Entrevista de Lula no Página 12

Charge: Aroeira

Distopia dinástica

Por Pedro Breier

18 de março de 2019 : 11h50

Abundam, no governo Bolsonaro, símbolos do poço de atraso no qual o Brasil vai despencando – sem previsão de encontrar o fundo. Um dos mais emblemáticos é o fato de os filhos do presidente serem assunto permanente no debate público.

Um desavisado poderia muito bem pensar que a monarquia voltou e estamos sob o jugo da dinastia Bolsonaro.

Carlos é o relações públicas. Com seu português, digamos, peculiar, é capaz de causar terremotos nos centros de poder do país a golpes de twittadas.

Seu pai, o presidente, afirmou que seguirá ouvindo suas sugestões de atuação nas redes sociais. Diante disso, a previsão meteorológica para os próximos meses é de mais chuvas de dejetos.

Eduardo é o responsável pela área internacional da dinastia. Desde a vitória do pai nas eleições ele participa de articulações com governos estrangeiros – mais especificamente com o de Trump, ao qual nosso país agora bovinamente se reporta.

Apenas na semana passada a atuação de Bolsonaro ganhou algum verniz de legitimidade, por conta de sua eleição para a presidência da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. Mas é somente o verniz mesmo: suas movimentações remontam a meses e estavam fundadas apenas no parentesco com o dono do poder. Falando em linhagem real, uma piada pronta: o “príncipe” Luiz Philippe de Orleans e Bragança, deputado pelo PSL, é o vice-presidente da comissão presidida por Eduardo Bolsonaro.

Eduardo acaba de defender que os cidadãos dos EUA possam entrar no Brasil sem necessidade de visto e, ao contrário do que faz qualquer nação soberana, sem a exigência de que os EUA concedam a mesma prerrogativa aos cidadãos brasileiros. A justificativa é de tal modo bizarra que vou apenas transcrevê-la, deixando a leitora à vontade para tirar suas próprias conclusões:

A pergunta que eu faço é o seguinte (sic): quantos americanos vão aproveitar essa brecha e vir morar ilegalmente no Brasil? Agora vamos fazer a pergunta contrária: se os EUA permitirem que brasileiros entrem lá sem visto, quantos brasileiros vão para os Estados Unidos, sem visto se passando por turista, e vão passar a viver ilegalmente aqui?

O terceiro elemento do triunvirato familiar é Flávio, senador pelo Rio de Janeiro. Este é o encarregado pela área de movimentações financeiras suspeitas e relações institucionais – ou nem tanto – com milicianos.

A mais recente bomba que envolve Flávio é o resgate de uma desavença pública sua com Pedro Mara, professor e diretor de uma escola carioca, que ocorreu em 2017. Flávio acusou o educador de fazer apologia ao uso de maconha e Pedro o convidou para visitar a escola que dirigia, ironizando o fato de Flávio ter desmaiado em um debate.

Ronnie Lessa, que foi preso sob a acusação de ser o executor de Marielle Franco, pesquisou detalhes sobre o educador logo após o atrito entre os dois. Pedro Mara está deixando o Rio de Janeiro por motivos de segurança.

Ronnie Lessa é vizinho de condomínio de Jair Bolsonaro. Há fartas evidências das ligações de Ronnie com milícias e com o tráfico de armas. Um depósito de R$ 100 mil, feito na conta do acusado sete meses após o assassinato de Marielle, corrobora a forte hipótese de que ele foi contratado para cometer o crime. Flávio Bolsonaro empregava parentes de milicianos em seu gabinete. A família Bolsonaro apoia a atuação das milícias pública e entusiasticamente há anos.

George Orwell e Aldous Huxley ficariam espantados com o grau de surrealismo da distopia dinástica deste Brasil 2019.

Pedro Breier

Pedro Breier é graduado em direito pela UFRGS e colunista do blog O Cafezinho.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Paulo

18 de março de 2019 às 22h09

Não me agrada o aspecto da subalternidade presente na não-reciprocidade de exigência do visto (como, de resto, a postura geral da espinha curvada, desse Governo, diante dos americanos). Mas, se formos ser práticos, há que se reconhecer que deram um xeque-mate nos “Istaites”. De fato, o que muda pra nós, a não o “handicap” do gesto de boa vontade unilateral? Mas, de resto, achei o melhor texto do Pedro Bréier…

Responder

    Paulo

    18 de março de 2019 às 22h12

    “a não SER o ‘handicap’ do gesto de boa vontade”

    Responder

    Sergio Araujo

    19 de março de 2019 às 08h40

    Nas condiçoes tragicas que o Brasil se encontra sòb qualquer aspecto a unica coisa seria que pode fazer è ir pro exterior para implorar misericordia e alguma ajuda, nada mais do que isso.

    Responder

      Paulo

      19 de março de 2019 às 16h42

      Implorar eu não diria. Ainda somos uma das maiores economias do mundo, e temos trunfos na manga…

      Responder

        Sergio Araujo

        19 de março de 2019 às 19h22

        Maiores economias do mundo o que significa ?

        Responder

Sergio Araujo

18 de março de 2019 às 18h17

“A pergunta que eu faço é o seguinte (sic): quantos americanos vão aproveitar essa brecha e vir morar ilegalmente no Brasil? Agora vamos fazer a pergunta contrária: se os EUA permitirem que brasileiros entrem lá sem visto, quantos brasileiros vão para os Estados Unidos, sem visto se passando por turista, e vão passar a viver ilegalmente aqui?”

Esse acima è um dado de fato .

Os Brasileiros barrados tentando entrar na Europa no anno passado foram quase 5.000.

Nem com essa facilitaçào os Americanos acho que escolherào o Brasil para passar as ferias, comprar uma casa na praia, ecc…gastar dinheiro, sào tudo menos que idiotas.

Responder

Ivan

18 de março de 2019 às 17h47

eu visei
tu avisaste
ele avisou
nós avisamos
vós avisastes
eles avisaram

Responder

Alan Cepile

18 de março de 2019 às 15h34

Excelente texto!

Responder

Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará!

18 de março de 2019 às 15h26

Acordar Hoje

https://youtu.be/EepnFNaD2-Q

Responder

LUPE

18 de março de 2019 às 14h57

Caros leitores,
Eu não tenho mais nenhuma dúvida
sobre o esquema seguinte:::::::::
>>>>>>> Brasil, território riquíssimo
(agora é a sexta maior reserva de petróleo do Mundo)
>>>>>> Poderosíssimos e gananciosos Poderes
(principalmente estrangeiros)
querem essas riquezas
(e já a possuem quase de graça (pré sal, etc)
>>>> Controle da Mídia faz Lava Jato
e engana o povo escondendo os roubos e roubalheiras
(Reforma da Previdência, etc. )
>>>> Mídia (inclusive redes sociais ) sob controle , produção,
e a serviço dos grandes Poderes
(o esquema é muito grande e abrangente,
vai , tem até “comentaristas” no Cafezinho)
destrói a reputação e a imagem
de opositores aos saques, pilhagens e roubalheiras
>>>>>> Traidores da Pátria ganhando milhões de dólares são postos na diretoria
>>>> Para destruir o Brasil, massacrar o povo
>>>> Quanto mais massacrado o povo
menos capacidade de reação tem o povo
>>> Como nossos inimigos querem……………..

Responder

Sergio Araujo

18 de março de 2019 às 14h16

O Brasil està no caminho do atraso a decadas.

A das milicias è sempre a mesma historia papagaiada ao infinito que gruda sò nos adeptos doutrinados e acaba a longo prazo beneficiando o adversario politico; com essa “resistencia” radical chique universitaria o Governo tem vida longa.

Em um Pais normal o autor desse texto seria denunciado por difamaçào, aqui è sò mais um exemplo do nivèl de civilizaçào do Brasileiro.

Responder

    LUPE

    18 de março de 2019 às 15h13

    Caro Sérgio Araújo “comentarista”
    Se a Grande Mídia deixasse,
    não estivesse a serviço dos nossos inimigos,
    teria acontecido os seguintes fatos::::::::::::::::::::
    >>>> não teria havido Privataria Tucana (trilhões de prejuízo ao Brasil)
    >>>> Brizola teria feito os 500 (quinhentos CIEPs escolas de ensino integral com estrutura de serviços de Primeiro Mundo nos anos 80
    (já imaginou adultos hoje com formação de Primeiro Mundo?)
    >>>> Collor teria feito 15.000 CIACs nos anos 90
    que eram escolas semelhantes aos CIEPS
    >>>> Não teria havido Lava Jato e nem o Golpe
    >>>> O PT continuaria fazendo o que vinha fazendo,
    o melhor governo do Brasil, de todos os tempos
    >>>> Os verdadeiros patriotas não seriam transformados em bandidos
    pela Grande Mídia
    >>>> Brasil, o melhor padrão de vida da América Latina
    e a caminho de ser um dos melhores do Mundo…………..
    MAS, INFELIZMENTE ETC. ETC. ETC. ETC. …………………….

    Responder

    lucio

    19 de março de 2019 às 06h17

    sergio,
    em um pais normal o seu heroi já estaria condenado á 3 prisoes perpetuas

    Responder

      Sérgio Araújo

      19 de março de 2019 às 08h25

      Felizmente não tenho herói nenhum, não quero ter e não aceito indicações. Obrigado

      Responder

Batista

18 de março de 2019 às 14h04

Para não ser injusto com esse clã desgovernado, reconheça-se ao menos que está possibilitando a Aroeira, consagrar-se como o chargista-legista mor na autópsia política desse desgoverno, resultado do analfabetismo político de grande parte de mais de 57 milhões de brasileiros, que tendo por opções nove candidatos de direita e centro direita, no primeiro turno, votaram o pior, o xucro & tosco, há quase 30 anos exposto como nulidade continuada no parlamento, em que sua unica atividade palpável consistia em vomitar besteiras e agredir o inimigo ‘corrupto-comunista’.

As cirúrgicas charges diárias publicadas, com destaque às de Aroeira, escancaram as vísceras mais recônditas e impensáveis desse desgoverno, desgovernado e de tripas de fora, antes mesmo de três meses de desgoverno.

Uma loucura pra deixar de cabelo em pé, a grande parte de 145 milhões de cidadãos brasileiros aptos a votarem, agora perplexos e sem saberem o que fazer com a aberração política expelida das urnas, em processo conspurcado por ingerências de força armada, da mídia e de sua parceira, a justiça lavajateira.

PS: A secreta visita da figuraça e comitiva a CIA, hoje, vazada pelo agente Zero Três, é inacreditável…, simplesmente inacreditável, confirmando serem imparáveis na prática do xucrismo tosco, de salão ou campo, quer no Brasil ou exterior.

Responder

EU AVISEI

18 de março de 2019 às 12h51

Extra Extra Extra.
Já não econdem mais, esta tudo mostrado na maior cara de pau.
Os milicanos, operadores e radicalizados do golpe visitam a nave mãe.
Era para ser um agenda secreta, mas não deu.
Bolonsaros, Moros, Olavos e Ernestos visitam a CIA.

BRAZIL UM PAIS DE TOLOS.

Responder

Alécio

18 de março de 2019 às 12h09

Boa! Adicionando conclusao ao texto: Quem esta insatisfeito pode em 2022 votar em algo diferente.

Responder

Deixe uma resposta