Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Não existe crime perfeito

Por Miguel do Rosário

10 de julho de 2013 : 15h57

Fernando Brito, meu colega do Tijolaço, levantou a bola num post sucinto, no qual reconstrói o golpe fiscal da Globo passo a passo.

A Globo, enquanto gagueja respostas, vai mostrando cada vez mais partes do rabo. Nos documentos que vazamos, por exemplo, não constava a data do julgamento final do processo. A nota da Globo informa: “No dia 21/12/06, a defesa da Globo foi rejeitada pelas autoridades.” No último dia útil do ano, os documentos originais vão de uma repartição a outra. Mas não esquentam a gaveta. No primeiro dia útil de 2007, a servidora Cristina Maris Meirick interrompe suas férias, vai à agência e furta-os.

Um amigo com faro de repórter investigativo observa: “o crime do furto não pode ser dissociado da sonegação. É o mesmo processo, o mesmo desejo – sistemático – de ludibriar o Fisco.”

“A moça foi ao recinto com o propósito específico de roubar este documento”, me diz o amigo. “Alguém avisou a ela que o documento estava lá. A Globo ou alguém da Receita”. “E a razão pode ter sido postergar o início do prazo de contagem para a Globo entrar com um novo recurso”.

Conforme já adiantei num post anterior, uma das minhas fontes revelou que, após o furto, o processo teria sido clonado, com número errado e pequenos erros de informações, com vistas a provocar a anulação da multa e do procedimento penal.

Ainda tem muito caroço nesse angu!

Leiam o post do Tijolaço intitulado “A mecânica de um crime perfeito“.

O texto do Brito só tem um erro, no título: não existem crimes perfeitos.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alexandre C

14 de julho de 2013 às 10h23

A PF deveria abrir uma investigação, quebrar o sigilo telefônico da Cristina Maris Meirick, e descocbrir quem ligou para ela nesse período entre 27/12/07 e janeiro de 2007 e deu a ordem pra roubar.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?