Haddad no Ceará, ao vivo

TSE divulga pauta e não deve julgar Lula nesta sexta

Por Redação

30 de agosto de 2018 : 23h55

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulgou no final da tarde desta quinta-feira (30), a pauta da sessão extraordinária marcada para esta sexta-feira (31).

Havia expectativa de que o Tribunal se adiantasse aos prazos e julgasse na própria sexta se o ex-presidente Lula estaria apto à aparecer no horário eleitoral gratuito – o primeiro com os presidenciaveis será veiculado no sábado (1). Um eventual julgamento do pedido de impugnação de candidatura de Lula (PT) à Presidência da República, também estaria associado.

No entanto, a agência Reuters apurou que uma fonte ligada ao tribunal avisou que não haverá antecipação do julgamento relacionado ao caso Lula. Os ministros disseram à fonte que uma possível apreciação poderia aparentar “pressa”, afinal, a defesa do ex-presidente havia sido apresentada apenas um dia antes.

O TSE tem até o dia 17 de setembro para julgar os pedidos de impugnações das candidaturas. A pauta desta sexta-feira aponta que as chapas de Geraldo Alckmin (PSDB) e João Amoêdo (NOVO), serão analisadas.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Ricardo

31 de agosto de 2018 às 14h02

SQN, o TSE vai analisar a candidatura do presidiário Lula. Muito provavelmente terá o pedido negado pois Lula não é ficha limpa. Os blogs de esquerda já falam em pressão da globo contra o TSE. O argumento que se agarram como tábua de salvação é um parecer de um comitê da ONU repleto de socialistas e que não tem respaldo para aplicação de lei, somente uma recomendação para o Brasil. O PT está errado em sua estratégica. Todo partido foi para dentro da cadeia junto com o Lula. Já era para ter deixado o Lula fora da pressão da mídia e dos formadores de opinião. O julgamento em 1ª; 2ª, 3ª e 4ª instância com negativa de todos os pedidos praticamente é uma prova mais que aceitável da não inocência do apenado. Se houvesse menos emoção e mais razão o Lula já estaria solto ou recorrendo em liberdade, como o J. Dirceu. O PT e o Lula resolveram enfrentar o Estado Brasileiro e se continuar nessa afronta nem no ano que vem sai da jaula. O Dias Toffoli sabe que se abusar da paciência do povo as Legiões voltam as Ruas e o STF pode ser sancionado pelo novo SENADO.

Responder

Hilário Sousa

31 de agosto de 2018 às 10h05

Gostaria imensamente de poder comentar mas, comentar o que, se todo dia a Carta magna é atropelada, rasgada, pisoteada, exatamente por aqueles que deveriam guarda-la.

Responder

Serg1o Se7e

31 de agosto de 2018 às 09h09

Falando em judiciário, no aguardo dos comentários sobre a decisão da 12ª Vara Federal de Curitiba, a pedido do MPF (Ministério Público Federal), sobre a lei nº 8906 de 1994, que proíbe membros do legislativo de exercer a advocacia e excluiu a ré Gleisi (e o tesoureiro Emídio) da lista de advogados do presidiário Luis Inácio.

Responder

    Miguel do Rosário

    31 de agosto de 2018 às 09h37

    Sergio, a Gleisi não é mais ré (e mesmo se fosse, isso não é prova de culpa) Ela já foi inocentada pelo STF.

    Responder

Deixe uma resposta