Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Cunha quer paralisar a Câmara para adiar julgamento

Por Redação

02 de fevereiro de 2016 : 14h38

Deputado aposta na demora do STF para analisar sua ação que questiona critérios para escolha de comissão e rito do impeachment. Estratégia é embaralhar o jogo político e arrastar seu processo de cassação

no Desenvolvimentistas

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende paralisar os trabalhos na Casa até que o Supremo Tribunal Federal (STF) esclareça como será composta a comissão processante que vai analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rouseff. Cunha já formalizou a ação preparada pela assessoria jurídica, chamada de embargos de declaração. Ele quer atrelar a indicação de membros e a escolha dos presidentes das comissões permanentes da Casa à definição do STF sobre o funcionamento do colegiado que acatará ou não pedido de impedimento de Dilma. Com isto, Cunha pretende atrasar e até paralisar os trabalhos legislativos pela dificuldade regimental que o rito determinado pelo Supremo causaria se fosse aplicado a todos os colegiados da Câmara.

Em dezembro o STF definiu que a comissão processante do impeachment deverá ser formada proporcionalmente ao tamanho das bancadas, seus membros devem ser eleitos pelo plenário da Câmara em votação aberta e sem o lançamento de candidaturas ou chapas avulsas. Mas, depois do pedido de Cunha, o Supremo será obrigado a responder se este rito também será adotado para a formação das comissões permanentes, aquelas que definem o conteúdo de todos os projetos em tramitação. Até o ano passado, estes colegiados eram formados pela indicação dos líderes e com eleições internas e secretas para a composição das mesas diretoras. Também era possível o lançamento de candidatos avulsos para a ocupação dos postos de comando.

Para embolar o jogo, Cunha interpreta a decisão do STF como extensiva às demais comissões. Ele chegou a afirmar que uma demora na definição do Supremo sobre a abrangência da decisão sobre a comissão do impeachment poderia paralisar a Câmara. O Supremo não tem prazo para julgar os embargos de declaração, o que atende à estratégia de Cunha de ganhar tempo para evitar o próprio julgamento no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar. Ele é acusado de mentir na CPI da Petrobras porque negou ter contas não declaradas em bancos no exterior, o que foi revelado por instituições suíças. “Cunha vai segurar o máximo que puder a escolha das comissões permanentes para ganhar tempo”, disse um dos seus aliados.

Na ação, o presidente da Câmara questiona se, pela decisão do STF, ele mesmo poderá nomear os membros da comissão processante, caso os indicados pelos líderes não sejam aprovados pelo plenário O documento assinado pelos advogados Renato de Oliveira Ramos e Marcelo Ribeiro do Val critica duramente o STF: “Nunca na história do Supremo Tribunal Federal se decidiu uma intervenção tão profunda no funcionamento interno da Câmara dos Deputados, restringindo, inclusive, o direito dos parlamentares”.

 Além de usar o regimento interno e a desculpa de que está esperando o julgamento dos embargos de declaração pelo STF para atrasar a composição das comissões permanentes, o presidente da Câmara conta com o apoio de sua tropa de choque para outras ações. Seu aliado de primeira hora, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) entrou com recurso na Comissão de Constituição e Justiça da Casa e pede a anulação da decisão do conselho de Ética, tomada em dezembro, que deu segmento ao processo de cassação de Cunha. Marun alega que alguns deputados do conselho pediram vistas do relatório elaborado pelo então relator do caso, Marcos Rogério (PDT-RO), mas não foram atendidos. Se der provimento ao pedido, a CCJ determinará que todo o processo contra Cunha no conselho seja reiniciado e tudo o que foi feito até agora desprezado.

O primeiro passo de Cunha para atingir seus objetivos de embaralhar o jogo na Câmara, se livrar da própria cassação e engrossar a tese do impeachment de Dilma é eleger seu aliado Hugo Motta (PB) líder da bancada do PMDB. Para isto, precisa derrotar o atual líder Leonardo Picciani (RJ), seu ex-amigo, que ele considera governista e contrário o impedimento da presidente. Para convencer aliados a votarem em Motta, o presidente da Câmara argumenta que precisa de um líder do seu partido que seja de sua confiança e não se submeta ao Palácio do Planalto. O futuro comandante da bancada do PMDB indicará os deputados da legenda para compor a comissão processante. E Cunha pretende ter influência nestas indicações.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

48 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Fabio Batista Coelho Sobrinhos

04 de fevereiro de 2016 às 12h24

Safado, bandido, vergonha nacional.

Responder

Mauricio Winckler Perdomo

04 de fevereiro de 2016 às 02h00

Gloria a Deus , é pra glorificar em pé .

Responder

Ana Faria

03 de fevereiro de 2016 às 21h45

Ele tá errado? Nosso país tem lei pra esse tipo de corrupto?

Responder

Aureo Gladimir Nogueira Morales

03 de fevereiro de 2016 às 16h34

Fora, canalha!

Responder

Enio

03 de fevereiro de 2016 às 13h25

Essa elite criminosa tem MEEEEDO do povo brasileiro com Lula 2018. #LulaEuConfio

Responder

Abelardo Cardoso

03 de fevereiro de 2016 às 14h36

Não entendo como deixam um criminoso presidir a Câmara dos Deputados e utilizar de seus poderes para atrapalhar as investigações, o curioso é que ele está no seu papel de criminoso tentando se safar, o pior de tudo é ver os órgãos de defesa da sociedade e da constituição, que são bem pagos por esta mesma sociedade, de braços cruzados assistindo essa triste comédia grega….STF CNJ MPF e tantos outros…. Dando um vexame mundial para o país, uma prova de verdadeira esculhambação institucional e de incompetência, pra não pensar coisa pior dos que tem o dever de agir e cometem crime tb com sua conduta o missiva.

Responder

    Hell Back

    03 de fevereiro de 2016 às 14h13

    “(…) Não entendo como deixam um criminoso presidir a Câmara (…)”
    Vá perguntar isso para os “santos” da bancada evangélica que o elegeu presidente da Câmara.

    Responder

Solimar Faustino

03 de fevereiro de 2016 às 13h00

Responder

Lucia Kammer

03 de fevereiro de 2016 às 10h05

Que vergonha esse teatro todo sem nenhuma consequencia! Poe na cadeia de uma vez, nao aguento mais essa palhacada!

Responder

Decio Monteiro

03 de fevereiro de 2016 às 09h22

DESGRAÇADO..LADRÃO….. FILHODAPUTA……. A VADIA DA MULHER CLAUDIA CRUZ E A SAFADA DA FILHA…… BONNIE & CLYDE…… FAMÍLIA DO CRIME EM NOME DE JESUS…..

Responder

Henrique Correia

03 de fevereiro de 2016 às 08h39

Tem e q ser preso isso sim!

Responder

Andréia Rubim

03 de fevereiro de 2016 às 06h01

Hum! Nojo.. .

Responder

Jesus Francisco Girardi

03 de fevereiro de 2016 às 00h17

O problema não é o cunha e sim quem vai tirar o cunha de lá. Temos uma outra solução, tirar a força, alguém se habilita, vamos conversar.

Responder

Bruno Santuario

03 de fevereiro de 2016 às 01h33

Não mesmo!

Responder

Luiz Barros

03 de fevereiro de 2016 às 00h21

Tem razão a colocação do Brasil no campeonato dos países mais corruptos do Mundo, vejam quem é que comandam a Câmera Federal e o Senado, cidadãos fichas limpíssimas.

Responder

José Lino Farias

02 de fevereiro de 2016 às 23h25

Quer ou vai?

Responder

Luci Benevides

02 de fevereiro de 2016 às 23h21

Gente, vamos apoiar esse grande homem.Pq duvido que nesse país tenha pessoa mais poderosa que ele.Ele tá mostrando em todas as esferas que ele tem poder e não é pouco não.Samba na cara de todo mundo e não tem quem coloque as mãos nele.

Responder

Beto Wolmer

02 de fevereiro de 2016 às 23h17

#Cunhanacadeia

Responder

Juscelino Norbitluc

02 de fevereiro de 2016 às 22h53

Nosso país é uma vergonha! ! ! Nossa justiça foi feita pra ladrão de galinhas !!! Jamais veremos tamanha impunidade em nenhum outro lugar do planeta.

Responder

Edson Luiz Raminelli

02 de fevereiro de 2016 às 22h30

Paralisar a câmera me parece bom. Não serve para nada e só atrapalha mesmo.

Responder

Luci Benevides

02 de fevereiro de 2016 às 22h08

Vai Cunha, vc consegue.Pq esse homem pode tudo,e não existe justiça para ele.

Responder

Diego

02 de fevereiro de 2016 às 19h06

A “justiça” seletiva mantém o Eduardo Cunha na ativa porque ele é a ponta de lança da mídia sonegadora anti Brasil. Ele ainda se mantém na mesma posição porque defende o cartel midiático dos barões midiáticos sonegadores, que também estão na ZELOTES. Parece que a mídia lixo manda na justiça.

Responder

Helio Eduardo Pinto Pinheiro

02 de fevereiro de 2016 às 21h05

MAIS UM ESCARRANDO NA CARA DA JUSTIÇA E DA NAÇÃO!!! ENQUANTO ISSO, A MÍDIA CANALHA, COVARDE E OMISSA NADA DENUNCIA!!!

Responder

Paulo Ferreira Damasceno Filho

02 de fevereiro de 2016 às 20h58

Tá acusando o golpe né safado?

Responder

Declei Carmen Padova

02 de fevereiro de 2016 às 20h50

a justiça deixa ele agir como quer…

Responder

Celia Gilly

02 de fevereiro de 2016 às 20h49

Nao acredito que esse cara vai conseguir se safar!

Responder

Neusa Chiapetti

02 de fevereiro de 2016 às 20h13

É revoltante com tantas denúncias e esse bandido ainda está no cargo!!!

Responder

Rosemary Barros

02 de fevereiro de 2016 às 19h52

Esse Satanás deveria ir para os quintos dis infernos se juntar com os outros que já foram…

Responder

Francisco Carlos Luciani

02 de fevereiro de 2016 às 19h35

Alguém tem uma buzuca pra emprestar? Devolvo logo! Rs

Responder

Silvio Sabá

02 de fevereiro de 2016 às 19h24

A DEMOCRACIA BRASILEIRA PEDE SOCORRO!

http://denunciasos.blogspot.com.br/

Responder

Josefaconceiçao Conceiçao

02 de fevereiro de 2016 às 19h07

Louco

Responder

Paulo Fernandes

02 de fevereiro de 2016 às 19h02

Já vai começar os próximos capítulos da novela do canal de Brasília. O capitulo chama Cunha não quer largar os ossos.

Responder

Kakânia

02 de fevereiro de 2016 às 18h32

Se tiver que tirar esse cara de lá (pelo teor das denúncias parece que deve ser afastado) que tirem logo. Se não puder, esclareçam ao povo porque ele não sai. Só isso. Se há chantagem, quem está chantageando quem? Qual a força dele? Tira esse bicho da caverna logo sô. Tá enchendo.

Responder

Gf Andrezão

02 de fevereiro de 2016 às 18h32

Olhai o ladrão mór…e tem gente que apóia esse verme…AFF

Responder

Geraldo Antonio da Silva

02 de fevereiro de 2016 às 18h28

Basta olhar quem apoia esse vagabundo e esculhambar esses caras. Devem estar afundados na corrupção.
São figuras menores que só entram na política pra roubar.
São figurantes do mal.
Temos que tira-los da política…

Responder

Luís CPPrudente

02 de fevereiro de 2016 às 16h25

O STF não pode demorar na decisão de tirar o Achacador Cunha da presidência da Câmara, ele perdendo esse cargo fica mais fácil para a Câmara cassar o mandato desse pilantra.

Responder

Rodolfo Souza

02 de fevereiro de 2016 às 18h19

esse vai ler a biblia na cadeia!!!!

Responder

Maria Albuquerque

02 de fevereiro de 2016 às 18h08

O Cunha aposta na demora do STF e o Supremo aposta nas manobras do cunha, para não fazer nada.

Responder

Maria Pinheiro

02 de fevereiro de 2016 às 17h57

Olha olha que o povo vai pra rua Cunha e te arranca de lá.

Responder

Joel Araujo

02 de fevereiro de 2016 às 17h53

Se isso proceder, só há uma solução : morte!

Responder

Antonio Henrique Siqueira

02 de fevereiro de 2016 às 17h50

A camara ja esta paralisada desde o ano passado. Cunha corrupto.

Responder

Tarcisio Angelo De Castro Castro

02 de fevereiro de 2016 às 17h48

ate quando este bandido vai mandar/

Responder

Tormenta Maia

02 de fevereiro de 2016 às 17h48

Tu vai parar na cadeia Cunha… E só aguardar…

Responder

Bartolomeu Barros Garção

02 de fevereiro de 2016 às 17h48

Safado

Responder

Cynthia Araujo Pereira

02 de fevereiro de 2016 às 17h47

FDP de Cunha

Responder

Deixe um comentário