A audiência pública sobre a reforma tributária

PSB volta a se alinhar ao bloco trabalhista-comunista

Por Miguel do Rosário

13 de fevereiro de 2019 : 18h54

Duas movimentações importantes ocorreram entre ontem e hoje que deixam bem claro o realinhamento do Partido Socialista Brasileiro (PSB) ao bloco liderado por PDT e PCdoB.

Na Câmara, os três partidos organizaram um debate sobre a reforma da previdência. É importante assistir com atenção.

PCdoB, PDT e PSB mobilizados na luta contra a Reforma da Previdência.

Posted by PCdoB na Câmara on Wednesday, February 13, 2019

Em outro movimento, os três partidos votaram alinhados para modificar um item da nova lei antiterrorismo (PL 10431/18) que poderia ser usado para incluir movimentos sociais. PT e PSOL seguiram um caminho diferente, marcando posição votando integralmente contra o projeto.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zé Maconha

13 de fevereiro de 2019 às 20h28

Quero ver como o Miguel vai explicar o apoio de Ciro a reforma da previdência.
Vai dizer que a culpa é do PT , provavelmente.
Enquanto isso Bolsonaro ataca a Igreja Católica , o PSL virou laranjal , a PM fuzila todo mundo.
Nada disso parece ser digno de atenção pro Miguel.

Responder

    marco

    13 de fevereiro de 2019 às 20h44

    Ciro não apoia a reforma do modelo.
    A sua proposta é a substituição do modelo,esta tentando coloca-la em discussão no parlamento .
    Não vejo nada de errado nisso.

    Responder

      Zé Maconha

      13 de fevereiro de 2019 às 21h01

      Exatamente , reforma é como chamamos popularmente.
      Ciro quer algo bem pior , a maldita capitalização que fez as pessoas se aposentarem em média com 37% do salário mínimo no Chile.
      Se você quer morrer de fome na velhice continue apoiando o Ciro.

      Responder

        Carlos Eduardo

        13 de fevereiro de 2019 às 21h09

        Ciro já disse um zilhão de vezes que o modelo de capitalização feita no Chile NÃO É exemplo pra nada e explicou o pq, basta acessar suas entrevistas e sabatinas disponíveis no youtube.

        Responder

        VCS

        14 de fevereiro de 2019 às 07h10

        Querido Zé Maconha,
        Vai ler denovo a proposta do Ciro e vai entender que é completamente diferente da do Chile e do Paulo Guedes. O que o Ciro e o PDT querem é impedir a proposta ridicula do Paulo Guedes, e no lugar implementar algo que realmente seja justo ao Brasil e seu trabalhadores.

        Serio, leia denovo a proposta do Ciro / Mauro Benevides Filho

        Responder

          Nostradamus ( banquinho & bacia )

          14 de fevereiro de 2019 às 10h48

          Qual é Miguel ?
          Não se pode contrariar ?
          E onde é que fica a liberdade de expressão, com educação, como eu escrevi ?

          Nostradamus ( banquinho & bacia )

          14 de fevereiro de 2019 às 11h16

          Por que o blog tem que me fazer de idiota e cortar meu comentário dizendo que estou mandando comentários demais, calma aí, se foi o único ? Não se pode mais falar claramente nem abertamente contra o Ciro ? Agora isso é uma seita como dizem ? Qual é Miguel ? Depois fica garganteando que todos podem participar do blog numa boa, que é democrático ? Onde está meu comentário ? O gato comeu ?

    Gustavo

    14 de fevereiro de 2019 às 12h37

    A BBC publicou uma reportagem bastante interessante sobre o tema: https://www.bbc.com/portuguese/geral-47003508

    Ao final, cita-se o caso de Dinamarca e Hoanda, países cujas previdências foram consideradas entre as melhores do mundo em um estudo de 2018. O sistema previdenciário nesses países, grosso modo, se assemelha ao que Ciro e o PDT propuzeram na campanha.

    Responder

    Lorenzzo

    15 de fevereiro de 2019 às 12h25

    Querido, da uma olhada no discurso recente do próprio Ciro, ou do próprio Mauro Benevides em plenário criticando duramente a proposta do Guedes que havia vazado. Não seja simplista. Não existe “a” reforma da previdência. Existem incalculáveis reformas possíveis, que podem tornar a previdência mais justa ou mais injusta, mais sustentável ou ainda mais insustentável, etc.
    Nós não precisamos escolher entre a reforma inumana do Guedes, ou não fazer nada, e ficar “xingando muito no twitter” enquanto alguma reforma será aprovada de uma forma ou de outra.
    Nós temos outra opção: propor uma reforma que, além de tornar a previdência sustentável, tenha papel social e sirva para diminuir as desigualdades em vez de propagá-las (como, inclusive, faz a previdência atual). “Reformar” só é sinônimo de “piorar” se você quiser deixar a reforma nas mãos de Bolsonaro e Paulo Guedes (que é o que vai acontecer se ficar só xingando em vez de propor).
    Em vez de aceitar o absurdo como se fosse inteiramente necessário, ou simplesmente dizer “não” sem se atentar para as necessidades (como quem acha que não podemos fazer nada que indiretamente ajude o governo), vamos fazer valer as nossas pautas, os nossos valores, os nossos objetivos. Vamos exigir uma renda mínima. Vamos exigir uma transição razoável. Vamos exigir um papel social. Assim deveria ser uma democracia: que os interesses de todos sejam levados em conta, em vez de, como querem alguns, a situação dizer sempre SIM e a oposição sempre NÃO, impossibilitando qualquer construção coletiva. Um abraço.

    Responder

Marcos

13 de fevereiro de 2019 às 19h59

Os que acham que devemos ficar de fora apenas para “marcar posição” deveriam ler isto e aprender um pouco sobre teoria a prática.
https://www.marxists.org/portugues/lenin/livros/sindicato/04.htm

Responder

Alan Cepile

13 de fevereiro de 2019 às 19h26

1) O PSB não sabe o que quer, ou então está dando uma de PT e só olha pro próprio umbigo.

2) Importante vitória a retirada do item que criminalizava movimentos sociais. Bloco PDT-PCdoB mostrando serviço.

Responder

Deixe uma resposta