Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

Globo fica proibida de exibir documentos de investigação contra Flávio Bolsonaro

Por Redação

04 de setembro de 2020 : 22h22

Nesta sexta-feira, 4, a Justiça do Rio de Janeiro expediu uma liminar que proíbe a TV Globo de exibir em suas reportagens documentos considerados sigilosos sobre a investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Nas redes sociais, o “01” comemorou a decisão tomada pela juíza Cristina Feijó e agradeceu sua defesa.

“Acabo de ganhar liminar impedindo a #globolixo de publicar qualquer documento do meu procedimento sigiloso. Não tenho nada a esconder e expliquei tudo nos autos, mas as narrativas que parte da imprensa inventa para desgatar minha imagem e a do Presidente @jairmessiasbolsonaro são criminosas.”

Sobre a liminar, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) afirmou por meio de nota que “qualquer tipo de censura prévia inaceitável numa democracia, sobretudo quando o alvo da cobertura jornalística é uma pessoa pública cujo mandato foi outorgado pelo voto, o que lhe traz a obrigação de prestar contas à sociedade”.

Já a Associação Nacional de Jornais (ANJ) disse também que “qualquer tipo de censura é terminantemente vedada pela Constituição e, além de atentar contra a liberdade de imprensa, cerceia o direito da sociedade de ser livremente informada”.

Flávio Bolsonaro é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) por suposto envolvimento no esquema de peculato que ficou conhecido “rachadinha” enquanto era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Até o momento, a TV Globo não se manifestou.




Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

carlos

06 de setembro de 2020 às 09h21

A juíza segundo o conjur , notícia de interesse público contra homem público não pode ser apagada da internet, juíza quer aparecer vai pra praia de Copacabana.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?