Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Segundo Correio Braziliense, PSB decidiu apoiar Ciro Gomes

Por Miguel do Rosário

28 de junho de 2018 : 18h33

No Correio Braziliense

PSB decide apoiar pré-candidatura de Ciro Gomes à Presidência

Fechar com o PSB era uma tarefa a ser cumprida cuidadosamente, ainda mais depois que o partido anunciou um namoro discreto com os tucanos

Para não ficar “solteiro” nas eleições de outubro, o PSB decidiu apoiar a candidatura de Ciro Gomes (PDT). Em reunião ocorrida nessa quarta-feira (28/6), governadores pressionaram o partido a unir forças com Ciro, ainda que a reunião de Executiva nacional tenha sido adiada. A coalizão entre pessebistas e pedetistas ocorreu endossada pelo governador Márcio França (PSB), mas foi definida mesmo pelos caciques pernambucanos que se encontraram com o candidato nas últimas semanas. Entre eles, o vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara, governador do estado.

Fechar com o PSB era uma tarefa a ser cumprida cuidadosamente, ainda mais depois que o partido anunciou um namoro discreto com os tucanos. O ex-governador de São Paulo e também candidato ao Planalto, Geraldo Alckmin (PSDB), disse até que subiria nos palanques de França para reeleição como governador do estado. Foi Márcio França, aliás, que tratou de costurar o relacionamento dos pessebistas com Alckmin, rejeitado por parte dos filiados.

“O Márcio queria fazer coalizão com o Alckmin mas não deu certo, eles não queriam ceder um vice. Essa conversa com Ciro parece ter deixado essa possibilidade mais aberta, mas quem definiu a aliança foi Pernambuco. São Paulo estava inclinado a continuar negociando, mas não dá mais tempo. Estamos em cima da hora. Não adianta dizer que o eleitor só vai se interessar pelo pleito em agosto”, detalhou um dos dirigentes do PSB.

A assessoria de imprensa do PSB, entretanto, disse que “nenhuma decisão será efetivamente tomada sem que haja reunião da Executiva Nacional”.

Outras forças

Desde que lançou Ciro Gomes como candidato à Presidência da República, o presidente do PDT, Carlos Lupi, disse que seria necessário buscar uma aliança com outras forças. Colocou-se à mesa a ideia de aproveitar a falta de um candidato petista para angariar os votos que seriam de Lula. Um dos obstáculos neste plano era evitar a rejeição dos anti-lulistas, considerados parte do quinhão de eleitores de Ciro, esquerdista inclinado para o centro.

Uma das ideias é aproveitar o tempo de tevê do DEM. O candidato oficial do partido é o presidente de Câmara, Rodrigo Maia, que tem menos de 1% de aceitação nas últimas pesquisas. O político fluminense deve acabar tentando a reeleição como parlamentar e, por isso, tece novas possibilidades. Entre o leque de opções estaria Ciro.

“No cenário atual, não há ninguém tentando amarrar tantos acordos, em tantas frentes e com pessoas de perfis tão diversos quanto o candidato pedetista”, explica o cientista político Thiago Vidal, gerente de análise de Prospectiva.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Diego Jorge

02 de julho de 2018 às 15h33

Os lulistas fanáticos só pensam em Lula. Ele se transformou numa divindade para estes fanáticos que não conseguem perceber que o tempo de Lula já passou. É preciso criticar esta atitude quase doentia do atual PT. O programa de Ciro é obviamente mais avançado em suas propostas que as do PT. Somente o fanatismo lulista não quer ver.

Responder

    Carlos Eugênio

    07 de julho de 2018 às 14h21

    Comentário certíssimo o tempo da hegemonia petista na esquerda acabou.
    Agora uma esquerda mais equilibrada

    Responder

Curiosinho

29 de junho de 2018 às 11h25

FDPs. O Miguel e seus coleguinhas estão terríveis!

Responder

baltazar pedrosa

29 de junho de 2018 às 07h01

O PSB,é um partido fictício,ali se esconde grande parte dos fascistas,ele existe para dar guarida a picaretas, tais como: Blabarina,Cristovam e Ciro Gomes,vejam esse governador do DF,assecla do Temer,o pior governado que o DF já elegeu,é o famoso kid abelha,pela manhã ele faz cera,a tarde ele estar voando e a noite estar no mé .

Responder

    Miguel do Rosário

    29 de junho de 2018 às 07h09

    O PSB tem muitos problemas. Mas o governador do PT do DF também não foi lá essas coisas.

    Responder

Wilton Santos

28 de junho de 2018 às 21h01

Curioso constatar que os parlamentares do PSB que votaram pelo impeachment e as reformas do Temer estão apoiando o Ciro, enquanto que os poucos parlamentares do partido que foram contra o impeachment e as reformas do Temer estão com o Lula. Nunca foi tão fácil estar do lado certo da história!

Responder

eduardo apolinario gomes

28 de junho de 2018 às 19h28

Ciro cai na pesquisa ibope para 4% e consolida empate com Temer.

Responder

    Aliança Nacional Libertadora

    28 de junho de 2018 às 20h28

    O murchamento dos golpistas do PS(d)B os deixam atrapalhados…..por conta da trairagem no golpe do impeachment e nas votações pró-Temer perderão o governo de Pernambuco…..o Senado em Minas e obviamente o governo paulista…….vão ganhar o Ciro de volta pelo menos…deveriam apoiar a Marina embora sejam semelhantes…….mas caso a mandinga do cafezinho corvo não dê em nada…….tem o Lula empurrado pra cadeia para o Coroné Testosterona ficar pagando de “bem preparado”.

    Responder

Elena Osawa

28 de junho de 2018 às 19h27

Acho que o PSB de Miguel Arraes iria apoiar Lula. Disso não tenho a menor dúvida.

Responder

    Miguel do Rosário

    28 de junho de 2018 às 19h48

    Sim, como já apoiou, quando o Ciro era do PSB. Mas o momento é outro. Lula não pode ser candidato.

    Responder

      Gabriel Soares

      28 de junho de 2018 às 22h23

      Obrigado ?? a psb que quer o bem de uma nação de 208 milhões deferente de muita gente que só pensa em milhões conseguindo fórmula que nem fraud explica

      Responder

      Soares

      29 de junho de 2018 às 13h07

      Obrigado por nos ilustrar com o teu vasto conhecimento. Nós, com mais de 75 de estrada, gostamos de estar sempre aprendendo. Não sabíamos, por exemplo, que o PSB tinha apoiado o Lula apenas por ordem do multipartidário Ciro Gomes. E isto quando até o Beto Albuquerque se passava por socialista e o Amaral não havia percebido a realidade do uso da sigla apenas para canalhas disfarçarem suas verdadeiras ideologias. Por cacoete da profissão estamos sempre analisando as reações (verbais, que são mais instantâneas e espontâneas, ou escritas, que são registros mais pensados mas também mais profundos e inquestionáveis), sempre com base nos mecanismos tão bem documentados pela Ana Freud. A tua pronta resposta ao Baltazar é um exemplo flagrante e sintomático da tua posição política, ideológica e partidária. Como o título do livro do Vladímir – “O que fazer” – pergunta-se agora: lamber a sola dos sapatos do maior corrupto e cafajeste do DEM, o Pauderney? Pelo menos poderia ter um nome mais agradável, para não arder a língua.

      Responder

        Miguel do Rosário

        29 de junho de 2018 às 15h42

        sem paranoia, soares. respondo todo mundo prontamente. minha posição política é clara. partidária não tenho nenhuma. ideológica é mais complicado.

        Responder

Ricardo Cebalho

28 de junho de 2018 às 18h55

Continuas trabalhando contra LULA e PT

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?