Análise da reunião ministerial de Bolsonaro

Coletiva no Planalto é censurada após pergunta sobre “tour” de Bolsonaro em Taguatinga

Por Redação

30 de março de 2020 : 20h03

A coletiva de imprensa de ministros do governo, incluindo o titular da Saúda, Luiz Mandetta, foi interrompida abruptamente assim que um repórter perguntou se o “tour” do presidente da República no domingo, interagindo com populares em Taguatinga e Ceilêndia, cidades satélites de Brasília, era recomendado.

Neste momento, o ministro-chefe da Casa Civil, o general Walter Braga Netto, acenou para uma servidora da Secom, ordenando que ela interrompesse imediatamente a coletiva, o que aconteceu.

Os ministros políticos entao se retiraram, e começou a parte “técnica” da entrevista, sem perguntas dos jornalistas.

Mesmo assim, Mandetta, na saída, falou à imprensa sobre a questão levantada pelo jornalista, dizendo que “não recomendava” [passeios como o feito pelo presidente], mas minimizou dizendo que aquilo eram “questões secundárias”.

“A questão é a seguinte: eu tenho um problema muito grande para tocar, que é uma pandemia. E eu tô focado nela. São questões secundárias. Só repito: não recomendamos. Permanece a recomendação do Ministério da Saúde para todos, para você, para o seu chefe de redação, para todos”.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

dcruz

31 de março de 2020 às 13h13

Esse Mandetta transformado em herói bozziano de uma hora para outra, no fundo, como diria o escafandrista é farinha do mesmo saco deste (des) governo, ele sempre arranja um jeitinho para minimizar as sandices do bozo, talvez para garantir seu ministério, a intervenção “puramente técnica” dele só vai até aonde as loucuras de seu chefe permitem. Enfim, parem com esse negócio de descobrir heróis nesse governo de vilões, é mais fácil concluir que nessa camarilha ninguém presta..

Responder

Alan C

31 de março de 2020 às 11h23

É muito amadorismo!

Responder

Paulo

30 de março de 2020 às 22h03

Claramente o gal. Braga Netto foi escalado para censurar os entrevistados. Espetáculo lamentável e deprimente! Este é o Brasil atual…

Responder

chichano goncalvez

30 de março de 2020 às 20h44

Deveriam cadastrar os analfabetos politicos, e proibirem eles de votar, pois é nisso que dá, acabam votando em um psicopata.

Responder

Deixe uma resposta