Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Dilma contra-ataca: processo no TSE tem provas contra Aécio e nada contra Dilma

Por Miguel do Rosário

25 de março de 2017 : 11h43

A democracia brasileira vive mais um processo surreal. O golpismo parece ter perdido qualquer compromisso com o bom senso.

O candidato derrotado, Aécio Neves, moveu um processo contra Dilma no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que se aproxima de seus últimos momentos.

Perto do julgamento final, oportunamente, o TSE de Gilmar Mendes vaza delações de executivos da Odebrecht que atingem a candidata Dilma Rousseff.

As delações não trazem nenhuma prova. Fala-se, oportunamente, em dinheiro vivo, sem apresentar a mais comezinha comprovação.

E aí vem a parte mais absurda: as mesmas delações atingem, muito mais diretamente, o candidato derrotado e autor do processo contra Dilma: Aécio Neves.

O que faz o TSE? Censura os trechos da delação que atingem Aécio.

E não há vazamentos contra Aécio, apenas contra Dilma.

Repetindo: o processo movido por Aécio Neves termina com delações feitas diretamente contra Aécio Neves. E o TSE vai cassar a chapa de Dilma, contra a qual não encontraram nenhuma prova material de ilícito?

A história das gráficas, da qual se falava tanto, já foi esquecida, de tão ridícula. Como não acharam provas, dizia-se que as gráficas, “aparentemente”, não teriam tamanho suficiente para imprimir os santinhos.

Como se fosse preciso uma enorme e sofisticada estrutura para imprimir santinho… Mas tudo isso foi desmoralizado várias vezes pela defesa, que apontou inclusive erros absurdamente grosseiros da investigação.

O jogo no TSE é mais um capítulo da interminável novela golpista. A cobertura da grande mídia é inteiramente pró-acusação, pró-Aécio, pró-golpe.

Os ministros do TSE, incluindo o seu relator, estão sendo abertamente coagidos e ameaçados pela imprensa corporativa, como mostra matéria recente da Folha, que menciona a orientação sexual do ministro no título. A mesma matéria ainda revela, com um cinismo inacreditável, que foi prometido, a Herman Benjamin, uma vaga no STF, em caso de condenação de Dilma.

De qualquer forma, as fontes do Cafezinho dizem que o jogo é de cartas marcadas. O TSE dificilmente vai contrariar a Globo. A dúvida agora é se cassam a chapa toda, ou apenas Dilma.

A votação estaria empatada em três a três. O voto de minerva – para se cassar ou não a chapa toda – seria a ministra Luciana Lóssio, a quem estaria sendo prometido uma nomeação para o STJ (Supremo Tribunal de Justiça), em caso, naturalmente, de poupar Michel Temer.

Leiam as alegações finais da presidente eleita Dilma Rousseff.

***

No site de Dilma Rousseff

Dilma rechaça acusações no TSE
25 DE MARÇO DE 2017

Advogados rebatem insinuações de Odebrecht, rejeitam a tese tucana de abuso de dinheiro e lembram que Aécio foi citado como beneficiado por dinheiro de caixa dois

Os advogados da presidenta eleita Dilma Rousseff, deposta pelo golpe parlamentar de 2016, apresentaram, na noite de sexta-feira, 25, suas alegações finais ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na peça de 212 páginas, a defesa refuta as acusações de que a vitória nas eleições presidenciais de 2014 só teria sido possível porque a campanha de Dilma foi movida a farto dinheiro de origem suspeita. A ação foi movida pelo, candidato derrotado, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG).

A defesa sustenta a lisura do pleito, rebate outras acusações e contra-ataca, alegando que não pesam contra a presidenta deposta suspeitas de envolvimento direto em pedidos de propina, o que não se pode dizer do candidato derrotado nas urnas. Aécio Neves foi citado nominalmente por executivos da Odebrecht como pedinte de dinheiro em caixa dois. O tucano chegou a alegar na petição inicial entregue ao TSE em 2014, depois da derrota, ter sido prejudicado pelas condições desiguais na disputa presidencial. Também Michel Temer manteve encontros ainda não esclarecidos com o próprio empresário Marcelo Odebrecht.

“A chapa opositora (de Aécio Neves), ao contrário do afirmado em sua petição inicial, não teria qualquer prejuízo a sua campanha, pois além de ter recebido doações oficiais, teria abastecido seus recursos com doações oriundas de suposto caixa dois, segundo os depoimentos de Benedito Júnior e Marcelo Odebrecht”, enfatiza o advogado Flávio Caetano, que lidera a defesa de Dilma no TSE, reforçada pelos advogados Arnaldo Versiani, Renato Moura Franco e Breno Bergson Santos.

Flávio Caetano e os advogados também rebatem a tese da separação da chapa eleita em 2014, como os advogados de Michel Temer vêm sustentando. O procurador eleitoral Nicolau Dino já se manifestou favoravelmente pela indivisibilidade da chapa. Além do mais, ao contrário de Dilma, foi Temer quem se encontrou com Marcelo Odebrecht, em 2014, no Palácio do Jaburu, residencial oficial do vice-presidente da República, onde participou de conversas destinadas a contribuições de campanha.

TUCANO

Os advogados pediram a abertura de investigação das contas de Aécio Neves, baseado nos depoimentos de Marcelo Odebrecht, Benedito Júnior e Maria Lucia Tavares, no âmbito do TSE, com levantamento do sigilo imposto pelo ministro Herman Benjamin. E também a remessa do caso ao procurador Geral da República, Rodrigo Janot, para que avalie a instauração do procedimento investigatório em razão de eventual prática de crime de falsidade ideológica pelo ex-candidato Aécio Neves.

Flávio Caetano quer a retirada das tarjas sobre os depoimentos de Marcelo Odebrecht e Benedito Júnior, alegando que o sigilo imposto pelo relator causou prejuízo à defesa. Ele apresentou petição, encaminhada à parte ao TSE, também na sexta-feira, solicitando o fim das tarjas pretas, que cobrem seis páginas inteiras do depoimento de Marcelo Odebrecht e uma página completa do depoimento de Benedito Júnior. O advogado sustenta que os outros integrantes do TSE precisam conhecer o teor das declarações para compreenderem as alegações apresentadas pela defesa de Dilma.

No documento apresentado ao tribunal, os advogados reforçam a impossibilidade de a campanha da reeleição ter sido abastecida majoritariamente com recursos ilícitos, como sustenta o PSDB no processo. A defesa refuta ainda as insinuações e lembra que a campanha de Aécio recebeu dinheiro das empreiteiras, que doaram R$ 78,850 milhões do total de R$ 251,4 milhões arrecadados pelos tucanos para a disputa presidencial em 2014.

“Como cogitar de abuso de poder político dos réus se Aécio Neves e PSDB receberam 31,38% das empreiteiras em relação ao total arrecadado?”, sustenta o advogado. “O que interessa é deixar absolutamente claro que não há, e jamais haverá, qualquer afirmação ou informação, nem em depoimentos, nem em termos de colaboração premiada, de que Dilma Rousseff tenha qualquer participação direta ou indireta em atos de corrupção para obtenção de doações eleitorais, seja no âmbito da Operação Lava Jato ou de qualquer outra investigação”.

TRATAMENTO DESIGUAL

A defesa de Dilma argumenta que o processo conta com mais de dois anos e três meses de intensa tramitação no TSE, tendo sido ouvidas mais de 42 testemunhas nesse prazo, sendo apenas oito de defesa. “Salta aos olhos a forma como [o processo] passou a ser conduzido a partir do dia 23 de fevereiro de 2017, ou seja, há exato um mês, com inaceitável atropelo procedimental, no que se denominou nesta peça como Fase Odebrecht”, argumenta Flávio Caetano.

O advogado cita o fato de o ministro Herman Benjamin ter decidido colher novos depoimentos como testemunhas de juízo, tendo como fundamento decisório os “vazamentos seletivos” publicados pela mídia escrita. Mas, ao fazer isso, acabou prejudicando a defesa ao não acolher as petições apresentadas pelos advogados para rejeitar as acusações formuladas. A defesa também lamenta o tempo exíguo que o relator concedeu às partes nas últimas semanas para exame dos depoimentos colhidos.

Flávio Caetano reclama ainda de cerceamento de defesa, listando que o relator do processo no TSE negou praticamente todos os requerimentos apresentados, inclusive para colher depoimentos que pudessem refutar as alegações de delatores – sem apresentação de provas – sobre encontros, pedidos e reuniões a despeito da doação de dinheiro para a campanha da reeleição da chapa Dilma-Temer em 2014. A oitava dos presidentes dos partidos aliados – PDT, PCdoB, PP, PROS, PPR –, por exemplo, poderia servir de contraponto. Praticamente todos os pedidos foram indeferidos.

ODEBRECHT

Nas alegações finais, os advogados de Dilma voltam a rebater as insinuações de que Marcelo Odebrecht era íntimo da presidenta eleita. “Dilma Rousseff jamais teve qualquer relação de proximidade com Marcelo Odebrecht e nunca fez qualquer reunião em particular com ele, nem tratou de qualquer assunto que tivesse relação direta ou indireta com suas campanhas eleitorais”, afirma Flávio Caetano.

A defesa refuta também a declaração do empresário de ter se encontrado com o ex-ministro Guido Mantega, em 2009, quando a autoridade responsável pelo Ministério da Fazenda do governo Lula teria solicitado ao empresário uma doação ilegal de R$ 50 milhões para a campanha de 2010 de Dilma. Caetano argumenta que a declaração do empresário é mentirosa.

“Trata-se de versão fantasiosa de inaceitável falsa acusação feita a Guido Mantega que, repita-se, não pode falar em juízo porque o eminente ministro relator não quis ouvi-lo, em inescapável ofensa ao contraditório e ampla defesa”, sustenta o advogado.

“Se realmente fossem prometidos os tais R$ 50 milhões para a campanha de 2010, indaga-se: Por que tais valores não teriam sido utilizados em 2010?”, questiona. Segundo Marcelo Odebrecht, porque não teria sido necessário. Caetano rechaça a hipótese. “Em 2010, a campanha da chapa Dilma-Temer foi encerrada com elevado déficit e a dívida foi assumida pelo PT”, argumenta.

O advogado reforça que, além disso, em 2009, era impossível que Mantega pedisse qualquer doação à campanha de Dilma de 2010, por duas razões de flagrante notoriedade: 1) naquele ano, Dilma foi acometida por um câncer, e ficou afastada do governo por quase todo o ano em tratamento; b) Em 2009, ninguém sabia que Dilma seria candidata em 2010, nem ela própria.

CONTRADITÓRIO

A defesa sustenta que houve um desequilíbrio na condução do processo, sendo a defesa prejudicada pela desigualdade de condições, inclusive porque a acusação pode dispor de mais tempo para sustentar suas absurdas alegações de que a chapa Dilma-Temer foi abastecida com dinheiro ilegal. As testemunhas requeridas pelo juízo – do empresário Marcelo Odebrecht aos ex-diretores da empreiteira – falaram durante 18h42. As testemunhas arroladas pela defesa para contrapor as acusações somaram 1h27.

“O direito à igualdade, ou paridade de armas, foi amesquinhado”, reclama Flávio Caetano. “Salta aos olhos – literalmente – a gritante desigualdade de armas entre a acusação e a defesa, o que fere de morte, definitivamente, as garantias constitucionais, e direitos humanos, ao contraditório e à ampla defesa”.

Ele lembra que a ampla defesa e o contraditório são garantias estabelecidas no artigo 5º da Constituição: “ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal” e “aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes”.

ONU

No documento com as alegações finais, os advogados citam que o artigo 14 do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos da ONU foi violado. O dispositivo assegura que “todas as pessoas são iguais perante os tribunais e as cortes de justiça” e que “toda pessoa pessoa acusada de um delito terá direito a que se presuma sua inocência enquanto não for legalmente comprovada sua culpa”.

O dispositivo prevê garantias a que “toda pessoa acusada de um delito terá direito”, incluindo “dispor do tempo e dos meios necessários à preparação de sua defesa e a comunicar-se com defensor de sua escolha”, “de ser julgado sem dilações indevidas” e “de interrogar ou fazer interrogar as testemunhas de acusação e de obter o comparecimento e o interrogatório das testemunhas de defesa nas mesmas condições de que dispõem as de acusação”.

ASSESSORIA DE IMPRENSA
DILMA ROUSSEFF

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

enganado

26 de março de 2017 às 17h53

Vou repetir pela enésima vez , o __brazil__ acabou, não temos mais HONRA /PARUIOTISMO / VERGONHA na CARA. Me bato sempre aqui que o último baluarte SERIA o tal de exército porque tem o dedo no gatilho. Pois estas horas se fazem de avestruz e defendem uma Constituição ((pra mim é só para disfarçar a COVARDIA)) que existe só para os mesmo. O çERjIO mO(U)RO rasgou a Constituição e os militares ainda colocaram uma medalha do Pacificador no seus peitos (((será que o autor da sugestão tem BRIO algum dia de se mostrar com autor deste descalabro???))) , e mais o serviço secreto dos tal exército lhe faz proteção. Aliás o exercito negou a proteção!! MENTIRA, MENTIRA, MENTIRA, só tapeação, or será que o PENTÁGONO não manda ainda na ESPELUNCA!!!!! Então se dependermos da JUSTIÇÇA, aqui lá vai um NEGÒCIO de PAI para FILHO, oe será que os atuais VENAIS vão algum dia querer serem julgado pelos novos juízes que virão???? NUNCA x NUNCA!!!!! Só entram lá, onde for que tiver JUSTIÇÇA, alguém da panela=patota, porque alguém que olhe pelo JUSTO / LEIS / LIBERDADE , faça o favor nem pensar, nem ainda o tal do exército do brazil quer, porque se a algumas coisas mais escabrosas aparacerem em um futuro próximo, o atestado de APÁTRIDA vai se encaixar da cabeça aos pés. O exército e JUSTIÇÇA querem acabar com __brazil__ de vez. Me desmintam se meus argumentos são falsos, __brazil NUNCA MAIS__, acabou como __NAÇÃO__, não tem mais respeito das outras Nações, pois isto não passa de um GALINHEIRO de ZONA / PUTEIRO da DIREITA / COVIL de LADRÕES/ . . . . E VAI POR AÍ.

Responder

José Roberto Muniz

26 de março de 2017 às 17h39

Não seria melhor Janete argumentar contra as provas??? Até agora nada!

Responder

gustavo

26 de março de 2017 às 10h27

contra a dilma é mentira e contra o aécio é verdade? e os parciáis são os outros. piada esses blogs kkkkk

Responder

Socorro Uchôa

26 de março de 2017 às 04h33

Canalhas! Canalhas! Canalhas!

Responder

José Guilherme Lira

26 de março de 2017 às 03h33

Golpe em cima de golpe. Nunca vi tanto golpe na minha vida…

Responder

Luiz Carlos

25 de março de 2017 às 19h21

Vergonhosa a atuação do TSE, principalmente nesta nova fase. Fica claro que todas as instâncias estão unidas contra o projeto do antigo governo, atropelando as possibilidades de defesa. Enquanto as acusações contra Aécio recebem tarja preta.

Responder

Paulo

25 de março de 2017 às 18h36

Não, prova contra o Líder Espiritual dos Canalhas Coxinhas? O Cachaceiro cheirador de pó?não……….

Responder

Evandro Ruelles

25 de março de 2017 às 21h34

POR QUE AÉCIO NEVES TEM TANTO PODER ?
Aécio pediu o impeachment da Dilma, foi atendido.
Pediu para implantar seu projeto contra o trabalhador, está sendo atendido.
Pediu para cassar a chapa Dilma/Temer, está sendo atendido.
Pediu para não divulgar seu nome nas delações da Odebrecht, foi atendido pelo ministro Herman Benjamin.
Dá onde vem todo esse poder ?
Será que é pelo fato de ele ser neto de Tancredo Neves ?
Será que é “Rabo preso” dos agentes públicos ?
Por que a super proteção ao senador mais delatado até agora ? O tucano está envolvido em tudo que há de errado na vida pública e não é, ao menos, investigado. Pelo contrário, tem muita gente (Gilmar Mendes, Eunício de Oliveira, Romero Jucá, Rodrigo Maia, entre outros) querendo aprovar medidas para protegê-lo.
É muito estranho !

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

25 de março de 2017 às 17h15

Já li de tudo:
Mal carater
Você é mal
Mau sabe escrever
Não poço

Meu Deus.

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

25 de março de 2017 às 17h12

Nossos melhores escritores devem estar se revirando no túmulo. Impossível entender certos textos de analfabetos funcionais.

Responder

Simone Dos Santos

25 de março de 2017 às 18h53

Se você cair de quatro, relincha, com certeza

Responder

Simone Ambrósio

25 de março de 2017 às 17h11

Pelo andar da carruagem, ninguém como aécio. Aécio comerá a todos nós.

Responder

Paulomaia Maia

25 de março de 2017 às 17h08

Responder

    Fernando

    25 de março de 2017 às 16h26

    Gostando, gostando , não estamos , mas estávamos gostando muito menos do seu !

    Responder

    Célio Kellermann

    25 de março de 2017 às 21h18

    Bem melhor q o da mulher Sapiens! Inflação já caiu. Dilma fantoche do Sapo barbudo e do Marcelo na cadeia! Vivas para Moro!

    Responder

      Luiz Felipe

      26 de março de 2017 às 08h19

      Celio voce so nao e um perfeito idiota porque nao existe ninguem perfeito. A inflacao caiu por causa tao somente da crise. Ninguem esta comprando nada. Alem disso os alugueis e precos dos imoveis estao em queda, abaixando o indice oficial

      Responder

    Paulomaia Maia

    25 de março de 2017 às 21h54

    Ié!

    Responder

Jaqueline Jackie Arruda

25 de março de 2017 às 17h06

Responder

Leandro Alves

25 de março de 2017 às 16h26

Cassem todos que tenham cometido irregularidades!!! Chega de desinformação! Já era!

Responder

Laercio Ferreira

25 de março de 2017 às 15h40

O AÉCIUS EGIPTUS , O TARJA NEGRA, O MUSQUITO DO PROPINOL , DAS MINAS GERAIS, ENCONTRA SEU HABITAT NATURAL , QUE É O TSE , E AS FORÇAS OCULTAS DO JUDICIÁRIO E DO JORNAL NACIONAL REDE GLOBO?? NEM O MAIS PODEROSO INSETICIDA DA MONSANTO ACABA COM O INSETO??

Responder

Antonio Normandio Teixeira Antonio

25 de março de 2017 às 15h34

Interesses individuais ceifam interesses gerais e do bem estar de todos, é o que vejo vc propalando! Patriotismo é também uma virtude, é caráter cívico, o contrário é perdição moral!

Responder

Nando Gaia

25 de março de 2017 às 15h16

O que ele falou?traduz.

Responder

Deixe um comentário