Haddad no Jornal da Globo

STF absolve Gleisi e Paulo Bernardo: “MP não apresentou provas”

Por Redação

19 de junho de 2018 : 23h00

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

21 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro Cândido Aguarrara

20 de junho de 2018 às 14h15

Esse 5×0, com o Gilmar dizendo que o processo era um “samba do crioulo doido”, diz perfeitamente como Moro, Dodge, TRF4 e STJ estão cartelizados e produzindo farsas, peças de ficção jurídica sem qualquer coerência com a Lei. E tudo com apoio da mídia golpista Globo, BANDidos, Vesga e Quanto É.

Próximo governo tem que ser um governo de guerra contra a mídia e o judiciário ideológico e cartelizado.

Responder

    Irion

    20 de junho de 2018 às 15h16

    Concordo integralmente! Abaixo os fora-da-lei e falsários!

    Responder

EDGARD FELIX SANTANA

20 de junho de 2018 às 13h51

Entendi que foi 5 a 0.

Responder

Patrice L

20 de junho de 2018 às 11h16

Agora, a pergunta que não quer calar: o que acontece com esses delatores premiados, procuradores, PF, advogados da panela de Curitiba que mentiram acusando sem provas? O caso do reitor morto, o da Gleisi e marido, o do Mercadante (também liberado das mentiras do Ricardo Pessoa, da UTC), acusações falsas contra o Tacla, falsificações até em acusação ao golpista Temer, as portas giratórias e manipulações de delatores e seus depoimentos, etc etc etc
Saem todos impunes?

Responder

    Patrice L

    20 de junho de 2018 às 11h22

    Saem impunes também aqueles que deixaram o caso do Trensalão (ou parte dele), por ex., esquecido na gaveta até que não produzisse mais os devidos efeitos legais?

    Responder

    Marcelo

    20 de junho de 2018 às 13h37

    “mentiram acusando sem provas? “. Deixe de ser idiota, sei que você não vai conseguir , mas tente. Também posso dizer ” o que acontece com esses tolerantes ministros do STF que apesar das provas apresentadas por delatores premiados, procuradores , PF e advogados, absolveram, na maior cara-de-pau , o casal corrupto petista !

    Responder

antonio carlos

20 de junho de 2018 às 10h05

Gleise.linda.bela.guerreira porta voz do presidente Lula.pode ser sua vice…parabens tb ao ministro Paulo Bernardo.

Responder

Menestrel

20 de junho de 2018 às 09h37

Como na Folha, Globo, Estadão,etc, esta matéria não é o destaque principal no Cafezinho.

Responder

    Menestrel

    20 de junho de 2018 às 13h40

    Agora sim. Mais vale tarde..

    Responder

Thiago Araujo

20 de junho de 2018 às 07h36

Desde que o tal julgamento foi marcado, inúmeras eram as manifestações de que o supremo tribunal estava açodado à condenar aos processados, que a justiça não existia e que todos eram bandidos (os ministros).
No “they after”, dos são justos, coesos, isentos, dignos, coerentes e ilibados…
Os que sofrem de transtorno bipolar mudam menos de opinião.

Responder

    vitor

    20 de junho de 2018 às 11h34

    Vai vendo e segura a risada…

    Responder

    Batista Neto

    23 de junho de 2018 às 00h37

    Não deixam de ser bandidos porque respeitaram a LEI uma vez depois que pisotearam nela tantas outras vezes.

    Todos ou quase todos carregam capivaras extensas de delitos ou desvios comprovados e estão livres e se sustentam com poderes da mais alta esfera da República.

    Ao contrário daquele que está preso sem que se apresente uma única (UMA ÚNICA) prova de delito que lhe possa ser atribuído.

    Responder

Cláudio

20 de junho de 2018 às 04h13

:
: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra♥♥S♥♥il e postando: Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários (!??!!!????) em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, [consultado em 13-10-2016].) : Poemas (acrósticos) de autoria do PoeTa anarcoexistencialista Cláudio Carvalho Fernandes para alguns dos valorosos blogueiros progressistas:

Para o Paulo Henrique Amorim, do ConversaAfiada:

Progressista dos melhores é o Paulo Henrique Amorim
A certeza do bom combate na blogosfera
Um batalhador pela democracia, por você, por mim
Lutando sempre contra o pig, que é a besta-fera
O império do mal, a ditadura midiática que quer do BraSil o fim

Honrado e ansioso blogueiro, jornalista de primeira
Estimado por todos os que o veem em ação
Na internete é uma referência brasileira
Realizando também excelente trabalho na televisão
Indiscutivelmente seu nome é uma bandeira
Querida de amor pelo Brasil, seu povo e nação
Um guerreiro pela pátria justa e verdadeira
Esse nosso prezado mestre e irmão

Alimentando sempre uma boa ConversaAfiada
Mantém-se como um digno baluarte da civilidade
O perfeito crítico, irônico, inteligente e camarada,
Revelando as mazelas da política e sociedade
Instrumentalizadas pelo poder da informação monopolizada
Mantém vivo em todos nós o amor consciente pela liberdade.

Para o ilustrador (humorista) Bessinha, do ConversaAfiada do Paulo Henrique Amorim:

Boas e saudáveis gargalhadas nos faz ter
Esse humilde gênio do humor na internete
Sua criatividade é de fonte inesgotável, a valer,
Sempre trazendo nova perspectiva, pintando o sete
Inventando e reinventando o riso cotidiano
Na sua melhor tradução sempre nos prega uma peça
Hors concours do humor, (con)sagrado e profano,
A mostrar que a sua bossa de criação é boa à beça

Para o Luiz Carlos Azenha, do Viomundo:

Luiz Carlos Azenha, a senha para a boa informação
Um jornalista que dignifica o jornalismo
Investigativo do poder e a liberdade de expressão
Zênite do mais humano altruísmo

Comunicação com amor à verdade
Ao nobre propósito de bem servir bem
Rumo a uma nova sociedade
Livre para se ir mais além
Observando criticamente a realidade
Somando experiência(s) e multiplicando-as também

Admirável ativista do bem humano
Zelando sempre pela justiça social
Entusiasta da liberdade, igualdade e fraternidade, no plano
Natural de quem é tal e qual
Homem civilizado, honesto, bom e lhano
Ah, se todo ser fosse a você igual!

Para o Luís Nassif:

Luminoso baluarte do melhor humano
Um exemplo digno de pessoa e profissional
Íntimo amigo do que é bom, justo e lhano
Superando as limitações do trivial

Nobre ser de grande dignidade
Ampliando o fraterno bem
Sobre a própria humanidade
Somando e multiplicando, indo além
Infinitamente transcendendo a realidade
Frugal: igual a você, ninguém!

Para o Brizola Neto, do Tijolaço:

Bom de luta como o avô honrado
Raiz de tudo o que é melhor
Ilustre democrata já (a)provado
Zelando pelo bem maior
O povo ao seu lado
Lutando livre mas não só:
A realidade nos tem irmanado

Nobre guerreiro do melhor debate
Este poema é um agradecimento
Te louvando pelo bom combate
Orientado por humano pensamento

Para Fernando Brito, do Tijolaço:

Feliz quem pode te ler
Espectador do melhor pensamento
Resgatando o próprio prazer
Natural de também pensar o momento
Ampliando a visão sobre a realidade
Nas críticas (e) reflexões
De um País em busca da verdade
Ou da própria humanidade, sem ilusões

Brasileiro com muito orgulho e amor
Registro vivo de pia humanidade
Igual, livre e fraterna, multicor
Tentando sempre de tudo a verdade
Onde haja a comum-união de vida e labor

Para Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania:

Eduardo Guimarães, prezado blogueiro progressista
Digno cidadão, responsável e muito humano
Uma boa pessoa, sempre e sempre altruísta
A expressão verdadeira do ser lhano
Revelando a cada gesto nobre humana conquista
Do que de melhor há no fraterno plano:
O bem de todos na prática humanista

Gostar de gente, bem humana, é opção
Um jeito de encarar a própria vida
Incentivando cada ser a ser mais irmão
Muito mais fraterno e justo, na lida
Amorosa de sempre buscar dar atenção
Real a cada um, na igual medida
Ãnte a crítica observação
Especial da experiência refletida, vivida
Semeando o bem no bem sentir a razão

Para Miguel do Rosário, de O Cafezinho :

Muita informação de boa qualidade
Isso a gente encontra nO Cafezinho
Gostoso encontro com a brasilidade
Um exercício do jornalismo em alinho
Entre o bem de todos e a humanidade
Longa vida para este nosso maninho.

Dialética com o melhor da razão
O Miguel sempre nos traz de montão.

Rimando bom jornalismo com crítica
O Cafezinho faz a construtiva obra
Ser ainda melhor, aliando política,
Área nobre, à reflexão que se cobra
Rumo ao ser pleno, cultura altruística
Informando o bem fazer que se desdobra
Onde é séria a boa atividade jornalística.
.:.

Poema acróstico para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos :

L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor:
U m homem simples, como as coisas boas da vida,
Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor,
Z elando sempre pelo bem da humanidade querida.

I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
N ascido do povo que muito o ama e admira,
Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor,
C onsciência plena de tudo que no mundo gira,
I magem perfeita do homem de si senhor,
O humano defensor de humana lira.

L uz de nossa gente, lutador incansável,
U m verdadeiro herói do povo brasileiro,
L úcido e consciente do mais admirável
A mor pelo ser humano e verdadeiro.

D igno e sincero, fraterno e muito humano,
A migo do povo, honesto e sempre lhano.

S eja o meu/nosso canto para te louvar,
I sso que a voz do povo já disse várias vezes:
L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar,
V itória da melhor sorte no número treze,
A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
::
Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( poeta anarcoexistencialista )

.:.

L uz do povo brasileiro,
U m digno e fiel lutador,
L astreando com real valor
A honra do BraSil inteiro.

.:.

L ula livrou 36 milhões da pobreza,
U m feito memorável, sem precedentes,
L utando contra a mídia venal, teve a certeza
A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.

.:.

L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.

.:.

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
* * * * * * * * * * * * *
* * * *
Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
* * * *
* * * * * * * * * * * * *
♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
:: 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
::

Responder

José.

20 de junho de 2018 às 02h57

Por favor Cafezinho! Admiro muito o trabalho de vocês, mas é preciso dar a notícia correta, na sua verdadeira extensão e com destaque para o fato principal. A Senadora Gleisi foi absolvida por unanimidade (5 X 0) das acusações de corrupção e lavagem de dinheiro, por falta de provas e inépcia da denúncia do Ministério Público. O placar de 3 X 2 refere-se à tipificação pelo ministro relator do processo do crime de “falsidade ideológica eleitoral”, o que não foi acatado e não obteve aprovação da maioria da turma do STF e foi mais uma vitória da senadora (3 X 2). Obrigado!!!

Responder

    Maria Bezerra

    20 de junho de 2018 às 07h43

    José muito explícito seu comentário.
    Ultimamente estou achando q o Cafezinho,anda pisando na bola.

    Responder

      ari

      20 de junho de 2018 às 10h39

      Só pisando na bola? O nome para matéria como esta é outro

      Responder

    MARCIO MARCONATO DE CARVALHO

    20 de junho de 2018 às 08h39

    Obrigado pelo esclarecimento, José. Tinha ouvido falar que a absolvição fora por unanimidade. Agora entendi a notícia.

    Responder

Maria Aparecida Perim

20 de junho de 2018 às 02h06

#Lula Livre. Se não existem provas, não existe crime. Pelo amor de Deus, acabem com esse golpe, muitas pessoas estão sofrendo. Devolvam nosso país, permitam que sejamos felizes outra vez. É bom é necessário. Chega de trevas, devolvam a Luz de nossos olhos, de nossas vidas e das vidas das futuras gerações. Chega de retrocesso. Andemos para a frente, todos sairão ganhado. 🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏

Responder

Régis

20 de junho de 2018 às 01h08

Que Deus ilumine nossa justiça, pois esse resultado já é uma luz no fim do túnel. A justiça não pode agir feitos os nazistas. É preciso respeitar a Constituição Brasileira.

Responder

Sergio Vianna

20 de junho de 2018 às 00h52

A acusação do MPF foi de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, e desses supostos crimes a Gleisi, o Paulo Bernardo e o empresário também réu no mesmo caso foram absolvidos por unanimidade.
O Blog Cafezinho deveria corrigir a notícia que está publicada acima.
E dizer claramente que Fachin e Mello criaram uma nova acusação de caixa 2 não declarado, o que não estava na acusação desse processo julgado hoje. Daí se dizer que foi um contorcionismo. E mesmo com tal tergiversação a Gleisi foi absolvida, ou melhor, declarada inocente, pois não houve provas a sustentar a leviana acusação do MPF.

Responder

Carlos

20 de junho de 2018 às 00h02

Não foi de 3 a 2 e sim 5 a 0. Fachin e Celso de Melo fizeram um voto contorcionista falando da falsidade ideológica eleitoral. Mas inocentou-a dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, se não me engano.

Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com