Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Moro passa recibo de que não tem nada contra Vaccari

Por Miguel do Rosário

08 de maio de 2015 : 21h30

vaccari


 

Olha só que coisa absolutamente ridícula.

Reproduzo abaixo matéria da Folha sobre o novo arbítrio de Sergio Moro, o carrasco da Lava Jato.

*

Justiça dá prazo de cinco dias para Vaccari explicar depósitos
DE BRASÍLIA

08/05/2015 16h25

O juiz Sergio Moro, responsável por processo da Operação Lava Jato na Justiça Federal no Paraná, estabeleceu prazo de cinco dias para o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto explicar os depósitos de R$ 583.400 feitos na conta de sua mulher.

O montante foi transferido em diferentes operações, em dinheiro, entre os anos de 2008 e 2014 para a conta em nome de Giselda Rouse Lima. Segundo Moro, o dinheiro, “aparentemente”, não tem origem comprovada.

O magistrado se pronunciou após o ex-tesoureiro pleitear a revogação de sua prisão preventiva. Vaccari está detido desde o dia 15 do mês passado.

Como a Folha revelou em março, a força-tarefa da Lava Jato apura se duas operações de recebimento e envio de R$ 400 mil em 2008 e 2009, usando a conta de Giselda, tiveram relação com o suposto pagamento de propina por parte da Toshiba no esquema de corrupção da Petrobras.

Vaccari, porém, argumentou na ocasião que as transações envolvendo os R$ 400 mil foram referentes a um empréstimo que ele fez a um amigo, o empresário João Cláudio Mente, para a compra de um imóvel.

*

Agora sou eu.

Como não achou nada nem nas contas bancárias, nem nas declarações fiscais do tesoureiro do PT, agora Moro quer que ele explique os R$ 583 mil movimentados por sua mulher, de 2008 a 2014.

A coisa é ridícula em vários níveis.

Em primeiro lugar, Moro passou recibo de que nem sabe porque prendeu Vaccari. Quer dizer, prendeu-o apenas para oferecer um espetáculo à Globo, pois se tivesse alguma acusação consistente contra ele não precisaria perguntar sobre a origem do dinheiro.

Aquela cena de Vaccari, um senhor gordinho e inofensivo, cercado de agentes federais armados de metralhadoras e fuzis posando para tvs e jornais, ficará na história como o retrato de uma era de violências midiáticas e judiciais.

Em segundo lugar, onde já se viu isso?

Manter um sujeito preso, sem prova, e depois dar cinco dias para ele explicar a movimentação bancária da… esposa!

Que eu saiba, a justiça nos condena separadamente. Eu sou eu, minha mulher é outra pessoa. Moro inovou. Condena a família em bloco. Talvez tenha se inspirado em algum ditador sanguinário. E ainda manteve encarcerada, por uma semana, a cunhada de Vaccari, “por engano”!

E agora quer que Vaccari explique a movimentação de R$ 580 mil da esposa, ao longo de 7 ou 8 anos? Pelo amor de Deus! O próprio Sergio Moro, os procuradores, os delegados, que nunca foram tesoureiros de partido ou sindicato, devem ter movimentado muito mais que isso no mesmo período!

Isso dá menos de R$ 7 mil por mês, o que é um valor irrisório para quem trabalha intensamente com política, e precisa viajar o tempo inteiro, e fazer infinitos pequenos gastos operacionais, próprios da atividade sindical, partidária, e política.

Ora, os médicos não acharam miserável o salário de R$ 10 mil que o governo oferecia no programa Mais Médicos?

Agora Sergio Moro, ídolo dos coxinhas, quer crucificar Vaccari porque a sua esposa movimentou menos de R$ 7 mil por mês nos últimos 7 anos?

Eu, a merda de um blogueiro duro, que não sou parente de tesoureiro nenhum, já devo ter movimentado metade disso, ou mais, no mesmo intervalo!

Moro não sabe que as pessoas compram e vendem coisas? Que fazem acordos, emprestam, pegam emprestado, emitem e recebem pagamentos, fazem trocas, negociações? Existem milhares de razões para movimentar dinheiro na conta bancária.

Nada disso é crime! É a vida privada de qualquer pessoa!

Moro tem a sua vidinha pacata de juiz federal, recebendo mensalmente o seu gordo salário, e acha que todo mundo tem de viver exatamente igual a ele?

A vida de um cidadão normal, que não é servidor público, que trabalha com política, é cheia de altos e baixos, de pequenas ou grandes desventuras financeiras.

Será que Moro nunca leu um romance, será que não tem imaginação?

A mulher de Vaccari deveria, no máximo, explicar à Receita, mas em liberdade, sem agressões da mídia, numa relação respeitosa e discreta entre ela e um auditor fiscal.

Por que Vaccari tem de explicar alguma coisa à Sergio Moro?

Se Moro tem alguma acusação, que o faça!

E se tem alguma acusação contra a movimentação da mulher de Vaccari, que acuse ela, não Vaccari. Não seria o certo a fazer?

Que loucura é essa, de fazer um cidadão explicar a movimentação de outra pessoa?

Será que Moro faz isso apenas para manter o nome do tesoureiro do PT sob os holofotes agressivos da mídia?

É incrível.

Moro quebra sigilos bancários, fiscais, telefônicos, expõem na mídia a vida da família Vaccari sem o mínimo respeito à sua privacidade ou dignidade, e ainda vem com essa arrogância de dar “cinco dias” para ele se explicar?

Por que cinco dias?

Por que não cinco horas, ou cinquenta dias?

Joaquim Barbosa fez escola. Tornamo-nos uma ditadura judicial, numa república de bananas.

Se Moro não tem nenhuma prova contra Vaccari, se não tem sequer nenhuma acusação concreta, deveria deixá-lo solto, respondendo a este processo kafkiano em liberdade. Qual o perigo que ele oferece à sociedade?

Se não há prova ou indício nenhum de crime, porque Vaccari tem que dar satisfação de sua vida para Moro?

Onde já se viu isso?

Olha que coisa surreal. E se a mulher de Vaccari, por exemplo, tivesse um amante argentino, que lhe desse dinheiro?

Vaccari tem que explicar isso para Moro? Tem de expor sua vida?

É lamentável o ponto a que chegamos.

É triste, além disso, constatar a covardia dos desembargadores do STJ e dos membros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que conhecem muito bem o histórico de violências judiciais de Sergio Moro contra cidadãos brasileiros, e não fazem nada para impedi-lo.

Nenhuma democracia é perfeita. Mas não existe nada pior do que esta sensação de impotência diante do arbítrio judicial, que aliás só se consuma por causa do apoio que recebe na mídia.

Com alguns programas na TV, a Globo derrubava facilmente as decisões de Sergio Moro.

Não, a Globo deu-lhe o prêmio Faz Diferença, mostrando que chancela este odioso golpe judicial, que manipula, com fins políticos escusos, uma investigação policial.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

91 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Simão Sergio

25 de setembro de 2015 às 10h18

calma gente trabalho truculento também é trabalho, antes só havia truculência sem trabalho, afinal temos caciques com o toba na reta também, e ò não adianta tentar passar vaselina na historia do brasil porque nos sabemos que ninguém é santinho.

Responder

a vida como ela é

11 de maio de 2015 às 06h18

Miguel, cadê os advogados e contadores do coitado do Vacari, porquê que até hoje não apresentaram as provas da origem dessa micharia que a família Vacari movimentava. E porquê não provam também, que todos os que estão falando que trataram diretamente com ele sobre as propinas estão mentindo.

Responder

Roberto Marçal Ferreira

10 de maio de 2015 às 18h50

Como amo o meu país, o Brasil, fico tremendamente triste e enseguro de ver institucionalizar o ódio. Veja o salário dele, como esse juiz pode dormir?

Responder

Fábio Oliveira

10 de maio de 2015 às 19h03

“Moro é um juiz de práticas medievais.” (Ministro do STF, Teori Zavascki).

Responder

Fábio Oliveira

10 de maio de 2015 às 18h56

Pedro Vítor Lene Nunes Nathalie Gomes Rovai Julio Cesar Barreto Rocha Valdir de Souza Leno Francisco Danner

Responder

Eliane Lopes

10 de maio de 2015 às 12h31

Delação premiada entre nos, que gostamos mais do circo do que dopo pão.

Responder

Jane Sant' Ana

10 de maio de 2015 às 05h00

Não entendo porque não se pode fazer nada quando se tem a vida desfolhada diante de todos. As pessoas viraram “Geni”.

Responder

Jane Sant' Ana

10 de maio de 2015 às 05h00

Não entendo porque não se pode fazer nada quando se tem a vida desfolhada diante de todos. As pessoas viraram “Geni”.

Responder

João Cyrino

10 de maio de 2015 às 01h32

Miguel, se aceita uma pequena contribuição…
A manchete ficou dúbia, ode dar a entender que “não tem nada contra” no sentido de “não é nada pessoal”

Responder

Tolerância Zero

09 de maio de 2015 às 22h15

Álvaro Botox, Beto Neves (ou Aécio Richa, é tudo a mesma coisa), Moro… coisas sinistras que só a República Bananeira do Paraná oferecem a você…!!!

Responder

Anônimo

09 de maio de 2015 às 22h11

Álvaro Botox, Beto Neves (ou Aécio Richa, é tudo a mesma coisa), Moro… coisas sinistras que só o Paraná oferece a você

Responder

elisa

09 de maio de 2015 às 21h08

Os PPPPPs do Brasil sabem que ser tratados dessa maneira por juízes no país não é comum; os que estão estranhando são os ricos empreiteiros, na cabeça deles prender sem provas é novidade. Perguntem aos 44% dos presos em presídios brasileiros que estão lá há anos sem julgamento daí eles podem começar a entender como as coisas funcionam. O Vaccari infelizmente faz parte do mais novo P, dos Progressistas.

Responder

    elisa

    09 de maio de 2015 às 21h11

    Correção: em vez de ” não é comum”, “é comum”

    Responder

Vanderlindo

09 de maio de 2015 às 20h10

Demogracia falsa

Responder

Eduardo Pereira da Silva

09 de maio de 2015 às 15h17

MORO INVENTOU A TRANSFERÊNCIA DE CULPA POR DESPACHO…
Esse determinação do Juiz Moro é ridícula, mas tem uma finalidade, manter o Vaccari preso porque “não explicou a origem do dinheiro da conta bancária da esposa”. Oras, como estamos falando de movimentações bancárias durante SETE ANOS, num valor de uns sete mil mensais e pasmem DA CONTA DE OUTRA PESSOA, como é que um sujeito PRESO vai conseguir levantar os dados para explicar essa exigência ridícula??? Todos sabem que para fazer o levantamento de movimentações bancárias durante sete anos, demanda tempo e acesso detalhado a tudo e como o Vaccari vai fazer isso estando preso??? Não vai, aí o juiz tem o trunfo que queria para manter a prisão “não explicou a origem do dinheiro…”. Qualquer jurista sério coraria de vergonha desse patranha que o Juiz Moro, “prove, preso e sem acesso a sete anos de movimentação, que o dinheiro de sua esposa é legal. Nós não temos como provar que é ilegal, mas você vai responder POR ELA se não provar que o dinheiro dela é legal”. Além de tudo o Juiz Moro inventou, mesmo sem ter provas, a transferência de culpa para terceiro por osmose via despacho… A culpa é do Moro e ele a transfere para quem quiser, acabou-se o Direito e a Justiça no Brasil, revoguem os livros de Direito Penal e passem a usar o “Manual de Direito Penal Personalíssimo do Moro”.

Responder

José Soares

09 de maio de 2015 às 15h01

A indenização que o estado deve pagar nesses casos de erros da justiça, deve ser proporcional à relevância do cidadão na estrutura do estado, de tal forma que um diretor de multinacional deve receber indenização (estamos tratando de valor econômico, não se restabelece a moral abalada, se não com um pedido de desculpa) maior que um operário, da mesma forma que um vereador que sofra recebera indenização menor que um senador. E, o funcionário publico que causou o prejuízo ao estado e ao cidadão também deve ser penalizado.

Responder

Osorio Marques

09 de maio de 2015 às 14h52

E AGORA, QUEM PAGA O PREJUÍZO morinho???

Responder

Claudio Paulon de Carvalho

09 de maio de 2015 às 14h34

Leia aí Jose Carvalho Carvalho

Responder

Celso Junqueira

09 de maio de 2015 às 11h12

Estou com medo. Ontem comprei um carro por R 23 mil e precisei resgatar o dinheiro de minha aplicação no BB. Será que serei preso por isso?

Responder

    a vida como ela é

    11 de maio de 2015 às 16h14

    Celso, duvido muito que alguém vá te prender por ter comprado um carro, a não ser que você esteja envolvido em alguma maracutaia, e não consiga provar a origem dos seus recursos. Não tenho muitos recursos, minha renda passa longe desses “míseros 7 mil mensais, também não tenho amigos que me emprestem 400 mil, mas se alguém bater em minha porta, e questionar, provo facilmente de onde vem meus recursos.

    Responder

    Adalgisa Clemente Torres

    26 de junho de 2015 às 22h16

    Se Moro quiser/determinar, você está ferrado!

    Responder

Gricel Osorio Hor-Meyll

09 de maio de 2015 às 14h00

Os juristas que conheço também estão assustados. Por que com o PT há tantos excessos e com os integrantes de outros não há nenhum rigor, nem publicidade? É claro que o objetivo não é fazer justiça, nem acabar com a corrupção, apenas tirar o PT do caminho. Com isso o país está à beira do caos, estão conseguindo ferrar com tudo! Ninguém aponta soluções ou trabalha para resolver os problemas, só anunciam as catástrofes.

Responder

Fernando

09 de maio de 2015 às 10h58

Moro é o Simão Bacamarte da era contemporânea.

Responder

Benedito Barros Afonso

09 de maio de 2015 às 13h56

E ñ devemos esquecer, a prisão foi feita no aniversário do PT só para dar a mídia velha uma festa a parte.

Responder

Airton De Grande

09 de maio de 2015 às 13h11

Parabéns, Miguel do Rosário e seu O Cafezinho! Leitura obrigatória.

Responder

Vera Lucia Alves Milanez

09 de maio de 2015 às 12h51

TA TUDO ESCULHAMBADO, EVACALHOU geral.

Responder

Bernardo Giannetti

09 de maio de 2015 às 12h44

De escândalo em escândalo vai se minando o PT, condenado pela opinião pública, sem fundamento nenhum, apenas por denúncias levantadas pela oposição.

Responder

Marcelo Cl

09 de maio de 2015 às 12h26

Se ele tivesse algo contra o Vaccari teria preso ele na primeira vez, quando a imprensa inventou um monte de bobagens, dizendo que ele tentara pular o muro de sua residência. A grande mídia mente descaradamente.

Responder

Luciano Siqueira

09 de maio de 2015 às 09h16

Isso que “nao entendo”. Dizem que o mensalao foi a maior roubalheira do universo.. adora ultrapassada pela do petrolao…e a? os “cabecas” do negocio tem que explicar 500 mil reais? o Joao Paulo Cunha, se nao me engano, preso por 50 mil reais??? Sinceramente, se eu fosse garcon comecaria a recusar meus 10%. Se flanelinha, abandonava a pratica. Como eu iria explicar a origem dos meus 300 400 reais por mes?. Enfim, ou nao houve os desvios informados, ou sao bem menos do que dizem, ou prenderam pra confessar as pessoas erradas. Sera que ninguem faz essa conta? imagino o Moro: “olha..foram desviados 6 bilhoes de reais…me explica essa movimentacao de 500 mil reais em 10 anos???” pqp!

Responder

Silvio

09 de maio de 2015 às 09h09

Você esqueceu do essencial. O absurdo de solicitar ao réu a produção de provas contra si mesmo. Para agravar ainda mais, o juiz o faz pela completa ausência de provas no processo. Patético

Responder

    a vida como ela é

    11 de maio de 2015 às 16h20

    Silvio, nesse caso, as provas não seriam contra ele, e sim a favor, é muito simples ele comprova a origem dos recursos, e teoricamente estaria livre.

    Responder

Alexandre Rosses

09 de maio de 2015 às 11h47

Ou nosso Poder Judiciario, mais Conselho, maismOAB, sei lá quem mais se posiciona para que a justiça volte a ser justiçã e deixe de ser injustiça , ou , como uns e outros , isto vá acabar em Corte Internacional, servindo para escândalo e humilhação de nosso país frente ao mundo

Responder

João Padilha

09 de maio de 2015 às 08h40

Aprendeu com Joaquim Barbosa (o quimquim da globo)……Não é por menos que a justiça brasileira já é considerada a MAIS VAGABUNDA do planeta terra…..

Responder

Iapurinan Oliveira

09 de maio de 2015 às 10h44

Deve realmente ser um grande corrupto, pois movimentou na conta de sua esposa a importância de R$ 7000,00 por mês. Com isso estou com medo pois costumo dar em casa R$ 10.000,00 por mês. Acho que desse modo corro o risco de pegar prisão perpétua.

Responder

    a vida como ela é

    11 de maio de 2015 às 16h24

    Se vc tem como provar a origem desse dinheiro, pode ficar tranquilo. Agora se não tem comece a se preocupar.

    Responder

Rosamaria Beck

09 de maio de 2015 às 10h27

GT

Responder

WLADE MENTA DE FREITAS

09 de maio de 2015 às 06h54

Se eles mandam prender quem cumpre a lei como no caso da blitz no Rio em que a agente de transito foi afastada então nada mais é surpresa.É uma infelicidade isso.

Responder

jose carlos lima

09 de maio de 2015 às 04h56

sera que ze serra vai ser preso por causa dos bilhoes de reais que veronica serra embolsou …….e o filho de Fhc q ficou milionario vai levar fhc pra cadeia….o q da pra notar eh que Moro eh uma pessoa fria…da pra notar no video em q Cervero o acusa de mante lo preso por cinco meses preso com base em ilaçoes da Veja….e ta todo mundo sem poder fazer nada pq se trata de um poder da republica…se fossem militares haveria resistencia armada mas o frio titere eh juiz….

Responder

Odenir Batista

09 de maio de 2015 às 05h36

MANDOU MUITO BEM, UM TEXTO LONGO PORÉM DE LEITURA AGRADÁVEL POR MAIS DESAGRADÁVEL QUE SEJA O ASSUNTO !!! PARABÉNS, “merda de blogueiro” rí litros !!!

Responder

Roberto Evangelista

09 de maio de 2015 às 05h11


Condenação política prévia nas fileiras do PT, ainda é assim que funciona o “sistema hegemônico judicial brasileiro” fruto dos largos anos dos “conservadores” no poder..

Responder

Joaquim Corrêa

09 de maio de 2015 às 03h49

Gostaria de ver algum jornalista da Globo dar uma declaração admitindo o equívoco da condenação antecipada de qualquer membro do PT, usando o argumento do próprio Caco Barcelos que questionou este tipo de jornalismo que acusa baseado em declarações, por vezes, de bandidos com o Youssef e o Costa.
Sem dúvida, amigos me questionarão por que estou defendendo o “petralha”? Mas eles não avaliam a personalidade exibicionista do juiz tucano.

Responder

Angela Chaves

09 de maio de 2015 às 03h32

Tudo isso me assusta.

Responder

Gildelson Sampaio

09 de maio de 2015 às 03h28

Incrível absurdo.

Responder

Meire Souza

09 de maio de 2015 às 02h37

Quem vai pagar indenização por danos morais que muita gente vai reclamar ao final de tudo isso? O governo ? Mas, o governo federal está sendo acusado pelo juiz do Faz a diferença. O governo vai pagar pelo erro do juiz?

Responder

Ayrton Pereira Diniz

09 de maio de 2015 às 02h29

Contra os quatro P’s vale tudo, inclusive usar o princípio da presunção de inocência às avessas.

Responder

Pernan Santos

09 de maio de 2015 às 02h17

juiz vendido

Responder

    Angela Simoes

    09 de maio de 2015 às 09h27

    E esses senhores de toga querem ser respeitados e ainda se acham Deus

    Responder

Marta Maria Fagundes Galvão

09 de maio de 2015 às 02h02

Toma essa!

Responder

João Maurício Pimentel

09 de maio de 2015 às 01h57

Moro….. não lhe empresto 10 reais!

Responder

João Bosco C Costa

09 de maio de 2015 às 01h57

Cadê a consciência jurídica deste país que assiste silente esse verdadeiro ultraje não só à Constituição Brasileira, mas também a Declaração Universal dos Direitos do Homem? Esse cruzada de ódio ao PT já está agendada para entrar na história como uma página infame, vil e amaldiçoada.

Responder

José Martins

08 de maio de 2015 às 22h52

Predeu um cidadão sem razão jurídica só porque a mídia pressionou. A mídia tem partido e é da oposição. E o Juiz Sérgio Moro pelo que tudo indica a Lava Jato, também é do esmo lado. Então, o que vemos é a mídia, uma concessão pública, fazendo política partidária e um operador do judiciário, que tem o dver de julgar com imparcialidade, com a mesma conduta da Globo.

Responder

Antonio Henrique Siqueira

09 de maio de 2015 às 01h50

O Moro vai acabar como o Barbosa, vai sair pela porta dos fundos.

Responder

Antonio Henrique Siqueira

09 de maio de 2015 às 01h50

O Moro vai acabar como o Barbosa, vai sair pela porta dos fundos.

Responder

Alfredo L Ferreira

09 de maio de 2015 às 01h36

OAB não apoia a advocacia. Advogados não servem mais para defender seus clientes que sofrem todo tipo de arbitrariedade. http://www.jornalggn.com.br/noticia/a-midia-esta-substituindo-o-juiz-no-ato-de-julgar-denuncia-mariz

Responder

Alfredo L Ferreira

09 de maio de 2015 às 01h36

OAB não apoia a advocacia. Advogados não servem mais para defender seus clientes que sofrem todo tipo de arbitrariedade. http://www.jornalggn.com.br/noticia/a-midia-esta-substituindo-o-juiz-no-ato-de-julgar-denuncia-mariz

Responder

Joel Julio Thurler

09 de maio de 2015 às 01h36

Sempre é bom lembrar que segunda ex juíza Denise Frossard falava que dos três poderes a Justiça é a mais corrupta.

Responder

Joel Julio Thurler

09 de maio de 2015 às 01h36

Sempre é bom lembrar que segunda ex juíza Denise Frossard falava que dos três poderes a Justiça é a mais corrupta.

Responder

oylas pereira

08 de maio de 2015 às 22h27

Esse cidadão, assim como Joaquim Barbosa emporcalha o judiciário nacional. é o mais novo capitão do mato em exercício.

Responder

Antonio Moreira da Silva

09 de maio de 2015 às 01h26

muito bom e oportuno; vale a leitura.

Responder

Gesse Rodrigues

09 de maio de 2015 às 01h13

Esse juiz deveria está preso.

Responder

Gesse Rodrigues

09 de maio de 2015 às 01h13

Esse juiz deveria está preso.

Responder

renato

08 de maio de 2015 às 22h05

E o POVO em silencio…aguardando..
E não há nenhum cidadão que conheça
que desfaça o mal feito, se houver..
Se fosse eu lá…desapareceria..

Responder

nilo walter

08 de maio de 2015 às 21h45

Um pensamento anônimo, depois de tantas sandices nessa tal Lava Jato.

” Um talento pode formar-se na obscuridade, mas um caráter só se forma no turbilhão do mundo ” .

Responder

Rosangela Basilli

09 de maio de 2015 às 00h40

Lamentável!

Responder

Rosangela Basilli

09 de maio de 2015 às 00h40

Lamentável!

Responder

Marcio Renné

09 de maio de 2015 às 00h34

Conheço um ditado que diz: “Barco perdido, bem catregado!”
Se eu fosse Vacari, me declarava preso político, considerava a condução de Moro um Tribunal de excessão e o próprio Moro em suspeição por ele e sua esposa terem ligações com o PSDB?
Já que é para ficar preso, que seja por um motivo real.

Responder

Marcio Renné

09 de maio de 2015 às 00h34

Conheço um ditado que diz: “Barco perdido, bem catregado!”
Se eu fosse Vacari, me declarava preso político, considerava a condução de Moro um Tribunal de excessão e o próprio Moro em suspeição por ele e sua esposa terem ligações com o PSDB?
Já que é para ficar preso, que seja por um motivo real.

Responder

René Amaral

09 de maio de 2015 às 00h34

E tá faltando lavagem no chiqueiro do PIG, estão tendo que comer merda.

Responder

René Amaral

09 de maio de 2015 às 00h34

E tá faltando lavagem no chiqueiro do PIG, estão tendo que comer merda.

Responder

René Amaral

09 de maio de 2015 às 00h33

Igual ao Genoíno, os dois ‘corruptos’ mais pobres de todos os tempos.

Responder

René Amaral

09 de maio de 2015 às 00h33

Igual ao Genoíno, os dois ‘corruptos’ mais pobres de todos os tempos.

Responder

Vitor Hugo de Jesus

09 de maio de 2015 às 00h33

Igara Ferreira

Responder

Vitor Hugo de Jesus

09 de maio de 2015 às 00h33

Igara Ferreira

Responder

Mauricio Gomes

08 de maio de 2015 às 21h27

O próximo a receber o “prêmio” faz a indiferença será o honestíssimo Eduardo Underwood Cunha. Eu não duvido de mais nada…..

Responder

Vicente

08 de maio de 2015 às 21h24

Vai ser a primeira vez na história do universo que alguém será absolvido por falta de acusação.
Se não há acusação, para quê julgar?
Acontece que o Dr. Moro pensou que acharia um monte de coisas revirando a vida do Vaccari e não achou nada.
Agora está apavorado. Apesar do apoio que recebe da Globo, não pode condenar alguém sem acusação. Não é nem sem provas da acusação, é sem acusação mesmo.
Absurdo do absurdo.

Responder

Josef Marcio Tavares

09 de maio de 2015 às 00h18

Vaccari é um cara super legal! já tomei cerveja com ela aqui no Rio na época em que eu era alguma porra na vida.

Responder

Otacilio Ribeiro

09 de maio de 2015 às 00h17

Que absurdo!!!

Responder

Otacilio Ribeiro

09 de maio de 2015 às 00h17

Que absurdo!!!

Responder

Haroldo Rogério Bonancio

09 de maio de 2015 às 00h14

Produzindo provas a fórceps!

Responder

Haroldo Rogério Bonancio

09 de maio de 2015 às 00h14

Produzindo provas a fórceps!

Responder

Cristina Meirelles

09 de maio de 2015 às 00h04

É um absurdo!

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

09 de maio de 2015 às 00h03

Garoto de Programa do PSDB

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

09 de maio de 2015 às 00h02

Rodrigo Dias

Responder

Alessandra Guarneri

09 de maio de 2015 às 00h01

O problema é que mesmo que se comprove que a prisão foi indevida, o espetáculo já foi feito e ele já entrou para sempre para o grupo dos “petralhas corruptos”.

Responder

    O Cafezinho

    09 de maio de 2015 às 00h08

    Sim, a condenação política é o objetivo principal.

    Responder

    O Cafezinho

    09 de maio de 2015 às 00h08

    Sim, a condenação política é o objetivo principal.

    Responder

fernando oliveira

08 de maio de 2015 às 20h52

moro, o Operário Padrão 2014 da globo!!!!!

Responder

Douglas Miguel da Silva

08 de maio de 2015 às 23h51

Caramba, que ridículo esse cara.

Responder

Deixe um comentário