Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Ministério Público estima roubo de R$ 1 bilhão no governo Serra

Por Miguel do Rosário

04 de dezembro de 2013 : 00h09

Inacreditável. Enquanto a mídia desumaniza e sataniza Genoíno, que vive na mesma casa humilde há trinta anos, e nunca enriqueceu com a política, o Ministério Público acaba de divulgar que apenas alguns desvios ocorridos no governo José Serra totalizaram quase R$ 1 bilhão.

Agora sabemos porque a nossa imprensa de oposição fez tanto carnaval com o mensalão, que não passou de um esquema corriqueiro de caixa 2 envolvendo pouco mais de 50 milhões de reais. Era para encobrir os bilhões desviados em governos tucanos de São Paulo, no estado (trens) e na capital (IPTU, habite-se, etc).

Eu só quero saber o que os coxinhas vão alegar dessa vez. Ainda vão insistir que a origem de todos os males é o PT?

*

MP aponta superfaturamento de quase R$ 1 bi em reforma de trens do Metrô

Investigação feita há mais de um ano apontou ilegalidades que encareceram em mais de R$ 875 mi reforma de trens das linhas 1 e 3

promotormpdenunciametrojanaina
Promotor Marcelo Milani constatou irregularidades em dez contratos do Metrô-SP / Foto: Janaina Garcia / Terra

Texto: Janaina Garcia
Direto de São Paulo

O Ministério Público do Estado de São Paulo divulgou na tarde desta terça-feira, na capital paulista, o relatório de um ano e meio de investigações que apontam superfaturamento de quase R$ 1 bilhão em contratos para reforma de trens da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô-SP).

De acordo com o promotor de Defesa do Patrimônio Público Marcelo Milani, o MP constatou ilegalidades em quatro contratos iniciais firmados entre 2008 e 2010, durante a gestão do então governador José Serra (PSDB), para a reforma de 98 trens das linhas 1-azul e 3-vermelha do metrô paulistano. Os quatro, entretanto, foram fracionados em mais dez, totalizando dez contratos.

Milani afirmou que os R$ 1,622 bilhão do valor inicial dos quatro contratos saltaram para cerca de R$ 2,5 bilhões graças ao acréscimo de R$ 875 milhões gerados com o fracionamento em dez contratos. Esse fracionamento, alegou, é ilegal.

“Isso é um escândalo total, um prejuízo total aos cofres públicos. Não existe fora de São Paulo outra cidade em que esses trens sejam reformados”, disse o promotor, segundo o qual, dos 98 trens a serem reformados, “36 estarão parados até ano que vem, quase um terço da frota”.

Presidente do Metrô recebe recomendação administrativa

O promotor afirmou que convocou o presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, a responder, no prazo de 30 dias, uma recomendação administrativa em que é solicitada a suspensão dos contratos. Mesmo que a resposta seja dada, o MP não descarta entrar com uma ação de improbidade administrativa caso as ilegalidades apontadas na investigação se confirmem.

Cartel atuou em ao menos um contrato

Durante as investigações, informou Milani, ficou comprovada a participação de empresas investigadas pela prática de cartel (acordo ilegal que veda a concorrência e eleva preços de produtos e serviços), em outras investigações, também em contrato de reforma de trens.

As duas empresas citadas pelo promotor são a Alstom e a Siemens, mas a participação de agentes públicos também é considerada. Milani explicou que, nos depoimentos, um ex-diretor da Siemens trouxe ao MP cópia de um e-mail enviado por um funcionário do Metrô convocando representantes das duas empresas a uma reunião na qual teriam sido convidadas a fazer um consórcio. Para o encontro, foram chamados os diretores de transporte das duas empresas.

“Ao menos nesse contrato, orçado em R$ 708 milhões, o cartel operou. Porque não houve competitividade”, declarou Milani.

Trens reformados envolvidos em acidentes

Além das ilegalidades referentes ao fracionamento dos quatro contratos iniciais, a promotoria levantou ainda que ao menos três acidentes já foram registrados com trens que foram reformados e postos em operação.

Um deles aconteceu na linha 1-azul, em 1º de dezembro do ano passado, quando um trem parado no pátio, no Jabaquara (zona sul de SP), andou sozinho e bateu em outro. “O Metrô informou que se tratou de defeito em uma peça de acionamento em um dos trens reformados”, falou o promotor.

Outros dois acidentes foram registrados este ano na zona leste da cidade, e ambos, na linha 3-vermelha do metrô: um em 5 de agosto, quando uma composição descarrilou por conta do aquecimento excessivo de uma peça, e outro, mais grave, em 16 de maio passado, com três vítimas.

“Esse é mais um indicativo de que essa reforma tem sido danosa para o Metrô e para os cofres públicos”, concluiu Milani, para quem as reformas, no balanço final, custam mais que trens novos.

O Metrô-SP foi procurado para comentar as declarações do representante do MP, mas, até as 19h, não havia se manifestado.

cartelmetroterra

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

21 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcos C. Campos

26 de dezembro de 2014 às 10h46

Ministério Publico em SP é órgão somente de estatística de desvio do tucanato.

Responder

Yohakim Vera

05 de dezembro de 2013 às 10h11

A Globo só tem olhos para o Panamá mais o 247 já achou coisas interessantes sobre o laranja do subúrbio da Cidade do Panamá dono de mais de mil empresas! Entre elas a TVA que era da Abril e vendeu a RR Soares e uma empresa dos pais e irmã do Prefeito do Rio…Tem muito pano para manga ainda!

Responder

Ione Navegantes Cardoso

04 de dezembro de 2013 às 19h17

Ótimo! Será que Impeachment De Joaquim Barbosa, vai mandar prender?

Responder

    Anônimo

    05 de dezembro de 2013 às 09h22

    Isso é fato! Estamos em Minas Gerais aguardando há anos justiça sobre a “Lei Complementar 100? que efetivou 98 mil pessoas em cargo público “sem concurso”, a maioria do setor de Educação. Isso devido há “Incompetência” (mais suave) por parte do governo do AECIO NEVES. E aí Barbosa, vai ou não vai fazer alguma coisa?

    Responder

Cuca Falcão

04 de dezembro de 2013 às 18h07

Calcule aí: 20 mensalões ou, se preferir, 20 helicópteros cheios de pó. E ninguém vai dizer nada?

Responder

Fernando

04 de dezembro de 2013 às 14h12

A globo tem problemas com bilhões, ela costuma não dar valor a essas cifras, ainda mais quando relacionados aos rombos causados pelo psdb. agora os milhões da visa net, esse sim é pra ser noticiado e distorcido mesmo ela tendo abocanhado uma boa parte do dim dim….é de dar nojo a qualquer cristão.

Responder

O Cafezinho

04 de dezembro de 2013 às 15h24

É uma pergunta.

Responder

O Cafezinho

04 de dezembro de 2013 às 15h24

José Guilherme, você curtiu a página do Cafezinho. Sei lá, talvez tenha que fazer isso para poder compartilhar.

Responder

Sonia Santana

04 de dezembro de 2013 às 12h56

Cancer é este PSDB bandido e blindado, colega…

Responder

José Guilherme

04 de dezembro de 2013 às 12h34

E a dificuldade de fazer compartilhamento…….. parece que tem algo que impede…… vou continuar tentando……..

Responder

Marcilio Landim Meireles

04 de dezembro de 2013 às 12h30

e o cafezinho….não vai falar nada da lambança do miserável do Panamá???? Este PT é um câncer….

Responder

    Luís Carlos

    04 de dezembro de 2013 às 19h25

    O “miserável do Panamá” é o mesmo que comprou a TVA da ABRIL, segundo noticia o Brasil 247. A ABRIL não é o PT. Será que a Globo vai noticiar isso hoje no JN?

    Responder

rildoferreiradossantos@gmail.com

04 de dezembro de 2013 às 10h03

Cara, numa imprensa onde o emprego do Zé Dirceu tem muito mais importância que 453 quilos de cocaína no helicóptero de um deputado, as falcatruas de São Paulo nem chegam às reuniões de pauta.

Responder

Renata Martins

04 de dezembro de 2013 às 08h35

Qual será a pena deles? Se depender dessa mídia, que foi investigar a fundo o hotel que ofereceu vaga a Dirceu, mas não dá uma palavra sobre esse escândalo, a pena será assistir de camarote toda essa investigação virar pó. VERGONHA!!!

Responder

Marco Espirito Santo

04 de dezembro de 2013 às 08h14

Isso é um “cafezinho” pequeno para eles. Só 1Bilhão!……

Responder

Josef Marcio Tavares

04 de dezembro de 2013 às 05h21

se os petistas foram presos por terem feito caixa dois, os tucanos, então, deveriam ser fuzilados.

Responder

George Ayres

04 de dezembro de 2013 às 04h21

pena que ninguém da “turma” vai preso ou vira manchete estilo “mensalão”

Responder

George Ayres

04 de dezembro de 2013 às 04h20

pena que ninguém da “turma” vai preso ou vira manchete estilo “mensalão”

Responder

Neto Peneluc

04 de dezembro de 2013 às 03h01

Malditos petralhas! Eles vão acabar com o nosso rico país e… ops, é o PSDB.

Responder

João Nassif

04 de dezembro de 2013 às 02h38

Tucanos já para a gaiola

Responder

Flá Ahm

04 de dezembro de 2013 às 02h27

e o prato do dia “O PIB CAIU! O PIOR DOS EMERGENTES!!” Hummm…

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?