Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Eduardo Paes posa com clientes do bar. Foto: reprodução/ instagram

Paraná Pesquisas: Paes lidera no Rio com quase 30% dos votos

Por Redação

21 de agosto de 2020 : 14h11

O instituto Paraná Pesquisas acaba de divulgar uma pesquisa de intenções de voto para as eleições municipais no Rio de Janeiro, feita entre os dias 15 e 19 de agosto, com 910 entrevistados e margem de erro de 3,5%.

Foram apresentados dois cenários na pesquisa estimulada, o primeiro com um número maior de candidatos, e o segundo, com um número mais reduzido.

Na pesquisa espontânea, quase 70% responderam que ainda não sabem em quem votar, e outros 14% responderam “ninguém”.

Eduardo Paes vem em seguida, com 7,6% das menções, seguido de Crivella, com 5,7% e Martha Rocha, com 1,2%. Os outros candidatos receberam menos de 1% das menções.

Na pesquisa estimulada, o cenário 1 traz Paes, com 28,6% das intenções de voto, seguido de Crivella, com 15% e Martha Rocha (PDT), com 9,3%.

Benedita da Silva (PT) vem logo atrás, com 7,0%, empatada tecnicamente com Martha Rocha.

A surpresa é a pontuação relevante de Cabo Daciolo, que se beneficia do recall eleitoral obtido com sua candidatura a presidente em 2018. Daciolo pontua 5% no cenário 1. A candidata do PSOL, Renata Souza, ainda não recebeu a transferência dos votos que iriam para Freixo, pois tem apenas 0,9% das intenções de voto.

No cenário 2, com um número reduzido de candidatos, Paes ainda lidera isoladamente, com 29,5% dos votos, seguido de Crivella, com 15,7% e Martha, com 10%.

Em seguida vem Benedita da Silva, com 7,4% e Cabo Daciolo, com 5%.

A pesquisa traz uma tabela com o potencial eleitoral dos quatro principais candidatos. Chama a atenção da altíssima rejeição de Crivella: 67% dos entrevistados responderam que “não votariam nele de jeito nenhum para prefeito do Rio de Janeiro”. Benedita da Silva também tem uma rejeição elevada: 60% responderam que não votariam nela de jeito nenhum.

A rejeição de Eduardo Paes é de 48,6%, e a de Martha Rocha, de 42%.

A administração de Marcelo Crivella é rejeitada por 65,5% dos entrevistados. Entre eleitores com ensino superior, a rejeição a Crivella chega a 76%.

O governador Wilson Witzel, pelo jeito, já é carta fora do baralho dentro da política fluminense. Segundo a Paraná Pesquisa, 54% dos eleitores responderam que o seu apoio a um candidato a prefeito “diminuiria” sua vontade de votar nele, ao passo que apenas 5% veriam aumentar sua vontade de votar no candidato.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Walfredo Ferreira da Silva

23 de agosto de 2020 às 15h21

Com 70% dizendo que ainda não sabe em quem vai votar , essa pesquisa apontando Eduardo Paes na
liderança , se torna quase nula .

Responder

NeoTupi

22 de agosto de 2020 às 12h25

Tenho curiosidade em confrontar esta com outra pesquisa identica, mas com o nome apresentado “Martha Rocha”, sem a palavra delegada na frente. Acho legítimo ela usar o “delegada” e se eu trabalhasse na campanha dela recomendaria usar, mas faria essa pesquisa para calibrar a campanha, pois provavelmente está captando votos do eleitorado preocupado com segurança pública, tradicionalmente um voto mais conservador.

Responder

Clarice

22 de agosto de 2020 às 00h05

Martha Rocha deveria ser o nome natural do campo progressista sem o Freixo na disputa. Além dela ser trabalhista e social-democrata, não tem teto de vidro das pautas identitárias que acabam sendo (infelizmente) tão caras à esquerda carioca, e as leva a não dar nunca uma chance pro PSOL governar. Preferem corruptos, bandidos e cancervadores como Crivella, Paes, Witzel e clã Bolsonaro. Infelizmente, a esquerda não vê a situação assim. O PT insiste em lançar Benedita. O PSOL insiste em ter uma candidata insignificante, desconhecida. O Rio é quem perde. O apoio do Bolsonaro ao Crivella deu uma sobrevida a esse canalha, se duvidar ele chega ao segundo turno.

Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro