Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

O décimo círculo do inferno

Por Miguel do Rosário

10 de fevereiro de 2015 : 17h17

(pintura de Antoni Tapies, de Barcelona)

(pintura de Antoni Tapies, de Barcelona)


 

A notícia vale como epitáfio de um dia que nasceu morto.

A notícia: o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deu entrevista à TV Veja.

Ponto. Final. Desçam as cortinas.

Talvez a estratégia do governo seja mais genial do que a gente pensa.

Está muito além da compreensão de simples mortais.

Talvez a estratégia seja aprofundar logo a crise, acelerar de uma vez o processo de impeachment, porque se tiver de acontecer, que seja logo, para as coisas se resolverem.

Algo assim como perder a guerra antes mesmo de lutar, para a guerra terminar logo.

Entreguemos Paris antes dos nazistas declararem guerra. Menos risco.

Façamos o máximo de cagadas, no menor espaço de tempo possível.

Graça Foster divulga um balanço em que mistura projeções de queda no faturamento da Petrobrás, em virtude de preços menores do petróleo, com estimativas de corrupção baseada em fofoca de delator.

Dilma se mantém no mutismo de sempre.

Pior: desmantela o único canal de comunicação sistemática que possuía: o Café com a Presidenta, que lhe permitia ao menos falar com cidadezinhas do interior e periferias, as quais, quem sabe também por isso, foram o seu mais fiel bastião eleitoral.

O último programa foi realizado em junho do ano passado.

Como o poder não suporta o vácuo, quem está assumindo as rédeas do debate político nacional parece ser Eduardo Cunha, o novo presidente da Câmara dos Deputados.

Hoje ele já deixou claro: não haverá regulação de mídia nem debate sobre o aborto.

As obras da Petrobrás, que empregam centenas de milhares de trabalhadores, estão parando e deixando um rastro de desespero.

E a Dilma, calada.

Marcelo Freixo, deputado estadual do Rio de Janeiro, costuma usar um lema em suas campanhas que, apesar de piegas, deu bons resultados: “nada deve parecer impossível de mudar”.

O lema da estratégia política do governo federal pode ser uma paródia: “nada deve parecer impossível de piorar”.

O governo Dilma conseguiu superar Dante.

No inferno dantesco, ao menos havia um limite.

O poeta, guiado por Virgílio, chega ao nono círculo, onde se depara com o próprio Satanás, um monstro horrendo que devora vivo os traidores, mastigando-os lentamente.

Mas tudo se encerra ali, no nono círculo.

Até o inferno tem um fim. Dante e Virgílio pegam um atalho e saem da escuridão.

A obra termina com um verso de alívio: “e quindi uscimmo a riveder le stelle”.

“Então saímos para rever as estrelas”.

Já o governo Dilma, ao atingir o nono círculo, ao invés de procurar uma saída no alto, vai atrás de outro buraco, para descer mais fundo.

E chega ao décimo círculo do inferno.

Este é o significado da entrevista de Cardozo à TV Veja.

O ministro por acaso esqueceu o que a Veja fez no segundo turno da campanha eleitoral?

Por acaso esqueceu o que a Veja faz com Dilma 24 horas por dia?

Já deu uma olhada nos blogs escatológicos da revista, que xingam, literalmente, a presidenta, de tudo quanto é nome?

A Dilma não foi à TV, no último dia de campanha, protestar violentamente contra a revista, inclusive afirmando que iria processá-la?

Que raios de estratégia é essa que confunde totalmente o cidadão?

Dilma detona a Veja de dia e Cardozo vai lá dar entrevista à noite?

Parece que o ministro da Justiça prepara o terreno não apenas para o impeachment da presidenta, não apenas para dar poder à oposição.

Cardozo – e portanto também Dilma, sua chefa – não se contenta em permitir a destruição de Cartago.

Eles querem lançar sal sobre as ruínas, para que nada mais cresça na cidade devastada?

Ah, então para quem o ministro deveria dar entrevista?

Ora, sei lá. Para a BBC Brasil, Reuters, Le Monde, Brasil de Fato, Carta Capital, blog do Zé das Couves.

Qualquer lugar, menos Veja.

Um dos grandes erros de Dilma foi não ter aproveitado a passagem de governo para fazer uma verdadeira reforma ministerial.

Podia trocar a presidente da Petrobrás e o ministro da Justiça, em nome da alternância de poder.

Cardozo perdeu completamente a autoridade sobre a Polícia Federal.

Uma polícia que não responde à autoridade hierárquica é uma insanidade.

Imagine se policiais civis do Rio de Janeiro fossem flagrados xingando Pezão nas redes sociais?

Ou, se fossem paulistas, xingando Alckmin?

Seriam exonerados imediatamente! E com razão.

Um policial, militar, civil ou federal, tem de ser politicamente isento, nem petista nem tucano. E, sobretudo, tem de respeitar os superiores.

No caso do governo Dilma, agentes federais chegaram ao cúmulo de praticar tiro ao alvo usando a imagem da presidenta.

E o ministro Cardozo não fez nada.

Ontem eu encontrei um amigo na rua e fomos tomar umas cervejas na Lapa.

Ele contou que seu pai, um conhecido politólogo, está muito nervoso e decepcionado com a incompetência política do governo.

Então pensamos algumas estratégias.

Se Dilma não faz política, não podemos imitá-la e não fazer também.

Fizemos algumas especulações otimistas, pensando em levantar o astral de seu pai.

Apocalípticas e desesperadas, mas otimistas, se é que isso é possível.

Digamos que a mídia consiga realizar o seu intento e leve adiante a loucura de um impeachment.

Terá de ser uma operação imaculada.

Se passar a impressão de que manipulou a informação, a mídia estará assinando, pela segunda vez na história, o atestado de golpista.

E ela já está passando essa impressão.

Por exemplo: este email vazado de uma diretora da Globo, mandando todos os editores blindarem FHC, removendo qualquer associação do ex-presidente com o escândalo da Petrobrás, é uma belíssima e estonteante síntese de golpismo midiático.

Se não for uma operação imaculada, poderá haver convulsão social e, sobretudo, uma intensa e fulminante tomada de consciência por parte da população de que estão tentando lhe enganar.

A popularidade da Dilma caiu não apenas porque a mídia ampliou seus ataques contra o governo, mas porque as pessoas estão irritadas com a apatia política de Dilma.

Se a presidenta adotasse uma estratégia, qualquer estratégia, minimamente digna, resgatando a mística do coração valente, a sua popularidade dispararia no dia seguinte.

Opinião pública é um troço mais volátil que cotação de petróleo. Aliás, por isso sempre reiteramos que o governo não pode se fiar em pesquisa, nem boa nem ruim.

O que ele tem de fazer é assegurar uma base social orgânica sólida, a partir da política.

Então, querido professor, não fique tão chateado.

Se a mídia passar a impressão de manipuladora e golpista, e vai passar, aceleraremos a história.

Podem até derrubar a Dilma, mas terão uma enorme dificuldade para eleger seu candidato em 2018.

Qualquer mácula no golpe, e Lula, ou outro da mesma estirpe (um Haddad, por exemplo) se elege com voto massivo.

A oposição virá com quem? Aécio? Cunha? Alckmin?

Mesmo que algum desses se eleja, quem lhe dará sustentação nas ruas, nas redes, nos sindicatos, nos movimentos sociais?

Ele vai querer censurar todo mundo e o caldeirão vai explodir.

Aí mergulhamos mais fundo em nossas especulações apocalípticas.

Digamos que o PT se desmanche de vez, e que a candidatura de Lula seja inviabilizada por alguma tramoia judicial.

Digamos que os círculos do inferno se sucedam infinitamente. E não sejam apenas nove círculos, mas dezenas deles, cada vez mais sombrios e terríveis.

Surgirá um novo partido? Um Syriza? Um Podemos?

Pode ser.

Por que disse eu que a nossa especulação, mesmo apocalíptica, era otimista?

Porque a política se desenvolve em dois planos.

Um é a superfície do poder, onde transitam os governos, as manchetes do dia, as eleições.

Outro são as profundezas da consciência popular, onde se faz a história.

O nosso campo político está formado. A sua solidez é infinitamente superior às contingências e defeitos de um governo apático.

A mídia brasileira escolheu, há muito tempo, o seu lado.

O lado dos bancos, dos especuladores, dos latifundiários, do eduardo cunha.

O lado dos tucanos, enfim.

Os tucanos e seu incomensurável rabo de mutretas.

O delator Pedro Barusco deixou bem claro: ele recebia propina desde 1997, e naquela época, quem pagava era um cartel internacional, que articulava para que não houvesse desenvolvimento de tecnologia nacional.

Os tucanos roubavam, vendiam as nossas estatais, e ainda recebiam propina de carteis para não deixar o Brasil se desenvolver.

Nem vem que não tem!

O governo Dilma pode ser um primor de incompetência política.

Um sangrento e trágico desastre ferroviário em comunicação.

Mas qualquer coisa é melhor do que o entreguismo tucano.

A gente sabe muito bem porque a mídia quer o PSDB no poder. Por dinheiro, pura e simplesmente.

Se o PT dá dinheiro grosso à mídia, o PSDB vai dar vinte, trinta vezes mais.

Vai comprar milhões de livros didáticos, fazer milhares de assinaturas, vai terceirizar para a grande mídia toda a publicidade e comunicação estatal.

Só que isso é tudo que as ruas pedem para emergir com uma força da qual a mídia já teve um vislumbre nas “jornadas de junho”.

A imprensa comercial só podia filmar do alto dos prédios, ou em helicópteros.

Quando o PSDB ganhar e começar a encher a mídia de grana, ela terá de usar drones de guerra.

Se o governo e o PT, portanto, estão decididos a se autodestruírem alegremente, voluntariamente, então que sejam felizes e tenham a morte mais tranquila possível.

É uma pena, tanto trabalho perdido, mas enfim a experiência valeu.

A consciência política, porém, nunca morre.

A consciência política é imortal.

É com ela que iremos reconstruir nossas cidades bombardeadas pela mentira e pela manipulação.

O golpe que a mídia organiza com tanto zelo pode ser, portanto, a grande armadilha que a história, sarcástica como sempre, esteja lhe preparando.

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

49 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Enrico

12 de fevereiro de 2015 às 07h28

Bravo Miguel, Bravo!! Esta Dilma é o pesadelo que eu nunca gostaria de ter sonhado. Mas das trevas surgirá um novo país. Eles não perdem por esperar.

Responder

Sassi

11 de fevereiro de 2015 às 10h58

O que esta acontecendo com os blogs sujos? estão virando uma espécie de veja?

Va cornetear o PIG et caterva.

Responder

Maria

11 de fevereiro de 2015 às 10h55

Parabéns, Miguel! Considero você pertencente à classe dos melhores jornalistas/blogueiros desse país.
Texto muito lúcido e bastante esclarecedor. Obrigada por nos blindar com postagens sempre boas de ler. Permita-me qualificar o seu jornalismo como sendo investigativo e com posts, sem exceções,sempre excelentes.

Responder

PENSANDO O BRASIL

11 de fevereiro de 2015 às 10h33

A STALINGRADO DO GOVERNO:

Quem deveria comandar a Batalha da Comunicação? Em meus sonhos (utopias) a Presidenta Dilma comanda. O que ela deveria dizer? Leia e opine no link abaixo:

http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR10.html

Responder

Paula Portela

11 de fevereiro de 2015 às 08h52

Cansei de ler. Cada vez que leio os bloguistas progressistas quase tenho um treco. Fico angustiada, com raiva, p… da vida. Tudo isso, porque a Dilma no seu Planalto parece que esta cega, nao ve o que esta acontecendo. Bam que os bloguistas progressistas sao uma trincheria firme da Democracia, mas Dilma parece nao estar nem ahi. Parece pamonha. Que se passa com ela? Que comida estao cozinhndo, que agua esta bebendo, o que ela esta tomando de medicamento. Poi eu QUERO areditar que ela esta sendo dopada. O Brasil, mais a turma de politicos que tem, estah igualita aos pahises africanos. Shame!!!

Responder

Ligia Malta

11 de fevereiro de 2015 às 07h32

Excellente desabafo, também estou engasgada!

Responder

Leo Oliveira

11 de fevereiro de 2015 às 05h39

Seria a estratégia do Planalto parecida com a do Jânio?

Não dum auto-golpe exatamente à lá Jânio, mas de criar um clima e situações que seja impossível não votar o impeachment, acreditando que os movimento sociais, sindicatos, MST, UNE, entre outros, defendam a legalidade e a Presidente voltaria com mais força.

Problema que esse Congresso também não parece muito disposto de ir ao extremo, não por amor à democracia, mas por covardia, então vão cozinhando o galo com declarações valentes, em outros momentos jocosas, porém temem as consequências dum ato mais ousado, talvez pensando no que aconteceu com os principais golpistas de 1964.

Temem também uma reação mais violenta, uma convulsão social, algo que teria desdobramentos imprevisíveis. E é sempre melhor manter os seus tão amados cargos e privilégios.

Por conhecer esse Congresso, o governo não deve ter maiores preocupações, sabe que aquilo ali se divide entre fisiologistas e carreiristas, atrás da mais variadas vantagens.

Isso deve explicar o silêncio, evitando polêmicas, acreditando que, com o tempo passando, a poeira baixa, o ajuste fiscal pode já vir a dar resultado no próximo ano, e com a economia crescendo, com emprego e renda garantidos, ninguém se mete com a Dilma.

Responder

Linno Parker da Silva

11 de fevereiro de 2015 às 05h10

Quem mantém esse Zé seria a quinta frota?

Responder

Asiole Senun

11 de fevereiro de 2015 às 02h38

Será que ela é antipetista? Aí ficaria explicado…

Responder

Adenilson Vieira

11 de fevereiro de 2015 às 00h30

A inércia de Dilma como presidenta da Republica perante todos os ataques violentos ao partido dos trabalhadores é uma prova de covardia e traição que ficará eternamente registrada na memória do batalhador Brasileiro que um dia sentiu o gosto de um Brasil mais justo e menos desigual.
Já estou completamente arrazado!

Responder

Euler

11 de fevereiro de 2015 às 00h15

Tive a informação, através do blog Tijolaço, que Dilma fará uso de cadeia de rádio e TV após o carnaval. Não resolvi fazer as seguintes apreciação sobre o tema, ainda acreditando que Dilma pode reagir. Ingênuo, eu? Talvez. Mas, enquanto o inferno não encontrar o seu fim, haverá sempre uma ponta de esperança. Eis o que escrevi:

Considero positiva e necessária a decisão da presidenta Dilma de falar em rede de rádio e TV. Eu já havia solicitado isso da presidenta. Claro que ela não decidiu isso por conta da minha sugestão, mas pelo menos, decidiu, pelo que consta, usar este instrumento e falar para a nação brasileira.

Espero que ela vá fundo, que enfrente a mídia golpista, que demonstre a tentativa das elites e sua mídia de solapar o governo, a Petrobras e as conquistas sociais.

É importante que Dilma desmascare a operação Lava Jato, que poderia ter se tornado um exemplo de combate à corrupção, mas acabou se tornando instrumento político de golpe contra o governo, em favor da privatização e da desmoralização da Petrobras, e contra o PT.

Dilma precisa convocar o povo brasileiro para resistir ao golpe, e reafirmar seu compromisso com as políticas sociais. Ela precisa dizer que está preparando um grande programa social que inclui obras em todo o país para gerar mais empregos, que inclui investimentos na saúde e na Educação pública, que inclui mais investimentos no transporte coletivo, na moradia popular e que o governo deseja uma reforma política que acabe com o financiamento privado de campanha, que é a principal fonte de corrupção, mas que para isso o governo precisa da pressão popular, já que o congresso está dominado por uma maioria conservadora, que quer piorar a realidade política marcada por privilégios e pelo distanciamento com a realidade da população brasileira.

Dilma deve anunciar ainda que vai inaugurar uma nova forma de diálogo direto com a população, que começará recebendo os movimentos sociais e visitando as diversas regiões do país, para ouvir, em audiência pública, as demandas populares, que farão parte do seu programa prático de governo. É isso que esperamos da fala da presidenta Dilma. Quem puder passar essa mensagem para a presidenta, fique à vontade. Não custa sonhar.

Responder

enganado

10 de fevereiro de 2015 às 23h37

Caro Miguel

O que há por trás deste silêncio? Ninguém fala nada! Parece que a Presidenta não quer governar! Silêncio, Silêncio, Silêncio, Silêncio, até qdo? Caro Miguel e aí!

Responder

Meire Souza

11 de fevereiro de 2015 às 01h27

O Governo está igual ao homem-bomba! Pode até ser destruído, mas leva boa parte do todo junto!

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 22h08

Agora, o décimo-primeiro círculo do Inferno!

###################

Ministério Público pede para reduzir pena de Youssef pela metade
André Richter

Da Agência Brasil
em Curitiba
10/02/2015 20h16

O Ministério Público Federal (MPF) pediu nesta terça-feira (10) a redução de pena, pela metade, para o doleiro Alberto Youssef, considerado operador financeiro do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. O pedido é relacionado ao processo no qual o doleiro é acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.
De acordo com os procuradores da força-tarefa que investiga o esquema, Youssef merece o benefício em troca das informações que foram prestadas no acordo de delação premiada firmado com MPF. Nos depoimentos, o doleiro apontou os políticos que receberam propina do esquema de desvios da Petrobras.
(…)

FONTE: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/02/10/ministerio-publico-pede-para-reduzir-pena-de-youssef-pela-metade.htm

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 21h58

Moro vai comer 1% do PIB
O Nordeste não tem consumo … Melhor fechar mesmo …

Publicado em 10/02/2015

A cidade de Bacabeira http://pt.wikipedia.org/wiki/Bacabeira no Maranhão tem 16 mil habitantes.
E se preparou para receber mais 70 mil.
Ali se construiria a refinaria Premium I da Petrobras (a Premium II seria no Ceará).
( O PiG que chama nordestino de burro e bovino sempre combateu as duas refinarias, com o argumento de que não há consumo no Nordeste.
(…)
E ver o que vai dar lá na frente.
É mais fácil imaginar que vá dar num desmantelamento do PT e a eleição do Berlusconi, como aconteceu na Itália, depois da Operação Mãos Limpas contra a Máfia.
Uma coisa é uma coisa.
Outra coisa é outra coisa.
Os Berlusconis daqui são os filhos do Roberto Marinho, que não tem nome próprio – e que o Berlusconi comeu com farofa na Itália.
E na senzala, na Itália, não tinha o Lula, com o legado dele – no Governo e na Petrobras.
Devagar com o andor.

Paulo Henrique Amorim

FONTE: http://www.conversaafiada.com.br/economia/2015/02/10/moro-vai-comer-1-do-pib/#comment-1832987

Responder

Dagoberto Saraiva

10 de fevereiro de 2015 às 21h38

Miguel querido,
já estou com 63 anos ! Não vou conseguir ter outra chance de mudarmos esse país !!!
Por iso não consigo dormir de noite … Cada dia traz notícias piores. A Globo é um ultraje, uma coisa horrorosa e traidora !

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 21h34

“PT tem de sair dos tapetes de Brasília e ganhar as praças e ruas do Brasil”

*Raimundo Bonfim e Julian Rodrigues, especial para o Viomundo

publicado em 10 de fevereiro de 2015 às 16:29

Luta política e mobilização social

(…)

*Julian Rodrigues, licenciado em Letras e especialista em economia do trabalho, é ativista de Direitos Humanos e LGBT.

Raimundo Bonfim, advogado, é coordenador geral da Central de Movimentos Populares (CMP-SP).

FONTE: http://www.viomundo.com.br/politica/raimundo-bonfim-e-julian-rodrigues-pt-tem-de-sair-dos-tapetes-de-brasilia-e-ganhar-pracas-e-ruas-brasil.html#comment-879506

Responder

    Messias Franca de Macedo

    10 de fevereiro de 2015 às 21h42

    EM TEMPO:
    creio que o título do texto deveria ser:
    “PT e os outros setores da esquerda têm de sair dos tapetes de Brasília e ganhar as praças e ruas do Brasil”
    Respeitosamente,
    República de ‘Nois’ Bananas
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

    Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 21h29

… Enquanto a presidente Dilma Rousseff não fala aos moradores e às moradoras dos rincões deste ‘Brasilzão do Meu Deus’!…

Carlos Lacerda vive!

… No ‘MAU Dia Brasil’ do rádio de hoje, o ex porta-voz da ditadura militar “desancou bonito” no lombo da presidente Dilma Rousseff!
Exaltou o fato de a tal pesquisa de popularidade ter indicado que ‘trocentos’% dos entrevistados acreditam que a presidente sabia das maracutaias na Petrobras!
Um delinquente!
Um golpista desavergonhado!
Deve ser íntimo do ‘Zé Tucano’ do ‘miniSTÉRIO’ da Justiça!
O energúmeno fascista chegou ao ponto de afirmar:
“Os bilhões de reais depositados por brasileiros no HSBC dariam para custear o dobro dos estádios de futebol construídos para a Copa do Mundo!”
Como se uma coisa tivesse a ver com a outra!
Na verdade tem: o estratagema vil e covarde de tentar associar o governo petista a todo o tipo de corrupção e malfeitos!
O Garcia “aposta na ficha” de que muitos ouvintes irão imaginar que há dinheiro sujo da Dilma e do Lula sendo lavado no HSBC da Suíça!
E dinheiro do “Petrolão”!
Incitação criminosa ao ódio na população!
Um irresponsável ao proferir sandices, utilizando-se dos sinais eletromagnéticos convertidos em concessões públicas pelo Estado brasileiro…
Não satisfeito, terminou o programete infame reiterando que o governo federal tentará aprovar a Lei dos Meios.
A Lei, segundo o Garcia, “que pretende calar os opositores, cercear a liberdade de expressão dos jornalistas, assim como acontece na Venezuela e na Bolívia”!
O Alexandre Garcia “da Globo” sabe que está mentindo!
Ele sabe que está ludibriando a boa fé das pessoas!
Que poderão acreditar nas patranhas de uma [suposta!] estrela Global!
Porém, o que o Garcia “da Globo” mais sabe é agradar os patrões!
E passar na caixa registradora do projac!
Infame!

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 21h23

… Só falta o ‘miniSTRO’ ‘Zé Tucano’ da Justiça conceder uma entrevista exclusiva ao criminoso do Alexandre Garcia “das organizações Globo soNEGAdoras” – das verdades – e dos impostos!…
Demissão por justa causa!
E nomeia o Tarso Genro!

Responder

Messias Franca de Macedo

10 de fevereiro de 2015 às 21h22

… É um escárnio aos militantes!
É um acinte à decência!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    10 de fevereiro de 2015 às 21h22

    Motta Araújo: Ministro da Justiça deve gerir a crise política provocada pela Lava Jato
    Na visão do advogado e articulista do GGN, a investigação sobre a Petrobras não teria a dimensão que tem hoje sem iniciativas do governo Dilma contra a corrupção. “Ela tem que tomar para ela esse crédito. Ela pode se fortalecer através disso”, apontou
    TER, 10/02/2015 – 15:11
    (…)
    No caso em tela, José Eduardo Cardozo é quem poderia dar a cara a tapa dia sim, dia não, na tentativa de evitar mais rachaduras na imagem da presidente Dilma Rousseff (PT). Mas, segundo Motta, o que se vê é um Ministério de braços cruzados enquanto a crise com Lava Jato corre sem freios.
    “O que estou dizendo é que, tradicionalmente, quem apaga o incêndio de uma crise política – e o caso Petrobras é uma crise política – é o Ministério da Justiça. É essa a voz autorizada a falar em nome da Presidência. Juscelino Kubitschek teve várias crises durante seu mandato. Quem administrava essas crises era [Armando Ribeiro] Falcão, o ministro da Justiça. O presidente não pode, todo dia, falar. Mas o ministro pode transmitir a mensagem. Só que não está se vendo nenhuma manifestação sobre nada”, disparou.
    (…)
    FONTE: http://jornalggn.com.br/noticia/motta-araujo-ministro-da-justica-deve-gerir-a-crise-politica-com-a-lava-jato

    Responder

mineiro

10 de fevereiro de 2015 às 20h46

gente desde aquela epoca , do mentirao do mensalao , que o lula ficou do lado do gilmar do capete e contra o lacerda e o protogenes. dali em diante começou o golpe , e dali em diante eles passou a ser o poder paralelo e a oposiçao ao governo. tudo começou , ali , desde a desgraça desse partido ficar do lado dos seus companheiros , eles ficaram do lado da direita e do pig e em consequencias se bundalizou. entao nao é o poste de pres. que o culpado de tudo nao , o lula foi um dos culpados. de nao enfrentar o pig na regulaçao , de cortar as verbas publicitarias, de nao pelo menos tentar fazer a reforma politica. entao , nao de agora isso nao ,esses golpistas criminosos ja vem organizando isso a anos, tentaram em 2006 e foram derrotados, mas era o lula. agora essa m…………..de pres. esse poste que nos colocamos la foi um prato cheio para eles. gente uma pres. progressista , ir fritar bolinhos no pig mor , jantar com a fsp, manter no governo , ze do pig, bernardao , jombim, palocci, e agora o melhor de todos o levi, o homem do poder economico. nos votamos foi em neoliberal e nao em uma progressista , essa é que é a verdade.

Responder

mineiro

10 de fevereiro de 2015 às 20h35

essa mulher , se ninguem fazer nada , se é possivel fazer alguma coisa nesse momento, ela vai acabar com tudo o que foi construido nesses anos todos. simplesmente vai virar tudo pó , e nos achavamos que estavamos votando numa progressista , estavamos na verdade votando numa traidora neoliberal. a de verdade ta ficando feia, e se nao nos agirmos rapido , vamos todos ser devorado e o pior de tudo , com a contribuiçao de um poste de pres. mais uma vez , parabens pelo texto.

Responder

mineiro

10 de fevereiro de 2015 às 20h29

eu achava que nos exageravamos nos comentarios , e faziamos suposiçoes dali ou daqui. mas no fundo achavamos que muita coisa era mentira. e nao é que infelizmente , todos nos tinhamos razao. sem duvida nenhuma, nos colocamos uma traidora no poder , colocamos um poste no poder que vai entregar os pontos para a direita a qualquer hora. ela so pode ta fazendo isso de caso pensado , nao é possivel, nao mexer um dedo e deixar tudo desmoronar sem esboçar nenhuma reaçao. das duas uma , ou ela é mesmo covarde sem coragem ou ela é traidora mesmo. porque nao tem como , passados poucos meses da eleiçao , e esse poste , nao ta fazendo nada. so pode estar conivente , porque nao tem outra explicaçao.

Responder

Pafúncio Brasileiro

10 de fevereiro de 2015 às 20h23

Sem dúvida alguma, Dilma está com a tal Síndrome de Estocolmo. É incrível o número de “borrachadas” que gosta de receber e ainda solta o Zé para falar com a Óia. Não sei aonde ela quer chegar. A posição atual dela é a pior possível e não usa, minimamente, nada para se comunicar. Beira quase a irresponsabilidade social em deixar esta situação, que pode levar a um derramamento de sangue posteriormente. Meu Deus do Céu !

Responder

getulio

10 de fevereiro de 2015 às 19h59

Quem acredita na grande mídia acredita em qualquer coisa. A grande maioria não compra seus produtos, já migrou há muito tempo para rede sociais. As manchetes bombásticas só um velhinho senil presta atenção.

Responder

    giovana

    11 de fevereiro de 2015 às 01h54

    GENTE VAMOS ACREDITAR QUE A PRESIDENTA DILMA ESTEJA PRATICANDO À ESTRATÉGICA DO REVOLUCIONÁRIO RUSSO VLADIMIR LÊNIN: ÀS VEZES NA POLÍTICA É NECESSÁRIO RECUAR PARA MAIS ADIANTE AVANÇAR. SE É QUE ISSO FAZ ALGUM SENTIDO NO MOMENTO APOCALÍPTICO QUE ESTAMOS VIVENDO. MAS VAMOS ACREDITAR.

    Responder

Thiago Luz

10 de fevereiro de 2015 às 21h32

vai dar entrevista para vc? mas ninguém te escuta.

Responder

Eunice

10 de fevereiro de 2015 às 19h22

Se o Zé trabalhou com Daniel Dantas não é fraco nem covarde.

É amigo do capeta. E o capeta é poderoso.

Talvez por isso PHA cutuca o Zé com vara tão curta.Deve saber mais sobre o inferno.

Responder

Josef Marcio Tavares

10 de fevereiro de 2015 às 21h16

” Imagine se policiais civis do Rio de Janeiro fossem flagrados xingando Pezão nas redes sociais?” – See more at: https://www.ocafezinho.com/2015/02/10/o-decimo-circulo-do-inferno/#sthash.8Div089e.dpuf

Responder

Fabiana De L Maia Falcucci

10 de fevereiro de 2015 às 21h07

André Moretti

Responder

Rosa

10 de fevereiro de 2015 às 18h54

Não pode terminar tudo em:”tanto trabalho perdido, mas enfim a experiência valeu”. O misto de sentimentos vai muito além disso. Juro que eu gostaria de entender, mas só consigo sentir (entre outras coisas) medo!

Responder

Célvio Girão

10 de fevereiro de 2015 às 20h37

O funfo do poço.

Responder

Alexandre Santos

10 de fevereiro de 2015 às 18h35

Miguel nunca esqueça que Zé trabalhou com o DD, e quem se meteu com ele tá perdido, o Zé não é um ministro da Dilma é do DD, Pode acreditar mais claro impossível.

Responder

Mauricio Gomes

10 de fevereiro de 2015 às 18h25

Estamos assistindo estarrecidos um crápula como o Eduardo Cunha EXIGIR que os ministros compareçam no congresso para dar explicações, dizendo que algumas votações só por cima do cadáver dele, tentando emplacar a indecorosa e indecente PEC da bengala e ainda por cima escolhendo como relator da reforma política o filhote do Cesar Maia. E a estratégia do pusilânime, fraco e covarde Zé Cardozo é dar entrevista para uma revista de décima categoria, associada a um bicheiro e que trama o golpe 24 horas por dia. E a cereja são os vazamentos de decisões do governo todos os dias na imprensa, como a reunião da Dilma com o Lula. Acho que nem Dante seria capaz de descrever essa bizarra situação que estamos assistindo, melhor chamar o zé do caixão….

Responder

santhiago

10 de fevereiro de 2015 às 18h14

Dilma Schettino VADA A BORDO… A Dilma age como aquele comandante do navio Costa Concórdia, que manobrou o navio de forma irresponsável fazendo o mesmo a naufragar. Depois abandonou o navio à propria sorte, deixando os passageiros desesperados e sem comando… Eu sou ainda mais desiludido na análise deste governo kamikaze… Dilma não tem nada de “coração valente”, não passa de uma covarde nanica.. Após a prisão nos tempos da ditadura, o que fez Dilma? Foi se exilar no RS, se afastando de lutar contra a ditadura.. Foi convencida a se abster.. Mais uma vez essa impostora, projeto de presidente mal acabado se acovarda, e se exila para dentro de sua pequenez… Senhora sonsa.. Por que pulou na frente do movimento volta Lula e se impôs candidata à reeleição? Para entregar o poder aos tucanos? Se você que entrar para a história como a presidente que foi deposta, pelo menos tenha a dignidade de cair fora lutando… Getúlio deu um tiro no peito. E vc? Esconde-se embaixo da mesa da cozinha do Palácio do Planalto. Patética e grotesca!! E pensar que votei nesse engodo 2 vezes… Me sinto enganado. ô raiva de gente covarde e danosa…

Responder

Vitor

10 de fevereiro de 2015 às 17h59

É triste! Cada vez mais, o único motivo de manter o PT no poder é nos livrarmos do PSDB… É a única alternativa que temos… Pobre país!

Responder

    Miguel do Rosário

    10 de fevereiro de 2015 às 18h22

    Triste mas comum em democracias. Votar no menos pior.

    Responder

      Vitor

      10 de fevereiro de 2015 às 18h28

      Pois é… Tá foda!

      Responder

Maria Helena

10 de fevereiro de 2015 às 17h53

Espero, antes que tudo isso possa acontecer, a Dilma e sua equipe se despertem desse sono profundo e tomem medidas que serão benéficas a população, principalmente para os mais humildes. Por acaso venha, acontecer algo parecido com suas hipóteses,quantos brasileiros sofrerão ou até mesmo morrerão durante esse processo? Deus nos livre desse mal.

Responder

Samuel Oliveira

10 de fevereiro de 2015 às 19h41

Madeleine

Responder

Paulo Ribas

10 de fevereiro de 2015 às 19h41

Está lá no meu Twitter, quando a presidente Dilma Rousseff montava o novo ministério e resolveu manter José Eduardo Cardozo eu vi como um mau presságio!

Responder

Joao Viramundo

10 de fevereiro de 2015 às 19h30

Responder

Samuel Oliveira

10 de fevereiro de 2015 às 19h26

O link não está abrindo.

Responder

Walter Cesar Mercadante

10 de fevereiro de 2015 às 19h23

Talvez seja o exato momento para limpar TUDO! É agora!!!!!!!!

Responder

    Gerson

    10 de fevereiro de 2015 às 23h15

    Não se iluda caro Mercadante!!! Não esqueça que o governo analisa, segundo o 247, a possibilidade de Dilma conceder uma entrevista exclusiva a um veículo de imprensa nessa semana. Depoois do Zé da Justiça, podemos ter a Presidente na Rede Bobo, provavelmente com direito a apresentador com dedo em riste para a Presidente.

    Responder

Deixe uma resposta