Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Canalhices de fim de ano

Por Miguel do Rosário

30 de dezembro de 2015 : 14h33

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]Análise Diária de Conjuntura – 30/12/2015

A imprensa vai terminando o ano como começou: canalha, golpista e previsível. Desta vez, porém, com uma ajudinha de algumas instituições, surpreendentemente do próprio Superior Tribunal de Justiça (STJ), que divulgou twitter inacreditavelmente vulgar sobre José Dirceu.

Reproduzo abaixo, porque é importante deixar registrado, para os historiadores comprovarem o baixo nível político a que chegaram setores do nosso judiciário.

ScreenHunter_276 Dec. 30 13.56

Realmente, Cesare Beccaria, fundador do humanismo penal, e que mudou a maneira como o ocidente democrático passou a tratar o tema, ainda é extremamente atual.

De um lado, magistrados recebendo salários nababescos, tirando férias regiamente remuneradas, por meses a fio, e ainda recusando com escárnio e sadismo os raros benefícios concedidos pelo Estado à população carcerária.

É preocupante imaginar que o comentarista do STJ se comunica qual um comentarista do G1. Mas também explica o fato do STJ ter incorporado o autoritarismo que emana das parcelas raivosas da sociedade e da mídia: não concedeu praticamente nenhum habeas corpus aos executivos presos pela Lava Jato.

Nem a ditadura militar acabou com o habeas corpus. A Lava Jato conseguiu.

[/s2If]

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Atenção, você não está logado como assinante. Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (na coluna da direita; ou abaixo da seção de comentários, se você estiver lendo pelo celular). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho. Se já foi um assinante, temos promoções especiais. Qualquer dúvida, entre em contato com a Flavia, no assinatura@ocafezinho.com. [/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

O Valor, que oscila entre a seriedade e o golpismo barato, encerra o ano de maneira melancólica. Ontem publicou inúmeras matérias dando voz a Eduardo Cunha, sem nenhum contraponto, como se Cunha ainda fosse grande e respeitada liderança nacional.

Aliás, todos os jornais esqueceram as denúncias contra Cunha e terminam o ano com foco em velharias ridículas sobre o Lula, incluindo os pagamentos das palestras ao ex-presidente. É incrível: quase todas as grandes empresas pagaram por palestras de Lula, até mesmo Microsoft e TV Globo. Criminalizar palestras pagas pela Odebrecht, maior empresa nacional de engenharia, com obras no mundo inteiro, incluindo aí o aeroporto de Miami, é o cúmulo do golpismo bananeiro.

Aliás, a campanha para destruir a Odebrecht, associada à blindagem midiática aos grandes sonegadores do sistema financeiro e midiático, é típico de uma era de vira-latismo.

Ainda no Valor, temos uma entrevista patética com Roberto Romano, uma figura que desde muito se tornou garoto de recados do tucanismo midiático.

O destaque à opinião de Romano, uma opinião pró-golpe naturalmente, criticando a decisão do STF, como se Romano tivesse alguma importância, contrasta com o ocultamento, por parte da mídia, das críticas de quase toda a comunidade jurídica ao impeachment.

As principais faculdades de Direito no país, a da USP, a de Recife, a do Rio, todos os reitores, uma lista enorme de importantes juristas, todos criticaram o impeachment, classificando-o como golpe.

O Valor prefere dar destaque à opinião de um mísero infeliz, que não entende bulhufas nem de Direito, nem de política, nem de democracia, que não goza de reconhecimento sequer no campo onde opera.

No Estadão, temos uma matéria estranhíssima, positivamente fascista, que é o vazamento de conversas informais de Dirceu com sua assessora, e uma chamada emblemática: conversas mostram que Dirceu ainda estava “vivo politicamente”.

Além de prenderem Dirceu sem provas, de o cercarem de maneira que o sujeito não pode trabalhar em parte alguma, o fascismo midiático-judicial não esconde um desejo assassino: é preciso matar Dirceu. O sujeito não pode mais sequer trocar zaps com amigos sobre a situação política brasileira: a PF “revolucionária” do ministro Zé vaza tudo imediatamente para a mídia, que se encarrega de usar qualquer coisa como lenha na fogueira do linchamento político.

Para consumar a canalhice rotineira dessa quarta-feira (dia que é, na prática, o último dia útil do ano, já que amanhã a ansiedade pelo Reveillon já terá absorvido as atenções gerais): um dos delatores denunciou a entrega de R$ 300 mil em propina para Aécio Neves.

Não é a primeira vez que o nome de Aécio Neves aparece na Lava Jato.

Ou alguém esqueceu a delação de Yousseff, de que Aécio ganhou, durante muito tempo, um mensalão de algumas centenas de milhares de reais de uma empresa (Bauruense) ligada a uma estatal mineira (Furnas)?

Aécio também é figura central na famigerada Lista de Furnas, um escândalo que até hoje a mídia esconde de maneira sórdida, assim como esconde dezenas e dezenas de esqueletos de corrupção dos tucanos em Minas Gerais.

Quem era o governador de Minas Gerais cujo primo operava um esquema de venda de habeas corpus para traficantes da região de Cláudio?

Quem era o governador que mandou construir, com verba pública, um aeroporto para uso privado, em terras de sua própria família: e não apenas um aeroporto, mas três ou quatro?

Enfim, a política brasileira continua refém de uma mídia canalha, por um lado, e de um governo apático e catatônico, de outro, incapaz de reagir criativamente aos ataques diuturnos que a oposição, via mídia, faz ao próprio governo e a todo o campo que forma a base social e eleitoral deste governo.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

37 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adriano Lindalvo Fernandes

04 de janeiro de 2016 às 07h33

é isso mesmo!!!!!!!!

Responder

Silvio Sabá

02 de janeiro de 2016 às 11h04

Tenha GRANDEZA Senador!
O povo não aguenta mais MOLECAGEM!

https://compasnet.wordpress.com/2016/01/02/tenha-grandeza-senador/

Responder

Aparecida Jesus Oliveira

01 de janeiro de 2016 às 01h03

Perdeu de novo

Responder

Haroldo Henrique Da Costa Lima

31 de dezembro de 2015 às 23h39

NOTA DE RODAPÉ DA FOLHA SOBRE AÉCIO JÁ DIZ TUDO
:
O que a Folha de S.Paulo faria se um delator da Lava Jato mencionasse o pagamento de uma propina de R$ 300 mil para o ex-presidente Lula? Não há nenhuma dúvida de que o caso seria estampado em letras garrafais na manchete principal do jornal; basta lembrar que esse foi o procedimento quando a Folha noticiou uma acusação falsa a uma nora de Lula; além disso, quando denunciado, o pecuarista José Carlos Bumlai perdeu o nome e virou “o amigo de Lula”; em outro episódio, numa manchete sobre o senador Delcídio Amaral, a foto estampada também foi a do ex-presidente; agora, quando o senador Aécio Neves (PSDB-MG) é citado num esquema de propina, o caso é escondido numa nota de rodapé; diante do duplo padrão de julgamento, o colunista André Singer afirmou no último sábado que a mídia abafa a corrupção tucana.

Responder

Marcelo Rossi

31 de dezembro de 2015 às 19h29

Nada como condenar sem provas….ja Aecio, Alckmista, Cerra com c….

Responder

Angelo Filomena

31 de dezembro de 2015 às 16h07

Vai levar pau

Responder

Elva Hunter

31 de dezembro de 2015 às 11h26

O Cafezinho Dirceu roubou, e se roubou, tem mais é que passar natal, ano novo e quantos mais anos vierem atrás das grades.

E junto com ele deveria estar o Aécio Neves (heli pó) e os presidentes da câmara dos deputados ( Eduardo Cunha “Game of Thief”) e do senado federal (Renan Calheiros “Mão de gato”), bem como o ex presidente Fernando Henrique cardoso (“vendedor e organizador oficial do esquema de venda do Brasil e de tudo que nele há”).

Todos safados; Todos ladrões; Todos corruptos. Nenhum se importa com o Brasil de verdade, só querem sugar mais e mais como sangue sugas que são. Pessoas como as que eu citei no poder por anos a fio são o que atrasa a nossa nação, literalmente falando.

Responder

Jorge Menezes

31 de dezembro de 2015 às 04h27

Tribunal político é coisa de ditadura!

Responder

El Ton

31 de dezembro de 2015 às 03h29

Mas ganha em furnas.

Responder

Vicente

30 de dezembro de 2015 às 23h56

O STJ está fazendo seu papel de guardião do dinheiro do 1% mais rico contra os 99% mais pobres. Dirceu é odiado por ter ousado tentar diminuir essa opressão. Por conta disso, foi condenado sem provas, sem direito a defesa. Condenação política. E a gente ainda tem que ouvir os midiotas falar em Venezuela. Aqui no Brasil o judiciário condena sem provas e está valendo.

Responder

Michelangelo Santini

30 de dezembro de 2015 às 23h15

Em inúmeros canais na rede:

Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
Delator da Lava Jato afirma que diretor da UTC levou R$ 300 mil a Aécio
.
.
.
kkkkkkkkkk
Enquanto NÃO EXISTE UMA ÚNICA evidência ou citação da presidente nesses negócios escusos.

Responder

Rodolfo Souza

31 de dezembro de 2015 às 01h06

parasita nacional!!!!

Responder

Elo Nunes

31 de dezembro de 2015 às 01h04

O Cafezinho foi ótimo compartilhar este ano com vocês! Um feliz 2016 para você, Miguel e toda a equipe!

Responder

    Michelangelo Santini

    30 de dezembro de 2015 às 23h16

    FELIZ ANO NOVO, PESSOAL! FELIZ ANO NOVO, CAFEZINHO!!!!!!!

    Responder

Luciano de Castro

31 de dezembro de 2015 às 00h39

Acabaram de retirar esta caLhordice do twitter deles. Quero ver punir quem mandou escrever.

Responder

Clelia Freitas de Araujo

30 de dezembro de 2015 às 23h55

Política à parte, nada como um bom cafezinho, Josue Silva, que gostamos tanto. Feliz 2016!

Responder

Michelangelo Santini

30 de dezembro de 2015 às 20h42

Faz, Cafezinho! A matéria sobre o tema!
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a AécioDelator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
.
.
.
Cadê a tucanada? Tudo calado. Quieto. kkkkk

Responder

Michelangelo Santini

30 de dezembro de 2015 às 20h39

Cafezinho!
Faz matéria sobre o novo assunto:
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/12/1724257-delator-afirma-que-diretor-de-empresa-levou-r-300-mil-a-aecio.shtml
.
Eu ri muito e ainda tô rindo!

Responder

Michelangelo Santini

30 de dezembro de 2015 às 20h36

Cafezinho!
Faz uma matéria legal sobre essa comédia: Delator afirma que diretor de empresa levou R$ 300 mil a Aécio.
.
.
Esse é o homem que queriam que fosse presidente do Brasil.

Responder

Leandro Alice

30 de dezembro de 2015 às 20h55

Ruy e Arlete, análise + conjuntura kkkk

Responder

Venicio Fonseca

30 de dezembro de 2015 às 20h09

Perde nas urnas, nas ruas e na justiça… Vai ver o sol nascer quadrado!

Responder

Dilma Oliveira

30 de dezembro de 2015 às 19h42

Responder

Hannah da Terra

30 de dezembro de 2015 às 19h30

E ganhou em Furnas kkk

Responder

Diana De Castro Teles

30 de dezembro de 2015 às 18h46

Muito !!!!!

Responder

José Lino Farias

30 de dezembro de 2015 às 18h09

Mas ganhou em Furnas.

Responder

Diego

30 de dezembro de 2015 às 15h09

Só pra relembrar:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u79588.shtml

Responder

Silvio Guedes

30 de dezembro de 2015 às 14h51

É a certeza da impunidade que separa a elite da grande maioria do povo brasileiro. A justiça no Brasil tem a marca da impunidade seletiva porque é elitista com herança escravagista. Existem dois tipos de execuções penais no país, uma para a pequena parcela dos ricos e outra para a grande maioria do povo, com variações de penas mais confortáveis para quem tem curso superior e penas desumanas para quem não o tem. Uma jabuticaba. A justiça está elitizada e privatizada, todos reclamam da falta de punição, mas ninguém, nem a mídia não se interessa a questionar quem está por trás, nos bastidores da lei, que atuam para mantê-la tão antidemocrática, ninguém investiga o motivo do caos e nem o aparente comércio milionário de vendas de sentenças, todos os agentes policiais, como a grande maioria do povo brasileiro já se cansaram e estão impacientes com tanto prende e solta somados as quatro lentas instâncias de tribunais que os endinheirados recorrem e podem permanecer livres até o fim da vida. Os políticos mafiosos tentam fechar escolas públicas e não querem gastar com manutenção de presos. Quem paga somos todos nós, na forma de danos causados em nossa saúde pela convivência diária com a insegurança, com a violência, gerando um povo com mudanças de hábitos antes saudáveis, para um povo estressado e refém de bandidos, políticos mafiosos e mídia oportunista, isso por fim, acaba também criando mais problemas econômicos.

Responder

Steiger

30 de dezembro de 2015 às 14h37

Adorei! Só vai ficar melhor quando quem passar o reveillon atrás das grades for aquele que tem um dedo a menos…

Responder

    Sertanejo/PE

    30 de dezembro de 2015 às 14h44

    Steiger, vai ficar melhor quando for a tua mãe idiota.

    Responder

    Carlos Dias

    30 de dezembro de 2015 às 14h49

    A doce vida da trolagem!!

    Responder

      Anônimo

      30 de dezembro de 2015 às 15h06

      Enquanto tiver trolagem é porque o site está incomodando com muita audiência.

      Se não trolarem é porque o site perdeu audiência.

      Responder

    Anônimo

    30 de dezembro de 2015 às 14h58

    Tá fácil viu, quando prender O Aecioporto com aquele carregamento de pó, ai eu acredito na imparcialidade dessa justiça

    Responder

    Anônimo

    31 de dezembro de 2015 às 00h48

    Hã Espera sentado babaca

    Responder

Deixe um comentário