Incêndios na Amazonia mobilizam governos do mundo inteiro

Youtube

Candidato à PGR critica Vaza Jato e defende Moro

Por Redação

17 de julho de 2019 : 18h06

O sub-procurador geral Nívio de Freitas é um dos candidatos à vaga de Procurador-Geral da República. Com essa defesa de Moro e ataque à Vaza Jato, ele tenta se cacifar para a indicação de Jair Bolsonaro.

***

No MPF

MPF é contra anulação da ação penal do ex-presidente Lula no Superior Tribunal de Justiça

Manifestação enviada à Quinta Turma do Tribunal aponta para a ausência de elementos concretos que demonstrem prejuízo ao réu

O Ministério Público Federal (MPF) enviou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) parecer em que opina contra o pedido de anulação da ação penal, feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A manifestação é assinada pelo subprocurador-geral da República Nívio de Freitas, e foi remetida à Quinta Turma do STJ, em recurso na ação que culminou na condenação de Lula a 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No documento, o MPF reforça o caráter ilegal das interceptações telemáticas divulgadas pela série de reportagens do portal de notícias The Intercept Brasil, que demonstrariam suposta imparcialidade do juiz titular da 13ª Vara Federal do Paraná à época, Sérgio Moro. Nívio de Freitas também lembra que a nulidade de ato processual em matéria penal exige demonstração concreta de prejuízo ao réu, o que em sua avaliação, não foi comprovado efetivamente pela defesa do ex-presidente. “Assim, mostra-se inviável a consideração dos supostos fatos aventados pelo peticionante no sentido de que o juízo criminal natural não se manteve imparcial, tendo em vista a ausência de prova efetiva”, explica o subprocurador-geral da República.

Outro fator apontado pela manifestação é parcialidade da análise do mérito da ação por tribunais superiores. A extensa compilação de provas, segundo o documento, foi reavaliada pelo colegiado de magistrados do STJ, “estando, portanto, livre de qualquer ilação a respeito de sua função judicante, exercida de modo imparcial”, defende Nívio de Freitas no parecer.

Caso Triplex – A manifestação do MPF foi enviada no Recurso Especial (RE) 1765139, impetrado pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal que condenou o ex-presidente por corrupção passiva, em razão do recebimento de um apartamento triplex, com reformas e mobiliário, e por lavagem de dinheiro, diante da ocultação da propriedade do imóvel, no Guarujá (SP). O processo conhecido como caso do “triplex do Guarujá” resultou na condenação inicial de Lula a 12 anos e 1 mês de reclusão, pelo juiz titular da 13ª Vara Federal do Paraná do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), Sérgio Moro, em julho de 2017. A pena foi reduzida pela Quinta Turma do STJ a 8 anos, 10 meses e 20 dias. O ex-presidente cumpre prisão desde abril do ano passado.

Íntegra da manifestação no RE 1765139

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

henrique de oliveira

18 de julho de 2019 às 08h56

A PGR é parte da organização criminosa chefiada por Moro.

Responder

Felicidade Nogueira

17 de julho de 2019 às 22h52

Se o Delta for PGR alguém vai ter que fazer o serviço para ele, pois ele não sabe muita coisa. É visível que falta conhecimento técnico para ele.
Mas estamos em época de cartucho. Tudo é possível.

Responder

Paulo

17 de julho de 2019 às 19h07

Então a Dodge pode esquecer a recondução, pois ela foi omissa, até aqui, em relação aos ataques clandestinos à Lava-Jato…

Responder

Marcio

17 de julho de 2019 às 18h31

Ver o Deltan na PGR para a esquerdalha podre espumar baba pela boca, orelhas e narizes seria de morrer de rir !! Kkk

Responder

    jose carlos rodrigues

    17 de julho de 2019 às 22h12

    Concordo plenamente.

    Responder

Deixe uma resposta