Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

A volta do cipó. CPI da Petrobrás vai pra cima de FHC

Por Miguel do Rosário

04 de junho de 2014 : 07h44

Agora eu tô gostando de ver. O governo tem de endurecer o jogo porque a Petrobrás é a joia da coroa. As corporações de mídia tem o poder de criar CPIs, porque são competentes em fazer sensacionalismo. Mas o governo tem de usar a sua maioria e o poder que o povo lhe outorgou, democraticamente, para não permitir que ela vire joguete eleitoral na mão da oposição.

Mas tem outra coisa. Ninguém destacou uma frase de Lula sobre a Petrobrás. Numa entrevista recente, Lula sugeriu que “tem gente querendo fazer caixa 2 com a Petrobrás”. Isso é muito grave. Como a estatal movimenta centenas de bilhões de reais e tem negócios com quase todas as grandes companhias nacionais, muitos parlamentares, e talvez nem apenas da oposição, quiseram (ainda querem, seguramente) usar as duas CPIs da Petrobrás para extorquir dinheiro de fornecedores da Petrobrás. Nesse jogo, a mídia entra de cabeça, porque ela tem o poder maior de chantagem.

Mas agora Inês é morta. Há duas CPIs em andamento. É uma lei da biologia. A vida avança ou recua. Não há meio termo. O governo ataca ou apanha. Bom que escolheu atacar, porque o contrário seria entregar o Brasil nas mãos de suas velhas oligarquias midiáticas, que constituem o núcleo político das forças antinacionais consolidadas na ditadura.

*

No Brasil 247.

CPI VAI INVESTIGAR DOCUMENTOS DA GESTÃO FHC

Integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista da Petrobras aprovaram, em bloco, pedidos de acesso a documentos que envolvem o governo tucano de Fernando Henrique Cardoso; isto foi possível graças a um descuido dos oposicionistas, que não perceberam a manutenção de alguns requerimentos, como o que envolve o acidente da plataforma P-36, que afundou em março de 2001 durante o governo de FHC

3 DE JUNHO DE 2014 ÀS 20:21

247 – Os integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista da Petrobras aprovaram, em bloco, pedidos de acesso a documentos que envolvem o governo tucano de Fernando Henrique Cardoso. Isto foi possível graças a um descuido dos oposicionistas, que não perceberam a manutenção de alguns requerimentos.

Durante os debates, o deputado de oposição Onyx Lorenzoni (DEM-RS) pediu a exclusão de votação de quatro requerimentos que pediam cópia de relatórios e demais documentos referentes ao acidente da plataforma P-36, que afundou em março de 2001 durante o governo de FHC, e dos processos que tramitam no Superior Tribunal de Justiça que envolvem a troca de ativos entre a Petrobras e a companhia ibero-americana Repsol YPF, referente à refinaria de Bahia Blanca, no mesmo ano. Eles foram numerados como 440, 447, 525 e 528.

No plano de trabalho proposto pelos relatores das CPIs mista e exclusiva do Senado, respectivamente, o deputado Marco Maia (PT-RS) e o senador José Pimentel (PT-CE), citam que a tragédia do afundamento da P-36 tirou a vida de 11 trabalhadores e gerou um custo para a estatal de US$ 2,2 bilhões. Dizem ainda que a operação da refinaria de Bahia Blanca pode ter causado um prejuízo de US$ 2,5 bilhões à Petrobrás.

O relator concordou com o pedido do deputado do DEM e determinou a exclusão, na votação em bloco, de quatro requerimentos que envolviam tais operações, apresentadas pelos deputados Sandro Mabel (PMDB-GO) e Sibá Machado (PT-AC). Ocorre que não foi retirado da lista de votação em bloco o requerimento de número 520, também apresentado por Mabel, que pedia à Agência Nacional de Petróleo (ANP) cópia de relatórios e demais documentos relativos ao acidente na P-36. Ou seja, esse pedido foi aprovado sem que os oposicionistas percebessem. O caso da Repsol, porém, ficará de fora da investigação.

 

bessinha09876

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Alex Herren

05 de junho de 2014 às 20h58

Agora, “aquele bando” de senadores que foram ao STF por uma CPI exclusiva da Petrobrás, novamente correrão até lá, mas agora para impedir a CPI. É o feitiço virando contra o feiticeiro.

Responder

Tiago Bicalho

04 de junho de 2014 às 21h02

falta de informação é foda…. caixa 2?

Responder

Jose Roberto

04 de junho de 2014 às 16h30

A JOIA DA COROA QUE TÁ SENDO SAQUEADA

Responder

Jose Roberto

04 de junho de 2014 às 16h30

A JOIA DA COROA QUE TÁ SENDO SAQUEADA

Responder

Francisco Barbosa

04 de junho de 2014 às 16h04

PT tenta fazer “cortina de fumaca” mas vai se fuder, PETROBRAS virou CAIXA 2 DOS CANALHAS !

Responder

Francisco Barbosa

04 de junho de 2014 às 16h04

PT tenta fazer “cortina de fumaca” mas vai se fuder, PETROBRAS virou CAIXA 2 DOS CANALHAS !

Responder

nilo walter

04 de junho de 2014 às 12h18

A Repsol será analisada pela CPI do senado que fustigará os oposicionistas .

Os tucanos e asseclas serão colocados na defensiva mesmo com apoio da mídia .

Responder

Douglas S. Sousa

04 de junho de 2014 às 15h04

Governador Agnelo, CHAME OS 200 APROVADOS DA PCDF PARA O CURSO DE FORMAÇÃO, A POPULAÇÃO DO DF CLAMA POR MAIS SEGURANÇA. CONHEÇA O CASO: https://www.facebook.com/aprovadospcdf2014.blogspot.com.br

Responder

Carlos Ribeiro

04 de junho de 2014 às 10h51

Repsol ficou de fora? É uma pena porque esse caso ia dar muita dor de cabeça aos penosos de bico grande.

Responder

Cláudio Nunes

04 de junho de 2014 às 13h24

“tem gente querendo fazer caixa 2 com a Petrobrás”. Isso é muito grave. Como a estatal movimenta centenas de bilhões de reais e tem negócios com quase todas as grandes companhias nacionais, muitos parlamentares, e talvez nem apenas da oposição, quiseram (ainda querem, seguramente) usar as duas CPIs da Petrobrás para extorquir dinheiro de fornecedores da Petrobrás. Nesse jogo, a mídia entra de cabeça, porque ela tem o poder maior de chantagem. – See more at: https://www.ocafezinho.com/2014/06/04/a-volta-do-cipo-cpi-da-petrobras-vai-pra-cima-de-fhc/#sthash.SpN2DR0K.dpuf

Responder

David Spazzineli

04 de junho de 2014 às 12h37

A turma do PSDB vai se fud……

Responder

David Spazzineli

04 de junho de 2014 às 12h37

A turma do PSDB vai se fud……

Responder

henrique de oliveira

04 de junho de 2014 às 09h17

A turma da massa cheirosa vai começar a feder.

Responder

Renata Martins

04 de junho de 2014 às 11h39

É isso aí, o negócio é investigar tudo. E aí vamos ver de onde o óleo sujo começou a vazar.

Responder

Roger Araujo

04 de junho de 2014 às 11h18

se é pra investigar, entao que apareça tudo.

Responder

Deixe um comentário