Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

O teatro de horrores do golpe ainda tem muito a oferecer de arranjos e combinações generosas com Eduardo Cunha

Por Redação

13 de setembro de 2016 : 08h19

Charge: Aroeira/ O Dia

comentário do leitor Ricardo Edmundo Cecconello, ao post Vídeo: momento em que o deputado Eduardo Cunha tem seu mandato cassado

CUNHA CASSADO: O COMBINADO NÃO É CARO

Como diria o menino soldado, vigia do tráfico no “morro” do Rio de Janeiro: “Tá tudo dominado. E se não tá, nóis torna dominá.”

O povo brasileiro é muito burro, porque de ingênuos o inferno está cheio, ao acreditar que o teatro fantoche que vimos ontem foi o clímax dos golpistas DEMotucanalhas, chefões do crime organizado sócio político religioso no Brasil.

Burro é o “coxinha” que acredita que Cunha vai cumprir 40 anos de cadeia, por sentença do Juiz Sérgio Moro, o fala fino da lava jato quando se trata de conduções coercitivas contra demotucanalhas.

O teatro de horrores do golpe ainda tem muito a oferecer de arranjos, compadrios, podridão, e combinações generosas com Eduardo Cunha, e sua amante jornalista do dinheiro vil, a Cruz Credo.

Enganados estão os do povo imbecilizado, que pensam que Eduardo Cunha vai “delatar” seus amigos do peito, chefões do crime organizado brasileiro, em troca de simples “vingança”.

Na frente do Moro, Eduardo Cunha e sua meretriz vão acusar petistas, trazendo acusações espúrias sem nenhum documento de prova, como é contumaz nos interesses mesquinhos da Guantánamo de Curitiba, quartel dos horrores da máfia torturadora.

Em troca das delações, serão premiados com prisão domiciliar nas Bahamas, com penas compensatórias de oito anos, até que Cunha possa voltar a se candidatar a cargo político, como fez Collor e Cássio Cunha Lima, e tantos outros mequetrefes da vida nacional.

Me digam, imbecis do povo, se Michel Temer for para o paredão, quem assume a Presidência do Brazil? Qual o partidão mafioso fará coligação com Rodrigo Maia, vulgo “chileno”, filho de “cesar”, e lhe dará sustentação política?

Uma coisa eu volto a esclarecer ao povo obtuso do Brazil, que o grupo maçônico mafioso chegou ao poder pelo golpe de “zé” titica Cérra, e sua trupe mineira do pó.

E fez história no Brasil em 64, no Chile em onze de setembro de 73, e a operação condor subsequente na Argentina, Paraguai, Colômbia, Peru, Uruguai, que o crime organizado ianque judeu vem de longe dando ordens do dia.

Uma vez no poder somente o povo esclarecido, unido, consegue retirar o osso das mandíbulas do crime organizado.

Por isso eu digo, repito, esclareço que somente com a queda repentina do grupo mafioso criminoso da comunicação brasileira, sob a batuta da famiglia dos saad marinho abravanel, o povo saberá o que realmente acontece nos bastidores do golpe consumado.

Somente com a interdição das redes permissionárias de rádio e televisão, globo e BANDalheira, hoje nas mãos do crime organizado, o povo saberá das intrincadas e tenebrosas combinações entre os “cunhas” e “temer”, com os chefões da máfia entreguista, sob o comando do chanceler Cérra, o “oculto” boneco marionete de quem nos USA.

Em tempo, e muito apropriado: Povo imbecil ao extremo é aquele que pensa que um Juiz sentado em cima do seu imenso salário, na primeira ou última instância, irá se arriscar a deixar de ser protegido pela máfia enquanto for útil, qualquer desses juízes, em teori a, arriscará a vida, a segurança de sua estabilidade em alta corte, e a de sua família, imitando a Juíza Patrícia, lá nos bordéis do RJ, quando foi fuzilada, como uma reles cadela no cio, em um beco sem saída no qual se meteu.

Lembre-se, Amigo leitor: GATO MORTO NÃO MIA.

E qualquer um, sendo juiz ou membro do MPF, deixa de lado a valentia, porque vale mais um rato vivo, do que mil Allende, Lucas Arcanjo, Vladimir Herzog, e Patrícia Acioli, convenientemente “suicidados”, como aconteceu ontem, no teatro dantesco e canalha, no caso do Eduardo Cunha.

Ricardo Edmundo Cecconello, em 13 de setembro de 2016

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

7 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

C.Poivre

13 de setembro de 2016 às 12h27

É claro que a cúpula golpista ofereceu todo o tipo de proteção ao gângster desencadeador do golpe para que ele o fizesse. Foi tudo previamente negociado. Nada de ruim acontecerá a ele, quem viver verá.

Responder

Terceira Onda ?

13 de setembro de 2016 às 10h27

Palavras pesadas, admito. Mas cirúrgicas, vejo a maioria animada sobre uma tal “delação do Cunha”, nem percebem que Eduardo Cunha vai fazer a delação mais organizadinha, com mais nomes e tudo mais, pena que só vai ter Petista ^^

Responder

Ana Luiza

13 de setembro de 2016 às 10h19

Acho melhor acabar com esse ataque ao ‘povo idiota, imbecilizado” e outros adjetivos.
O americano mediano é tão imbecil quanto. Fortalecer a politização do povo e não achincalhar é o que precisamos.
Discurso de ódio de qualquer tipo é contraproducente para mim. Mas essa sou eu.

Responder

Beth Andrade

13 de setembro de 2016 às 10h09

ESTA CENA DA VOTAÇÃO PELA CASSAÇÃO DO CUNHA
É MAIS UM CAPÍTULO DO TEATRO MACABRO DOS GOLPITAS:
EUA/$TF/RedeGlobo

A luta continua!

Responder

Beth Andrade

13 de setembro de 2016 às 10h08

o utilitarismo é a essência do capitalismo…não presta mais, joga fora!

Responder

sensat0

13 de setembro de 2016 às 09h59

Companheiro, tens “culhones” para retirar das profundezas, as sombras do enredo de suspense que tornou “esta página” da história do Brasil. Parabéns.

Responder

Paulo Roberto Àlvares de Souza

13 de setembro de 2016 às 09h27

Grande Eduardo Edmundo Cecconnelo, dissestes tudo!

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Bolsonaro O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade