Live do Cafezinho (18 h): Pós-verdade na política brasileira (uma conversa com Fabio Palacio)

Silvio Pereira, ex-secretário geral do Partido dos Trabalhadores PT (Foto: Glaucio Dettmar/Ed. Globo)

Ex-secretário geral do PT é condenado na Lava Jato por corrupção passiva

Por Redação

27 de julho de 2020 : 18h02

Ex-secretário geral do PT é condenado na Lava Jato por corrupção passiva

Silvio Pereira foi condenado pelo recebimento de uma Land Rover Defender 90 em troca de favorecimento de empreiteira em licitação da Petrobras

MPF — A 13ª Vara Federal de Curitiba publicou nesta segunda-feira (27) sentença condenatória do ex-secretário geral do Partido dos Trabalhadores (PT) Silvio Pereira por corrupção passiva. Pereira foi denunciado pela força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF) pelo recebimento de um veículo Land Rover Defender 90 como propina em troca de favorecimento da empreiteira GDK na licitação da Petrobras para execução de obras da Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas, no Espírito Santo. O réu foi condenado a quatro anos e cinco meses de prisão em regime semiaberto.

Na nova sentença, foram também condenados o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, a três anos e onze meses em regime aberto por corrupção passiva, e o administrador da GDK César Roberto Santos de Oliveira, a quatro anos e cinco meses em regime semiaberto por corrupção ativa. O administrador da GDK José Paulo Santos Reis e o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro foram absolvidos.

Na decisão, o juiz federal Luiz Antonio Bonat destacou “o enorme potencial danoso das condutas [dos réus condenados], que visavam assegurar a contratação menos vantajosa para a Petrobras, por preço substancialmente mais elevado, com diferença entre a primeira e a segunda propostas de R$ 30.895.213,95.”

Para o procurador da República Felipe D’Elia Camargo, “esta é mais uma vez em que a justiça reconheceu o pagamentos de propina por empresários em troca de favorecimentos em contratos na Petrobras. No caso, ainda foi reconhecido o pagamento de propina a pessoa ligada a partido político, o que revela mais uma vez uma disfunção no sistema político-partidário que precisa ser objeto de atenção, pois contribuiu de forma decisiva para um esquema que causou prejuízos bilionários à Petrobras.”

O caso – A denúncia foi apresentada pela força-tarefa Lava Jato em novembro de 2016. De acordo com a acusação, os administradores da GDK ofereceram e pagaram um veículo Land Rover para Silvio Pereira em troca de favorecimento da empresa na licitação do módulo 1 da Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas (UTGC – Fase III), localiza em Linhares, no Espírito Santo, entre 2004 e 2005. Segundo a denúncia, o ex-secretário geral do PT gerenciava com o ex-ministro José Dirceu um sistema de escolha de apadrinhados políticos da legenda para cargos de livre indicação no governo federal.

Entre os cargos escolhidos estava o do ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, que mantinha proximidade com a agremiação partidária e que, juntamente com o ex-gerente e seu subordinado, Pedro Barusco Filho, aceitou vantagens indevidas dos empresários para fraudar as licitações da estatal para enriquecimento pessoal e dos integrantes do partido político.

Conforme as provas levantadas pela investigação e informações repassadas pelo colaborador Milton Pascowitch, durante o ano de 2004, Duque fraudou a licitação de Cacimbas em favor da empresa GDK, que acabou vencedora do certame. Em troca, a empresa se comprometeu a pagar 1,5% do futuro contrato, no valor de R$ 469.378.964,64, equivalente a R$ 7.040.684,46.

Em novembro de 2004, uma semana antes do início da concorrência, foi transferido a Silvio Pereira um veículo Land Rover adquirido pela GDK, no valor de R$ 74 mil. Posteriormente, diante da revelação pública do recebimento do veículo, o recurso de uma das empresas que disputava o certame da obra foi alterado, sagrando-se vencedora a Engevix, também por intermédio de pagamento de propina.

Íntegra da sentença

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

CST command

27 de julho de 2020 às 21h51

Houve um aviso da Rússia há alguns meses – “A polícia política deve ser parada!”
http://worldanalytica.com/index.php/features/braziliya/item/307-kto-pravit-braziliej

Responder

Fábio maia

27 de julho de 2020 às 21h47

Pra quem chorou pitanga por causa de uma matéria intriguenta mas honesta do DCM, vc , Rosário, provou o que é ser podre. Citação do PT de um cara que se desfilou em 2005. Ridiculo

Responder

    Marco Vitis

    28 de julho de 2020 às 00h25

    Fábio: o crime de corrupção foi cometido quando o Silvinho era Secretário Nacional do PT e Lula era o Presidente da República. Delúbio era o Tesoureiro do PT e fez dobradinha com Marcos Valério, resultando no Mensalão. A dura realidade é que uma parte do PT é corrupta e vocês querem esconder esse fato.

    Responder

Paulo

27 de julho de 2020 às 19h36

Essa tem sido a sina do PT. E nada de “mea culpa”. Ao contrário, é “lawfare”, arbitrariedades de Moro, interferência externa. Todos santos, com milhões desviados, e ninguém sabia de nada…

Responder

Giordano

27 de julho de 2020 às 18h11

A máquina de moer reputações de petistas ressuscitou nos últimos dias. Sinal claro de que a direitona renasce das cinzas para reacender a velha campanha de ódio a todos que a ela se opôem. Buscam eles consolidar ou apresentar um novo salvador da pátria alternativo para as eleições de 2022, que defenda seus interesses. Serás escrava de novo, pobre Nação Brasileira?

Responder

    Edibar

    27 de julho de 2020 às 21h56

    Se caiu nesse moedor é pq merece!

    Responder

Deixe uma resposta