Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Escândalo da FURP: um buraco sem fundo

Por Miguel do Rosário

21 de outubro de 2013 : 13h48

Desta vez toquei num vespeiro imundo.

Continuo recebendo informações gravíssimas sobre a corrupção desenfreada na Fundação para Remédio Popular (FURP) de São Paulo.

Tão grave que eu já tomei medidas de segurança, tanto para mim quanto para a informação. Já estou em contato com outros blogueiros e jornalistas (inclusive de TV), para que a denúncia continue avançando mesmo sem a minha participação.

Providenciei também para que qualquer ameaça a minha pessoa, eletrônica, telefônica ou física seja imediatamente rastreada para identificarmos os mandantes.

Sim, porque o caso envolve milhões e milhões de reais, e muitas empresas e altos funcionários públicos, formando uma espécie de máfia, a qual, naturalmente, pode tentar alguma medida desesperada. Tomara que não, mas se o fizer, pior para eles.

As informações que me chegam de dentro da instituição é que a denúncia do Cafezinho caiu como uma bomba, e que os funcionários ficaram muito satisfeitos, visto que os problemas são de conhecimento geral e angustiam a todos.

“Além da corrupção, eles têm uma política de ferrar o funcionário”, denuncia um ex-funcionário.

*

Trecho de mensagem que recebi de um fonte de dentro da FURP:

(…) a notícia bombou e balançou as estruturas da direção da Furp. O superintendente foi chamado pelo Secretário da Saúde e acontecerá uma reunião na próxima [nesta] segunda-feira.

Os funcionários estão adorando tudo (…). E para finalizar, o que mais está rolando lá dentro é a seguinte frase: “vamos ali tomar um cafezinho?”. rs

*

Os problemas acontecem sobretudo nas licitações, muitas das quais são fraudadas. Depois são acrescentados aditivos em cima de aditivos, me disse uma das fontes.

Agora tenho várias fontes, de dentro, de fora, funcionários e ex-funcionários. Todos interessados em me ajudar, por espírito de cidadania e indignação acumulada. Não há qualquer partidarismo, mas simplesmente desejo de justiça, orgulho de se livrar do medo e fazer alguma coisa boa pelo país.

Durante muito tempo, houve um clima meio que de terror na instituição. Alguns servidores sofreram assédio moral, foram perseguidos.

Um ex-servidor me disse que, anos atrás, reuniu muitos processos onde havia fraudes notórias, e entregou ao Ministério Público Estadual, e que o mesmo esteve na instituição algumas semanas depois, mas nada aconteceu.

Infelizmente, o MP está sem credibilidade junto aos servidores, o que é lamentável. Faço um apelo, portanto, ao novo Procurador-geral da República, o senhor Rodrigo Janot, homem ilibado e corajoso, para que exerça sua influência junto ao MP estadual e faça as investigações necessárias. O que está em jogo é uma instituição extremamente importante para o Brasil.

Aliás, o fato da FURP receber milhões do Ministério da Saúde justificaria a entrada da Polícia Federal no caso.

“A auditoria do Estado não faz nada”, lamenta-se uma das minhas fontes.

Estamos tentando trazer mais documentos e mais indícios de irregularidades e desvios.

Corrupção-2_opt

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

JoqueiClub

26 de outubro de 2013 às 16h23

Mas e ai acabou em pizza, Sr. denunciador (Miguel) ????

Responder

Arthur Filho

22 de outubro de 2013 às 08h16

É realmente uma vergonha o descaso do governo para com a população brasileira.
Conheço esta empresa e muitos funcionários que lá trabalham. Empresa esta que outrora abastecia todas as UBS dos bairros produzindo remédios de qualidade, hoje paga (isso mesmo, paga) para outras empresas fabricarem os medicamentos, sendo que a própria FURP tem uma estrutura completa com maquinários e mão de obra qualificada para isso.
Temos que dar um basta nesta situação! A justiça não pode mais ficar passiva e alheia à esses administradores corruptos e incompetentes que prejudica, fere e humilha o povo brasileiro.

Responder

Miguel do Rosário

21 de outubro de 2013 às 20h50

Leiam essa matéria. Ela confirma várias denúncias contra a Furp.

http://www.jornalcidadedeitarare.com.br/443/Vereador-denuncia-que-180-mil-unidades-de-captopril-esto-vencendo-na-FARMAI

Responder

Renegado 666

21 de outubro de 2013 às 20h14

Sou funcionário da empresa e a situação é a seguinte:
Eles tem gente dentro do ministério público e na assembléia legislativa, na outra tentativa, o ministério público não deu continuidade por causa dessas pessoas dentro do ministério que eles tem.
Estamos tentando com o sindicato, fazer uma paralização para pedir o afastamento da superintendência e diretoria da Furp, mas até agora o sindicato não se manifestou, inclusive, eles receberam cópias dos doctos que mandaram para vc tbm.

Responder

Edmar Assis

21 de outubro de 2013 às 18h16

Jornal Zona de Conflito Mídia Independente
Denúncia Gravíssima:

Recebido via inbox:

“Meu pai é petroleiro e está embarcado na Bacia de Campos. E como vocês devem saber, eles estão em greve por conta do leilão do pré-sal e pedindo aumento de salário da categoria. Os trabalhadores que estão embarcados estão sendo mantidos em CÁRCERE PRIVADO dentro das plataformas. Eu acabei de ligar pra lá e meu pai me pediu que compartilhasse isso aqui no FB.”

VAMOS VOLTAR A ÉPOCA DA DITADURA, ESTADO FASCISTA QUE VANDALIZA…

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?