Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

São Paulo- SP- Brasil- 15/06/2015- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma palestra, nesta segunda-feira (15), para uma comitiva de empresários franceses reunidos na residência consular da França em São Paulo. Eles foram convidados pelo cônsul francês, Damien Loras, para ouvir a análise do ex-presidente sobre a situação atual do Brasil. Os empresários participaram também de um debate na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Na apresentação, Loras relembrou que existem mais de 300 empresas francesas no Brasil, que empregam 600 mil brasileiros. Em sua apresentação, Lula reafirmou sua fé no potencial do Brasil. “Poucos países do mundo tem o potencial do Brasil”, defendeu. O ex-presidente ressaltou o ajuste está sendo feito pelo governo federal e o novo plano de investimentos em infraestrutura por concessões, que prevê investimentos de até R$ 190 bilhões no país. Lula ponderou que não é possível que em um país como o Brasil o Estado não seja uma alavanca do crescimento econômico. “O Brasil precisa retomar a capacidade de investimento e de convencimento em atrair investimentos. Nos últimos anos, o Brasil está entre os cinco maiores destinos de investimento estrangeiro direto. O Brasil e a França têm um potencial de trocas infinitamente maior do que o que existe hoje” O ex-presidente agradeceu a parceria e relação com os seus contemporâneos franceses: Jacques Chirac e Nicolas Sarkozy. E apontou a evolução do Brasil nos últimos 12 anos. “O Brasil mudou. A sociedade brasileira está mais exigente. Quem subiu um degrau na escala social não quer voltar atrás. Quem conseguiu entrar na universidade, agora quer melhores empregos. Quem fez uma viagem de avião, não quer mais andar de ônibus. Vocês sabem que tem gente que subiu na escala social, que está indo para Paris. As pessoas querem conhecer a Europa, e outros lugares do mundo. E no Brasil, essa ascensão social coincidiu com o cresc

Lula vai assumir Casa Civil, diz líder do PT na Câmara

Por Redação

16 de março de 2016 : 13h14

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

na Agência Brasil

O líder do PT na Câmara, deputado Afonso Florence (BA), anunciou há pouco que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai assumir a Casa Civil da Presidência da República, no lugar de Jaques Wagner.

Ontem (15), Lula se reuniu, no Palácio da Alvorada, por mais de quatro horas com a presidenta Dilma Rousseff e na manhã de hoje voltou ao palácio, por volta das 9h. Também estão no Alvorada os ministros da Casa Civil, Jaques Wagner, da Fazenda, Nelson Barbosa, e da Educação, Aloizio Mercadante.

Desde ontem, a possibilidade de Lula ser nomeado ministro de Dilma repercute entre deputados favoráveis e contrários ao governo. Os petistas apoiam a iniciativa por conta da habilidade política do ex-presidente, enquanto os oposicionistas classificam a hipótese como tentativa de blindá-lo das investigações da Operação Lava Jato.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »


Deixe um comentário