Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

Brasília- DF 26-08-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Procurador Geral da república, Rodrigo Janot, durante sabatina do senado. Foto: Lula Marques/ Agência PT

Janot tenta usar domínio do fato para prender Lula

Por Redação

03 de maio de 2016 : 23h02

Organização criminosa jamais teria operado sem Lula, afirma Janot

no Estadão

janot-lula-620

 

Em petição ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, atribuiu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ‘articulações espúrias para influenciar o andamento da Operação Lava Jato’. Segundo Janot, ’embora afastado formalmente do governo, o ex-presidente Lula mantém o controle das decisões mais relevantes’.

 

janot-lula2

 

As afirmações de Janot sobre Lula se basearam nos relatos de delatores e nos grampos da Operação Aletheia, deflagrada em 4 de março, quando o ex-presidente foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal para depor.

“Os diálogos interceptados com autorização judicial não deixam dúvidas de que, embora afastado formalmente do governo, o ex-presidente Lula mantém o controle das decisões mais relevantes, inclusive no que concerne as articulações espúrias para influenciar o andamento da Operação Lava ]ato, a sua nomeação ao primeiro escalão, a articulação do PT com o PMDB, o que perpassa o próprio relacionamento mantido entre os membros destes partidos no concerto do funcionamento da organização criminosa ora investigada”, crava Janot.

“Com isso, quer-se dizer que, pelo panorama dos elementos probatórios colhidos até aqui e descritos ao longo dessa manifestação, essa organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Lula dela participasse. Nesse sentido, foram os diversos relatos dos colaboradores e os próprios diálogos interceptados.”

As afirmações de Janot constam de petição do procurador-geral da República ao Supremo, no dia 28 de abril, em que ele pede a inclusão do ex-presidente Lula, dos ministros Jaques Wagner, Edinho Silva, e Ricardo Berzoini, no inquérito mãe da Operação Lava Jato perante à Corte.

Além de Lula e dos ministros, são citados os senadores Jader Barbalho (PMDB-PA) e Delcídio Amaral (ex-PT-MS), e os deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Eduardo da Fonte (PP-PE), Aguinaldo Ribeiro, André Moura, Arnaldo Faria de Sá, Altineu Cortês e Manoel Junior, além do ex-ministro Henrique Eduardo Alves, o assessora da Presidência, Giles de Azevedo, a ex-ministra Erenice Guerra, o ex-ministro Antonio Palocci, o pecuarista José Carlos Bumlai, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o banqueiro André Esteves, o ex-ministro Silas Rondeau, o empresário Milton Lyra, o lobista Jorge Luz, o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado, o ex-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli, o doleiro Lucio Bolonha Funaro, Alexandre Santos, Carlos Willian, João Magalhães, Nelson Bornier e a ex-deputada Solange Almeida, aliada de Eduardo Cunha.

O inquérito conta atualmente com 39 investigados, entre parlamentares e operadores do esquema de corrupção da Petrobrás. Caso o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, aceite o pedido de Janot, o inquérito passará a ter 69 investigados.

O Estado não conseguiu contato com os ex-ministros Erenice Guerra (Casa Civil) e Silas Rondeau (Minas e Energia).

 

COM A PALAVRA, GILES AZEVEDO:

“Não tenho condições de me manifestar sobre o pedido feito pela Procuradoria da República ao STF porque não fui informado sobre o que estaria sendo apurado a meu respeito. Posso adiantar que não temo nenhuma investigação porque nunca cometi qualquer ato que desabone minha conduta como cidadão e como servidor público.”

 

COM A PALAVRA, RICARDO BERZOINI:

“Indignado com mais um vazamento com claros objetivos políticos, sem que eu tenha acesso às fundamentações do pedido de investigação do PGR ao STF, manifesto minha total tranquilidade em relação às investigações, confiando que a verdade prevalecerá.”

COM A PALAVRA, DELCÍDIO AMARAL: 

A assessoria informou que o senador não irá comentar o assunto hoje.

COM A PALAVRA, EDUARDO DA FONTE:

“Vou me inteirar primeiro. Não vou comentar agora.”

COM A PALAVRA, AGUINALDO RIBEIRO:

Ele não retornou às chamadas telefônicas.

COM A PALAVRA, ANDRÉ MOURA:

Não atendeu às chamadas telefônicas e não retornou às ligações.

COM A PALAVRA, ARNALDO FARIA DE SÁ:

“É um absurdo, é falta de informação e conhecimento dele (Janot). Fui subrelator da CPI da Petrobras, eu tinha de convocar a família Schahin. Se eu não tivesse feito isso, estaria prevaricando. Não sabia que precisa de autorização da PGR para convocar alguém. Não sabia que ele (Janot) era advogado de defesa da Schahin”.

COM A PALAVRA, MILTON LYRA:

O Estado não conseguiu contato com Milton Lyra nesta terça-feira. Em nota enviada no último dia 16 de março, o empresário “repeliu rigorosamente as suposições, inferências e suspeitas” feitas pelo senador Delcídio Amaral (sem partido-MS). O parlamentar acusou Lyra de ser o operador da bancada do PMDB no Senado em estatais e fundos de pensão. “Ele nada mais fez que repetir notícias e fantasias publicadas na imprensa, certamente com o objetivo de comprar sua liberdade”, afirmou Lyra na nota de março. “O próprio senador afirmou não ter conhecimento de qualquer fato concreto que possa fundamentar suas ilações, o que faz da difusão dessas inverdades um ato criminoso”, acrescentou a nota.

COM A PALAVRA, HENRIQUE EDUARDO ALVES:

O ex-ministro Henrique Eduardo Alves negou a acusação e disse desconhecer qualquer processo, pois não recebeu nenhuma intimação. “E, em sendo verdade, será uma ótima oportunidade para esclarecer possíveis equívocos”, disse, em nota. Ele afirmou ainda que todas as doações de campanha dele foram registradas no TSE e “todos os anseios do meu Estado (RN) foram tratados de forma institucional com absoluto zelo a coisa pública e ética na política”.

COM A PALAVRA, MANOEL JUNIOR: 

Aliado de Cunha, o deputado Manoel Júnior (PMDB-PB) afirmou que Janot pediu abertura de inquérito contra ele para investigar dois requerimentos apresentados por ele, pedindo a convocação de representantes do BC, PF e do banco BTG, mas não chegaram a ser aprovados. “Não sabia que requerimento para investigar atos corrupção era ilegal ou crime”, afirmou. Ele disse estar “a disposição” do Ministério Público. “E quero esclarecer para limpar minha honra e minha imagem”, afirmou ao Estado.

COM A PALAVRA, A ASSESSORIA DE LULA: 

” A peça apresentada pelo Procurador-Geral da República indica apenas suposições e hipóteses sem qualquer valor de prova. Trata-se de uma antecipação de juízo, ofensiva e inaceitável, com base unicamente na palavra de um criminoso.

O ex-presidente Lula não participou nem direta nem indiretamente de qualquer dos fatos investigados na Operação Lava Jato.

Nos últimos anos, Lula é alvo de verdadeira devassa. Suas atividades, palestras, viagens, contas bancárias, absolutamente tudo foi investigado, e nada foi encontrado de ilegal ou irregular.

Lula sempre colaborou com as autoridades no esclarecimento da verdade, inclusive prestando esclarecimentos à Procuradoria-Geral da República.

O ex-presidente Lula não deve e não teme investigações.“

COM A PALAVRA, A DEFESA DE ANDRÉ ESTEVES:

“A defesa de André Esteves reitera que ele não cometeu nenhuma irregularidade.”

COM A PALAVRA, EDINHO SILVA:

“A campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2014 foi conduzida de maneira ética e dentro da legalidade. Todas as doações foram devidamente registradas na prestação de contas, aprovada por unanimidade pelo Tribunal Superior Eleitoral.
Edinho Silva, ministro da Comunicação Social”

COM A PALAVRA, JOSÉ SÉRGIO GABRIELLI

É muito difícil defender-se, sem saber de que se é acusado. O Direito Democrático é claro de quem tem que provar a culpa é o acusador. Agora, inverte-se este principio e quem tem que provar a inocência é o acusado. Sempre estive e estarei a disposição da Justiça para os esclarecimentos necessários e na busca de encontrar a verdade dos fatos. Acusações genéricas, disse que me disse, dizer que ouvi falar e outras formas de ilação devem ser repudiadas.

COM A PALAVRA, A DEFESA DE ANTONIO PALOCCI:

Para o criminalista José Roberto Batochio, as acusações contra o ex-ministro para inclui-lo no inquérito são genéricas. “A responsabilidade penal se baseia numa especificidade absolutamente precisa e não se pode simplesmente acusar por generalidade. O que Palocci fez? Qual foi sua colaboração? Quando? COmo? De que forma? Em que época? Através de quem? São perguntas que precisam ser respondidas porque a generalização não pode conduzir a uma responsabilização criminal que seja compatível com o sistema democrático, com a legalidade”, afirmou o criminalista.

COM A PALAVRA, A DEFESA DE JOSÉ CARLOS BUMLAI:

“A defesa desconhece as razões da inclusão do José Carlos Bumlai na investigação porque não teve acesso aos autos nem aos documentos que a embasaram”, afirmou a advogada do pecuarista, Daniella Meggiolaro.

COM A PALAVRA, A DEFESA DO INSTITUTO LULA:

A defesa de Paulo Okamotto, representada pelo criminalista Fernando Augusto Fernandes, sócio do Fernando Fernandes Advogados, afirma: ‘Ainda não tivemos acesso a integralidade  do pedido do Procurador Geral para verificar a legalidade. Quanto a seus fundamentos, o Supremo deverá impedir investigações sem justa causa e fora dos contornos legais. No entanto, respeitados o juiz natural e a Constituição, não se receia qualquer investigação.’

COM A PALAVRA, EDUARDO CUNHA

O Procurador Geral da República, desde a votação do processo de impeachment, tem procurado me incluir em qualquer inquérito existente. A ação persecutória não vai deixar escapar nem multa de trânsito. O instituto legal do inquérito está sendo desmoralizado pelo uso das prerrogativas da função numa perseguição sem limites contra mim.

COM A PALAVRA, EDINHO SILVA

“A campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2014 foi conduzida de maneira ética e dentro da legalidade. Todas as doações foram devidamente registradas na prestação de contas, aprovada por unanimidade pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Edinho Silva, ministro da Comunicação Social”

COM A PALAVRA, JOSÉ SÉRGIO GABRIELLI

É muito difícil defender-se, sem saber de que se é acusado. O Direito Democrático é claro de quem tem que provar a culpa é o acusador. Agora, inverte-se este principio e quem tem que provar a inocência é o acusado. Sempre estive e estarei a disposição da Justiça para os esclarecimentos necessários e na busca de encontrar a verdade dos fatos. Acusações genéricas, disse que me disse, dizer que ouvi falar e outras formas de ilação devem ser repudiadas.

COM A PALAVRA, JAQUES WAGNER

O ministro-chefe do gabinete pessoal da Presidência, Jaques Wagner, divulgou nota rechaçando a inclusão de seu nome na delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Nela, Cerveró afirma que o então presidente da estatal José Sérgio Gabrielli abasteceu com dinheiro de propina da empresa petrolífera, a campanha do petista baiano para governador da Bahia, em 2006. Em nota, a assessoria de imprensa do ministro Jaques Wagner disse que “ele está tranquilo e não acredita na aceitação definitiva do seu nome no processo”.

Na nota, o petista explica ainda que “sem conhecer o conteúdo e as razões que levaram a inclusão do seu nome nas investigações, o ministro Jaques Wagner, do gabinete pessoal da presidência, não poderá se posicionar sobre elas”. Segundo a assessoria do ministro, ele informou que “está à disposição das autoridades e vai aguardar o resultado definitivo das investigações”, acrescentando que “está seguro sobre suas atividades sempre motivadas pelo interesse público”.

COM A PALAVRA, O DEPUTADO EDUARDO DA FONTE

O Jurídico afirmou que o nome do deputado já estava no inquérito, então, não comentaria.

COM A PALAVRA, O DEPUTADO ALTINEU CÔRTES

Recebo com surpresa a notícia da investigação. Sou adversário político do Deputado Eduardo Cunha e jamais fui seu aliado. Em meus 13 anos de vida pública, me relacionei com a Petrobras apenas no período da CPI que investigou a corrupção na empresa, na Câmara dos Deputados. Como sub-relator, propus 47 dos 77 indiciamentos da CPI, confirmando as investigações da Operação Lava-Jato

Deputado Federal ALTINEU CÔRTES

COM A PALAVRA, O DEPUTADO ARNALDO FARIA DE SÁ

Fui um dos pilares do impeachment, talvez seja isso que esta levando ele (Janot) a essa ação. Eu era relator da CPI, minha obrigação minha fazer isso (requerimentos à Schahin). (A compra do) Vitoria 10000 é um dos maiores escândalos, fui obrigado a fazer. Se eu não convocasse (Schahin), eu estava prevaricando. Não preciso de autorização da PGR pra ser deputado ou relator da comissão. Fiz o que era obrigação minha.”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

42 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zeka Zeka

15 de maio de 2016 às 02h04

Essa tríade – Janot – Cunha – Moro está querendo concorrer com os roteiristas de novela? Criou uma novela mequetrefe mal escrita e tem a cara de pau de apresentar como realidade. Quero é PRISÃO IMEDIATA DA MULHER DO CUNHA . FILHA DO CUNHA, que investigações e processos sejam realizados pra cima dos verdadeiros gangsters deste país. Cadê Cunha? Em qual buraco ele está escondido? Quais providências serão tomadas para imobilizar esse pulha?

Responder

Maarcos Lima

12 de maio de 2016 às 08h37

“Os diálogos interceptados com autorização judicial não deixam dúvidas de que, embora afastado formalmente do governo, o ex-presidente Lula mantém o controle das decisões mais relevantes.

Ser´que a escolha do PGR estaria no rol das decisões RELEVANTES?????????????????

Responder

Maarcos Lima

12 de maio de 2016 às 08h31

Eu não entendo porque os csros jornalistas achem que existe uma perseguição ao ex-presidente LLUA.

Hoje no BRASIL tudo acontece com deveria ser:
1- qual o político que foi mais denunciado na OPERAÇÃO LAVA JATO?
2- A quem pertence o jatinho que caiu com o candidato à presidência?
3- A quem pertence os quase 500 quilos de cocaína pura que estavam no helicóptero?
4- O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mencionou um pagamento de R$ 5 milhões feito pela OAS ao vice-presidente da República, Michel Temer. Menção consta em uma mensagem pelo aplicativo WhatsApp entre Cunha e o dono da empreiteira, Leo Pinheiro, condenado na Lava Jato.
“Eduardo Cunha cobrou Leo Pinheiro por ter pago, de uma vez, para Michel Temer a quantia de R$ 5 milhões, tendo adiado os compromissos com a ‘turma'”, descreve o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em documento que foi assinado pelo ministro do STF Teori Zavascki, que fundamentou as buscas da Operação Catilinárias nesta semana.A quem o presidente da Câmara Federal entregou R$ 5.000.000,00 ?

Tudo REALMENTE FOI já foi muito ESCLARECIDO.
O QUE VOCÊS JORNALISTAS QUEREM MAIS !!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Marco Sousa

05 de maio de 2016 às 00h40

As (vacilações) de Janot a favor de Aécio desde o início das delações de Furnas é era prenúncio de (quem era ou a favor de quem estava esse Procurador Geral), foi uma imensa “insensatez” reconduzir esse “sujeito” a esse cargo!.

Responder

Liete Alves

05 de maio de 2016 às 00h11

É uma tremenda armação! Indignação é pouco para o que sinto!

Responder

Fred DeMenezes

04 de maio de 2016 às 17h47

Tudo na superfície e no fundo, é uma gigantesca SACANAGEM, tramada por uma verdadeira quadrilha de criminosos !!!!!!!!!!!

Responder

josemilton santana da silva

04 de maio de 2016 às 11h08

realmente sr janot, o lula fez um acordo com o pmdb para obstruir o lava jato. Esse acordo foi feito, mas tao bem feito, que o pmdb deu o golpe no lula, no pt, etc. Onde que o sr ver acordo nisso? O sr delcidio tambem citou o sr michel golpe temer, mas, o grande procurador nao incluiu o sr “futuro” presidente. Fica a pergunta: Por que sr janot? E outra coisa, quem o politico que lhe fez ameacas no final do ano passado?

Responder

João Bosco

04 de maio de 2016 às 10h53

E os vazamentos criminosos jamais existiriam sem o conhecimento do sr. janot? Usando seu próprio argumento, o sr. janot também está passível de investigação?

Responder

Elizabete Rodrigues Oliveira

04 de maio de 2016 às 10h33

Janot usa o cargo de poder público para influir na decisão do Senado. Isso é um crime do procurador. É o cérebro do golpe e tenta com suas ações espúrias consolidar o golpe de Estado. Fora Janot.

Responder

Octavio Filho

04 de maio de 2016 às 10h32

Estamos assistindo uma conspiração política. Todos sabemos disto. Mas o que fazer? Aqueles por trás disto, além de milionários, tem apoio financeiro externo. Portanto, podem ficar meses aturando greves etc. Não vai incomodá-los. Eu acredito que UNIDOS VENCEREMOS. Mas não unidos no discurso apenas. E também não será através de uma confrontação física que conseguiremos nos opor, não que manifestações não sejam importantes. O que eu acredito que seria interessante fazer, é a criação de um jornal impresso de baixo preço, cujo público alvo seria a massa trabalhadora. Com este tipo de publicação, consegue-se fazer a contraposição à grande mídia. Mas para isto é necessário que aqueles que estão descontentes com a atuação da grande mídia colaborem financeiramente para dar início a esta empreitada. O que acham?

Responder

    Praxedes

    04 de maio de 2016 às 11h43

    O que fazer ?
    Isso…

    Responder

      Sôninha Mara

      05 de maio de 2016 às 20h25

      Em 2018 não reeleja ninguém!!!

      Responder

        Octavio Filho

        06 de maio de 2016 às 17h58

        Tá bom, não vou reeleger ninguém! Não vou reeleger a DIlma. Só vou eleger Lula. Tá bom assim?

        Responder

Edson

04 de maio de 2016 às 09h55

beleza!!!!!! soh tem um detalhe!!!! tem que provar!!! Suposição não pode!!!!! achar que..!!!
supor que… tem que proar porque a justiça eh chega!!!!!

Responder

    Octavio Filho

    06 de maio de 2016 às 17h51

    Infelizmente para o nosso STF, ter que provar é um artigo de luxo que só o PSDB possui. Ter que provar é quando estamos numa democracia. Pago bem, pode tudo …

    Responder

Roberto Fonseca

04 de maio de 2016 às 09h07

Não se faz necessário lançar mão do domínio do fato para acusar e prender Lula. Basta ter o domínio da razão. Ele orquestrou se se beneficiou com todos os grandes esquemas de corrupção desde que assumiu a Presidência.
Ora, nem o mais fanático militante acredita que o Lula não tem envolvimento com os grandes empreiteiros do país e a corrupção profissional estabelecida para desviar o dinheiro publico.
Mensalão, Petróleo, palestras simuladas e superfaturadas etc….
Já passou da hora desse cidadão estar sofrendo as consequências dos seus atos!!!

Responder

    Edson

    04 de maio de 2016 às 09h57

    tem que provar!!!! suposição não pode!!!!!

    tem que provar camarada!!!!!

    Responder

      Roberto Fonseca

      04 de maio de 2016 às 10h18

      Prezados, não tenho dúvida da necessidade da prova.
      Mas isso se faz no desenvolvimento do processo durante a instrução processual. Não obstante, na minha humilde opinião, creio estar devidamente provado que houve participação ativa do Lula nas contratações das empreitadas e os próprios empreiteiros confessaram que remuneraram o ex presidente mediante palestras, apartamento e reformas de sitio.
      Isso sem falar na acusação direta e objetiva feita pelo Senador Delcidio, líder do governo no Senado.
      Quanto ao Aécio, compartilho de vossas opiniões. Foi protegido, como o Cunha e o Renan foram até então, e se houver um mínimo de responsabilidade do STF serão devidamente processados e condenados. Todos, Lula, Aecio, Renan, Dilma etc

      Responder

    Octavio Filho

    04 de maio de 2016 às 10h10

    Que pérola o seu raciocínio. Concordo que não seja necessário o domínio do fato. Tem que ser ilegalmente, baseado na lei do inimigo, pois de outra forma não tem como acusá-lo. Acharam dinheiro nas contas do Lula? Dinheiro na Suíca? Ele vive ostentando? Tem iate? Fazendas milionárias? É dono da Friboi?

    Agora façamos um paralelo com o Aécio, que apesar de inúmeras acusações durante dos estes anos, não havia sido aberto nenhuma solicitação de investigação para ele (até hoje nunca foi investigado). Ele ostenta, é beneficiário em conta de um paraíso fiscal, é milionário, tem inúmeras acusações contra. Porém, o PGR até hoje não havia feito qualquer denúncia. Só fez agora contra o Aécio para colocar o nome do Lula e da Dilma. ORA, NEM O MAIS FANÁTICO MILITANTE CONTRA O PT ACREDITA QUE O JANOT ENVOLVEU O AÉCIO PORQUE DESEJA CULPABILIZÁ-LO POR QUALQUER CRIME. ELE SÓ FEZ ISTO PARA DAR UM AR DE CREDIBILIDADE A SUA DENÚNCIA À OPINIÃO PÚBLICA. Já que, em relação a justiça, o direito já foi para o ralo, então não se usa mais para o inimigo, o INDUBIO PRO REO. Porém, no caso da opinião pública é necessário maquiar a acusação e dar uma aparência de legalidade de forma que a população acredite que a acusação foi feita baseada em provas. Esta tática inescrupulosa é tão eficiente que até mesmo vc já está jogando pedras no Lula e não está se questionando por que o Janot não acusou o Aécio há muito mais tempo destes crimes, já que as acusações foram feitas há muito tempo (anos e anos) e com provas. Diferentemente das acusações do senador Delcídio, que foram apenas denúncias que precisam que as provas sejam investigadas ainda. Isto não te deixa intrigado? Não pode significar que o Janot não tenha interesse de combater a corrupção, mas sim combater o Lula?

    Todas as palestras do Lula foram investigadas (deveria saber disto). Não foi encontrada nenhuma irregularidade. A acusação é de que as palestras foram realizadas, mas seriam um cortina para a propina. Só que a própria globo pagou por palestras. E além disto, jornalistas acompanharam todas as palestras. As palestras não são tabeladas pelo governo. É iniciativa privada. Por um acaso vc pode obrigar um professor de um curso particular a cobrar quanto vc quer pagar? Ou é o dono do curso que decide? Será que o Janot e o Moro querem implantar o comunismo?

    Agora, mais um paralelo. O FHC fez inúmeras palestras (foi o que ele disse). Só que a PF verificou que algumas palestras foram contratadas por empresas envolvidas na lava jato, pagas, mas não foram cumpridas. Verificou-se pagamentos mensais. Se o Janot e o Moro desejam combater a corrupção, por que o FHC não foi investigado? Ele está sendo agora em razão de sua ex-amante ter feito acusações e não por qualquer outra coisa.

    ENTÃO, VC NÃO ACHA ESTRANHO QUE VÁRIAS AUTORIDADES (PF, MPF, PGR, STF), QUE NUNCA INVESTIGAM A OPOSIÇÃO (até hoje não foi), APESAR DE INÚMERAS PROVAS, DEPOIS DE EXAUSTIVA INVESTIGAÇÃO CONTRA O LULA, AINDA QUEREM COMPROMETÊ-LO BASEADO EM ESPECULAÇÕES? DO TIPO, ELE SABIA, PORQUE ERA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA. Não acharam um real que o Lula não pudesse justificar, mas mesmo assim ele é ladrão e o chefe de uma quadrilha? Só um dos envolvidos na lava jato devolveu quase 100 milhões. O chefe estaria envolvido na propina de dois pedalinhos? Veja o caso do Cunha. Tá lá o dinheiro. Ele e a família vivem suntuosamente. Afinal, o cara rouba para que?: Para gastar. E é assim que se pega os criminosos. Segue-se o dinheiro. Como no caso o Lula, não há dinheiro a seguir, segue-se os pedalinhos. Mas cuidado para não se afogar.

    BUSQUE O DOMÍNIO DO BOM SENSO, EM VEZ DO DOMÍNIO DA RAZÃO. POIS, PARA PRENDER LULA, A OPOSIÇÃO TEM MUITAS RAZÕES E ALGUMAS DELAS É ACABAR COM GOVERNOS QUE PERMITEM QUE HAJA INVESTIGAÇÕES E IMPEDIR A VITÓRIA DO LULA EM 2018, JÁ QUE ELE É O FAVORITO.

    Responder

      Roberto Fonseca

      04 de maio de 2016 às 13h08

      Sou a favor que todos que assaltaram o erário sejam investigados e condenados, sem exceção.

      Por conta deles não temos escolas descentes e inclusivas. Por conta deles nossos hospitais são uma vergonha. Por conta deles alguns brasileiros passam fome etc.

      Apoio toda manifestação em prol do cidadão. Sempre serei contra o fanatismo partidário que se torna instrumento de dominacão e escudo a roubalheira desenfreada!!!

      Responder

        marco

        04 de maio de 2016 às 15h47

        e assim mesmo vc é contra o sujeito que mais fez escolas em nosso País?

        Responder

    Baby Siqueira Abrão

    04 de maio de 2016 às 11h27

    Onde estão as provas de sua afirmação?

    Responder

      Roberto Fonseca

      04 de maio de 2016 às 11h34

      Caro Baby, estão nos autos da Lava Jato que fundamentaram o pedido de investigação e denuncia por parte do Procurador Geral da República; estão nos autos da Denúncia apresentada pelo Ministério Publico de São Paulo e nas demais investigações sob a orientação do Juiz Federal Moro!
      Está tudo lá!!! Mas respeito a opinião daqueles que a paixão não lhes permite enxergar!!!

      Em 4 de maio de 2016 11:27, Disqus escreveu:

      Responder

    Praxedes

    04 de maio de 2016 às 11h47

    Na cabeça do Janot, do Moro e seus asseclas do Paraná, Lula que foi Presidente do Brasil por 8 anos, comandando um pais que chegou a ser a quinta economia mundial, que tirou 40 milhões de pessoas da pobreza, empregou outros milhões, dobrou o número de universitários, fez os bancos lucrarem como nunca, reativou a indústria naval, reativou a industrial da construção civil pesada. Um homem que tinha o poder para influenciar no gasto de centena de bilhões de dólares….mas na cabeça do MPF, Lula, um homem como todo esse poder, teria pedido a estes empreiteiros presos que, em troca da construção de uma refinaria, ou de um gasoduto ou quem sabe de uma plataforma de petróleo, que esses empreiteiros fizessem, no sítio de seu amigo, uma reforma no telhado e a construção de quatro quartos em troca dessas obras bilionárias!!! Na boa…é isso que o MPF quer que eu acredite ?!? Vai plantar batata MPF….

    Responder

      Roberto Fonseca

      04 de maio de 2016 às 12h05

      respeito sua opinião e concordo em parte. Mas me parece que em algum momento o Lula caiu no canto da sereia. Muito triste, porque acreditei que ele era diferente. Mas as evidências demonstram que pisou na bola feio!

      Responder

        Praxedes

        04 de maio de 2016 às 12h11

        Não se condena por evidências. Eu quero é provas meu caro !!! O Lula e sua família enfrentam acusações na imprensa desde a década de 90. Das duas uma, ou o Lula é o mega ladrão interplanetário que faz todos os trambiques e não deixa nenhuma prova ou ele é inocente. Tudo indica que ele seja inocente, ou então a PF e o MPF são muito ruins de serviço…

        Responder

          Roberto Fonseca

          04 de maio de 2016 às 12h22

          Agora concordo 100% com você !!!
          A condenando exige prova cabal dos delitos. A denuncia exige apenas o convencimento do PGR com base naquilo que ele entender como prova. Mas não guardo esperanças de inocência.
          Parece que a Delação do Pinheiro da OAS é bombástica e pra fins de instrução criminal vai comprometer muito o ex presidente.
          Vamos aguardar e torcer para a melhora do país!!!

          Em 4 de maio de 2016 12:11, Disqus escreveu:

    José Godoi

    04 de maio de 2016 às 12h29

    Voce também pode ser preso .Pois sr sabe e tem tanta certeza assim e nao fez nada é porquê é cumplice. Assim funciona o dominio de fato. E outra continuam sendo cuplices da corrupção pois mantem Cunha de pé. Sao aliados deles e nao tem moral pra falar nada. Lula sim tem um peripdo de glorias para o país e o respeito do mundo e das pessoas e instituições serias . E nao de uma porca feito a Glo o ou Veja.

    Responder

Caio Graco

04 de maio de 2016 às 04h47

Assim começa uma injustiça. A dedução de Janot se baseia em uma dedução dele, que não tem base científica. Pressupõe que o presidente seja um vidente onisciente, que sebe as coisas por proximidade, sem que os meliantes lhe revelem seus segredos. Não tomavam os corruptos medidas para esconder sua crimes? Ou faziam suas negociatas a céu aberto, em público, em frente a Lula ou seus ministros ou qualquer um? Lula, encarregado de governar, teria tempo, entre suas inúmeras atividades, de ficar investigando pessoalmente cada órgão da administração federal. Ou deveria, apenas, dar suporte e liberdade para os órgãos encarregados de investigar, como, de fato, o fez e criar mecanismos para inibir a corrupção, como de fato o fez? Esta acusação tem a finalidade política de afastar o PT e seu projeto de governo que teve resultados excelentes em todos os campos, que chegam a ser humilhantes se comparados aos resultados dos governo imediatamente anteriores.

Responder

    Octavio Filho

    04 de maio de 2016 às 10h14

    Caio, não precisamos ir tão longe. Um MP que nunca investiga a oposição, apesar de inúmeras provas, pode ser confiável para acusar alguém? SE ALGUÉM É DESONESTO QUANDO NÃO INVESTIGA OS SEUS AMIGOS, ELE DE CERTO É DESONESTO QUANDO ACUSA OS SEUS INIMIGOS.

    Responder

Spin Espelho

04 de maio de 2016 às 03h23

“MILHÕES DE CUNHAS VÃO EXISTIR AQUI!” (Marcos Antonio, no ggn)

Me lembrei de uma frase dita recentemente pelo iraquiano que ajudou a golpear a estátua de Sadam Hussein quando da vitória das petroleiras americanas naquele pais: “Naquela época tínhamos um ditador e hoje temos vários”. Ele referiu-se à truculência dos senhores da guerra que chegaram com os novos ventos trazidos pelo Tio Sam e seu falso discurso de acabar com a corrupção onde quer que ela exista, exceto na Arábia Saudita.

Voltando às palavras do iraquiano que festejou a “vitória” (de quem?) com os marines americanos..,…mesmo sendo da oposição, o pobre cidadão arrependeu-se profundamente de ter sido bucha de canhão do Tio Sam.

Isso me lembra um certo pais..

Responder

Sérgio Silveira

04 de maio de 2016 às 02h49

Já é chegada a hora dele e seus comparsas (moro, cunha, etc) receberem um corretivo, voces não acham?

Responder

Roberto Goren

04 de maio de 2016 às 02h13

Na verdade ele tenta empurrar a Teoria do Dominio do Fato Tupiniquim. Veja que ele diz que o lula tem influencia e articulaçao no governo. Isso nao quer dizer que ele tem influencia e articulaçao nos desvios de dinheiro, no modo de atuar e que dirige a atividade criminosa dos corruptos. Pode ate ser que lula faça isso, mas pra condena-lo pelo dominio do fayo vc teria que ter provas disso, nao basta dizer que ele eh influente ou que participa das decisoes do governo ou de articulaçao politica, teria de provar que ele eh o menter intelectual, apesar de nao colocar a mao na massa. Roxin esteve aqui no Brasil e explicou mto bem isso. Numa organizaçao que atua a margem da lei, como uma quadrilha, vc provando a hierarquia do chefe, descrevendo as condutas dele como dirigente e as provando, ele, pela teoria do dominio do fato, acaba respondendo como um coautor e nao como um mero participe. Num quadro como ppor exemplo esse quadro politico que lula faz parte, eh um quadro legal, no qual pode haver corrupçao entre os subalternos e/ou mais influentes. Mas veja que nesse caso muda de figura, pois nao eh conjunto criminoso de pessoas que atua a margem da lei, mas um conjunto legal de pessoas que cometem crimes, o que eh diferente. Nesse caso, o fato de lula ter posiçao de influencia nao quer dizer que ele necessariamente era responsavel por tudo que acontecia, pois pode se dizer q ele presumia que as pessoas que ocuparam as respectivas funçoes publicas atuariam de acordo com a lei. Portanto, nesse caso, ao dizer q pela influencia e importancia dele no governo deve se presumir que ele articulou os crimes , estaremos a desvirtuar a teoria do dominio do fato e inverter o Onus da prova, o que eh inconstitucional, pois nesse caso a acusaçao so provaria que o lula era influente e por isso criminoso, sem precisar provar que ele dirigia a atividade criminosa de alguma maneira. Ja o lula teria que provar a inocencia, mesmo que a ele nao se pudesse atribuir certeza de participaçao, mesmo que pela falta de provas de sua participaçao no crime. Isso eh fraudar o principio da nao culpabilidade.
Mas aqui o judiciario pode tudo

Responder

    Octavio Filho

    04 de maio de 2016 às 10h26

    Concordo com a sua argumentação. Mas faço uma pequena ressalva. Como vc explicitou, todos são honestos até que se prove o contrário. O Lula pode ser desonesto como qualquer um cidadão pode ser desonesto. Inclusive o Janot. Mas só diremos que fulano é desonesto ou, até mesmo, mencionamos que fulano pode ser desonesto, quando há evidências de que ele foi desonesto e se sucederá uma investigação para se comprovar. O Lula já foi (como diz as crianças) ultra-mega-superinvestigado. Cadê as provas?
    Vc colocou bem a respeito da influência e importância dele no governo. Afinal, foi um grande presidente justamente por estas qualidades. Se o Janot está querendo considerar como prova de crime a articulação dentro do governo, ele terá que mandar prender todas as instituições do Brasil. Inclusive o Judiciário e o MP. Ou articulação política só é feita pela presidência da república.

    Responder

      Roberto Goren

      05 de maio de 2016 às 10h31

      Pois eh… Como disse, o Dominio do Fato Tupiniquim. Transformaram a teoria original em algo pra se prender sem provas ou com provas que nao justificariam uma condenaçao

      Responder

    marco

    04 de maio de 2016 às 15h49

    é como provar que não sou dono, não é?

    Responder

JOHN J.

04 de maio de 2016 às 01h35

Janot está botando os pés pelas mãos.

JANOT ADERIU AO GOLPE, PROTEGEU O CUNHA ATÉ AGORA, NÃO EMITIU NEM UMA PEQUENA NOTA SOBRE AS ACUSAÇÕES CONTRA TEMER E CONTINUA ‘CAÇANDO” O LULA COM O INTUITO DE ‘CASSAR’ SUA CANDIDATURA PARA 2018.

JANOT, JANOTA QUE SE VESTE DE JUSTO, MAS É DA JUSTIÇA PARTIDÁRIA, INDECENTE E AÉTICA.

SE A GUERRA CIVIL ACONTECER, SERÁ QUE O CUNHAE SEUS BANDIDOS VÃO AJUDÁ-LO?

https://pbs.twimg.com/media/ChX6MtsW0AAdFEn.jpg

https://pbs.twimg.com/media/ChdR_uKWgAEaCm6.jpg

Responder

Antonio Passos

04 de maio de 2016 às 00h34

Assistimos a uma despudorada conspiração e ninguém, entre os que têm condição para isto, assume uma posição firme de confronto. Desta vez não há desculpas das tropas, não existe AI-5, as baionetas estão, creio, do nosso lado, e ninguém faz NADA. A constituição sendo achincalhada e nenhum jurista de peso dá um soco na mesa. Parece que todos aceitam serem estuprados, desde que o estuprador diga um data venia. Os legalistas não se unem, limitam-se opinar, protestar, reclamar….. E lá se vai a democracia pro esgoto, porque eles agem. Os Janós conspiraram e os Gilmares deram pontapés em todas as portas e os democratas opinaram, protestaram, reclamaram…. É difícil mesmo comprar uma briga por um país, um povo, quando se está com o bolso cheio e se tem uma tradição de Cucaracha.

Responder

PAULO HENRIQUE

03 de maio de 2016 às 23h55

Procurador-geral da República somente serve pra duas coisas: engavetar ou fazer lambança!

Responder

Sevio Rod

03 de maio de 2016 às 23h45

A Globo quer fazer Aecio o proximo presidente em 2018. Por isso o PSDB vai deixar o Temer nu.
A Globo manda no PGR, a Globo manda do Moro, a Globo manda no STF, a Globo e’ o PSDB, a Globo vai eleger Aecio em 2018 e vai usar Marina para esta logistica e vai prender o Lula. So o povo pode parar este golpe. Aecio tem carta branca para “matar” e roubar. Vide o suicidio do policial que o denunciava. A Globo manda o PGR e STF investigar Aecio para no final o Aecio sair ileso e dizer, fui o politico mais investigado e nao acharam nada contra mim. E o que a Globo quer. A Globo e’ o cancer do Brasil. A Globo e’ o cancer do Brasil. A Globo e’ o cancer do Brasil.
A Globo quer fazer Aecio o proximo presidente em 2018. Por isso o PSDB vai deixar o Temer nu.
A Globo manda no PGR, a Globo manda do Moro, a Globo manda no STF, a Globo e’ o PSDB, a Globo vai eleger Aecio em 2018 e vai usar Marina para esta logistica e vai prender o Lula. So o povo pode parar este golpe. Aecio tem carta branca para “matar” e roubar. Vide o suicidio do policial que o denunciava. A Globo manda o PGR e STF investigar Aecio para no final o Aecio sair ileso e dizer, fui o politico mais investigado e nao acharam nada contra mim. E o que a Globo quer. A Globo e’ o cancer do Brasil. A Globo e’ o cancer do Brasil. A Globo e’ o cancer do Brasil.
A Globo quer fazer Aecio o proximo presidente em 2018. Por isso o PSDB vai deixar o Temer nu.
A Globo manda no PGR, a Globo manda do Moro, a Globo manda no STF, a Globo e’ o PSDB, a Globo vai eleger Aecio em 2018 e vai usar Marina para esta logistica e vai prender o Lula. So o povo pode parar este golpe. Aecio tem carta branca para “matar” e roubar. Vide o suicidio do policial que o denunciava. A Globo manda o PGR e STF investigar Aecio para no final o Aecio sair ileso e dizer, fui o politico mais investigado e nao acharam nada contra mim. E o que a Globo quer. A Globo e’ o cancer do Brasil. A Globo e’ o cancer do Brasil. A Globo e’ o cancer do Brasil.

Responder

Pedro Pereira

03 de maio de 2016 às 23h45

Vão conta uma novelinha brega, e os brasileiros otarios vão assistir

Responder

Carlos Steiger

03 de maio de 2016 às 23h10

Com a palavra do povo pensante: o sapo sem dedo logo logo vai ver o sol nascer quadrado. Miguel do Rosário vai levar charutos cubanos para ele no xilindró

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina