Boulos na Carta Capital (ao vivo!)

Bolsonaro diz que sua candidatura é “imbroxável” e que “a Amazônia não é nossa”

Por Redação

19 de maio de 2018 : 14h52

Publicado no El País

Em cima do palco, Bolsonaro, que ao entrar no ginásio rodeado de apoiadores acabou derrubando o esquema dos detectores de metal, fez um discurso de pouco mais de 20 minutos. Agradeceu a Deus pela “oportunidade” e se disse um outsider. “Somos diferentes do quadro político que ocupou o Planalto nos últimos 30 anos”. Alvo permanente de críticas pelas polêmicas contra minorias, o pré-candidato expôs a tentativa de aparar seu discurso para asfaltar seu caminho à presidência. A última pesquisa CNT/MDA, mostra que ele precisa dobrar a rejeição de 52% dos entrevistados, que afirmam não votar de jeito nenhum nele.

De olho na região mais disputada do país, que pode ficar órfã sem Lula na disputa, Bolsonaro tratou de agradar a plateia. Afirmou ser nordestino “tanto quanto vocês”, justificando que o sogro é cearense. “Sou casado com uma filha de cearense”, disse o deputado paulista. “Meu sangue é cabra da peste também”, afirmou, usando um termo típico da região. Ainda falando sobre a própria família, aproveitou para condenar as cotas raciais. “Sou contra as cotas. Somos iguais”, disse. “Meu sogro é conhecido como Paulo Negão. Não é justo minha filha ser cotista”, usando o argumento que tem repetido para sustentar que não é racista. A insistência tem uma razão de ser. Bolsonaro foi denunciado no Supremo Tribunal Federal por racismo, por ter afirmado em abril do ano passado em um clube judeu em São Paulo, que havia ido a um quilombo e que “o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Acho que nem para procriar ele serve mais”. A Procuradoria Geral da República viu nessa fala uma violação da Constituição pelo menosprezo aos integrantes quilombolas, comparados a animais, quando se usou o termo “arroba”.

Ovacionado por um ginásio metade cheio, homenageou Enéas Carneiro, político já falecido, que disputou sem sucesso a presidências por três vezes pelo extinto Prona, sempre com um discurso nacionalista, conservador e contra o comunismo. E sempre, com espaço para um tom religioso. Citou trechos da Bíblia. Afirmou que comparecerá a todos os debates com os demais candidatos “assim que for chamado”, e defendeu, novamente, que a população tenha o direito de se armar. “A arma de fogo, com algum critério, deve ser direito de posse de vocês” disse. “Sem segurança não há economia”. Para isso, afirmou, “copiará a legislação norte-americana”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rubens

20 de maio de 2018 às 21h34

Esse pessoalzinho de esquerda, é mto “Maria vai com a midia” nessa post que o povo desse site copiou de” El País” jornal de esquerda, da pra ver mto bem a tendência em menosprezar o candidato…

Responder

Dorgival

20 de maio de 2018 às 08h17

Esse Rogério parece que tem amnésia. Quem ataca o PT, no estilo morde e assopra, e o seu candidato Ciro, esqueceu? Quando faz provocação à esquerda cobrando comentários a esse sujeito que diz que a Amazônia não é nossa, você posiciona o Ciro no seu campo ideológico que é o Centro, ou seja não tem posição definida,se move segundo seus interesses, ora tenta cooptar a esquerda, ora faz afagos à direita. Um boquirroto incorrigível.

Responder

Marina

20 de maio de 2018 às 08h01

Essa aberração humana que se auto declara “ especialista em matar” é um psicopata que tem como plano de governo matar indígenas, quilombolas/ negros, gays, entregar à Amazônia e armar toda população brasileira e ainda defender o estupro de mulheres bonitas, entre outras barbaridades. Contudo, sua candidatura teve a utilidade, mesmo que macabra, de tirar do armário/ identificar uma legião de psicopatas mal resolvidos que gravitam em nosso entorno, nos ameaçando com seu ódio insano. Quando vejo alguém defendendo esse hitlerzinho fanfarrão, me afasto por que sei que corro risco de morte. Qualquer pessoa com um mínimo de equilíbrio, com capacidade de refletir, não vota nessa personalidade destrutiva e que só sabe engabelar os frustrados. Quer ser presidente, mas durante os 20 anos no parlamento só apresentou dois projetos e que nem foram aprovados. Sua atuação consistiu unicamente em fazer discurso do ódio, da intolerância e de enaltecimento aos assassinos torturadores da ditadura. Xô Satanás!!!

Responder

    Rubens

    20 de maio de 2018 às 21h26

    Nossa quanto odio hein dona Marina? Acalma o coração aí se não a senhora terá um AVC.. só acho desnecessário, só pelo fato da senhora não gostar de um candidato, sair inventando coisas … menus dona, menus…

    Responder

    Wwww

    21 de maio de 2018 às 12h18

    Mais uma louca que não sabe procurar a verdade vai pesquisar e se informa …só sabe repetir os os outro falam

    Responder

    Wwww

    21 de maio de 2018 às 12h24

    Cuidado a lei do retorno e bruta espalhar mentiras pode lê causar problemas na saúde, aproveita leia a Bíblia a Sra está com muito ódio no coração…

    Responder

Paulo Rogério

20 de maio de 2018 às 01h46

Ué?! Cadê a esquerda lulista, tão aguerrida quando se trata de atacar o Ciro?! Fuzilam, com todo tipo de argumento raso, o Ciro, e não se engajam contra o Bolsobosta???

Responder

Samuel

19 de maio de 2018 às 21h48

O cafezinho é uma piada esquerdopata de mal gosto, deputado paulista? kkkk.
BOLSONARO PRESIDENTE 2018

Responder

Nilson Moura Messias

19 de maio de 2018 às 21h00

Ah um confronto com o capitão Lamarca…….

Responder

E. Lins

19 de maio de 2018 às 17h31

Psicopata ao extremo com apoio midia golpista.
A farsa é tão grande que o sujeito é um entreguista mas diz que é um patriota igual a turma do PSDB/MDB.

Responder

    James Gressler

    19 de maio de 2018 às 19h52

    Existirem boçalnaros é risco irremovível da humanidade – nasceram Nero, Médici,Calígula, Geisel, Pinochet – mas o que avilta o país é um elemento
    desses ser candidato a Presidente e, suprema desonra, contar com votos.

    Responder

Valcir Barsanulfo de Aguiar

19 de maio de 2018 às 15h55

Deixemos o BOÇALnaro falar que ele morre engasgado.

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com