Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Existe limite para a atuação da mídia?

Por Redação

02 de fevereiro de 2016 : 15h09

Se torna claro o objetivo de construir uma opinião pública favorável a alguns políticos e partidos e desfavorável a outros políticos e partidos

por Venício A. de Lima, na Carta Maior

Tornou-se clássica a intervenção corajosa de Miguel de Unamuno, então reitor da Universidade de Salamanca, durante uma solenidade com a presença de importantes figuras do fascismo, na Espanha de 1936. Diante de oradores e de plateia hostil e predominante fascista, Unamuno tomou a palavra e iniciou sua fala em defesa da razão e da liberdade com a seguinte frase: “Todos me conhecem. Sabeis que sou incapaz de me calar. Há momentos em que permanecer calado é mentir. O silêncio pode ser interpretado como aquiescência”.

Unamuno foi imediatamente expulso da universidade e veio a falecer, menos de três meses depois, cumprindo prisão domiciliar. A Espanha, por sua vez, mergulhou numa Guerra Civil que passou para a História como um dos eventos mais traumáticos anteriores à II Grande Guerra.

Não se trata aqui, por óbvio, de qualquer comparação com o grande filósofo cristão e, claro, não chegamos (ainda?) à beira de uma Guerra Civil. Mas, certamente, o clima de intolerância e ódio que estamos atavessando nos permite evocar o exemplo espanhol.

Conluio explícito

Desde o início do processso eleitoral de 2014 e, sobretudo, depois que foram proclamados os resultados das últimas eleições presidenciais, instalou-se no Brasil uma crise política cujo ritmo e pauta pública são seletivamente determinados por um conluio explícito entre segmentos do Ministério Público, da Polícia Federal, do Judiciário e oligopólios de mídia que, em torno da justa causa do combate à corrupção, se uniram no objetivo não declarado – mas evidente – de destruir qualquer vestígio de ética e moralidade pública que possa existir no Partido dos Trabalhadores, seus lideres e militantes.

Trata-se de questão delicada, por isso mesmo difícil de ser enfrentada. Não se insinua aqui que não deva haver, como aliás tem havido, diga-se, sem qualquer interferência do Poder Executivo, combate diuturno à corrupção. Não. Trata-se de denunciar a estratégia política seletiva (e até mesmo, partidária) de fazer parecer que a corrupção no Brasil é prática que tem suas origens nos governos liderados pelo Partido dos Trabalhadores e que, ele, e somente ele, enfrenta acusações de corrupção.

Os vazamentos seletivos de informação sigilosa

Dito isso, não há qualquer segredo em relação a estratégia de vazamentos seletivos de informações sigilosas para imprensa executada pela Operação Lava Jato. Vale reproduzir aqui trecho de artigo sobre a Operação Mani Pulite, na Itália, do juiz Sergio Fernando Moro, publicado ainda em 2004.

Moro cita texto de Mark Gilbert [Mark Gilbert. The italian revolution: the end of politics, Italian style? Colorado: Westview Press, 1995. P. 138-140] sobre a estratégia na Itália assim:

“Os responsáveis pela operação mani pulite ainda fizeram largo uso da imprensa. Com efeito: Para o desgosto dos líderes do PSI, que, por certo, nunca pararam de manipular a imprensa, a investigação da “mani pulite” vazava como uma peneira. Tão logo alguém era preso, detalhes de sua confissão eram veiculados no “L’Expresso”, no “La Republica” e outros jornais e revistas simpatizantes. Apesar de não existir nenhuma sugestão de que algum dos procuradores mais envolvidos com a investigação teria deliberadamente alimentado a imprensa com informações, os vazamentos serviram a um propósito útil. O constante fluxo de revelações manteve o interesse do público elevado e os líderes partidários na defensiva. ” (…)

Em seguida Moro comenta:

“A publicidade conferida às investigações teve o efeito salutar de alertar os investigados em potencial sobre o aumento da massa de informações nas mãos dos magistrados, favorecendo novas confissões e colaborações. Mais importante: garantiu o apoio da opinião pública às ações judiciais, impedindo que as figuras públicas investigadas obstruíssem o trabalho dos magistrados, o que, como visto, foi de fato tentado.

Há sempre o risco de lesão indevida à honra do investigado ou acusado. Cabe aqui, porém, o cuidado na desvelação (sic) de fatos relativos à investigação, e não a proibição abstrata de divulgação, pois a publicidade tem objetivos legítimos e que não podem ser alcançados por outros meios.

As prisões, confissões e a publicidade conferida às informações obtidas geraram um círculo virtuoso, consistindo na única explicação possível para a magnitude dos resultados obtidos pela operação mani pulite. ”

Os vazamentos e o seu timing, no Brasil, parecem – e muito provavelmente são – cuidadosamente planejados para provocar reações no Congresso Nacional, mas, sobretudo, para “manter o interesse do público elevado e os líderes partidários na defensiva”. Por outro lado, tamanha é a seletividade das informações sigilosas que são vazadas e tamanha é a incapacidade do Ministério da Justiça e da Polícia Federal em identificar a origem de tais vazamentos, que se torna claro o objetivo não só de “manter o interesse”, mas de construir uma opinião pública favorável a alguns políticos e partidos e desfavorável a outros políticos e partidos.

A Carta Aberta dos advogados

Apesar da tentativa de membros da Justiça e, sobretudo, dos oligopólios de mídia de desacreditá-la e de reduzir sua significação à mera estratégia de defesa de um dos réus, a Carta Aberta assinada por 104 advogados e divulgada no dia 15 de janeiro adverte:

No plano do desrespeito a direitos e garantias fundamentais dos acusados, a Lava Jato já ocupa um lugar de destaque na história do país. (…) O desrespeito à presunção de inocência, ao direito de defesa, à garantia da imparcialidade da jurisdição e ao princípio do juiz natural, o desvirtuamento do uso da prisão provisória, o vazamento seletivo de documentos e informações sigilosas, a sonegação de documentos às defesas dos acusados, a execração pública dos réus e o desrespeito às prerrogativas da advocacia, dentre outros graves vícios, estão se consolidando como marca da Lava Jato, com consequências nefastas para o presente e o futuro da justiça criminal brasileira [negrito meu].

Referindo-se a recente matéria de capa da revista Veja, a Carta Aberta dos advogados afirma:

Trata-se, sem dúvida, de mais uma manifestação da estratégia de uso irresponsável e inconsequente da mídia, não para informar, como deveria ser, mas para prejudicar o direito de defesa, criando uma imagem desfavorável dos acusados em prejuízo da presunção da inocência e da imparcialidade que haveria de imperar em seus julgamentos – o que tem marcado, desde o começo das investigações, o comportamento perverso e desvirtuado estabelecido entre os órgãos de persecução e alguns setores da imprensa.

Ainda que parcela significativa da população não se dê conta disso, esta estratégia de massacre midiático passou a fazer parte de um verdadeiro plano de comunicação, desenvolvido em conjunto e em paralelo às acusações formais, e que tem por espúrios objetivos incutir na coletividade a crença de que os acusados são culpados (mesmo antes deles serem julgados) e pressionar instâncias do Poder Judiciário a manter injustas e desnecessárias medidas restritivas de direitos e prisões provisórias, engrenagem fundamental do programa de coerção estatal à celebração de acordos de delação premiada [negrito meu].

O que está em jogo

Não é novidade para ninguém o comprometimento histórico dos oligopólios de mídia brasileiros com os golpes de estado e os regimes ditatoriais. O que talvez constitua novidade é a aparente ausência de limites para a ação destes oligopólios em conluio com segmentos do Ministério Público, da Polícia Federal e do Judiciário.

Diante da ridícula circulação/dia que os chamados jornalões atingiram no nosso país [Folha de São Paulo, 175.441; O Globo, 183.404; Estado de São Paulo, 149.241; dados para dezembro de 2014] parece estar em andamento uma estratégia de sobrevivência empresarial cuja opção é seduzir, ainda mais, nichos da direita do espectro político, sobretudo a classe média urbana. E aposta-se tudo para que o desfecho da crise – seja ele qual for – entregue o comando do país a forças e interesses aliados, vale dizer, aos partidos que hoje fazem oposição ao Planalto. Os sinais nesse sentido são evidentes.

A crise política  e econômica, um Congresso Nacional predominantemente conservador e orientado por interesses fisiológicos, combinados com a estratégia seletiva da “Mani Pulite” utilizada pela da Operação Lava Jato e o comprometimento descarado dos oligopólios de mídia, constituem um conjunto de circunstâncias inédito que assusta e amedronta.

Há um limite para tudo isso? Não seria hora de setores democráticos em posição institucional de decisão, aliados a movimentos sociais populares se darem conta de que os destinos da democracia brasileira estão sendo conduzidos pela lógica de um conluio entre segmentos do Ministério Público, da Polícia Federal, do Judiciário e os oligopólios de mídia?

Na reabertura dos trabalhos dos poderes Legislativo e Judiciário reside também alguma esperança de que a razão e o bom senso afinal prevaleçam. Ou, talvez, já seja tarde demais.

A ver.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

58 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Andre Malaspina

04 de fevereiro de 2016 às 07h20

Taca-lhe pau Moro . :)

Responder

José D. Athayde

03 de fevereiro de 2016 às 21h47

O comentaristas políticos das empresas mídia-lixo fazem propaganda para os corruptos da oposição atendendo seus patrões, parecem ser em sua maioria covardes, pois sabem o que está ocorrendo no país, a ditadura judiciária, a quebra do estado de direito, a criação de instabilidade dos associados ao PSDB e mídia-lixo, criando caos e desemprego para preparar a volta dos bandidos que detonaram o país, hoje é fácil lembrar o horror que era o governo FHC, é só uma consulta rápida na WEB, mas preferem covardemente a despeito de suas consciências obedecerem caninamente aos bilionários patrões, por medo de perderem seus empregos depressivos apesar de polpudos. Covardemente querem o retrocesso para a nação como seus donos. As empresas mídia-lixo não querem perder a bolsa imprensa que recebem e não se envergonham de serem compradas por políticos corruptos que trabalham contra o Brasil. As empresas mídia-lixo para defenderem seus interesses comerciais espúrios precisam fazer associações com agentes de justiça que se tornaram vendáveis.

Responder

José D. Athayde

03 de fevereiro de 2016 às 20h56

Essa justiça do Paraná perdeu a legitimidade.

Responder

Gerson Rodrigues

03 de fevereiro de 2016 às 20h22

Um Juiz paralisando um país para satisfazer seu ego de falso moralista.

Responder

Françoise Bourhis

03 de fevereiro de 2016 às 16h49

You speak portuguese ?

Responder

José Maria Carvalho Jr.

03 de fevereiro de 2016 às 16h46

Bostaldo!

Responder

Kika Zanon

03 de fevereiro de 2016 às 16h33

vi uma reportagem de uma congressista do rj, que propõe um projeto de lei para punir quem fale mal de politicos na internet, fico pensando qual o objetivo disso, que o brasileiro se sinta intimidafo e se afaste da politica? que abane o rabo para cada absurdo: shopping no congresso, vida nababesca de parlamentares, impeachment,..enfim, qual o proposito dessa parlamentar e quem vai propor um projeto que nos proteja de tantos oportunistas eleitos justamente pela falta de interesse e informação fe eleitores??? #brasileiroquerimpeachmentmasnemsabeatribuição

Responder

Enio

03 de fevereiro de 2016 às 13h23

A elite criminosa tem MEEEEDO do povo brasileiro com Lula 2018. #LulaEuConfio

Responder

Maria Regina Novaes

03 de fevereiro de 2016 às 14h34

Precisa sim de limites…até o MP precisa de limites…sem limites já basta a grobo e cunha!

Responder

Enio

03 de fevereiro de 2016 às 11h40

Coxinhas querem conhecer o triplex do Lula?
Calma coxinhas, esperem 2018.

Responder

Marcio Pinheiro

03 de fevereiro de 2016 às 12h23

Não confiem nas informações da Globo.

Responder

Marcelo Escobar

03 de fevereiro de 2016 às 11h01

Quando o Lula for preso por favor façam um especial, não tenho tempo de ver os jornais da TV…

Responder

Ricardo Babugia

03 de fevereiro de 2016 às 09h55

Deveria haver sim uma proibição de propaganda MENTIROSA comprada pelo governo. Patria educadora? Quer propaganda mais mentirosa que essa!?

Responder

Swamine Agripino

03 de fevereiro de 2016 às 08h55

Mas e Esta fala FinA?

Responder

Rômulo Campos

03 de fevereiro de 2016 às 02h14

Playboy de recado dos golpistas, Brevemente o judiaciario estará livre dos almofadinhas.

Responder

Mario Saraiva Mario

03 de fevereiro de 2016 às 01h38

Esperneia pilantrada!

Responder

Maite Pontes Lindo

03 de fevereiro de 2016 às 01h16

E como existe , a imprensa na Europa , não pode divulgar e mostrar a cara de nenhum arguido em qualquer processo que seja , antes de ser julgado, no Brasil, nem sabem se realmente cometeram os delitos, já aparecem como culpados, e condenados e executados.

Responder

Victorhugo Ritter Alves

03 de fevereiro de 2016 às 00h57

Antigamente não havia as redes sociais para contrapor com as mídias tradicionais. Ficou mais difícil manipular.

Responder

Messias Franca de Macedo

02 de fevereiro de 2016 às 19h57

Companheiros e companheiras da esquerda,
ontem pela manhã, telefonei para o portal uol/Folha:
– Bom dia!
– Bom dia, senhor!
– Em que posso ajudá-lo?
– Senhor, eu sou assinante do uol há 10 anos. Nesse ínterim, houve a agregação da Folha de São Paulo, o que configurou o portal uol/folha…
– Correto senhor, vejo no sistema que a sua assinatura data de 2005…
– Pois muito bem, após a associação da Folha, por várias vezes eu pensei em cancelar a minha assinatura. Mantive, sobretudo, no sentido de preservar o endereço do meu e-mail, e também objetivando pautar um dos veículos do Partido da Imprensa Golpista [o PIG]…
– Senhor, não estou entendendo…
– Depois destas últimas escandalosas manobras sórdidas, terroristas, fascistas e, portanto, criminosas contra o presidente Lula e a família do grande líder nacional, somente resta a mim o cancelamento da minha assinatura…
– Eu posso ver para o senhor algum desconto promocional…
– Senhor, peço, encarecidamente, que o senhor registre no sistema: o motivo da minha decisão é o de que não mais irei financiar golpistas, bandidos golpistas!
– O senhor quer anotar o número do protocolo?
– Faço questão, por favor…
– Concluí o registro! Bom dia, e quando quiser voltar a seu nosso assinante, é só entrar em contato com a nossa Central!
– Muito obrigado, senhor! Bom dia!

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
Brasil

Responder

    Messias Franca de Macedo

    02 de fevereiro de 2016 às 20h09

    Errata:
    [Atendente do portal uol/folha] – Concluí o registro! Bom dia, e quando quiser voltar a ser nosso assinante, é só entrar em contato com a nossa Central!

    … a ser nosso assinante… (em vez de … a ‘seu’ nosso assinante…)

    Responder

      Messias Franca de Macedo

      02 de fevereiro de 2016 às 20h13

      Justiça acata ação em que Lula acusa O Globo de fazer jornalismo “baseado em fofocas de corredor de prédio”

      publicado em 01 de fevereiro de 2016 às 20:21

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/justica-acata-acao-em-que-lula-acusa-o-globo-de-fazer-jornalismo-baseado-em-fofocas-de-corredor-de-predio.html#comment-953234

      Responder

        Messias Franca de Macedo

        02 de fevereiro de 2016 às 20h16

        PiG à beira do túmulo

        Passaralho avança sobre a Fel-lha

        publicado 02/02/2016

        Os principais jornais brasileiros experimentaram quedas expressivas de circulação ao longo de 2015, segundo dados do Instituto Verificador de Circulação (IVC).
        Entre janeiro e dezembro, a Folha de S.Paulo caiu 14,1% no impresso e 16,3% no digital, o que gerou uma queda média de 15,1%, superior à do Estado de S. Paulo (8,9%) e à do Globo (5,5%).
        Vale observar que os grandes jornais também tiveram redução na circulação digital, o que pode indicar que eles não estão conseguindo se adaptar à era da internet. Os dados revelam vários fatores. Os jornais, naturalmente, foram afetados pela crise econômica que ajudaram a amplificar. Mas hoje enfrentam uma concorrência crescente de veículos puramente digitais.
        (…)

        FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.conversaafiada.com.br/pig/pig-a-beira-do-tumulo

        Responder

Raimundo Freitas Freitas

02 de fevereiro de 2016 às 21h52

Carta Maior ? Tsc.,tsc., tsc.

Responder

Neide D'Orazio

02 de fevereiro de 2016 às 21h49

Em muitos países democráticos, existe limite sim.

Responder

Enio

02 de fevereiro de 2016 às 18h59

Essa elite criminosa tem MEEEEDO do povo brasileiro com Lula 2018. #LulaEuConfio

Responder

Jaime Junior

02 de fevereiro de 2016 às 20h37

E a imprensa q causou todas essas percas na vida deste cidadão honesto nada sofreram e a questão é essa a imprensa deve ser responsabilizada por tudo o q notícia

Responder

    Raimundo Freitas Freitas

    02 de fevereiro de 2016 às 21h57

    Inclusive, a imprensa Também é responsável pelo Mensalão, Petrolão, inflação, desvalorização do Real, as obras de transposição do Rio São Francisco, que não acabam nunca, ferrovia Norte Sul, Ferrovia Leste Oeste, as 600 creches das quais só fizeram 84… e por aí vai! Tenho raiva dessa imprensa golpista!De hoje em diante, só leio Carta Capital!

    Responder

    Nick Magalhães

    03 de fevereiro de 2016 às 00h15

    Raimundo Freitas Freitas Kkkkkkkkkkk Mitou!

    Responder

    Elton Costa

    03 de fevereiro de 2016 às 11h44

    Raimundo Freitas Freitas ??

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h25

    Ok Elton deixe eu tentar lhe ajudar a elucidar algumas questões q vc levantou em relação ao mensalão foi descoberto já a algum tempo pela polícia federal q ele já existia no mínimo desde a época do gonverno do coxinha corrupto Fernando henrique Cardoso certo de forma alguma foi criação do gonverno pt isso quem disse foi a polícia federal o escândalo de desvios na Petrobras também veio do gonverno fhc inclusive o coxinha corrupto Aécio Neves recebia propinas a inflação e desvalorização da moeda brasileira se deve a alguns fatores tipo a crise mundial e a instabilidade no gonverno brasileiro causada pelas mentiras e buatos criados pelos coxinhas certo

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h35

    A transposição do rio são Francisco é uma obra complexa do ponto de vista ambiental e social mais em uma grande parte ela já funciona não está completa mais está funcionando levando água a milhares de famílias do sertão acabar as obras é uma problematica complexa pois existem ambientalistas q são contra q dizem q isso ira matar o rio em relação as ferrovias e as creches deixe eu lhe explicar como funciona o modelo político do Brasil para ser feita alguma obra em um estado não importa se é federal a obra a verba da obra é passada para o gonverno do estado e o gonverno do estado é quem vai administrar a obra exemplo aqui no Ceará o gonvernador e a prefeita eram aliados do gonverno então o gonverno federal tinha assesso direto as obras para a copa resultado o Ceará foi o primeiro estado brasileiro a entregar todas as obras da copa pronta

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h37

    Mais de forma alguma o gonverno federal tem direito de passar por cima da autoridade do gonverno estadual onde geralmente a verba de obras federais somem

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h40

    Agora Elton tudo o q estou lhe dizendo são fatos comprovados se vc quiser vc pode pesquisar para isso a Internet vc não precisa e nem deve somente acreditar nas palavras de quem quer q seja vc deve procurar os fatos e ter senso crítico sobre eles e dai vc encontrara a verdade

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h43

    E quem tem esse hábito de criar mentiras buatos são os coxinhas corruptos fhc Aécio cunha Alckmin já foi provado o envolvimento de todos em esquemas de corrupção e ninguém está falando sobre vc não acha nem um pouco estranho isso Elton

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h47

    Pois é irmão a pf já investigou o lula e toda a sua família e amigos e a senhora presidenta dilma e sua família e nada de errado foi descoberto já os coxinhas estão todos caindo sendo descobertos em esquemas de corrupção olha em quem vc acredita nos coxinhas q levam pedradas de papel feito o serra e seus parceiros

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h49

    E Elton até onde se sabe a pf é idônea ela não ganha nem perde nada investigando e mostrando a verdade para todos sobre o q descobriram

    Responder

    Jaime Junior

    03 de fevereiro de 2016 às 12h50

    Obrg pela chance de elucidar alguns fatos para vc se tiver mais dúvidas ficarei feliz em ajudá-lo de novo bom dia

    Responder

    Raimundo Freitas Freitas

    03 de fevereiro de 2016 às 12h58

    Jaime Junior , para, respira um pouco, deixa de ” abafamento”! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

    Jaime Junior

    04 de fevereiro de 2016 às 07h59

    Desculpe senhor Raimundo Freitas mais não entendi seu comentário se o senhor puder fazer a gentileza de explicalo ficarei feliz em responder obrg

    Responder

Jaime Junior

02 de fevereiro de 2016 às 20h35

Na época q o senhor presidente lula propôs essa lei ouve um caso em são Paulo q foi o seguinte a mãe de uma criança q frequentava uma creche particular acusou o dono da mesma creche de abusar sexualmente de sua filhinha no mesmo dia da denúncia todos os jornais de são Paulo noticiaram o caso mais todos já com manchetes bem ” conclusivas” nenhum jornal se dignou a falar q se tratava apenas de uma acusação e q nada era certo nem a culpa nem a inocência do acusado desde de o início trataram o acusado como culpado resultado a população da cidade de onde era a creche e o dono da mesma tocaram fogo na creche e,apadrejaram a casa do acusado q teve,de sair da cidade as pressas com toda sua família para não,acabarem sendo mortos pela população infurecida então a polícia investigou o caso e descobrio q o acusado era inocente só q por culpa da imprensa q incitou o povo a acreditar q ele era culpado ele e sua família ja não tinha casa e nem a creche de onde ele tirava honestamente seu sustento

Responder

Heliane Ferreira

02 de fevereiro de 2016 às 20h25

O que mais me assusta e que ele não tem essa percepção de si mesmo. Se julga 100% justiceiro, DEus onipotente , onipresente, sem nebhuma humildade para reconhecer erros e ou voltar atrás. Este tipo, me assusta mais que…bom deixa pra lá.

Responder

    Kuka Lucena

    02 de fevereiro de 2016 às 20h26

    O que me assusta é vcs acreditarem no Lula sem discutir…. Achando que e tudo mentira… Isso me assusta muito!!!

    Responder

    Andre Malaspina

    04 de fevereiro de 2016 às 07h19

    Vc está falando do LuLLa ? Tudo que descreveu é o LuLLa. kkkkkkkkkkk

    Responder

Jaime Junior

02 de fevereiro de 2016 às 20h22

Só lembrando q no gonverno lula ele propôs uma lei de resposabilidade da imprensa q a globo inventou q era uma censura mais pelo contrário essa lei só serviria para acabar com essa imprensa suja mentirosa e tendenciosa e lembro q todos os ratos da câmara foram contra a aprovação dessa lei deixe me tentar explicar na época q o lula

Responder

Carlos Carlos Carlos

02 de fevereiro de 2016 às 19h53

Kkkkkkk

Responder

Petralha Zuero

02 de fevereiro de 2016 às 19h32

Responder

Silvio Sabá

02 de fevereiro de 2016 às 19h24

A DEMOCRACIA BRASILEIRA PEDE SOCORRO!

http://denunciasos.blogspot.com.br/

Responder

Aurea Magda

02 de fevereiro de 2016 às 19h02

Moro Cretino!!!

Responder

Rosa Anello Dos Santos

02 de fevereiro de 2016 às 18h55

Existe: a lei dos meios, mas quem encara a Globo para implementa-la????

Responder

Werickssen Motta

02 de fevereiro de 2016 às 18h54

É só o PT e seus “cumpanheiros” não roubarem que não serão julgados… Simples

Responder

    Jose Aparecido Gonçalves

    02 de fevereiro de 2016 às 19h16

    Mais um anti Pt no mínimo usa programa do governo

    Responder

    Werickssen Motta

    02 de fevereiro de 2016 às 19h19

    Não, eu trabalho e estudo, não preciso de bolsas esmolas, nem mamar no governo… E não sou anti PT, sou anti corrupção, só isso

    Responder

    Emerson Lisboa

    02 de fevereiro de 2016 às 19h25

    Então você é contra Alckmin, Aécio, Serra, FHC ou você é mais um coxinha revoltado.

    Responder

    Werickssen Motta

    02 de fevereiro de 2016 às 19h36

    Melhor coxinha que trouxinha né? Ou seria enroladinho? Não defendo partido, defendo meu país, coisas que deveriam fazer e largar de ser hipócritas…

    Responder

Enio

02 de fevereiro de 2016 às 16h27

Coxinhas querem conhecer o triplex do Lula.
Calma coxinhas, esperem 2018.

Responder

    Elizabeth de Andrade

    02 de fevereiro de 2016 às 17h40

    Nós, a maioria dos eleitores do Brasil, somos loucos por urnas. Estamos aflitos por 2018!

    #Lula2018!

    A BOLA DE NEVE DAS MENTIRAS DAS DECADENTES VELHAS MÍDIAS DO BRASIL
    VAMOS REAGIR! PASSOU DA HORA! DESDE 1945, DESDE A ERA GETÚLIO…

    A maior ameaça à liberdade de expressão é o monopólio da informação, o monopólio da imposição do que é ou não a verdade e de como a informação é utilizada. A verdade é que sempre mentem… depois precisam continuar mantendo as mentiras para a opinião pública, para manter mobilizada à massa bovina de midiotas, analfabetos políticos, fascistas e oportunistas. Nesse jogo complexo de ditadura midiática, as vezes, alguma mentira desaba…como num castelo de cartas… Daí o negócio é “meter” qualquer coisa como versão (“explicação”) e deixem por isso mesmo, que neste país existe liberdade para mentir! Ops! Desculpem… existe liberdade de “imprensa”…”

    #NãoVamosDesisitirDaDemocracia #ForaImperialismoEstadunidense #Lula2018!

    RECOMENDAMOS leitura:

    A ORIGEM DA SUBSERVIÊNCIA DA MÍDIA BRASILEIRA AOS ESTADOS UNIDOS
    Memória: A origem da subserviência da mídia brasileira aos interesses dos Estados Unidos
    Uma breve história da luta da grande mídia contra os interesses nacionais
    FONTE: escrito por Leandro Severo, Delegado à Conferência Nacional de Comunicação, Secretário Municipal de Comunicação em São Carlos entre 2007 e 2012 e membro do Partido Pátria Livre. Artigo publicado no site “Viomundo” (http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/memoria.html).

    #ForaEdinho #ComunicaçãoDoGovernoNotaZero
    É de chorar! O cara , o tal do Edinho, pior, ainda é Ministro! Dilma merece o que está acontecendo.
    São dela as escolhas de seus assessores. Presidente por favor, não tá fácil nossa luta pela Democratizaçãodos Meios!
    Reveja seus conceitos sobre comunicação, mas reveja rápido, o tempo urge e temos o PIG inteiro sedento, pra combater!
    Presidente, não siga na contramão, somos mídias alternativas de esquerda, sem apoio, sem verbas, somos a pópria Democratização dos Meios! https://www.ocafezinho.com/…/a-resposta-de-edinho-a-um-jorn…/

    VAMOS REAGIR objetivamente contra as velhas mídias:

    QUERO O FIM DOS OLIGOPÓLIOS DA MÍDIA – (ASSINAR)
    Eu quero o fim dos oligopólios e monopólios de mídia, a transparência nas concessões de canais de rádio e televisão, o fortalecimento da comunicação pública e comunitária, e a diversidade e a pluralidade de conteúdo nos meios de comunicação do Brasil. Por isso apoio o Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Comunicação Social Eletrônica, conhecido como Projeto de Lei da Mídia Democrática, que regulamenta os arts. 5, 21, 220, 221, 222 e 223 da Constituição Federal.

    #pluralidade #diversidade #liberdade #democracia #ContraPLespião #NãoPL215 #ForaPolíticosDonosdaMídia
    #AgoraéQueSãoElas #NaoVamosDesistirDoBrasil #NãoVamosDesistirDaDemocracia
    #ForaEdinho #ComunicaçãoDoGovernoÉNotaZero #VoltaParaOsEUAGloboGolpistaDeCapitalSionista

    Temos 300.000 assinaturas, precisamos de Um milhão…

    Eu apoio o Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática, ASSINAR AQUI:
    http://www.paraexpressaraliberdade.org.br/assina.php

    Responder

Deixe um comentário