Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Foto: Il Giornale

A Itália chega a 793 mortes em um único dia e alcança um novo máximo

Por Tulio Ribeiro

21 de março de 2020 : 15h18

A Itália se desespera ao ver elevar os óbitos, autoridades de saúde do país relataram neste 21 de março 793 novos casos fatais devido ao coronavírus. Este patamar significa um novo máximo em 24 horas, que eleva o total de mortes para 4.825.

Da mesma forma, foram relatados 6.557 novos casos de pessoas que testaram positivo para covid-19, num total de 53.578 infecções.

Percentualmente, o número de mortes representa um aumento de 19,6% em relação aos 18,4% registrados no dia anterior, em meio aos esforços dos serviços de saúde, que são sobrecarregados.

Entre eles, 2.857 estão em unidades de terapia intensiva, 22.116 apresentam sintomas leves e são isolados em suas casas, o restante é hospitalizado.

Neste sábado, 943 recuperados estão registrados, com os quais já existem 6.072 pessoas que tiveram alta. A tentativa de reação deve ter uma reforço neste domingo, já que 52 médicos cubanos chegarão à Lombardia para ajudar a combater a pandemia.

Lombardia é a região mais afetada. Foi anunciado que o número de mortes por covid-19 na região aumentou para 3.095. No momento, essa área é a que apresenta o maior número de mortes no mundo, com exceção da China.

Imagens chocantes das consequências fatais da covid-19 vieram da cidade italiana de Bergamo: um comboio de caminhões do Exército italiano carregados de cadáveres.

A Itália superou a China nesta semana como o país que registrou os casos mais fatais devido ao vírus, que se espalhou para vários países do mundo.

Tulio Ribeiro

Túlio Ribeiro é graduado em Ciências econômicas pela UFBA,pós graduado em História Contemporânea pela IUPERJ,Mestre em História Social pela USS-RJ e doutorando em ¨Ciências para Desarrollo Estrategico¨ pela UBV de Caracas -Venezuela

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

chichano goncalvez

21 de março de 2020 às 15h32

Realmente a Italia mostrou, como não se trata a saude como bem comum, ao longo de anos com governos de direita, corruptos tipo mafioso que nem o Berllusconni, agora pediu penico para a tão criticada Cuba, Socialista, agora não dizem mais Cuba Comunista, agora dizem Cuba simplesmente, pais que trata a saude como bem comum. Povos do mundo aprendam com Cuba como se deve tratar a saude, a educação e a segurança. Enquanto aqui o psicopata só diz bobagens, espero que não aconteça conosco o que esta acontecendo na Italia, as probabilidades são grandes .Espero tambem que ao passar essa praga, o mundo acorde, e descubra que a solidariedade tem, que ser exercida sempre, ou sera que quando houver algo ruim teremos que chamar Cuba ?

Responder

    Concordo com você Chiacano. Ótimo comentário!

    22 de março de 2020 às 13h26

    taliano está pagando o descaso com a saúde! Subestimaram a gravidade do problema.

    Responder

    angelo eduardo ribeiro alonso

    23 de março de 2020 às 11h10

    Lamento informar, mas aqui será caótica a situação.
    Nada se fez para frear a disseminação do vírus e o presidente bozo só fala e faz merda. Tamofú.

    Responder

Deixe um comentário