Cafezinho 2 minutos: Posse de Bolsonaro e alegações finais contra Lula

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Debatendo o Lulinha com amor e sem paixões

Por Tadeu Porto

11 de novembro de 2018 : 19h01

 

Armas no Chão.

Bandeira branca.

Pronto.

Agora, acredito, dá para a gente debater melhor esse tema. Como disse o Rodrigo Vizeu no 26º Presidente da Semana, “Luiz Inácio Lula da Silva, amor e ódio” (Não vou assinar Folha, mas vale divulgar mais o que eles estão fazendo de bom): “é impossível ser indiferente” ao ex-presidente.

E quando escrevo “desarmado” quero dizer que a conjuntura é complexa demais, portanto, é complicado ter uma análise certa do momento e, consequentemente, fica difícil emitir opiniões certeiras. E quando concordo que é impossível ser indiferente ao Lula, sei que a grande maioria das pessoas tem alguma opinião formada sobre ele ou o que ele representa.

Por isso, quero propor aqui um debate, uma reflexão, algo do tipo que deixe claro que a minha leitura sobre o fenômeno Lula não é uma convicção.

Quero pedir para refletirmos juntos, aqui e agora no presente material, o peso que uma única pessoa tem na política brasileira como um todo. Onde está o sentido de um  ser humano, de carne e osso, mover tanta energia da sociedade toda vez que participa de um evento?

Por exemplo: o General Villas Boas, comandante do Exército Brasileiro, acabou de confirmar que o país estave “no limite” para controlar algumas “vozes enfáticas” dentro do exército.

[Aqui vale um adendo para a história: como fazem diferença para o país pessoas como o General Lott]

Vejam só: No cenário atual, as instituições brasileiras estão se destruindo, as reservas do país estão sendo entregues, o país sofre um desindustrialização sinistra, a infraestrutura não anda desde 2014 e por aí vai.

E o que tira parte das forças armadas “do controle” é o “Lula solto”. É surreal.

Na boa, dá para imaginar um meme assim: “país em recessão há anos” – “generais não ligam”; “Judiciário brasileiro já inchado aumentou seus gastos bem acima da inflação” – “generais não ligam”; “Violência pública explode a ponto de afetar o PIB” – “generais não ligam”; “STF pode colocar Lula em liberdade” – “NOSSA O PAÍS ESTÁ ACABANDO, CHAME OS GENERAIS”.

Se fossemos pensar na estrutura republicana, aí faz o menos sentido ainda. Desde que a Lava Jato colocou em cheque todas as instituições e feriu mortalmente o presidencialismo de coalizão (e com ele a Nova República), o país tem preocupações demais, muitas mesmo, que diz respeito a vida da população. O que nos faz preocupar tanto, mesmo institucionalmente, com um ex-presidente preso?

Assim, se o exército quer mesmo ir pra política, temos um baita sistema fiscal para reformar, a ponto de Amoêdo e Haddad terem a mesma proposta para o tema (o tal do IVA). Se o exército pode fazer política, deveria abrir o olho para o desmonte da política pública social, bem representado pela destruição do SUS e, principalmente, pelo massacre das escolas públicas, que além de conviver com má estrutura agora lida com uma perseguição ideológica.

Mas há uma conexão nisso tudo, afinal, a conjuntura é a mesma para todos.

A perseguição ideológica praticada num ambiente social tão importante como a educação (vejam que o STF, frouxo como é, teve que chamar esse assunto para ele), reflete, justamente a disputa ideológica em jogo, afinal, é essa disputa que faz o exército se preocupar mais com o Lula (repito, uma pessoa) do que com o SUS, por exemplo.

Agora, a pergunta que eu me faço nesse momento é: como simplesmente ignorar essa figura histórica gigantesca que está, há algum tempo, preso numa cela em Curitiba. Vale ressaltar que o tempo é aliado, a cada dia que passa ficamos mais próximos, para o bem e para o mal, do desfecho dessa história.

Ademais, vale lembrar também que o tempo que passou desde a prisão, deixou mais claro que o petista é sim um preso político (e essa entrevista de Villas Boas praticamente celou selou [valeu internet!!] isso).

Assim, me parece que o campo popular e democrático desse país está enfrentando essa onda protofascista sem um grande força popular. Se só deixassem o velinho falar – até isso tiraram do cara – não tenho dúvidas que muitos de nós não estaríamos tão agoniados.

Enfim, para finalizar, argumento que, dentro desse contexto, acho que misturar a crítica correta a burocracia partidária brasileira (não só a petista) com o peso que representa o presidente Lula na base social petista é um erro.

Como petista, por exemplo, nem ligo tanto para o protagonismo institucional do partido agora (que até abra mão de disputar as próximas eleições) mas não consigo deixar de lado o Lula Livre, talvez seja por eu ser sindicalista, ou talvez por acreditar que ele é uma peça crucial na realpolitk e não podemos ignorar.

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

50 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

André

13 de novembro de 2018 às 17h59

Jaques Wagner propôs isso lá atrás:
separar a bandeira do Lula Livre da bandeira do Lula Presidente.
Wagner queria até mesmo q o PT não disputasse eleição, é contra reeleição (leia-se Lula) e tb queria apoiar Ciro.

mas o próprio Lula preferiu dançar a beira do abismo, e acabou caindo.
apostou todas suas fichas em prol da estrutura do PT, sobretudo a disputa p Câmara dos Deputados.

ok, elegeram a maior bancada no congresso, mas tb elegeram a 2a maior (PSL) e tb o presidente da república – nosso queridíssimo bozo.
palmas.

Responder

Manuel Oliveira

13 de novembro de 2018 às 17h44

O general admitiu: Lula seria eleito.

Responder

Jonas Júnior Sampaio

13 de novembro de 2018 às 16h54

Saia desse mundinho cara, Lula tá preso, o Brasil é bem maior que isso.

Responder

Alan Cepile

13 de novembro de 2018 às 15h39

É apenas um presidiário com a vida política encerrada.

Responder

Yan

13 de novembro de 2018 às 09h27

Xingando Lula novamente, hein oportunistas?!
Só para lembrar: os fascistinhas de plantão que aparecem aqui, esqueceram de dar os parabéns pela eleição a DEPUTADO FEDERAL do mentor de vcs AÉCIO NEVES?
Olha a ingratidão!

Responder

Tadeu Porto

12 de novembro de 2018 às 18h20

Pessoal, obrigado pela dica sobre o Selou. Meu português nunca foi bom, muito menos na prática gramatical. Mas nunca deixei de debater por isso, sei que vcs me entendem! :)

Responder

    João Ferreira Bastos

    14 de novembro de 2018 às 11h24

    depois do selou, você escreveu “velinho” o correto é velhinho

    mas na realidade esses erros não importam, o importante é o conteudo

    abraços

    Responder

Doda

12 de novembro de 2018 às 09h29

Lula só tem esse “peso” para os militantes, que em sua maioria são radicais ou se beneficiaram com os governos do PT, vide a corja do brasil247 ou as pessoas mais humildes que não tem acesso à informação! Para o resto do Brasil a grande maioria, não passa de uma aproveitador de meia tigela que comandou o maior esquema de corrupção do mundo moderno!!!

Responder

    Benoit

    12 de novembro de 2018 às 11h36

    A maioria dos brasileiros foi beneficiado pelo Lula, caso voce não tenha notado.

    Responder

    jania

    12 de novembro de 2018 às 14h02

    Caro colega,você precisa se informar antes de fazer comentários. O PT e sua “corja”como costumo ouvir, roubou tanto, quebrou o país, arruinou a vida dos brasileiros, estrangeiros e de meio mundo; no entanto, deixou uma reservinha de 380 bilhões de dólares para o Coiso doar aos bancos agora, a Petrobrás 4x maior do que encontrou em 2002…….. O problema do nosso país é a ignorância, falta de leitura, de busca de informação.

    Responder

Edi Passos

11 de novembro de 2018 às 23h12

Foi julgado e condenado não por um juiz, mas por um adversário político fanático que não se fez de rogado e logo virou ministro do “governo” que elegeu quando tirou do caminho o único adversário viável. Os recursos, por sua vez, foram julgados pelos compadres do primeiro, gente que pensa muito mais em aumentar seus próprios salários e em viajar para “maiame” do que em fazer justiça, e que, além disso, julga com a faca da mídia e a baioneta dos milicos no pescoço! Mas nada disso te interessa né? O que importa é que o cara a quem te ensinaram a odiar com todas as forças esteja preso, já que morto e esquartejado ainda não é possível né?

Responder

    Brasileiro da Silva

    12 de novembro de 2018 às 00h40

    Isso. Moro tem o poder de prever o futuro. Em 2017. ele “sabia” que o Bolsonaro ia ser presidente, contrariando todas as opiniões em contrario. Aí, de posse dessa informação ele negociou o cargo de Ministro e o “compadrio” da corte superior, dos ministros do STF e do STJ, E de quebra, promoveu a farsa da facada. Um gênio. E vc, um “jenio”.

    Responder

      Valdeci Elias

      12 de novembro de 2018 às 01h56

      Quem ia ser presidente era Lula, más Moro deu um jeito nisso.

      Responder

        Brasileiro da Silva

        12 de novembro de 2018 às 02h15

        Não. Quem deu um jeito nisso foi a propina da Odebrecht e da OAS.

        Responder

          José

          12 de novembro de 2018 às 09h22

          Você fala demais e vai morrer pela boca. É como seu Fürer doido varrido mas diabólico. Valeria uma azeitona na pinha.

          Responder

          Benoit

          12 de novembro de 2018 às 11h35

          O tribunal ainda não sabe qual o ato praticado que teria merecido as tais de propinas que também nunca chegariam aos bolsos do Lula, pelo menos o Leo Pinheiro disse que nunca discutiu com o Lula como é que a futura propriedade do Lula jamais passaria para o nome do Lula. Se voce souber, favor entrar em contato com o tribunal.

          Responder

          jania

          12 de novembro de 2018 às 14h09

          Por favor leia alguns artigos a respeito das propinas antes de falar mentiras nos comentários. Fake News é coisa do Coiso. Tem muitos artigos sobre o assunto, para começar indico os que falam sobre o advogado Tacla Duran.

          Responder

          João Ferreira Bastos

          14 de novembro de 2018 às 11h27

          O amigo do traficante e esposo da ladra, escreveu na sentença ” vantagem indevida indeterminada”

          Você como todo bolsolixo é brasileiro na aparencia, mas é golpista, entreguista, safado e bandido

          Responder

      Benoit

      12 de novembro de 2018 às 11h39

      Para que poder de prever o futuro? O moro conhecia muito bem o presente. E no presente ele queria favorecer presentes e futuros governos reacionários, opressores e ele sabia quem era o adversário dele no presente e no futuro, o líder de um governo decente.

      Responder

    Luiz Felipe

    12 de novembro de 2018 às 07h11

    Mas não foi o condenado que começou com esse discurso de ódio ao dividir o país entre nós e eles… Agora o “eles” virou “nós”…
    E o novo “eles” que aguentem o troco!!!

    Responder

      Nostradamus ( poltrona & livros )

      12 de novembro de 2018 às 15h30

      Vai escrever direito seu nazista mequetrefe!

      Responder

    Luiz Felipe

    12 de novembro de 2018 às 07h12

    Mas não foi o condenado que começou com esse discurso de ódio ao dividir o país entre nós e eles… Agora o “eles” virou “nós”…
    E os novos “eles” que aguentem o troco!!!

    Responder

    erarius publicum

    12 de novembro de 2018 às 12h46

    Bom,lula morto e esquartejado não combina com zumbis comunistas, pois eles ainda andam meio mortos-vivos pela Terra, apesar do defunto marxista ter sido mal enterrado quando o muro imundo ruiu em Berlin, estes seres malignos foram os causadores das m iores atrocidades e das piores legislações no século 20…aqui no Brasil em 8 anos esse cachaceiro torcedor do curintians só trabalhou 2 anos como metalutgico e virou parasita sindicalista depois de amputar um dedinho e buscar ajuda na classe dos ladroes do trabalhador, sua maior obra foi gastar mais de 12 bilhões em 10 estadios de futebol super faturados pois a prioridade fundamental do seu governo era ganhar o Hexa para o Brasil, alem, claro, dos outros milhões doados em ajuda ,emprestimos ou obras a seus “cumpanheros”bolivarianos ou ditadores africanos e comunistas…

    Responder

      Carcará

      12 de novembro de 2018 às 15h39

      Vocês vão chorar lágrimas de sangue bolsonarianos! Já foram no Supermercado hoje ? Vão… ver como a inflação sobe nas prateleiras feito louca! Mas a inveja é uma mer.da mesmo! Vamos ver qual a obra que o Fürer vai inaugurar! Talvez vá usar um estádio desses para um campo de concentração no Rio e outro em São Paulo. A Gestapo da Lava-jato já se transformou na SS super secretaria de polícia política do neonazismo a brasileira.

      Responder

Wilton Santos

11 de novembro de 2018 às 22h55

Após a ONU condenar o Brasil pela perseguição ao Lula, ele será eleito Nobel da Paz!

Responder

    Brasileiro da Silva

    12 de novembro de 2018 às 00h42

    Sim. E o Papai Noel vai deixar um presente na sua meia pendurada na janela. É só esperar.

    Responder

Paulo

11 de novembro de 2018 às 21h55

É inegável o peso político de Lula. O peso histórico. O peso da esperança que ele representou para uma parcela da população brasileira que com ele se identificou, em sua trajetória política e até pessoal, como o “migrante que venceu na vida”, o “operário que chegou à presidência”. Eu não tenho nenhuma simpatia para com a esquerda, ideologicamente (a não ser dentro do pressuposto de Hobsbawn, de que “Stálin fez mais pelos trabalhadores da América Latina do que pelos da URSS”). Sei onde o “sonho socialista” desemboca. E também tenho a convicção de que Lula é, sim, culpado pelas condenações que já sofreu e por aquelas que ainda vai sofrer. Mas, em nome da pacificação da Nação brasileira, para serenar o país, torço para que o próximo presidente da República (não o Bolsonaro, claro), e que não seja de esquerda, para não parecer fraude, conceda a Graça ao ex-presidente. Enquanto isso, rezemos para que ele não morra na prisão!

Responder

    Brasileiro da Silva

    11 de novembro de 2018 às 22h06

    Discordo. Torço para que nenhum presidente conceda “graça” à corrupto condenado, seja quem for. Só seremos uma democracia quando aprendermos que temos que pagar por nossos erros.

    Responder

      Padre Olegário

      12 de novembro de 2018 às 15h42

      Fariseu! Vai morrer com a boca cheia de formigas esse bunda rachada!

      Responder

Jorge

11 de novembro de 2018 às 20h55

Olha o efeito da tal pátria educadora “celou”… kkkkkkkkkkk

Responder

    Luiz Felipe

    12 de novembro de 2018 às 07h07

    Também pensei o mesmo…
    Ele está tão obcecado com o fato de Lula estar preso dentro de uma “cela” que nem se deu conta de que “selou” se escreve com “s”…
    E, para arrematar: Que texto mal escrito!!! Não disse nada, a não ser expor a “paixão” pelo condenado… Justamente o que o título da matéria afirmava que não deveria ser feito…

    Responder

Brasileiro da Silva

11 de novembro de 2018 às 20h26

Não se trata de um preso político, mas sim de um político preso. E ainda tem mais processos para responder. Quanto a fala do VB, ele só transmitiu o sentimento geral: teríamos muitos descontentes se o STF fizesse um malabarismo e desse um HC.

Responder

    Benoit

    12 de novembro de 2018 às 11h32

    Quer dizer então que o STF não pode agir de acordo com as leis por causa do melindre dos militares? Já pensou se houvesse uma guerra contra o Alto Volta? Os militares brasileiros fugiriam imediatamente por causa do melindre deles.

    Responder

Brasileiro da Silva

11 de novembro de 2018 às 20h21

Discordo. Lula não é um preso político, é somente um político preso. E temos agora o caso do instituto, da cobertura vizinha a que ele mora e do sítio de Atibaia. E a fala do General só indica que parcela representativa da sociedade ia se revoltar se o STF fizesse política e desse um HC para o presidiário.

Responder

    Benoit

    12 de novembro de 2018 às 11h29

    Voce não nota que o Lula tanto pode ser um preso político quanto um político preso? Se o que o general disse é o que voce pensa, então o general deveria aprender a se exprimir um bocado melhor porque uma parte considerável da população brasileira notaria que ele não sabe o que diz. Se for o que parece, então ele deve estar agindo criminosamente e o bom seríamos ter um militar preso com o nome dele.

    Responder

Ricardo

11 de novembro de 2018 às 20h16

“…..Villas Boas celou isso”. Nossa, esse Tadeu Porto é o retrato do fracasso da pátria educadora !

Responder

    Brasileiro da Silva

    11 de novembro de 2018 às 20h23

    Nem corretor ortográfico salva.

    Responder

      Benoit

      12 de novembro de 2018 às 11h25

      Da silva imbecil, em que língua voce escreveu a seguinte frase acima: ” Torço para que nenhum presidente conceda “graça” à corrupto condenado,'”?

      Responder

      João Ferreira Bastos

      14 de novembro de 2018 às 11h31

      Os bolsolixos se pegam em 2/3 erros de portugues mas não discutem o conteudo

      Brasileiro, me diga se tem erro nessa frase: VAI TOMAR NO CU

      Responder

    Marola

    11 de novembro de 2018 às 20h26

    Velinho?

    Responder

    Luiz Felipe

    12 de novembro de 2018 às 07h08

    Verdade!!!

    Responder

Nostradamus ( poltrona & bacia )

11 de novembro de 2018 às 19h24

É muita ingratidão com a história do Brasil! Querer fazer do Lula um cadáver vivo insepulto como Ulisses! Nunca que a nação brasileira se reconciliará enquanto lhe negar justiça! Lula livre! Abaixo o neonazismo!
O antipetismo é a força da propaganda da direita querendo esmagar os judeus, comunistas, liberais como na Alemanha!

Responder

    Brasileiro da Silva

    11 de novembro de 2018 às 21h40

    Mas quem nega justiça? Ele tem mais de 20 advogados, direito a recursos, julgamento em 2ª instância e tudo o mais.

    Responder

      Benoit

      12 de novembro de 2018 às 11h21

      Voce já viu julgamento imparcial e justo quando o juiz é parcial, quebra as leis, odeia politicamente e o réu? Voce deve ser burro por achar que a única coisa que conta num julgamento são os advogados de defesa. O que faltou para um julgamento justo do Lula foi um juiz honesto.

      Responder

        Renato

        12 de novembro de 2018 às 13h19

        Mimimi

        Responder

          Rodrigo

          12 de novembro de 2018 às 20h24

          Moro é um justiceiro com viés ideológico.

          Responder

            JOÃO FERREIRA BASTOS

            14 de novembro de 2018 às 11h32

            que vende sentenças na farsa jato por 5 milhões de dólares

            Responder

    Luiz Felipe

    12 de novembro de 2018 às 07h18

    Democracia é justamente o regime onde os juízes julgam e os criminosos são condenados e presos!!! Querer uma solução diferenciada para o criminoso Lula seria, aí sim, deturpar nossa democracia e implantar um regime de exceção!! Se somos verdadeiramente democráticos devemos acima de tudo aceitar que a Justiça seja feita!!!

    Responder

      Nostradamus ( poltrona & livros sobre o nazismo )

      12 de novembro de 2018 às 08h56

      Os juízes não respeitam as leis e sim suas convicções. divulgam grampos ilegalmente. São parte da Gestapo brasileira que agora se transforma na SS do neonazismo. Vocês só enganam tolos. Fascistas como o mesmo povo alemão que apoiava aquelas atrocidades. Não enxergaram que no ódio aos judeus foram iludidos e levados para a destruição final!

      Responder

    marco

    14 de novembro de 2018 às 17h02

    Só prá lembrar, quem abduziu a mente do brasileiro com o anti-petismo foi a grande mídia turbinada nos governos progressistas com a tal de “mídia técnica.

    Responder

Deixe uma resposta