Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Mantega é preso e liberado. Que palhaçada foi essa? Foi o ensaio para a prisão de Lula.

Por Bajonas Teixeira

22 de setembro de 2016 : 18h43

Por Bajonas Teixeira, colunista de política do Cafezinho

A prisão arbitrária de Mantega, seguida de sua soltura, igualmente arbitrária, é só um balão de ensaio, uma sonda, para medir o grau de aceitação da arbitrariedade no país quando praticado da parte da Justiça, ou melhor, da parte de Sérgio Moro. Feito esse ensaio geral, o objetivo não é outro, nem poderia ser, senão a prisão de Lula.

Sérgio Moro, que ontem se apresentava no espaço em que costumam se exibir os palhaços Patati Patatá, numa palestra para 1.500 pessoas com ingresso entre R$ 60 a R$ 90, hoje transforma o país em um picadeiro.

O princípio que rege a prisão de Mantega, parece ser o seguinte: se eles engolem isso eles engolem qualquer coisa, e se engolem qualquer coisa, então está já na hora de prender Lula.

A passividade que se instalou desde o dia 14 de setembro, a desorganização da resistência que não mostra uma clara agenda de atos e eventos destinados a recompor a mobilização, que ao início do mês havia chegado a pôr 100 mil pessoas nas ruas, em São Paulo, tem que ser substituída pela decisão resoluta de resguardar o principal símbolo da esquerda: ocupar as ruas contra a prisão de Lula.

Se está cavando a própria sepultura quando se permanece apático diante de um grupo com objetivos muito bem definidos (a mídia, a FIESP, a FEBRABAN, etc.), que incessantemente adula e incita (com prêmios e homenagens) seus operadores (juízes, procuradores, ministros do STF), e comemora cada feito deles.  A incapacidade de ação será fatalmente entendida como um ânimo apático de quem perdeu a capacidade de luta.

E para isso que a prisão de Mantega hoje serviu como laboratório, para averiguar a disposição de luta dos que estão ao lado da democracia.

A esquerda nesse momento, não se pode negar, deixou-se levar por certa apatia. Uma certa depressão, originada dos eventos recentes, em especial a denúncia contra Lula há uma semana, está se espalhando, como uma sombra ou um parasita que cobre e termina por matar a árvore. Na semana passada, entre a noite de sexta e a de domingo, tivemos uma apatia fúnebre, expressa numa baixa de atividade das redes, que, possivelmente, se deveu à expectativa traída. Esperava-se, de fato, um Lula vibrante, provocativo, até arrogante, numa atitude de Luta. Infelizmente, como se viu, não era aquele um bom momento para ele, nem a voz estava a seu favor.

Mas isso, não deveria ter um papel tão pronunciado. Não se pode esperar que uma única andorinha faça o verão da esquerda inteira, ainda mais quando as contingências da idade e da saúde cobram o seu preço. O que seria preciso é que os inúmeros segmentos unidos na resistência, inclusive aqueles de filiação partidária, tivessem um claro programa e uma liderança ousada capaz de ocupar as ruas.

O golpe é inteiramente midiático, e a resposta a ele deve se fazer com grandes manifestações, que é o único modo de dar repercussão na mídia, ou seja, de responder no mesmo idioma que o da Lava Jato. O juiz Sérgio Moro joga para a plateia, através da mídia, mas modula e monitora o tempo todo a reação desse público, revertendo então suas decisões para se adequar, quando a repercussão é negativa. Foi isso o que acabou de aconteceu, com a revogação da prisão de Mantega.

Houve muita revolta e críticas com a notícia de que o ex-ministro estava no hospital para acompanhar a cirurgia da esposa, que sofre de câncer.

Feito o enorme estrago, inclusive com consequências talvez devastadoras para essa mulher, internada com câncer em um hospital, onde o marido foi capturado como criminoso comum, pior, como um fugitivo, Sérgio Moro voltou atrás da forma mais desenvolta, com se tudo não passasse de uma brincadeira. Como se fosse um picadeiro.

A palhaçada, se perdurar o imobilismo e a passividade da resistência será, muito antes do que se espera, retomada com a prisão de Lula usando do mesmo grau de arbitrariedade e violência.

Caros leitores, Os convido a visitar e curtir a página MÁQUINA CRÍTICA. Nosso desejo é mobilizar o pensamento crítico em favor da democracia, sem esquecer outros temas e debates que importam. Ps: Continuaremos normalmente nossa colaboração com O Cafezinho, que está nos apoiando nesse projeto. Abraços,

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Maria Aparecida Lacerda Jubé

24 de setembro de 2016 às 20h05

A Globo está precisando aumentar a audiência, o Moro produziu um espetáculo de quinta para ajudar.

Responder

jeff beck

23 de setembro de 2016 às 13h33

Ouvi o depoimento do Eike.. Importante é a clara exposição da
inocência do Mantega nessa questão que levou a desastrada prisão dele,
Mantega.

Mas de fato mesmo o maior registro que tivemos nesse
depoimento foi sua informação sobre o pré-sal… Demonstrou claramente
oo excelente negócio para o país a descoberta do pré-sal e o custo real
de $7 dólares ..
Mas comprova de fato que os golpistas e principalmente o Serra está
nesse negócio de venda do pré-sal para os gringos… só isso já caberia
uma CPI..

Interessante é que a imprensa nacionalista não deu
qualquer destaque a esse fato… Precisamos defender a Petrobras do
volúpia do Serra e dos golpistas em geral.

Responder

Paulo Roberto Àlvares de Souza

22 de setembro de 2016 às 22h40

Convém lembrar que o Brasil está completamente envolvido com as eleições municipais, acirradas nestes últimos dias de campanha. Vamos aguardar os resultados das urnas para uma avaliação melhor disso que acham que é desmobilização. Eu suspeito que isso não ocorre e que se mexerem com Lula o caldo entorna.

Responder

    JDB

    23 de setembro de 2016 às 08h18

    Se houvesse o início do impeachment, os mortadelas tomariam as ruas.
    Se se concretizasse o impeachment, o Brasil “arderia em chamas”.
    No dia 22 de setembro, foi convocada uma “greve geral” (convocada por quem não trabalha).
    Agora, você quer fazer acreditar que a prisão do Lula fará o “caldo entornar”?
    Não ofenda a inteligência alheia.
    Acabou a mortadela!

    Responder

marco

22 de setembro de 2016 às 22h08

A única sugestão que me ocorre, ainda que fácil na frente de um computador,é que as lideranças populares convoquem seus dirigidos para agrupar-se em frente as dependências dos Tribunais de Justiça e nas imediações das Delegacias da PF,para reivindicar-lhes mais equilíbrio em suas ações e cobrar deles,ações assemelhadas com relação a todos os outros envolvidos ou não,mas também citados nas tais DELAÇÕES,os da DIREITA,e que procedam com eles,o mesmo que estão a fazer com membros do governo passado.Afinal,a JUSTIÇA NÃO É PARA TODOS,IGUALMENTE?

Responder

André Crasoves

22 de setembro de 2016 às 20h59

O Lula contido, quase retraído, parece-me, tem a ver com as orientações dos seus defensores. Se for isto, é uma estratégia perigosa, pois já passou da hora de ter meias palavras com esse ridículo e acanalhado stf e menos ainda com o patife da camisa preta.

Responder

    JDB

    23 de setembro de 2016 às 08h19

    Aprendi, desde criança, que, quando não se tem nada de bom para dizer, que fique calado.
    Contra fatos não há argumentos.

    Responder

Messias Franca de Macedo

22 de setembro de 2016 às 20h25

URGENTE

O empresário Eike Batista inocenta o eminente, honrado e catedrático economista desenvolvimentista Guido Mantega e o eterno presidente Lula

https://www.youtube.com/watch?v=XjsGzliz7aM

Responder

    Messias Franca de Macedo

    22 de setembro de 2016 às 20h25

    Se “os supreminhos(as)” do STFede tivessem consciência, não dormiriam de tanta dor na ‘caixola’ nesta noite!
    “Mas, que nada”:
    irão roncar à beça, como sempre, energúmenos desalmados e irresponsáveis, isto sim!

    Responder

    Messias Franca de Macedo

    22 de setembro de 2016 às 20h29

    Mais um [mega]escândalo!

    $$$$$$$$$$$$$$$

    Lava Jato não quis ouvir Eike sobre doações ao PSDB e outros partidos

    Em seu depoimento, Eike Batista diz que não foi cobrado por Guido Mantega e que ele cobrou do casal Monica e João Santana que realizassem um trabalho de consultoria na Venezuela; no entanto, quando ele quis falar sobre doações ao PSDB e a políticos de outros partidos, como Cristovam Buarque (PPS-DF), não houve interesse

    22 DE SETEMBRO DE 2016 ÀS 16:40

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/eike-quis-entregar-repasses-ao-psdb-e-a-reacao-da-lava-jato-foi-devolver-a-lista#.V-Qn9Mat1-o.facebook

    Responder

    Messias Franca de Macedo

    22 de setembro de 2016 às 20h31

    A RESPEITO DO VÍDEO ACIMA

    … Vai ter condução coercitiva e ‘cana’ para o canalha fascigolpista ‘Cristovam Achacado Buarque’?…
    E tesoureiro preso do PSDB?

    Responder

    JDB

    23 de setembro de 2016 às 08h20

    Inocenta? Em um vídeo de 2015? E o depoimento de 2016? Você não diz nada?

    Responder

Eduardo Affine Neto

22 de setembro de 2016 às 20h14

Temos que parar de ficar desfilando pelas avenidas e ir pra cima dos golpistas midiáticos, sem eles, estes moleques de curitiba não teriam chegado onde chegaram

Responder

    Messias Franca de Macedo

    22 de setembro de 2016 às 20h26

    JUCA KFOURI: “OU A GENTE GRITA, OU VIRÃO NOS BUSCAR”

    Colega de escola de Guido Mantega, o jornalista Juca Kfouri está inconformado com a prisão do ex-ministro da Fazenda e com os desdobramentos da Operação Lava Jato; para ele, a prisão de Mantega e o indiciamento de Lula, são uma grande estratégia para encontrarem motivos jurídicos para “melar” a operação, uma vez que o grande serviço já foi feito: “o impeachment de Dilma Rousseff e o nome do Lula jogado na lama”; leia a íntegra do depoimento de Kfouri

    22 DE SETEMBRO DE 2016
    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/256652/Juca-Kfouri-%E2%80%9COu-a-gente-grita-ou-vir%C3%A3o-nos-buscar%E2%80%9D.htm

    Responder

robertoAP

22 de setembro de 2016 às 19h39

Pelo olhar desse “paciente”, como estampado na foto, posso atestar com 100% de certeza, que trata-se de um psicopata, com delírios de grandeza, personalidade elusiva, compulsões incontroláveis e forte tendência ao suicídio pós-homicídio. Grande perigo para todos que convivem com ele.
Não poderia jamais estar fora de uma instituição para doentes mentais.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina