A audiência pública sobre a reforma tributária

Judiciário de exceção manda polícia reprimir ciclistas

Por Miguel do Rosário

11 de dezembro de 2017 : 03h48

Na página Periferia Antifascista

É essa [foto acima] a resposta do Judiciário para os ciclistas, que faziam a clássica descida para Santos.
Uma placa dizendo que o evento foi impedido mesmo respeitando o Código de Trânsito Brasileiro, que garante a bicicleta como um veículo, ou seja, tem os mesmos direitos de transitar nas avenidas e rodovias.

E logo após a mensagem na tela, a tradicional descida para Santos foi reprimida com bombas de gás lacrimogêneo e bala de borracha na rodovia Anchieta.
Infelizmente essa é a nossa cidade, onde a preferência são para os carros e a acessibilidade urbana é nula.

Fascistas não passarão!

Ainda no Periferia Antifascista

Está acontecendo agora a repressão contra os ciclistas na rodovia Anchieta em SP!

Os ciclistas não tem para onde fugir, a fumaça sufoca aqueles que estão lutando por espaço na cidade com a clássica descida para Santos.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

29 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Reginaldo Gomes

11 de dezembro de 2017 às 12h33

Fato 1: ” Os golpes são dados pelos poderes que não emanam do povo. Em 1964 foram os militares, em 2016 foi o judiciário /globo.
Fato 2 : ” Está na constituição que o Judiciário é um poder inferior ao dos políticos. O artigo 1, parágrafo único sentencia que todo poder emana do povo. O judiciário não emana do povo , portanto é secundário e acessório. Os políticos devem enquadrar na lei esse judiciário delinquente e golpista.

Responder

Maria Angela Forte

11 de dezembro de 2017 às 14h03

Responder

Juliano Garcia

11 de dezembro de 2017 às 13h48

Direita bizarra.

Responder

El Bartho

11 de dezembro de 2017 às 11h18

Estava ruim! Agora ficou bom…… a pista é para Mercedes e BMW, vão trabalhar vagabundos…kkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Marlene de Paula

11 de dezembro de 2017 às 13h07

Os bandidos estão soltos .Pegar ciclistas da menos trabalho e engana os otários

Responder

Jose Luiz Jose Luiz

11 de dezembro de 2017 às 12h37

ridiculo

Responder

Daniel Leite

11 de dezembro de 2017 às 12h20

Ivan Rossini De Campos Leite até com os ciclistas?

Responder

Gustavo Horta

11 de dezembro de 2017 às 10h04

O poço, na verdade, é mesmo uma fossa negra.
No fundo do fundo do poço só tem merda flutuante.
Uma quantidade impressionante de merda.
É a fossa negra ou a suruba no bordel Brazziill. São essas as opções para o povo brasileiro.
Ou nadar na bosta ou ter o ânus escrachado, esculachado, esculhambado, arregaçado.
Uma merda.

gustavohorta.wordpress.com

Responder

José Vicente

11 de dezembro de 2017 às 12h00

Rafael Maia Gonçalo

Responder

Sandra Hortencio Dos Santos

11 de dezembro de 2017 às 11h46

Ir e vir acabou?Processar quem?

Responder

Luiz Cesar

11 de dezembro de 2017 às 10h49

Sempre assim. Quem faz as leis?
Homens decidindo sobre aborto, leis de trânsito para motos por quem nunca andou de moto, Meio ambiente sendo conduzido por desmatadores, acessibilidade por quem só anda de carro.

Responder

Lucia Guedes

11 de dezembro de 2017 às 10h02

Absurdo

Responder

Marcos Rogerio Heck Dorneles

11 de dezembro de 2017 às 09h59

Responder

Cris Silva

11 de dezembro de 2017 às 09h57

Tempos nebulosos!

Responder

Joel Araujo

11 de dezembro de 2017 às 09h51

Ou limpamos esse lixo de Judiciário, ou seremos exterminados!

Responder

Mar

11 de dezembro de 2017 às 07h50

Espero que estas bombas sirvam para acordar muitos desses ciclistas que votaram no Aécio, que foram bater panela contra a Dilma, votaram no Dória e que tem Moro como herói. Espero que ele entendam que o golpe jurídico/midiático/parlamentar não foi contra a Dilma e sim contra todos nós.

Responder

Jose Antonio Trevizam

11 de dezembro de 2017 às 09h47

JUIZ SEM NOÇÃO, ALIÁS, IRIA ATRAPALHAR ELE A TRANSITAR COM SEU CARRO FORNECIDO PELO GOVERNO….

Responder

Elpidio Pereira

11 de dezembro de 2017 às 09h38

TUDO ISSO DEMOCRATICAMENTE GRAÇAS A DEUS SE DEUS QUIZER

Responder

Iran Costa

11 de dezembro de 2017 às 09h23

Ciclista é farofeiro…acho que pensam assim…judiciário é elite…

Responder

Mario Barboza

11 de dezembro de 2017 às 09h11

Cidade sem prefeito estado sem governador entregue às traças, a caminho da mediocridade e obscurantismo fascista..

Responder

Mario Barboza

11 de dezembro de 2017 às 09h10

Sampa adora levar porrada no lombo..

Responder

Ivanir Maciel

11 de dezembro de 2017 às 09h07

Reinaldo Pacheco

Responder

Jader

11 de dezembro de 2017 às 06h42

Bicho estamos mesmo no estado de exceção?

Responder

Susana Mackee

11 de dezembro de 2017 às 08h00

Bicicleta prejudica o setor automobilístico e não dá lucro pro comércio

Responder

Elisa Barral Villas Boas

11 de dezembro de 2017 às 07h57

Estamos em um regime de exceção , o judiciário brasileiro parece que vive em outro mundo.Nao tem consciência da realidade brasileira.

Responder

    Lidia Calenda

    11 de dezembro de 2017 às 14h39

    Se tiver oportunidade de transitar entre toda essa elite, vera que sim vivem em outro mundo. O deles! Nós somos descartáveis.
    Temos que lembrar a todo momento que existimos e pagamos seus salários!

    Responder

Rodrigo Dos S. Rodrigues

11 de dezembro de 2017 às 06h07

Uma decisão esdrúxula que alimenta o conflito carro vs bikes. O judiciário sempre teve o lado dos carrocratas, alguém já imaginou um juiz indo de bicicleta pro tribunal? Quando vai, vira até notícia. Sociedade doente por motores, em vez de demonstrar consciência frente aos números dignos de guerra em homicídios de trânsito, o Judiciário prefere passar a mão na cabeça da construtora que sequer disponibiliza acostamento na via inteira, algo que fere de morte o cicloturismo brasileiro. O Brasil merece o cicloturismo, não esses seres tediosos que jamais olharam pra natureza com olhares humanos! Abaixo o homem-motor!

Responder

Deixe uma resposta