Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

BRASILIA BSB DF 26-05-2015 POLITICA LAVA JATO Audiência pública para ouvir o depoimento do ex-presidente da Construtora OAS, José Aldemário Pinheiro Filho (Leo Pinheiro) na CPI da Petrobras FOTO Luis Macedo / Câmara dos Deputados

Lava Jato intensifica tortura de Leo Pinheiro para que ele delate Lula

Por Redação

29 de julho de 2016 : 16h28

Foto: Agência Câmara

A pressão contra Léo Pinheiro para entregar Lula continua, mostram jornais

no Jornal GGN

A pressão contra o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, para entregar o ex-presidente Lula, parece ainda estar em andamento pelos investigadores da Operação Lava Jato. De acordo com reportagem de O Globo, até esta quinta-feira (28), as conversas em negociação do acordo não estavam “nada fáceis”, classificou o jornal.

Isso porque os procuradores da Lava Jato questionaram mais uma vez o executivo sobre as reformas no sítio em Atibaia e em apartamento no Guarujá.

Léo reafirmou que fez benfeitorias no sítio e no apartamento, mas que as obras realizadas não tinham relação com vantagem obtida pela OAS do governo federal antes ou depois do governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Os procuradores também teriam questionado sobre viagens internacionais e palestras de Lula, para identificar se há vínculos com negócios fechados entre a OAS e governos dos países visitados pelo ex-presidente.

Pinheiro novamente teria afirmado que Lula executou um papel de relações públicas, e negou que houvesse correlação direta entre os negócios da OAS e a atuação.

A exemplo de O Globo, o blog O Antagonista, de Diogo Mainardi, também mostrou que recebe informações dos investigadores da Lava Jato. Mas, ao contrário do jornal carioca, o blog disse que “sabe que não é verdade” a informação de que a delação da OAS está quase parada e que Leo Pinheiro se recusa a entregar Lula.

Denuncia que, “nas palavras dos próprios procuradores, o único delator que ‘mata o Lula’ é justamente Leo Pinheiro”.

De um modo ou outro, segundo Merval Pereira, se a OAS não fizer o trabalho, ele já é garantido pela Odebrecht. Em coluna, avisa que os acordos de delação premiada que têm início nesta sexta (29) da empreiteira vão admitir que fizeram “um favor” a Lula nas obras do sítio de Atibaia, depois que a reforma orçada em R$ 1,2 milhão foi deixada pela OAS.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Luiz

30 de julho de 2016 às 14h24

esses meliantes, merval e mainardi falam abertamente que tortura para obter provas e legal…esses senhores ja inocentaram Lula mesmo assim vem a dica vem todo dia, se incriminar Lula, serao recompensados…QUE PORRA DE JUSTICA E ESSA??

Responder

Soraya Martinez

29 de julho de 2016 às 19h49

Imaginem o modo como são feitos os “acordos” pelo “juiz”…

Responder

João Luiz Brandão Costa

29 de julho de 2016 às 18h14

Lula já está como réu. Nojo de tudo isso. Cadê a OAB? Decepção…

Responder

Deixe um comentário