Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Lula alerta para os retrocessos na privatização da Petrobras

Por Redação

17 de novembro de 2016 : 17h55

Em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Luis Inácio Lula da Silva participou de ato em defesa da indústria naval. Ao lado de trabalhadores e líderes sindicais, o ex presidente criticou o desmonte promovido no setor e a determinação do governo atual em entregar fatias estratégicas da produção de navios petroleiros e sondas a grupos estrangeiros.

No site ofical do Lula

Lula em Angra: Crise virou desculpa para desmonte e entrega da indústria naval

Em ato ao lado de trabalhadores da indústria naval, o ex-presidente criticou o ímpeto do governo atual em entregar as riquezas da Petrobras aos estrangeiros

Na manhã desta quinta (17), o ex-presidente Lula participou de ato em defesa da indústria naval em Angra dos Reis (RJ). Ao lado de trabalhadores e líderes sindicais, Lula alertou para o desmonte promovido no setor e a determinação do governo atual em entregar fatias estratégicas da produção de navios petroleiros e sondas a grupos estrangeiros.

Durante os governos de Lula e Dilma, o número de empregos na indústria naval aumentou 26 vezes: passou de 3 mil, no final do governo neoliberal que precedeu o PT, a 78 mil trabalhadores. “Vim aqui em 2010 e isso aqui estava bombando de trabalhadores; agora parece que estamos no inferno. Precisamos de luta”, disse o ex-presidente. Segundo ele, vivemos “um desmonte da indústria naval brasileira”.

O governo Temer e seus partidos aliados sinalizam, entre outras coisas, com a entrega da produção do Pré-Sal a empresas estrangeiras. Esse movimento pode enfraquecer toda a cadeia produtiva petrolífera ao enviar os lucros e parte importante da produção para fora do país. “Se a direção da Petrobras resolver comprar navios e sondas fora, eles vão engordar os estrangeiros e vocês vão ficar desempregados”, explicou Lula aos trabalhadores.

Usando a economia como desculpa, Temer e setores da elite brasileira promoveram um impeachment ilegítimo, mas não conseguiram entregar o que prometeram. ”Eles tiraram a Dilma num golpe, disseram que o país ia melhorar e faz cinco meses que vocês só ouvem falar em crise”, disse Lula.

É hora de tomar uma atitude, afirmou o ex-presidente: ”Não existe outro remédio: é preciso reagir enquanto é tempo”. “Vocês sabem que este país mudou para melhor e não podemos deixar que retroceda. “Nós provamos que, quando o pobre tem um pouco de dinheiro, a economia cresce. Ele se torna consumidor e tudo melhora nesse país.”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Claudio Malagrino

05 de dezembro de 2016 às 12h57

Essa página faz humor no estilo Joselito…

Responder

DHG

20 de novembro de 2016 às 19h30

Tem que privatizar tudo no Brasil….!!!! esse Luladrao destruiu tudo que era do governo “POVO”, se a Petrobras fosse privata o Luladrao e seu bando não teriam quebrado….Vagabundo na cadeia e o garotinho e o cabral TEM que morrer na cadeia junto com o Luladrao e todos os corruptos desse país, VIVA O JUIZ SERGIO MORO….!!! LULADRAO E TODO BANDO DELE NA CADEIA….!!!

Responder

Luiz Carlos Querido

18 de novembro de 2016 às 13h54

Quem começou a venda foi o Bendine, indicado pela Dilma.

Responder

Deixe um comentário