Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Dilma à IstoÉ: ‘revista continua a praticar ficção e romper a fronteira da legalidade em nome da liberdade de imprensa. O resultado é mau jornalismo’

Por Redação

16 de julho de 2016 : 20h20

Foto: Reprodução/ IstoÉ

NOTA À IMPRENSA

A respeito da revista IstoÉ, que veicula neste sábado, 16 de julho, a matéria “As mordomias ilegais da família de Dilma”, a Assessoria de Imprensa da Presidenta Dilma Rousseff anuncia:

1. Serão tomadas as medidas legais cabíveis na Justiça contra o repórter, a direção da revista e a Editora Três. Mais uma vez, IstoÉ comete mau jornalismo e tenta provocar comoção na opinião pública atacando a honra da Presidenta Dilma Rousseff e seus familiares.

2. Não se pode expor de maneira desonesta e vil a honra de pessoas. Ainda mais aquelas que, ao contrário da Editora Três, não travam a luta política e partidária. IstoÉ continua a praticar ficção e romper a fronteira da legalidade em nome da liberdade de imprensa. O resultado é mau jornalismo.

3. Diante disso, a Assessoria de Imprensa da Presidenta Dilma Rousseff esclarece: ao contrário do que informa IstoÉ, a segurança dos presidentes da República no Brasil, assim como de seus familiares, é assegurada por determinação legal.

4. Dilma Rousseff e família – assim como o vice-presidente e seus familiares – têm segurança fornecida pelo Estado brasileiro em obediência ao disposto no inciso VII do artigo 6º da Lei 10.683, de 28 de maio de 2003. Além disso, o artigo 5º do Decreto 6.403 regula o uso de transporte institucional por parte dos familiares da presidenta e do vice-presidente da República.

5. Portanto, não há ilegalidade alguma no uso de carros ou escolta de segurança pela família da Presidenta Dilma Rousseff.

6. Mesmo sendo alvo de um processo de impeachment – sustentado em argumento inexistente, como apontou na última semana o Ministério Público Federal –, a Presidenta Dilma Rousseff mantém prerrogativas como Chefe de Estado. Ela pode residir no Palácio da Alvorada, locomover-se em veículos oficiais e receber segurança para si e sua família. Ela é a presidenta da República, eleita em 2014 por mais de 54,5 milhões de votos.

7. É estarrecedor que nem o repórter nem a revista IstoÉ tenham ouvido as pessoas envolvidas nos fatos – requisito básico de quem faz jornalismo ético. Por má fé ou negligência, a revista omitiu o conteúdo do ato de comunicação do Senado ao Vice-Presidente Michel Temer acerca do afastamento da Presidenta Dilma Rousseff. Nenhuma referência, sequer, ao parecer jurídico da Casa Civil do governo interino que analisa as prerrogativas presidenciais que devem ser mantidas no período de afastamento.

8. A leitura de ambos deixa claro que, neste período, a segurança da Presidenta e de seus familiares deve ser mantida, observando-se “as diretrizes traçadas pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI)”. Ou seja: ao contrário do que sugere IstoÉ, não são os familiares da presidenta que definem as regras da sua segurança em relação ao transporte, mas o GSI.

9. Assim, ao divulgar a rotina da família da presidenta, tornando públicos detalhes como locais frequentados e horários das atividades habituais de sua filha e de seus netos, IstoÉ coloca em risco a segurança dos parentes da Presidenta da República. A revista terá de responder civil e criminalmente na Justiça por tal conduta. Inclusive por eventuais atos ofensivos e danosos que decorram da divulgação irresponsável de informações que possam vir a eventualmente prejudicar, a partir de agora, a segurança das pessoas  mencionadas pela revista.

10. A Presidenta da República estuda medidas administrativas e judiciais cabíveis contra o Gabinete de Segurança Institucional por violação de regras de segurança e vazamento de informações sobre hábitos e rotina da família Rousseff.

11. Apesar do esforço de parte da mídia, diante da ausência de indícios ou provas apontando crime ou dolo praticado por Dilma Rousseff em toda a sua vida pública, a verdade permanece: a Presidenta da República é uma mulher honesta.

Assessoria de Imprensa
Presidenta Dilma Rousseff

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pavel Checov

18 de julho de 2016 às 06h46

Bando de ladrões. Falam de democracia, mas são um bando de autoritários. O que querem mesmo é calar a liberdade de expressão é implantar uma ditadura. Fora bandidos do PT!

Responder

    Antonio Araujo

    18 de julho de 2016 às 20h13

    vá se instruir ao invés de ficar atestando a sua abominação cognitiva em público. não seja leviano. é realmente muito triste saber que existem pessoas como vc.

    Responder

Marivane

17 de julho de 2016 às 17h07

Acabe com as assinaturas desta revista

Responder

Ben Alvez

17 de julho de 2016 às 12h05

A revista IstoÉ, a revista Veja e a revista Época fazem parte do lixo e do vaso sanitário da imprensa marrom-cocô.

Não se pode dar crédito ao que elas publicam.

E os produtos nelas anunciados valem a mesma coisa: m&rda.

Responder

CIANOTON_PACE

17 de julho de 2016 às 07h50

#AbaixoOGolpe! #QueHorasElaVolta? #Lula2018! A revista IstoÉ se tornou igual à outra. Não passa de um panfleto da direita golpista com a intenção clara de incitar a população contra a legítima Presidente da República. Infelizmente, o PT tem o vício de ter atitudes republicanas, mas essas questões caluniosas da mídia devem ser tratadas no plano policial e jurídico, com pedidos de indenização milionária por danos morais. Tratar essa gente como “imprensa livre” seria mais um erro grotesco do partido.

Responder

17Abril2016

17 de julho de 2016 às 05h20

A imprenssa golpista eh criminosa. Faz terrorismo politico e a “justica-BR” assuste passivamente. Nao existe justica no Brasil.

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de julho de 2016 às 23h05

MAIS UM ‘MORALISTA SEM MORAL ALGUMA’ DA QUADRILHA NAZIGOLPISTA &$ [MEGA]CORRUPTA DA DUPLA ‘TEMer/CUnha’!

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

“Ia por cortesia”, diz Geddel sobre visitas a FunaroMinistro da Secretaria de Governo confirma ter frequentado escritório do lobista Lúcio Funaro, apontado como operador de propinas do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Por jornalistas Fábio Fabrini e Fabio Serapião, de Brasília

16 Julho 2016 | 05h00

(…)

FONTE, pasme: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ia-por-cortesia-diz-geddel-sobre-visitas-a-funaro/

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de julho de 2016 às 22h53

Honrada Presidenta LEGITIMAMENTE REELEITA [REELEITA!] Dilma Rousseff processa revista e peita Gal. Etchegoyen

Querem colocar em risco família da Presidenta

publicado 16/07/2016

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.conversaafiada.com.br/brasil/dilma-processa-revista-e-peita-gal-etchegoyen

***

… Que general é este que expõe a segurança da família presidencial ao tempo em que protege um nazigolpista &$ [mega]corrupto LIBANÊS usurpador ilegítimo e interino decorativo?!…

Responder

Deixe um comentário