é a representação mais perfeita da antiverdade.

O problema não se trata apenas de acreditar ou não numa delação, e sim dar legitimidade ao discurso de um delator!

Uma delação pode até conter várias verdades, mas a maneira como essas verdades são contadas podem configurar a maior mentira de todas!

Se a imprensa comercial, que depende de sua credibilidade, especializou-se, de maneira tão sofisticada, em produzir pós-verdades em série, o que dizer de um delator?

O problema da informação política destinada às grandes massas é que estas não são guiadas por informações verdadeiras, e sim por símbolos fortes que vão de encontro a seu profundo irracionalismo, conforme explica Wilhelm Reich, em Psicologia de Massas do Fascismo.

É assim que fazem os partidos políticos. É assim que fazem os grandes meios de comunicação.

A Lava Jato está legitimando, no topo da pirâmide social, a repressão brutal e indiscriminada que sempre aconteceu embaixo. Por isso, não é lógico que setores da esquerda defendam a operação com o argumento infantil de que está “prendendo empresários e políticos”, ou “desmontando o sistema político burguês”. O objetivo de um regime democrático, seja de esquerda, socialista ou liberal, não é “prender empresários e políticos”, e sim ampliar o conjunto de direitos e liberdades à disposição da sociedade. Ou seja, temos que prender menos, não mais. Se há políticos e empresários que cometeram crimes, que sejam punidos, mas com direito amplo à defesa, inclusive o de responder ao processo em liberdade!

Nos últimos dias, o STJ indeferiu habeas corpus para o Almirante Othon Pinheiro e para o ex-ministro Pallocci. O judiciário tornou-se um bloco monolítico em apoio às violências e arbítrios da Lava Jato, até porque os ministros tem medo da operação. Um ou outro ministro do STJ que ousou discordar de seus métodos foi rapidamente enquadrado através do modus operandi da Lava Jato, que é vazar alguma coisa contra a pessoa. Como a Lava Jato detêm o maior banco de dados do país, com dados eletrônicos, telefônicos, fiscais, bancários, de milhares de pessoas, não é difícil para seus operadores vazarem um trecho qualquer em que um investigado menciona o nome de alguém. Daí essa nova categoria penal, genial, terrível, que a imprensa adotou com tanto entusiasmo e cinismo, como se tivesse existido desde sempre: o citado na Lava Jato. Fulano foi “citado” na Lava Jato. Não quer dizer nada, mas é o bastante para se iniciar um desgastante e paralisante processo de enlameamento da reputação.

Luciana Genro, defensora da Lava Jato, acaba de sentir o bafo na nuca, ao aparecer como recebedora de uma quantia de empresa vinculada à Odebrecht.

Temos de tomar muito cuidado, porém, para não sucumbir às violências morais da Lava Jato.

A situação do PT é muito complicada do ponto-de-vista narrativo. Eles tem de jogar não apenas contra um time infinitamente mais poderoso, porque tem mídia, mas contra o próprio juiz!

Os militantes e operadores políticos do PT lutam com as armas que conseguem, a custo de muito sacrifício, tomar das mãos de seus inimigos, brandindo em suas redes pedaços de delações que possam neutralizar o jogo de acusações e contra-acusações que um partido lança ao outro. É um método perigoso, porque ao mesmo tempo que atinge o seu inimigo partidário, também fortalece os operadores que atuam como adversários políticos e jurídicos.

A leitura do livro Justiça Política, de Otto Keichmeiner, que relata as aflições de operadores políticos europeus e russos, comunistas, social-democratas, nazistas, liberais, de todos os credos, para transformarem batalhas judiciais em capital político, me fez compreender melhor os dilemas dos partidos brasileiros em meio à guerra jurídica.

Keichmeiner estuda generosamente o problema do “delator”, que é uma figura sempre presente na justiça política. Ele explica que o delator jamais falará a verdade. O delator tentará, invariavelmente, dizer alguma coisa que beneficie a si mesmo, que agrade ao interrogador e que, naturalmente, atinja com a maior violência possível o adversário das forças que controlam o processo de delação.

A Lava Jato ainda tem cartas na mão. Ela pode prender quem ela quiser, e obrigar essa pessoa a delatar.

Isso sem contar os que já estão presos, e ainda não se decidiram a delatar: Pallocci, Eike Batista, João Santana e sua esposa, Sergio Cabral.

Qual a resistência psicológica de cada um desses antes de falar exatamente o que os procuradores querem ouvir?

A partir do momento em que se elege a “delação” como principal arma política, e as críticas à delação são neutralizadas por uma estratégia bastante sofisticada de relações públicas (que inclui vazamentos cuidadosamente seletivos), então os órgãos de repressão detêm um poder descomunal. Um delator pode dizer tudo que você quiser. Pode falar, por exemplo, que um determinado dirigente político “sabia”. Que numa noite tal, foi conversado “tal coisa”.

A ética desse tipo de investigação é deplorável. Aprovar e apoiar a delação premiada foi mais um desses atos suicidas do PT que nasceram de sua debilidade no campo do pensamento jurídico, e, mais genericamente, de sua miséria intelectual, ao não criar um think tank que discutisse, antes de tomar qualquer decisão, os seus prós e contras.

Delação é uma coisa negativa, antiética. O ser humano precisa ser leal, sempre! Sem confiança, sem lealdade, não há política, não há solidariedade, não há civilização.

Se alguém precisa denunciar um crime que testemunhou, de um político ou empresário, que seja uma delação espontânea, baseada na consciência de que está fazendo um bem à sociedade.

Premiar a delação é bizarro. Premiar uma delação extraída de alguém sob tortura, sob ameaça de permanecer em “prisão cautelar” por tempo indeterminado, é duplamente bizarro!

Quanto à questão de se “acreditar” numa delação, não creio que exista nada mais profundamente antijornalístico ou mesmo antifilosófico.

Um jornalista não deveria acreditar nem em provas.

Um jornalista de verdade não deve acreditar em nada.

A história já mostrou muito bem que provas podem ser manipuladas, e que a nossa própria consciência nos prega um monte de peças.

Um jornalista não precisa “acreditar” em alguma coisa. Ele deve questionar. Questionar, sobretudo, o poder!

Cadê todos aqueles jornalistas que viviam dizendo que a imprensa deveria questionar o poder? Onde está o questionamento do judiciário, da Lava Jato, do Ministério Público, da própria grande imprensa?

O trabalho do jornalista deveria constituir, sempre, um contraponto à violência do Estado. Se alguém é acusado pelo Estado, não compete ao jornalista se aliar ao Estado na acusação. Um jornalista dotado de espírito democrático, humanista e liberal deve ouvir, primordialmente, a versão do acusado, porque ele é a parte frágil do processo.

A Lava Jato nos revela ainda uma outra coisa, extremamente importante: a demagogia é desonesta, hipócrita e cínica.

Testemunhamos, esse tempo todo, colunistas da grande imprensa declarando que a justiça brasileira é boa porque está prendendo “poderosos”, sem jamais lembrar aos espectadores/leitores uma coisa óbvia. Os verdadeiros poderosos não vão presos. É exatamente por isso que eles são poderosos. É uma questão lógica.

Se alguém é preso pela Lava Jato, isso é prova cabal de que esse fulano não era tão poderoso como ele mesmo pensava. A Lava Jato pode estar prendendo políticos e empresários, mas não poderosos!

A Lava Jato está revelando, com uma clareza solar, quem são os verdadeiros poderosos no país: o Estado burocrático, não-político, em primeiro lugar, representado por seus agentes de repressão; em segundo, os barões da mídia; os banqueiros, em terceiro.

Encerro o post com um outro trecho do poema de Gil Scott-Heron:

A primeira revolução acontece quando você muda a sua mente sobre como ver as coisas, e percebe que pode haver uma outra maneira de olhar para elas que ainda não lhe mostraram. O que você vê depois é o resultado disso, mas essa revolução, esta mudança que se opera em sua maneira de ver, não será televisionada.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário

Editor em Cafezinho
Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.
Miguel do Rosário

terça-feira

18

abril 2017

65

COMENTÁRIOS

Favor seja cuidadoso com as palavras. Em alguns casos, haverá moderação. Seja paciente.

65 Comentários em "A revolução não será delatada"

Avise-me quando
avatar
RENATO ANDRETTI
Visitante

QUERO COMO CIDADÃO AGRADECER PELA SUA CONSTANTE E FORTE LUTA PELA VIDA DA NOSSA E DE OUTRAS SOCIEDADES BASEADAS NA ” VIDA”…E VIDA EM ABUNDANCIA!!!

Loran
Visitante

That’s a subtle way of thninikg about it.

Braulino do Vale
Visitante

Eu o aconselho a ter mais conhecimento dos verdadeiros fatos para depois ficar escrevendo baboseiras em longos textos. Os que não estiverem de acordo com as apurações aguardem os acontecimentos pois lá para onde irão esses que larápios a cama é fria. Vamos aguardar dia 15/05 desesperados irão ter que trabalhar porque a casa da VIÚVA está no final

Alcione Melo
Visitante

Exercente texto.

JC
Visitante

Muto bom o artigo. Parabéns pela solidez e pela colocação do assunto sem se render ao apelo do óbvio

MURILO SIQUARA
Visitante

A VERDADEIRA IDENTIDADE DO SR. MORO ESTÁ PRESTES A SER REVELADA. DE TÃO SURPREENDENTE, CAUSARÁ UMA ESTRANHEZA MEDONHA QUE DE CHOFRE TODOS QUE O TÊM COMO HERÓI, SE RECUSARÃO VEEMENTEMENTE A ACREDITAR, APENAS, PARA NÃO SENTIREM A DESCONCERTANTE SENSAÇÃO DE VER-LHES FUGIR O PRINCÍPIO DE REALIDADE, FICAR SEM CHÃO, PARA FINALMENTE, TARDE, MUITO TARDE, TARDE DEMAIS!!! CONCLUIREM: PQP,
ME FIZERAM DE IDIOTA!!!

tanan
Visitante

Enquanto funcionar, a velha cartilha sempre será seguida!!! Há que mudar a estratégia e táticas de luta contra essas manobras golpistas contra a democracia. Há que se descortinar e estudar os inimigos a serem combatidos. Há que se dar formação política-filosófica para a população aprender a se defender com a percepção do que é a realidade em que vivem e criar ferramentas de controle e proteção coibindo ações antidemocráticas e desumanas. Há que se fazer muito mais do que se fez até hoje…

Samuka
Visitante

Sinto em dizer que os militares estão envolvidos sim, só que por trás dos moros da vida… Para bons entendedores…

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/moro-e-condecorado-com-a-ordem-do-merito-militar/

Dario
Visitante

PARABÉNS DIGNÍSSIMO DR MORO O SENHOR CONTA COM O APOIO DA GRANDE MAIORIA DIS BRASILEIROS PARA COLOCAR TODOS ESSES MEMBROS DA OCRIM ATRAS DAS GRADES

Cláudio Marcelo de Freitas
Visitante

Acredito que ha uma demanda de liderança que se faz urgente neste momento trágico do Brasil: Pra onde vamos? O que fazer? . Precisamos de clareza de pensamento como deste texto pra olhar o horizonte sem as nuvens negras que o cerca e ai acharmos os outros filhos, pais, mães, irmãos órfãos de uma Democracia que insistiu até aqui em agir como padrasto. Que haja luz alem das trevas!

Daniel
Visitante
Enquanto a baleia azul (Globo) do Brasil não for devidamente abatida (que me perdoem os defensores dos animais), nunca haverá democracia nesse país, esse consorcio Judiciário, ministério publico, policia federal e o partido fascista disfarçado de concessão publica (globo e seus satélites) querem implantar uma ditadura muito mais violenta que a militar no pais. Me espanta a covardia e a leniência das forças armadas em relação ao Almirante Otton ter sua cabeça entregue de bandeja na mão desses antibrasil e não tomarem nenhuma ação em cima desse teatro que foi sua prisão e condenação, eles não querem o Brasil independente,… Read more »
Ruan pablo
Visitante

Golpe de Estado foi o que a Esquerda criminosa, ou seja toda a esquerda tentou fazer nesses 13 anos de governo corrupto. que Moro mande esse Lula pra cadeia logo.

Cláudio
Visitante
: : * * * * 13:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos e sabujas sujas a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) d@s canalhas direitistas… .:. * 1 * 2 * 13 * 4 .:. ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * * * * * * Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já… Read more »
maria judith ribeiro
Visitante

sensacional! O artigo acertou na mosca o que eu precisava para ajustar minhas idéias. Muito obrigada!!!

Ronaldo Antonio Marques
Visitante

Enquanto não assumirmos, que somos todos co-responsáveis pela parte boa e também pelas mazelas da sociedade em que vivemos, não estaremos contribuindo com seu processo de amadurecimento e evolução. Só há um caminho, responsabilidade e compromisso com os rumos do país. Dia 28 próximo com a proposta de paralizacão é um bom começo.O caminho se faz ao caminhar.

Maria
Visitante

“Muita gente não ouviu porque não quis ouvir
Eles estão surdos!”

Otimo texto.

Veritas
Visitante

UBER, MERCADO LIVRE E OPENBAZAR FAZEM EXATAMENTE COMO VOCES SOCIALISTAS DIZEM QUE TEM QUE SER: PASSAM O PODER PARA A MÃO DOS TRABALHADORES FAZENDO COM QUE QUALQUER PESSOA POSSA SER SEU PROPRIO PATRÃO, DIANTE DO FATO FICA A PERGUNTA VOCES SOCIALISTAS APOIAM ESSAS INOVAÇÕES? RESPOSTA É CLARO QUE NÃO POIS ELAS NÃO PAGAM IMPOSTOS PARA SUSTENTAR VOCES QUE QUEREM VIVER DO DINHEIRO DOS OUTROS

KIKO
Visitante

UBER, MERCADO LIVRE E OPENBAZAR FAZEM EXATAMENTE COMO VOCES SOCIALISTAS DIZEM QUE TEM QUE SER: PASSAM O PODER PARA A MÃO DOS TRABALHADORES FAZENDO COM QUE QUALQUER PESSOA POSSA SER SEU PROPRIO PATRÃO, DIANTE DO FATO FICA A PERGUNTA VOCES SOCIALISTAS APOIAM ESSAS INOVAÇÕES? RESPOSTA É CLARO QUE NÃO POIS ELAS NÃO PAGAM IMPOSTOS PARA SUSTENTAR VOCES QUE QUEREM VIVER DO DINHEIRO DOS OUTROS

Getúlio Beleza
Visitante

Este texto, de uma mirada de rara percuciência no campo político, deveria finalizar com uma farta bibliografia, por seu fôlego e possibilidades de aprofundamento.

Cláudio
Visitante
: : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: A grande mídia (mérdia) é composta por sabujos sujos e sabujas sujas a serviço dos ianque$ e do $ionismo de capital especulativo internacional e outras máfias (como a ma$$onaria) d@s canalhas direitistas… ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ * * * * * * * * * * * * * * * * * Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) !!!! Lul(inh)a Paz e… Read more »
Sidnei Oliveira
Visitante

O quadro político é o retrato de nossa sociedade.

Veritas
Visitante

Calma amigos, em breve todos vocês poderão visitar Lula em Presidente Bernardes mas tem que respeitar o horário do regime fechado. Nada de dar pixuleco para os carcereiros para furar fila.. Lula, de pai dos pobres a prostituta de empresário.

LULA2018
Visitante
Eu acho que o jornalista, editor do cafezinho, infelizmente não amadureceu ainda. A sua reportagem parece um lamento. Coisa de pai triste com o filho. Como se não pudéssemos mudar nada em relação ao que está acontecendo. Estamos neste buraco por acreditar que as pessoas podem mudar. Acreditando que um coxinha pode adquirir consciência humanitária, e, a partir dai, começar a compreender que todos devem ter o mesmo direito, que toda criança tem o dever e o direito de ir para a escola, e outros direitos mais. Não vão mudar mesmo. Mas a situação pode mudar. E a razão disto… Read more »
Samuka
Visitante

Assino embaixo.

José Eduardo de Camargo
Visitante
Excelente análise, Miguel! Estamos de fato sob uma terrível ditadura jurídico-policial-midiática – que nos reporta ao período nazista! – cuja resolução levará muitos e muitos anos para efetivar-se (e isso ocorrerá em algum momento a menos que as classes dominantes – pois aqui não há elites! – desejem suicidar o país definitivamente, o que é duvidoso já que no Brasil eles ganham muito dinheiro fácil). E não há registro na história da humanidade de um país que voluntariamente se deixa destruir em favor de grupos externos como faz a PF, que hoje se comporta como um exército de ocupação estrangeira… Read more »
ari
Visitante
O mundo e o Brasil já viveram situações semelhantes à lava jato, embora com diferenças de substância. O marcatismo, a caça promovida após 1935 contra supostos opositores do governo, os IPM’s de 64. Na época, não havia internet e a censura sobre a imprensa impedia a população de tomar consciência da realidade do que estva acontecendo. A internet é uma das diferenças de hoje, embora a censura por parte da mídia continue, ocultando, mentindo, omitindo ou deturpando. Acredito que vivemos um segundo golpe ou a segunda etapa do mesmo golpe. O judiciário, um “bloco monolítico” permite as arbitrariedades do Circo… Read more »
José Eduardo de Camargo
Visitante

Pois é, o que temos infelizmente é um judiciário medieval cujo comportamento é estamental. Daí porque eles sentem desprezo pela democracia e pela própria Lei a qual deveriam zelar, o que é um absurdo! É por isso que defendo veementemente o fim dos concursos públicos para juízes e promotores. Que sejam eleitos entre advogados de carreira para esses cargos e, sobretudo, com mandato limitado como ocorre nos países civilizados. Basta!

Edna Baker
Visitante

Brilhante! Parabéns!

Sidnei
Visitante
Miguel, agradeço ao excelente trabalho prestado por você e por todos do blog…o quanto me engrandeceram e me engrandecem. Me permito dizer que o “desmascaramento” deste monte de mentiras tanto sobre o Brasil, tanto quanto sobre os estados unidos e CIA significam que o “povo” começa a despertar. e pode ser que num futuro finalmente tenhamos o poder emanando mundialmente do povo. Finalmente, em todas as nações, um governo preocupado com o bem comum, com o próximo, e com o planeta. Não parece ser tão perto o dia em que este “sonho” se torne real. Mais um século? Mas o… Read more »
Visitante
Norma A S Moraes Poetisa
Visitante

É muito ler artigos que nos clareiam melhor a mente sobre o que está verdadeiramente acontecendo…Só assim teremos mais condições de separar o joio do trigo..Aplausos mil

Atreio
Visitante
e td começa lá qndo dilma proibe dinheiro de CNPJ ‘doado’ pra campanha….aí ed cunha veio raivoso pq acabaria com seus esquemas…todos viram ele assumindo na tv q “a camara parou. não se vota nada até ela sair” por parte do Presidente da Câmara dos Deputados, ed–chuna-grana-na-suiça, desvio de finalidade e desvio de poder no recebimento da denúncia do impeachment, por inúmeras vezes: i) perante a Comissão de impeachment da Câmara contra a denúncia recebida pelo então Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha; ii) diante do Senado Federal no julgamento do impeachment, e iii) no Supremo Tribunal Federal, nas… Read more »
Sergio Santos
Visitante

Perfeita explanacao. Texto que deve ser leitura obrigatoria para um entendimento amplo do golpe juridico/midiatico/policial que assola o pais.

Reginaldo Gomes
Visitante

Na justiça brasileira a delação premiada é considerada um “avanço jurídico”. Na JUSTIÇA do CRIADOR ela é ilegal , imoral e abominável!! Ela deve ser extinta da lei brasileira.

Visitante

TENHAM CALMA E AGUARDEM , TUDO JÁ ESTÁ PREPARADO , POIS ESTÁ PARA ESTOURAR A BOMBA FINAL QUE DERRUBARÁ ESTA REPÚBLICA DE BANDIDOS , ONDE CAIRÃO MINISTROS DO JUDICIÁRIO , E TODA A CORJA LEGISLATIVA E EXECUTIVA . AS MAIORES PROVAS JÁ ESTÃO SALVAS . O FIM DOS COMUNISTAS E TRAIDORES DA PÁTRIA ESTÁ MUITO MAIS PRÓXIMO DO QUE IMAGINAM . AS PROVAS PARA DAR SUSTENTAÇÃO INTERNACIONAL À INTERVENÇÃO ESTÃO SEGURAS !! CONFIEM NAS FORÇAS ARMADAS . APOIEM E CONFIEM !! PARABÉNS AO GLORIOSO EXÉRCITO BRASILEIRO PELO SEU DIA !!
DEUS , PÁTRIA , FAMÍLIA !!

Mário Cesar Serafim
Visitante

Parabéns. Trata-se de um artigo primoroso!

Marcelo
Visitante
Nossa situação é como num incêndio quando o fogo se espalha. O que salvar? A petrobrás ? A previdência? A CLT? Nossas terras? A Água? Não tem energia popular pra tanta mobilização. Os bombeiros só fazem rescaldo nessa hora. Individualmente nós só adoecemos e enlouquecemos de raiva, mas efetivo nada podemos fazer além de salvar a própria pele, frequentar manifestações de rua e ter paciência até essa onda passar. Lamento pelo povo vulnerável que sente fome e está desamparado. Nossa bala de prata é o LULA, pena que só temos esperança…Não acredito que eles estão fazendo tudo isso e vão… Read more »
Ricardo Godinho
Visitante
Depois de tudo, só posso discordar do ante penúltimo parágrafo. Inverta a ordem, e concordarei contigo. Melhor, diga que são uma e só mesma coisa, e a concordância será total. A que classe pertencem mídia e banqueiros? São tão somente parcelas da mesma classe social, ora. E nossos atuais procuradores, juízes e policiais, de onde vêem? São os filhos da classe média, dos segmentos médio e alto, ideologicamente burgueses, como os donos da midia e os banqueiros, ou alguém duvida disso? O Brasil é só um dos campos de batalha da nova Guerra Fria. Somos, como sempre fomos, só mais… Read more »
Antonio Passos
Visitante

Eu acho pior, é similar a uma invasão por tropas inimigas. Saques por todos os lados. Estupro da constituição. Cobrança de impostos ao povo de forma indireta.

Atreio
Visitante

‘a demagogia é desonesta, hipócrita e cínica.’

bravos permanecem ao lado dos justos, aos canalhas restam os covardes.
até vitória, sempre!

já babou o golpe!

augusto2
Visitante
Miguel, voce ja deve ter feito esta constatação antes , e se o fez, me releve. No seu paragrafo acima que começa: “Nos ultimos dias o STJ indeferiu habeas corpus para Othon’… Ai está descrito por voce com exatidão o metodo de controle politico e destruição de pessoas e carreiras que o AIPAC judaico utiliza nos EUA. Isto significa provavelmente que, quem deu aquele pacote imenso de dados, gravaçoes etc para a vazajato em 2013, deu tambem as diretrizes de um modus operandi – o modus do Aipac em sua terra natal… Por favor, se nao pensou , peço refletir… Read more »
Edson
Visitante

MARAVILHA DE TEXTO !!!!!
?????????????

Celina
Visitante

Que grande reflexão! Perfeito!?????

Sebastião Farias
Visitante
O povo brasileiro tem que quebrar o paradigma de que, pode até a maioria, ser considerdos analfabeto ppolitoco, porrcunstâncias, da omissão de alguns meios de comunicação dominantes, que se omitem dá responsabilidade de ajudarem na instrução do cidadão, como deveriam, mas, não são burros e, esse é o momento de provarem o contrário,.participando ativamente, do exercício cívico de seu PODER Politico. Vamos tirar o pé do chão, o Brasil, aguarda uma atitude patriótica de casada um, nesse momento. PS: No link abaixo, nossa humilde contribuição e subsídios, à Reforma Política e Partidária do Brasil, imagino que, alguma coisa pode ser… Read more »
Visitante
ATENÇÃO PARA O REFRÃO: “É PRECISO ESTAR ATENTO E FORTE, NÃO TEMOS TEMPO DE TEMER A MORTE!” “URGENTE!” “URGENTÍSSIMO!” “AINDA HÁ TEMPO!” “ABAIXO O GOLPE!” “RESISTIR! RESISTIR! RESISTIR!” “ABAIXO A DITADURA!” “ABAIXO A TIRANIA!” “LUTAR! LUTAR! LUTAR!” “DESISTIR: JAMAIS!” “NUNQUINHA MESMO!” “ESQUERDAS PARTIDÁRIAS, UM “TSUNAMI” DE AMOR AO PRÓXIMO!” “A OMISSÃO, A INDIFERENÇA, O POUCO CASO, SÃO FORTÍSSIMOS COADJUVANTES, EM FAVOR DOS GOLPISTAS TRAIDORES DO POVO! EM FAVOR DOS GOLPISTAS VENDILHÕES DA PÁTRIA MÃE GENTIL!” “MUITO CHORO E RANGER DE DENTES!” “HOMI!”, “MUIÉ!” “ABRAM DO OLHO!” “BABADO NÃO É BICO NÃO!” JUÍZO GENTE E JÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ…!!! “BOM DIA MEU BRASIL VARONIL!”… Read more »
Visitante

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Luiz Carlos P. Oliveira
Visitante

Brilhante análise. Só não vamos ser ingênuos e acreditar que coxinhas retardados mentais e midiotizados possam entender o real significado dele. Para eles a verdade é “a verdade daqueles que os vem manioulando desde o famigerado Mensalão, que nada mais é do que a propina disseminada agora. O Mensalão mirou só no PT, da mesma maneira que a “vaza a jato”.

Sérgio
Visitante

“Pela 14ª vez consecutiva, o balanço da fundação Petros foi rejeitado pelo conselho fiscal, ……..Conselheiros e pensionistas acusam a fundação de realizar investimentos com interesse político, contribuindo para o aumento do rombo de 27 bilhões”. Esse é o imundo modo petista de administrar!

a
Visitante

A desinformação leva a conclusões como a sua.
Fui gerente de banco em Brasília nos anos 80 e início dos 90. Era virtualmente impossível fechar negócio com alguma fundação sem rolar algum. Se houve exceções, eu as desconheço. Para ficarmos apenas num exemplo: quando a Coroa Brastel quebrou, foi enorme o volume de letras de câmbio apresentadas no processo de habilitação. Na ocasião, até as pedras sabiam que a quebra da financeira era iminente.
De mais a mais, este não é o tema do artigo.

CARMEN EURYDICE CALHEIROS GOMES RIBEIRO
Visitante
CARMEN EURYDICE CALHEIROS GOMES RIBEIRO

Parabéns por trazer mais uma vez a questão ética do ato e delatar!
O texto é lúcido e norteador para uma esquerda dando sinais de exaustão e muitas vezes se confundindo diante dos absurdos que estamos vivendo!

Jose carlos lima
Visitante

o video completo de ruipimenta
https://www.youtube.com/watch?v=fXK0lwpmbwA

Jose carlos lima
Visitante

Rui Pimneta sobre a farsa das delaçoes dando base a um processo ilegal contra Lula

https://www.youtube.com/watch?v=Qq4upGugJuY

enganado
Visitante
Só digo uma coisa: “””Os 12P’s = POBRES, PRETOS, PROSTITUTAS, PROFESSORES, PERIFÉRICOS, PETISTAS, PROLETÁRIOS, PATRIOTAS, PERSEGUIDOS, PENSIONISTAS, PRESIDIÁRIOS e o POVÃO, neste momento não LUTAM nem pelos 54 milhões de votos que deram a Presidenta DILMA, LUTAM para SOBREVIVER. Porque esta “”guerra”” contra a DIREITA não VENCEREMOS NUNCA! NUNCA! NUNCA! Os do dedo no gatilho ((MILIATRES / PS_DB / PM´s / Policícias Civis)) apoiam integralmente esses Ladrões … etc, do Poder. Este apoio vem dos USraHell, NUNCA se enganem disto, pois esta é bússola que norteou/norteia/norteará ETERNAMENTE o ___braZiUSA___, resumindo NUNCA tivemos/não temos/jamis teremos SOBERANIA. (((leiam: BRASIL – Colônia de… Read more »
Sérgio
Visitante

“Encerro o post com um outro trecho do poema de Gil Scott-Heron:”. Miguel do Rosário era aquele sujeito que no segundo grau ficava fumando maconha no fundo da sala; aí deu nisso ! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

ari
Visitante

Salvo erro meu, a conversa era com os donos dos porcos, não com a porcada

TIAGO MAXIMILIANO BEVILAQUA
Visitante

Vc é brilhante cara. Pena que não tenha neurônios suficientes para fazer sinapse, e portanto pensar.

ari
Visitante

O “você” é o Sérgio ou o Miguel?

Miguel
Visitante

Isso é xingamento ou elogio ?

Sérgio
Visitante

Uma constatação !

marco
Visitante

Um JORNALISTA,seria algo,como propõe o ARTICULISTA,quando conseguir se livrar do CAPITAL.Ou seja,o PATRÃO.Enquanto persistirem tais ingredientes,não existirão JORNALISTAS.Quanto ao BUROCRATA ESTATAL sob o capitalismo,TODOS SÃO REFÉNS TAMBÉM,do CAPITAL PATRÃO.Quanto ao PT,no GOVERNO, sempre acreditou que estar no GOVERNO,tem alguma relação com o PODER.Esse ERRO,o maior deles redunda também,em não se aperceber DO PODER DO CAPITAL PATRÃO. Então,a única forma de livrar a sociedade ,desses MALES,é acabar ,não com o CAPITAL MOEDA,e sim o CAPITAL PROPRIEDADE PRIVADA,que é de PROPRIEDADE DO CAPITAL PATRÃO.Fora disso,não há esperança nenhuma de que se modifiquem nada,na sociedade humana.

Claudio
Visitante

“Em suma: acima da democracia tem alguém;
Acima de Moro e Cia tem alguém;
Acima da Globo, da Veja, da Record, da Band e da industria hollywoodiana tem alguém;
Acima do STF tem alguém;
Acima do comunismo e capitalismo tem alguém;
Acima do catolicismo e demais religiões, tem alguém;
Acima da maçonaria tem alguém;
Acima das forças armadas tem alguém;
Acima dos EUA, Europa, Rússia, Árabes, Muçulmanos, da cor da pele, da classe social, terroristas… Tem alguém;
Acima desse alguém tem alguma coisa.”
No mais é tudo mentira!

Lolita Avila
Visitante

Assisti toda a série e realmente é muito instrutiva em se tratando de entender o jogo geopolítico.
Deveria ser uma obra obrigatória para expandir o conceito “conflito e sabotagem”…

Visitante

Robério Silveira

wpDiscuz