Bolsonaro e Haddad na Redenews

Charge: Latuff

O horror está instalado: fascismo/nazismo se espalham pelo país

Por Pedro Breier

11 de outubro de 2018 : 17h43

Conforme previmos aqui, explodiram os casos de violência após o forte desempenho eleitoral de Bolsonaro no primeiro turno.

Os bolsonaristas estão se sentindo totalmente à vontade para ameaçarem, intimidarem, agredirem ou mesmo matarem quem pensa ou apenas existe de forma diferente da deles. Reparem no seguinte comentário, postado no texto linkado acima:

TOMARA MESMO…
EU MESMO IREI ENVENENAR MUITOS MAGRELOS MACONHEIROS ESQUERDISTAS QUE SO VÃO NA UNIVERSIDADE P VADIAR E FUMAR E COMER BANDEJÃO.. BANDO DE VERMES..
EM BREVE ESTARÃO JUNTOS COM SEUS PARENTES… OS VERMES.

#ENVENENAMENTO EM MASSA JÁ…

É MELHOR DO Q FACADA.

Só um clima de ódio e fascismo explícito, como o que vivemos, permite que alguém expresse publicamente coisas como essa.

A violência tem endereço certo: pessoas de esquerda (ou que apenas andam com adesivo do #elenão), negros, gays, mulheres. A Agência Pública listou os ataques, dividiu-os por região e relatou alguns. Veja neste link e perceba que o horror fascista é uma realidade no Brasil.

Bolsonaro, o óbvio responsável direto pela onda de violência, disse que lamenta mas não tem como controlar o que chamou de casos isolados. Ainda teve a pachorra de dizer que a violência e a intolerância vêm do outro lado.

Os bolsonaristas mais perdidos não se dão conta da gravidade do que está acontecendo. Não percebem que é exatamente o mesmo filme que ocorreu na Alemanha de Hitler: o discurso de ódio contra as minorias descamba novamente em violência física, sangue e morte.

Entretanto, alguns episódios de nazismo explícito se encarregam de não deixar qualquer margem para dúvidas sobre a natureza do que está acontecendo. Vejamos:

  • Pichação na unidade Tamandaré (SP) da rede de cursinhos Anglo:

  • Cartazes no bairro Menino Deus, em Porto Alegre:
  • Pichação na UERJ:

  • Suástica desenhada com um canivete na barriga de uma mulher em Porto Alegre:

Este caso da suástica riscada com um canivete é ilustrativo de um dos aspectos mais sombrios de períodos fascistas.

O delegado da 1ª DP de Porto Alegre falou o seguinte à BBC News Brasil:

Eu fui olhar o desenho que fizeram na barriga dela. É um símbolo budista, de harmonia, de amor, de paz e de fraternidade. Se tu fores pesquisar no Google, tu vai ver que existe um símbolo budista ali. Essa é a informação.

Segundo a BBC, “Ao ser questionado sobre a motivação de alguém cortar a pele de outra pessoa com um canivete para desenhar um símbolo de amor, o delegado ironizou. ‘Aí, eu teria de perguntar para esse alguém. Eu seria adivinho e eu não sei adivinhar’.”

Não é preciso ser adivinho para sabermos qual é o candidato do delegado.

Só um surto coletivo de insanidade fascista explica que o responsável pela investigação fale uma aberração destas. Quem faria, à força e com um canivete, um símbolo de harmonia, amor e paz em uma desconhecida? É surreal.

O aspecto sombrio ao qual me referi logo acima é exatamente este: pessoas investidas de poder estatal mandarem às favas todos os escrúpulos e virarem soldados do ódio.

É a síndrome do pequeno poder, ou “Síndrome de porteiro”, que, segundo a Wikipedia, “é uma atitude de autoritarismo por parte de um indivíduo que, ao receber um poder, usa de forma absoluta e imperativa sem se preocupar com os problemas periféricos que possa vir a ocasionar”.

Se os “homens da lei” brasileiros já são reconhecidamente abusivos e autoritários, imaginem agora que há este clima propício para a violência. Imaginem se Bolsonaro conseguir implementar seu projeto esdrúxulo de dar “retaguarda jurídica”, ou seja, carta branca para a PM matar.

Encerro o post com o relato desesperador da cozinheira Luisa Alencar, um caso típico de regimes autoritários:

“O policial que me abordou na rua, que me agrediu, que me chutou no chão, que me deu a rasteira, ele olhou para minha cara e falou assim: ‘Ele não? Você acha gostoso? Não era isso que você queria? Eu só tiro você daí se você falar ‘ele sim’”, relatou a cozinheira e doula Luisa Alencar. Os policiais, durante a abordagem, fizeram declarações de apoio ao candidato à Presidência pelo PSL. O fato ocorreu na segunda-feira, dia 9 de outubro, na 64ª Delegacia de Polícia, no bairro Jardim Coimbra, em São Paulo.

Ela foi abordada por dois PMs por volta das 14 horas, próximo à sua casa. Estava fazendo um estêncil com os dizeres “Ele Não” em um muro. “Os policiais nem me chamaram nem me advertiram verbalmente, eles já chegaram me agredindo”, contou. Um deles arrancou sua mochila, torceu seu braço e a algemou. “Enquanto ele me prensava na parede, ele começou a gritar no meu ouvido: ‘Sua puta, ele sim, sua puta, vagabunda, ele sim. Não vai ter mais nenhum vagabundo igual a você na rua fazendo essas merdas’.”

Luisa disse que o policial pediu que ela cruzasse as pernas e depois deu uma rasteira. “Eu caí de peito no chão. Ele já prensou minha cara no chão e continuou falando ‘sua puta petista, fedida’. Ele ficou ali me agredindo.” O outro policial pediu reforço e, de acordo com a cozinheira, pouco tempo depois surgiu mais uma viatura e cinco motos da Polícia Militar. “Eles ficaram ainda fazendo uma cena, me prensando no chão, as pessoas me olhando naquela situação”, contou.

Luisa chegou à delegacia por volta das 15 horas. Ela conta que foi colocada em uma cela nua enquanto homens passavam, do outro lado das grades, olhando e rindo. “A delegada mandou eu tirar a roupa, algemada. Nisso, eles abriram já uma cela e me botaram lá dentro. Disseram que precisavam averiguar minha roupa, aí me deixaram pelada um tempo dentro da cela”, disse.

“Quem me conduziu e quem pediu para eu tirar a roupa era uma mulher, a delegada Cristiane. Só que enquanto eu estava dentro da cela passaram vários policiais homens, eles me olhavam e riam”, disse.

Ela conta que só saiu de trás das grades às 18:30, depois que obedeceu às ordens do policial e falou “ele sim”.

“Ele falava: ‘Olha pra mim, olha pra minha cara, fala ele sim’, dando risadas”, contou Luisa. “Eu saí da delegacia às 21h30. A sensação era que eu estava vivendo na ditadura.” Procurada para comentar o relato da jovem, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo enviou uma nota na qual afirma que “não há indícios de irregularidade na ação dos PMs e da delegada responsável pelo registro da ocorrência”.

Não é só sensação, Luisa. A ditadura já começou.

P.S.: Bolsonaro afirmou, em uma entrevista ao CQC (veja aqui), que teria se alistado “sem problema nenhum” no exército de Hitler, mesmo sabendo da história da 2ª Guerra Mundial. Após o repórter insistir, perguntando se ele se alistaria mesmo sabendo de toda a morte nos campos de concentração, o holocausto e os 6 milhões de judeus assassinados, Bolsonaro responde, orgulhoso, que seu bisavô foi soldado de Hitler.

 

 

Pedro Breier

Pedro Breier, colunista d'O Cafezinho, é formado em direito mas gosta mesmo é de jornalismo. Nasceu no Rio Grande do Sul e hoje vive em São Paulo.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

29 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Tamosai

14 de outubro de 2018 às 07h11

Isso é só uma amostra do que está por vir se o fascistão vencer as eleições.
Vamos lutar até o dia do segundo turno para reverter isso. Cada voto é importante.

P.S. Dá para perceber que tem Cabos Anselmos fazendo comentários criticando a esquerda, o PT, o Ciro, o Lula e “se esquecendo” do perigo muitíssimo maior que é a vitória do fascistão. Cuidado com esses fascistões de aluguel.

Responder

Paulo Carvalho

12 de outubro de 2018 às 18h25

Gente, eu achava, até pouco tempo atrás, que muitos daqueles que apoiam o PT seriam apenas inocentes. Vítimas do movimento mundial revolucionário moderno, que age em silêncio como um câncer, conforme as cartilhas de Marx e Lenin.
O movimento comunista tentou tomar o país por meio da violência na década de 60. Esses jovens revolucionários foram expulsos e presos por seus atos terroristas, e devido à reação da sociedade unida contra essa ideologia sangrenta.
Os terroristas retornam e foram anistiados, mas não desistiram dos seus propósitos.
A diferença de ontem para hoje é que tudo está aí, escancarado, às claras, batendo na cara até de quem se negar a ver.
Por isso, não me resta outra conclusão, por mais tolerante que eu queira ser, digo que estou revendo meus conceitos!
Não é possível que seja somente “inocência”. Não é possível, com tantas informações disponíveis e de fácil acesso, alguém com o mínimo de instrução possa apoiar o comunismo por inocência!
Algumas pessoas já me alertaram: não são inocentes, são coniventes (sempre me neguei a acreditar).
Me desculpem os amigos de esquerda. Moro num país bem preocupado com a igualdade social e centralizador no aspecto econômico, porém, vejo a esquerda daqui, onde moro atualmente, lutar por uma nação mais justa e próspera. Não vejo luta a favor de corruptos, saqueadores, oportunistas e comunistas. Não vejo jornalistas como esse aqui, manipulando covardemente as massas com mentiras deslavadas. Ao contrário, quando surgem esses sociopatas, todo o país se une para incriminá-los, além de serem execrados da vida pública.
Percebo que o brasileiro está muito mais consciente que a 10 anos atrás. Tivemos uma grande evolução. Além das urnas mostrarem isso com clareza, vejo pessoas poderosas que se corromperam com o poder, empresários criminosos que saquearam a nação, políticos aproveitadores, etc. presos por seis crimes. E isso é sinal de uma grande evolução.
Agora, uma boa parcela da população, aparentemente de 30%, e esse pseudos profissionais da imprensa ainda persistem e se perdem em argumentos para defender, sem qualquer vergonha, esse sistema político/social criminoso. O mesmo sistema que vem, lentamente, sendo implantado pelas forças socialistas, por mais de 3 décadas, e fortemente enraizado pelo petismo nos últimos 16 anos. Isso é uma vergonha para nós brasileiros!
Tudo isso está muito na cara. Só não vê quem não quer.
AMIGOS DE ESQUERDA, ME RESPONDAM, POR FAVOR, O QUE VOCÊS PRETENDEM, DEFENDENDO CORRUPTOS, COMUNISTAS DECLARADOS, APOIANDO O FORO DE SP, SENDO COMANDADOS POR UM PRESIDIÁRIO (E SENTINDO ORGULHO DISSO), ESCOLHENDO O QUE HÁ DE PIOR PARA A FAMÍLIA, A RELIGIÃO, AS NOSSAS CRIANÇAS, PARA A NOSSA LIBERDADE?
ISSO É INACREDITÁVEL! Isso remete ao movimento nazista tocado por Hitler desde a sua prisão, na Alemanha.
Mais uma tentativa ridícula do petismo em trazer ao debate político o ódio entre as classes.
Estou chocado com o nível a que podem chegar!
Fica o meu questionamento.
Lamentável!

Responder

    Hudson

    13 de outubro de 2018 às 11h39

    Constato que você esteve fora do Brasil entre 2003−2016 (talvez até mesmo fora do Planeta Terra).

    Nenhum eleitor do Bozo jamais me respondeu sobre as propostas dele.

    Quem sabe você poderia nos mostrar os posicionamentos e planos do Bolso sobre estes temas?

    − Reforma trabalhista do Temer;

    − Militares dos EUA na Base de Alcântara;

    − Pré-sal: fim da quota obrigatória destinada a saúde e educação; entrega a petroleiras estrangeiras;

    − Imposto de renda, renda mínima cidadã e Bolsa Família;

    − Militar brasileiro prestando continência à bandeira dos EUA.

    − Esquadrões da morte e milicianos (paramilitares);

    − Entrega do controla da Embraer à Boeing;

    − “Nem um milímetro” de terras para índios e quilombolas, mas garantia de terras para narcotraficantes e exploradores de trabalho escravo (Plano do coiso, p.32, 7º item);

    − Direitos trabalhistas das empregadas domésticas;

    − Carteira de trabalho verde-amarela sem nenhuma garantia legal, exceto algum direito que não tenha sido removido da Constituição;

    − Participação popular democrática no governo federal;

    − Eficácia de armar cidadãos, através de pesquisas sérias e do edificante exemplo de um homem que, eu um assaltado, teve a moto roubada, mas como estava armado com uma pistola, adivinhe: o assaltante levou não só a moto como também a arma. (O nome desse assaltado é Jair.)

    Responder

    Hudson

    13 de outubro de 2018 às 11h55

    A questão agora nem é de esquerda-direita, tarbalho-capital, mas de civilização contra barbárie.

    O que você pretende ao querer eleger um defensor de escravagistas, narcotraficantes, esquadrões da morte e milicianos?

    Tem que ser completamente alienado para achar que o PT é comunista, depois de anos no Governo, até em coligação com o PCdoB.

    Além do mais, você parece não se importar nada com “família, religião, crianças e liberdade” − porque isso tudo é o que o Bolorasno Solnorabo promete exterminar através das armas (apenas para ricos e corruptos), do fim as escolas (ensino à distância no primário), da religião única compulsória (tem certeza que ele defende os praticantes de candomblé?), do fim dos direitos das crianças (ECA), da produção de desajustados (“menino não brinca de boneca” vai ser que tipo de pai?), do fim de “todos os ativismos”.

    Responder

Celso Junqueira

12 de outubro de 2018 às 09h21

Não confundam as coisas. Bolsonaro se alistaria no Exército Alemão, não no exército de Hitler. Qq. um de nós faria o mesmo. No final da guerra, adolescentes de 14-16 anos se alistaram para defender sua Pátria. Bolsonaro é um verme, um poço de energia negativa. Aliás só falta o bigodinho pois o cabelo é igualzinho, mas ele não falou nenhum absurdo.

Responder

    Hudson

    12 de outubro de 2018 às 10h53

    Defensores do Bozo são tapados, mesmo! O coiso elogiou Hitler na mesma entrevista! E defende essencialmente os mesmos “ideais” que seu correspondente “bunda-suja” germânico. Eleitores do Bozo, como escreveu Fernando Brito, são “cúmplices ou tolos”.

    A propósito:

    https://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-bolsonaro-uniu-minha-familia-por-zambarda/

    Responder

      Paulo

      12 de outubro de 2018 às 17h54

      “Eleitores do Bozo, como escreveu Fernando Brito, são ‘cúmplices ou tolos’ ”. Concordo, e aplicaria a assertiva aos que acreditam que Lula não cometeu os crimes de que é acusado.

      Responder

        Hudson

        13 de outubro de 2018 às 11h58

        Moro precisaria cometer crimes em série se tivesse alguma prova contra Lula? Mesmo que Lula não seja/fosse inocente, os crimes e distorções lavajatenses são provas de perseguição político-judiciária, o que deveria invalidar o processo viciado desde a origem. Não tem como escapar a essa conclusão.

        Responder

Rosa

12 de outubro de 2018 às 00h51

Estou começando a rezar para que Deus proteja nosso Brasil do mal que estão incitando.
Que todos orem para que a convivência pacífica entre os brasileiros prevaleça.
Que a tolerância contra gays , negros e outros seja realidade.
Que os homens maus não tenham vez entre a gente de bem.
Que o nome de Deus não seja usado para fazer o mal.
Que Deus nós proteja.

Responder

Calebe

11 de outubro de 2018 às 23h27

A Vida é Bela: “O fascismo é um carro desgovernado”

Responder

Chauke Stephan Filho

11 de outubro de 2018 às 23h23

Quanta besteira!

Após mais de 70 anos de mistificação da história da II Guerra Mundial, as pessoas comuns ainda confundem os nazistas da Alemanha com os nazistas de Hollywood.

Essa é uma confusão que articulistas não deviam fazer. Afinal, o monopólio da mídia saxionista (saxão + sionista) foi quebrado há mais de 30 anos, pela mundirrede.

Ocorre que a diabolização do Führer pela fraude historiográfica do “Holocausto” é uma mentira em que esquerdistas adoram acreditar.

Eles acreditam no “Holoconto” e recontam essa patranha.

Pedro Breier é um mentiroso, mas talvez nem saiba disso. Coitado!

Responder

    Rosa

    11 de outubro de 2018 às 23h56

    Você está sonhando, meu caro.
    Desperta pra realidade pra gente conversar no mundo real.

    Responder

    Francisco

    12 de outubro de 2018 às 09h48

    Falta pouco para que o Monstro que habita seu ser possa vir à luz.

    Responder

      Chauke Stephan Filho

      12 de outubro de 2018 às 21h08

      Pois é… Na verdade eu já me sinto mais à vontade desde 2013; mas mostra pra gente suas asas, Anjinho Vermelho.

      Responder

Nilson Messias

11 de outubro de 2018 às 21h30

O Ciro, é que está certo…em passear na Europa…

Responder

enganado

11 de outubro de 2018 às 21h04

o pior disto tudo que o ”””exércitU$$$A TABAJARA dU$$$ ____braZiU$$$A____””””””’apoia e também garante, e ___””””çerjiou murrow””””’____ lhe condena, o TRF-4 confirma, o $$$$$TF reconfirma e a PM lhe assassina, e sua família paga a bala que lhe assassinou , e a difamação / degradação / extinção de sua família vem através da rede GLÖEBBELS. Circulo completo!!!! Isto já começou, agora qdo vai acabar???? Qdo acabar com o nascedouro = ”””exércitU$$$A TABAJARA dU$$$ ____braZiU$$$A____””””””’, privatizando e/ou chamando o ”’US Army””’ para terminar de vez com a farsa de SOBERANIA / PATRIOTISMO / CRISTANDADE. O ex-BRASIL acabou como Nação, somos um RENDEZ-VOUS dos MILITARES.

Responder

Júnior

11 de outubro de 2018 às 20h21

Pq ela desistiu de prosseguir o caso?
O que acabou levando ao fim da investigação
Muito estranho, não.
Isso tá parecendo auto flagelo em frente ao espelho, o que explicaria a inversão do símbolo.

Responder

    Yuji Nakahati

    11 de outubro de 2018 às 20h43

    Eu sou japonês, e a “suástica invertida” significa inteligência no budismo/xintoísmo, totalmente diferente da suástica nazista. E não só essa imagem como as outras parecem ter sido feitas por opositores e não apoiadores, estranho não mostrarem o rosto não?

    Responder

    Hudson

    11 de outubro de 2018 às 22h22

    Não é uma hipótese impossível (autoflagelo).

    Mas há outra hipótese muito verossímil: em vários desses casos, os crimes foram cometidos por agentes policiais. Em um dos casos, a escrivã tinha adesivos do coiso no computador da delegacia. Nesse caso da moça com a suástica, o delegado faz deboche dizendo que quem riscou o símbolo à força só queria expressar amor, paz e harmonia.

    Como confiar nas polícias e no judiciário, nesse contexto?

    Responder

    Hudson

    11 de outubro de 2018 às 23h18

    Autoflagelo não é uma hipótese impossível.

    Porém:

    Há outra hipótese muito plausível, dado o contexto:

    Alguns dos casos de ataques foram perpetrados por policiais; em outro, a delegacia tinha adesivos de Bolsonar0 no computador.

    Nesse da suástica, o delegado “responsável” debochou cinicamente, dizendo que a moça foi alvo da singela e carinhosa intenção de se desenhar nela um símbolo de paz, amor e harmonia. O que sugere que o delegado, que se diz entendido de neonazismo, o conhece por dentro… Sem falar na atitude irresponsável de culpabilizar a vítima sem ter havido investigação para levar a alguma conclusão.

    Nesse contexto em que autoridades diversas policiais, juízes, ex-juízes, etc.) são coniventes, executoras ou incentivadoras de tais atrocidades, como confiar em uma “investigação”?

    Responder

Paulo

11 de outubro de 2018 às 19h29

Nossa, o Blog agora deu pra fazer “terrorismo”, com vários posts sobre a tal “barbárie”? Essas histórias estão mal contadas, quer-me parecer. Aguardo investigação mais rigorosa!

Responder

Alan Cepile

11 de outubro de 2018 às 18h16

Fruto dos nossos erros, essa eleição estava ganha, mas a esquerda conseguiu ser o maior cabo eleitoral da extrema direita, o cara vai ganhar a eleição de dentro de casa com 8 segundos de propaganda, é uma derrota visceral que não deixa dúvidas, humilhante, vergonhosa, fomos muito incompetentes e NÃO MERECEMOS vencer, simples assim.
A luta continua sim, mas pra 2022, pq essa nós já perdemos, e o processo até lá passa pelo reconhecimento dos nossos erros e da derrota.

Responder

    Rodrigo

    11 de outubro de 2018 às 18h17

    Espero que tenha 2022…

    Responder

    Rosa

    11 de outubro de 2018 às 23h52

    Não é problema perder eleições .
    Mas, perder pro fascismo, é problema.
    A democracia ainda pequena no Brasil, vai morrer.
    E já pensou Janaina paschoal e sergio moro no STF ?
    E a violência generalizada contra as minorias?

    Responder

      Paulo

      12 de outubro de 2018 às 00h02

      Rosa, tirante os indígenas, quais seriam essas minorias?

      Responder

    Nelson

    12 de outubro de 2018 às 21h22

    Amigo. O projeto que o Sistema de Poder que domina os Estados Unidos, arquiteto e gestor do golpe de 2016, está a implementar no nosso Brasil prevê a desestruturação total do país. E o objetivo é aplicar essa desestruturação o mais rápido possível.

    Ela passa pela destruição definitiva do serviço público brasileiro – a terceirização dará um passo decisivo para isso – e pela privatização de todo o patrimônio e riquezas pertencentes ao povo brasileiro, a nós todos.

    A estrutura construída por Getúlio Vargas, a qual alguns governos militares fortaleceram, é preciso reconhecer, é que ainda mantém nosso país em pé e assusta aos países ricos. Sem ela, o Brasil já teria se transformado em algo como um “João Bobo”, oscilando ao sabor do vento, sem rumo.

    Imagine o Brasil adotando um caminho de soberania, ainda que parca. Com essa estrutura, nosso país, riquíssimo como é, teria, em poucas décadas, condições passar a, realmente, fazer sombra aos ricos em termos de tecnologia.

    Completada a destruição da estrutura, viria a assinatura de um Tratado de “Livre Comércio” qualquer. Ou seja, a entrega completa da nossa soberania e o reconhecimento de que queremos nos tornar mera colônia dos países ricos e suas mega corporações, tal qual é o México hoje.

    Tudo isso o Sistema de Poder que domina os EUA pretende aplicar ainda antes de 2022. Então, amigo, esse Sistema poderá até oferecer a cadeira presidencial ao Lula, ao Ciro, ao Boulos ou a outro candidato que tenha compromisso com o país e o povo. Sem a estrutura de que falei, qualquer um deles nada terá condições de fazer.

    Um governo comprometido em construir um país para todos terá que, inevitavelmente, se utilizar do Banco do Brasil, da Caixa Econômica, do BNDES, da Petrobras, da Embrapa, da Eletrobrás e de outras estatais para embalar seu projeto. Se elas forem privatizadas, esse governo estará de mãos completamente amarradas.

    Então, se eles conseguirem implementar o seu projeto destruidor em sua totalidade, em 2022 já não teremos mais pátria e se quisermos reconstruir o Brasil para que possamos, nós e as pessoas que nos são mais queridas, viver em um país decente, só nos restará um caminho: uma guerra de independência.

    Cenário muito pessimista o que tracei, você dirá. Não, amigo, tétrico, mas realista, digo eu, pois é isto que está subjacente ao projeto do Sistema de Poder que citei.

    Veja o que afirmou o professor de Economia argentino, Jorge Beinstein, em entrevista concedida em setembro de 2016 na qual fez uma profunda análise da grande crise por que passa o sistema capitalista mundial:
    “Os Estados Unidos, apoiados em certos casos por outras potências ocidentais, destruíram países como o Afeganistão, Iraque, Líbia ou Síria, tentam cercar militarmente a Rússia, afundar a sua economia, estão começando a fustigar militarmente a China, encontram-se embarcados na recolonização integral da América Latina, à qual reserva um destino mexicano.”

    A excelente entrevista de Beinstein pode ser lida, em sua íntegra, em https://www.viomundo.com.br/voce-escreve/jorge-beinstein-capitalismo-dracula-levou-eua-a-reconquista-da-america-latina.html.

    Responder

      lili

      13 de outubro de 2018 às 03h08

      Nelson, parabéns, pois este foi o comentário mais lúcido sobre este post.
      Lucidez é o que, infelizmente, falta à grande parte de quem decide comentar, faltam argumentos, falta leitura, falta conhecer a História do Brasil, para, pelo menos, conhecer fatos e debate-los.
      Falar sobre a “Era Vargas” e o papel de Monteiro Lobato como estadista, as pessoas não vão além de citar ser ele o criador do “Sítio do Pica-pau Amarelo”!
      Tentar falar sobre a “Operação Condor” na América Latina, nem pensar!
      Falar sobre o avanço da direita e extrema direita no mundo, e a estratégia do “poder absoluto” ou concentrado, ou a possibilidade de nos tornarmos um “Puerto Rico del Sur”, gigante ou fracionado, não conseguem ver como estamos tão próximos da nossa “mexicanização”, sem riquezas e um boneco de ventríloquo reverberando como é “doce viver sob este céu de anil”…

      Responder

        Nelson

        13 de outubro de 2018 às 18h27

        Minha cara Lili.

        A desestruturação final do país vizinho, a Argentina, vem sendo implementada pelo governo de Maurício Macri. A campanha eleitoral de Macri, em 2015, foi recheada com uma montoeira de dinheiro ofertada pelo grande capital e pelos países ricos. Era preciso fazer de tudo para apear do poder o Kirchnerismo.

        Néstor e Cristina Kirchner colocaram o país vizinho em um caminho de soberania, ainda que modesta. UM GRANDE PERIGO PARA A “ESTABILIDADE” MUNDIAL. Na visão dos países ricos, é óbvio. Quando Kirchner peitou os banqueiros, em 2005, fazendo-os aceitar o recebimento de “apenas” 35% do montante da dívida externa do país, mandou um sinal para outros países que vêm, há séculos, sendo escravizados e feitos reféns das dívidas: “façam o mesmo”

        É claro que o Sistema de Poder que domina os Estados Unidos não aceitaria passivamente. Se outros países seguissem o exemplo argentino, “adios Tia Chica”. Toda a engenharia de dominação de um imenso número de países por meio do esquema da dívida começaria a desabar. Então, iniciou-se a campanha de pressão sobre Néstor Kirchner.

        Mas ele não recuou e, com isso, passaram a sobrar mais recursos para que pudesse investir em seu país e em seu povo. E isso só poderia dar bons resultados. Ao invés de irem engordar os já gordíssimos ganhos de banqueiros bilionários, os recursos passaram a ser aplicados na melhora de vida de 45 milhões de argentinos.

        E, quando se investe no povo, os desdobramentos positivos desse investimento não tardam a aparecer. O povo é criativo e conseguirá dar uma boa resposta. Um exemplo. No final de 2014, a Argentina lançava ao espaço um satélite geoestacionário de grandes dimensões construído integralmente, 100%, por argentinos. Detalhe de extrema importância: somente oito países dominavam a tecnologia empregada na construção do satélite.

        Aqui temos UM SEGUNDO GRANDE PERIGO PARA A “ESTABILIDADE” MUNDIAL. Na visão dos países ricos, repito. Possuindo tal tecnologia, a Argentina passava a prescindir da que era oferecida pelas mega corporações da área de comunicações. Isto implicava em …. perda de mercado por essas corporações e, por consequência – algo bastante grave para elas – a perda de …. lucros.

        Mais que isso. Aqui temos UM TERCEIRO GRANDE PERIGO PARA A “ESTABILIDADE” MUNDIAL. Além de prescindir da tecnologia das mega corporações dos países ricos, a Argentina se capacitava a competir com as mesmas no fornecimento de equipamentos para países que não dominavam essa tecnologia.

        Pronto, mais espaços cativos de obtenção de lucros por essas corporações seriam perdidos. Isso era abominável. Era preciso acabar com estes êxitos proporcionados pela soberania argentina. O Kirchnerismo tinha que ser ejetado do poder.

        Como afirmei na primeira linha deste texto, Macri já está a desestruturar o país; a missão para a qual foi financiada sua eleição é esta. Para corroborar o que estou afirmando, sugiro que tu leias o informe/denúncia do Observatório de Ciencia y Tecnologia, “Desmantela Argentina el conocimiento estratégico y las empresas estatales de tecnología (nuclear, espacial, agraria, industrial)”. É estarrecedor.

        A leitura de somente o primeiro parágrafo já bastaria para nos mostrar, de forma irretorquível, a quem beneficia o desmanche das estruturas que dão suporte a um país, a quem beneficia a supressão de sua soberania e vem ratificar minhas afirmações:
        “Desde que la alianza neoliberal Cambiemos asumió el gobierno argentino en diciembre del 2015 se produjeron drásticos recortes presupuestarios en todas las áreas relacionadas con la Ciencia y la Tecnología (CyT), con el consiguiente desmantelamiento de las empresas estatales de tecnología nuclear, espacial, agraria, industrial, entre otras, sustituyendo el conocimiento estratégico soberano por contratos con empresas estadounidenses e israelíes.”

        A íntegra do informe/denúncia do OCT pode ser lido em http://www.rebelion.org/noticia.php?id=247419&titular=desmantela-argentina-el-conocimiento-estratégico-y-las-empresas-estatales-de-tecnología-(nuclear-espacial-agraria-industrial)-

        Muito agradecido pela oportunidade de aprofundarmos o debate, um grande abraço Lili.

        Responder

          lili

          14 de outubro de 2018 às 00h45

          Prezado, Nelson!
          Agradeço imensamente a atenção ao meu comentário e a oportunidade de agregar mais conhecimento nesta área de minha curiosidade.
          E é realmente estarrecedor o que o “projeto de poder” já tem programado para as repúblicas situadas abaixo da linha do Equador. A impressão que fica é, que eles – aqueles irmãos das ACMs ensinando voley-ball, rsrsrsrs -, nunca levantaram âncora daqui….
          Tal qual aconteceu na Argentina acontece por aqui, aplicaram-nos uma mordaça tal que assistimos impávidos o sucateamento das áreas de Ciência e Tecnologia, Educação e Saúde, sem falar nos grandes e estratégicos projetos (submarino nuclear, pré-sal, Base de Alcântara, entre outros). O desmonte trabalha ininterruptamente como uma gigantesca mandíbula devastando e corroendo tudo, desde direitos arduamente conquistados até a Constituição Federal que acaba de completar 30 anos sem que tenha sido totalmente absorvida e regulamentada.
          O nosso “hoje” é assustador e (me)desanima em comparação com o nosso “ontem” tão cheio de perspectivas, alternativas, e não percebemos o monstro predador distribuindo doces no parque de diversões.
          Minha dúvida agora é saber se Deus é brasileiro, já que o Papa é argentino, rsrsrs, e não adiantou muito para salvaguardar os interesses do povo argentino!
          Vou continuar lendo e pesquisando as excelentes indicações que transmites.
          Agradeço a gentileza, abraço, Nelson!

          Responder

Deixe uma resposta

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com