Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Inflação dispara! Pra baixo!

Por Miguel do Rosário

07 de fevereiro de 2014 : 11h10

O IBGE acaba de divulgar o índice de inflação de janeiro. Ela explodiu, mas para baixo. Foi o menor índice em muitos anos. O Tijolaço fez um texto ótimo, que reproduzo abaixo:

*
Inflação derruba urubus e cai. IPCA é o menor em cinco anos para janeiro

Por Fernando Brito, no Tijolaço.

Desta vez, a turma que fica “urubuzando” o Brasil e torcendo para a inflação disparar e poder tirar umas casquinhas eleitorais já começou o ano quebrando a cara.

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo, medida oficial da inflação, ficou em 0,55%, bem menos que os 0,92% de dezembro e os 0,86 de janeiro de 2013.

E os amigos e amigas não me xinguem, mas vou dizer que um pedaço significativo dessa inflação foi “bom”. É que o grupo de preços que mais influenciou para cima foi o de despesas pessoais e, dentro dele, o aumento do preço dos cigarros que, sozinho, respondeu por 0,08 do índice final.

Fumante inveterado, apesar de cardíaco, só posso defender que custe bem caro a gente se fazer mal.
O fato é que o Brasil atravessou um terço da “primeira ponte inflacionária”, composta pelos meses de janeiro, fevereiro e março, onde a alta dos alimentos e o reajuste de preços que tem bases anuais se concentram.

Embora preços dos hortifrutigranjeiros possa apresentar uma alta maior, em razão da seca que atinge o Sudeste e o Sul do país, os preços no atacado – que vão se refletir no varejo, adiante, caíram, segundo a Fundação Getúlio Vargas.

Mas não pense você que a turma do “vudu” econômico descansa, não.

Olhe aí do lado (abaixo) o título da matéria do Estadão.

urubuinpc

O índice de preços “subiu”. Subiu de 0,72% para 0,63%!

É o INPC, que mede a inflação para a renda mais baixa.

Bem, mas à parte estas manobras, o fato é que a inflação acumulada em 12 meses baixou de 5,92% para 5,59%.
E que este janeiro teve a menor taxa inflacionária desde que , em 2009, a crise mundial segurou um pouco o aumento dos preços.

A turma do “quanto pior, melhor” agora vai ter, por enquanto, de ficar só na sua nova coreografia, a dança da seca, para ver se chega com chances em outubro.

inflajaneiro

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

edinaldo

07 de fevereiro de 2014 às 17h23

Não foi só o preço da bandeja de caju que subiu, não : acrescente-se o preço do caviar, das nozes, da lagosta…e por aí vai. quá!quá!quá!

Responder

Francisco Bissoli Malaman

07 de fevereiro de 2014 às 18h45

O que mais me irrita eh que o governo acredita na globo e sobe o juros…eh o que a globo e os bancos mais querem!

Responder

Lulu Pereira

07 de fevereiro de 2014 às 15h34

Mas, no entanto, porém…

Responder

Claudio Manoel Silva

07 de fevereiro de 2014 às 15h33

kkkkkkkkk

Responder

Eliana Schaun

07 de fevereiro de 2014 às 13h41

Até que enfim uma boa notícia.

Responder

Denis Damazio

07 de fevereiro de 2014 às 11h24

A única coisa q eu não entendo é que o BC aumenta a SELIC pra segurar a inflação. A diaba já caiu algumas vezes (com algumas variações em torno de uma certa media) e a selic continuá-la no alto graças ao “cenário” inflacionário q nunca vira filme de verdade…
É só medo da Leitão esse comportamento idiota do BC ou tem alguma chance de ser verdade?

Responder

Takeo Watashiwa Watashiwa

07 de fevereiro de 2014 às 13h24

Hahah, ótimo!

Responder

Mosteiro da Paz

07 de fevereiro de 2014 às 13h15

A BANDEJA DE CAJU QUE ERA DE 9 REAIS EM OUTUBRO …AGORA É 12 REAIS…ISSO SE CHAMA INFLAÇÃO…OU NÃO…

Responder

    Marcel

    07 de fevereiro de 2014 às 12h14

    Agora, além da inflação do tomate, temos a inflação do caju!

    Gravíssimo!

    Responder

Mosteiro da Paz

07 de fevereiro de 2014 às 13h14

O GOVERNO QUER ENGANAR QUEM ? OS PREÇOS DOS ALIMENTOS NÃO PARAM CRESCER…

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?